Relações Perigosas - Capítulo 37 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Relações Perigosas - Capítulo 37

Novela de Felipe Porto
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui


     
     
     

VALE A PENA LER DE NOVO: RELAÇÕES PERIGOSAS
 
     
 
 
     
  NO CAPÍTULO ANTERIOR DE "RELAÇÕES PERIGOSAS":

Marcelo — Antes de mais nada eu queria agradecer a presença de todos vocês. Em meu nome e em nome da Barão do Alambique... Essa semana marcou uma mudança na nossa empresa: temos um novo acionista, o dr. Otávio Assunção.

Marcelo aponta para Otávio, que sorri. Todos aplaudem. Otávio faz menção de subir as escadas, mas Marcelo pede para esperar.

Marcelo — Mas tão importante quanto a entrada do dr. Otávio na Barão, é a nova linha de cachaças que a Barão do Alambique tá lançando em breve. E pra falar um pouco mais da linha visual que as novas embalagens vão adotar, eu chamo aqui: Clara Vargas.

...

Heloísa — Como o produto é focado no público jovem, nós estamos nos baseando nisso pra desenvolver as embalagens. O resto, só no dia do lançamento.

Heloísa vai descer, mas Marcelo a segura pelo braço.

Música: Instrumental suspense.

Marcelo — (Sério) Você fica.

Marcelo faz sinal para Wagner, que vai até a porta e entra com Luísa e Bernardo. Heloísa vê a mãe.

...

Heloísa — (Tensa/Para Marcelo) O que ela tá fazendo aqui?

Marcelo — (Para Heloísa) Não tá feliz com a sua mãe aqui? Ela veio trazer um presente pra você.

Heloísa — (Não entende) Quê?

Marcelo — Por favor! Tragam a televisão!

...

Marcelo desce as escadas, liga e coloca o DVD no aparelho. Enquanto a TV mostra as imagens de Heloísa colocando as drogas no carro dela, Marcelo sobe as escadas e fica ao lado de Heloísa. Mais murmurinhos entre os convidados. Heloísa muito tensa.

Marcelo — Como vocês podem ver, a mulher que está aqui do meu lado, colocou drogas no próprio carro e colocou a culpa na própria mãe!

Heloísa — (Baixo) Marcelo, o que você tá fazendo?

Marcelo — (Baixo) Não tá gostando da festa, meu bem?

Heloísa — (Baixo) Se isso é algum tipo de brincadeira, pode parar agora.

Marcelo — (Alto) Mais do que isso! Ela enganou a mim! Enganou a todos nós! Essa mulher é uma farsante! (Baixo/Para Heloísa) Nesses últimos meses você não me fez de palhaço, Heloísa?... Pronto: armei o circo pra você.

Tensa, Heloísa encara Marcelo pro um tempo e logo em seguida olha para todos os convidados que cochicham e olham em sua direção. Explosão de flashes dos fotógrafos em cima de Heloísa.

 
     
 
     
     
     

CAPÍTULO 37 (CAPÍTULO ESPECIAL)
 
     
 

CENA 01. casa de ana carolina. sala. Interior. Noite.

Continuação da última cena do capítulo anterior.

O olhar de todos os convidados estão em cima de Heloísa que está extremamente nervosa ao lado de Marcelo. Marcelo segura o braço de Heloísa.

Marcelo — (Sussurra no ouvido) Achou que eu não ia descobrir, né sua vadia?

Heloísa — (Nervosa) Marcelo, eu não sei o que falaram pra você, mas é tudo mentira. Invenção de quem não aguenta ver a felicidade alheia.

Marcelo — (Baixo) Como você é cínica.

Marcelo pega o rosto de Heloísa e o mostra para todos os convidados.

Marcelo — (Alto) Vocês sabem quem é essa daqui? Nesses últimos meses ela andou circulando por aí usando o nome de outra pessoa. Um novo nome, uma nova identidade, mas o caráter continuou sendo podre. Essa daqui não é a Clara! É a irmã dela: Heloísa?

Murmurinhos de todos os convidados. Mais flashes dos fotógrafos.

Milena ao lado de Yasmin, observa a confusão.

Milena — (Baixo) Eu sabia! Eu sabia que tinha alguma coisa errada com essa mulher. A falsidade exalava nela. Só o Marcelo que não conseguia ver.

Marcelo solta o rosto de Heloísa.

Heloísa — Meu amor, tudo tem uma explicação!

Marcelo — (Enojado) Cala a boca! Não me chama assim!

Heloísa — Mas é o que você é! O meu amor! Eu te amo! Eu fiz tudo isso por amor à você!

Marcelo — Ah Heloísa! Como você tem a cara de pau de falar um troço desses? Amor?! Você enganou todo mundo por amor?!

Heloísa — Você mesmo disse que nunca ia me amar! Que preferia a Clara do que a mim.

Marcelo — E só por isso você comete um crime?! Porque isso que você fez é falsa identidade!

Heloísa — O meu maior crime foi amar demais você.

Marcelo ri.

Marcelo — Você chega a ser patética, Heloísa. (Sério) Você acha mesmo que eu vou cair nessa sua conversinha sentimental? A minha cota de otário já estourou. À mim você não engana mais.

Heloísa — Eu não to te enganando. Eu menti, sim sobre quem eu era, mas nunca menti em relação aos meus sentimentos por você.

Marcelo — Eu não quero esse sentimento que você diz ter por mim... Eu passo.

Heloísa olha para os convidados.

Heloísa — (Baixo) Vamos conversar num local mais reservado. Aqui não é lugar.

Marcelo — Não é lugar?! Claro que é! Vêm que hoje você é o centro das atenções.

Marcelo puxa Heloísa e a leva até o centro da sala. Todos os convidados olham para Heloísa.

CENA 02. casa de giancarlo. sala. Interior. Noite.

Música: Instrumental Suspense.

Continuação da cena 27 do capítulo anterior.

Rogério com o paletó na mão, desconfiado. Tempo e ele larga o paletó no sofá e vai lentamente subindo as escadas.

CENA 03. casa de giancarlo. corredor segundo andar. Interior. Noite.

Instrumental continua. Rogério atravessa lentamente o corredor, em direção ao seu quarto com Bianca. Ele para diante da porta fechada e paira sua mão sobre a maçaneta. Grande tensão. Rogério coloca a mão na maçaneta e lentamente vai girando-a e abrindo a porta.

CENA 04. casa de giancarlo. quarto de bianca e rogério. Interior. Noite.

Instrumental continua. A porta vai se abrindo lentamente. Rogério em silêncio vai entrando e se choca com o que vê fora do plano. Rogério violentamente fecha a porta e dá um grito:

Rogério — (Grita/Raiva) Bianca!!!!

Bianca e Gregório, que estavam de roupas intimas, aos beijos em baixo dos lençóis, se assustam, se afastam e Instrumental continua. Encaram Rogério.

Bianca — (Assustada) Rogério?!

Rogério — Surpresa, meu bem?

Tensos, Bianca e Gregório se entreolham. [Instrumental off].

CENA 05. casa de ana carolina. sala. Interior. Noite.

Continuação da cena 01.

Todos os convidados olhando para Heloísa e Marcelo. Leandro, que está ao lado de Tarsila, sorri.

Leandro — (Baixo) É Heloísa. Parece que a sua casa caiu.

Tarsila — (Perplexa) To chocada! Eu nunca poderia imaginar que essa daí era a gêmea má! Então quer dizer que a Heloísa deu uma de Raquel e tomou o lugar da Rutinha? To passada.

Tarsila olha para Leandro.

Tarsila — (Pra Leandro) Você que parece não tá nem um pouco surpreso. Você já sabia disso tudo?

Leandro — (Pigarreia) Eu? Tá doida? Como é que eu ia saber de uma coisa dessas?

Tarsila — (Olha em volta) Você viu seu pai? Ele sumiu da festa.

Leandro — (Olhando para Marcelo e Heloísa) Não vi. Eu tenho coisa mais interessante pra prestar atenção.

Corta para Marcelo e Heloísa. Ela chora.

Marcelo — Não pense que esse seu choro falso vai me comover.

Heloísa — Não é falso, Marcelo. Não pense que eu também não to sofrendo com isso. Eu queria tanto ter te contado a verdade,  mas/

Marcelo — (Corta) Então por que não contou?!

Marcelo começa a chorar.

Marcelo — Eu respondo: Porque você não vale nada! Porque você queria me manipular! Brincar com os meus sentimentos!

Heloísa — (Reage) Mentira! Eu nunca quis brincar com os seus sentimentos. Eu só queria o seu amor!

Marcelo — A única coisa que você tá conseguindo, é o meu ódio, o meu desprezo por você.

Heloísa — Não fala assim.

Heloísa tenta tocar em Marcelo, mas ele a impede.

Marcelo — Sai.

Heloísa enxuga as lágrimas.

Heloísa — Você pode falar o que quiser. Que eu menti, que eu te enganei, que eu fingi ser outra pessoa... Mas você não pode negar que eu te fiz feliz. (Tom) Fala que você não era feliz comigo?

Marcelo — Eu era feliz com a Clara.

Heloísa — Mentira! Você era feliz comigo! A Clara nunca ia te fazer feliz como eu faço. Nem ela nem essa daí que você insistia em ter um caso.

Heloísa olha para Milena com desdém.

Marcelo — Nada disso justifica o que você fez, Heloísa.

Heloísa — Não justifica, mas/

Marcelo — (Corta/Bruto) Você colocou a sua mãe na cadeia pra que ela não revelasse a verdade! Você mandou darem uma facada no próprio irmão pra que ele ficasse quieto!

Milena — É mentira! Isso é mentira!

Luísa se aproxima de Heloísa e Marcelo.

Luísa — Não é mentira, não!

Heloísa — (Sussurra) Cala a boca.

Luísa — E não foi só isso. Como vocês puderam ver, ela manipulou provas pra me colocar na cadeia. Mas ela fez mais: armou pra me internar numa clínica. A minha própria filha me fez acreditar que eu tava louca.

Insert da cena 32 do capítulo 07:

Píer do Iate Clube: Uma leve neblina no local. Luísa olha em choque para Heloísa.

Luísa — Como assim morta? Você tá aqui.

Heloísa — Meu corpo tá no fundo do mar e a culpa disso tudo é sua.

Luísa — Como assim, Helo? Minha por quê?

Heloísa — Você disse que preferia que eu tivesse nascido morta. O seu desejo se realizou, mãe.

Luísa — (Com lágrimas) Não fala isso, meu amor. Eu te amo.

Luísa começa a ficar um pouco tonta.

Heloísa — Mentira. Eu sempre fui um estorvo pra você, mas agora você tá livre de mim. Você conseguiu.

Luísa — Eu não quero que você vá.

Heloísa — Agora é tarde, mãe. Eu não morri no mar, eu morri lá em casa e o que me matou foram as suas palavras de desprezo e indiferença.

Volta à cena.

Todos os convidados perplexos. Heloísa vai pra cima de Luísa.

Heloísa — Mentirosa! Qual o prazer que você tem em me ver assim?

Luísa — O mesmo que você teve ao me ver naquela clínica, achando que tava louca por ter visto a minha filha morta. A mesma que você teve ao colocar aquelas drogas na cadeia e depois tripudiar em cima de mim. Você não é a filha que eu queria.

Heloísa — (Raiva) Claro que não, mãezinha! A filha que você sempre pediu a Deus foi a Clara! Eu sempre fui um estorvo na sua vida, não fui?

Luísa — Eu tentei de tudo pra tornar você uma pessoa direita, mas não deu certo.

Heloísa — (Ri) Você tentou? Você tava enchendo a cara, isso sim! (Tom) Nem o meu pai aguentou essas suas bebedeiras.

Wagner se aproxima.

Wagner — (Reage) Não ataca a sua mãe, ela não merece.

Heloísa — Ah, vai defender ela agora?!

Wagner — O término do nosso casamento não tá em pauta agora. Você enganou todo mundo, fingindo ser a Clara.

Heloísa — E você me enganou dizendo que ia guardar segredo.

Wagner — E eu guardei, apesar de achar que você tava errada. Você que deveria contar tudo pro Marcelo.

Bernardo se aproxima.

Bernardo — Eu que contei.

Heloísa olha para Bernardo, com ódio.

Heloísa — (Ódio) Seu cretino! Você acabou com a minha vida!

Bernardo — Não, Heloísa. Você mesma acabou com a sua vida... Quando você embarcou nessa mentira, aos poucos você foi cavando a sua própria cova.

Heloísa — Você fica aí pagando de bonzinho, mas não pensou duas vezes quando me chantageou, quando me cobrou e bem caro pelo seu silêncio. (Irônica) Vai me devolver todo o dinheiro que eu gastei pra calar a sua boca?

Marcelo — (Intervém) Seu dinheiro ou meu? Posso apostar que você tava usando do meu próprio dinheiro pra pagar o silêncio do Bernardo.

Heloísa — Eu nunca te roubei, Marcelo!

Marcelo — Mas mentiu, me enganou, que é muito pior.

Heloísa — Menti, enganei sim, mas você não pode negar que eu desperto um sentimento muito forte em você!

Marcelo — Ódio.

Heloísa — Mentira! Essa relação que nós temos é e sempre vai ser muito mais forte do que você vai conseguir sentir por qualquer outra.

Marcelo — Não é, você/

Heloísa — (Corta) É sim! Você pode me humilhar, você pode me odiar, mas você vai continuar me amando!

Marcelo — Você tá completamente louca. Quem eu achava que amava, era a sua irmã e não você. (Tom) De você, Heloísa, eu só quero distância. Que você pague pelos crimes que você cometeu com todos nós.

Heloísa — Você fala isso dá boca pra fora. Eu posso ver nos seus olhos que você tá mentindo, não só pra mim, mas pra você mesmo.

Marcelo — A única pessoa que engana aqui é você.

Heloísa — (Ri) Eu não sou a única, não. Mas enfim, eu não me arrependo de nada do que eu fiz, porque eu fiz isso pelo nosso amor.

Marcelo — (Corrige) Nosso, não! Pelo seu amor, ou melhor, por aquilo que você diz ser amor.

Marcelo olha para Wagner e Bernardo.

Marcelo — E o nosso convidado especial?

Wagner — Ainda não chegou.

Heloísa — (Preocupada) De quem vocês tão falando?

Marcelo — Logo você vai saber.

Marcelo pega Heloísa pelos cabelos.

Marcelo — Agora você vai sair da minha casa. Você não é digna de tá aqui.

Heloísa — (Dor) Aí! Tá me machucando!

Marcelo — (Puxando-a) E é pra machucar mesmo, sua ordinária. Eu idiota, criando o ninho da serpente dentro da minha própria casa. Mas agora isso acabou, eu vou colocar você pra fora do jeitinho que você merece.

Puxando Heloísa pelos cabelos, Marcelo a leva para fora da casa, saindo pela porta principal. Os convidados aos poucos vão atrás deles.

Corta para Giovanna e Jardel.

Giovanna — (Perplexa) É impressionante. Eu tive em festa dessa casa só duas vezes e as duas vezes tiveram polêmica.

Jardel — Que loucura isso, né? Vai render um ótimo capítulo na biografia que eu to escrevendo.

Giovanna — Credo, Jardel. Agora não é o momento de pensar nisso. (Tom) Vamos lá pra fora que to achando que o barraco não terminou.

Giovanna e Jardel vão para a rua. Corta para Milena, Giancarlo e Yasmin.

Yasmin — Depois dizem que faze barraco é coisa de favelado. A High Society também sabe fazer um barraco como ninguém.

Giancarlo — Por trás dessa aparência fina, as pessoas escondem muitas coisas.

Milena pasmada.

Milena — Eu sempre desconfiei que a Clara/

Yasmin — (Corrige) Heloísa.

Milena — Isso. Eu sempre desconfiei que ela tava manipulando o Marcelo, mas nunca poderia imaginar que ela teria feito tudo isso. Eu nem sei o que falar, ela é louca!

Yasmin — Não fala nada. Bora pra rua que deve tá rolando o segundo ato do espetáculo.

Milena, Giancarlo e Yasmin vão para a rua. Alguns convidados e fotógrafos também vão fazendo isso.

CENA 06. casa de ana carolina. jardins. Exterior. Noite.

Otávio, Giovana, Jardel, Leandro, Tarsila, Giancarlo, Milena, Yasmin, mais inúmeros convidados e fotógrafos.

Otávio — (Preocupado) O Marcelo tá completamente louco em fazer isso. Expor o nome da Barão num escândalo desses. Alguém precisa parar ele.

Marcelo traz Heloísa, puxando-a pelos cabelos.

Heloísa — (Grita) Me solta! Isso é agressão! Maria da Penha!

Marcelo — (Ri) Sério isso? Vai querer me processar? Então processa, sua vagabunda!

Otávio se aproxima de Marcelo.

Otávio — Marcelo, é melhor você se acalmar. Isso tudo vai prejudicar muito a imagem da empresa.

Marcelo — (Irritado) Que se dane! Sai daqui!

Otávio se afasta. Marcelo aproxima o rosto de Heloísa do seu.

Marcelo — E você, meu bem... Esse é o seu lugar.

Marcelo empurra com brutalidade, Heloísa que cai no chão.

CENA 07. casa de giancarlo. quarto de bianca e rogério. Interior. Noite.

Continuação da cena 04. Rogério encara, com raiva, Bianca e Gregório que estão de roupas intimas na cama, enrolados no lençol.

Bianca — Calma, Rogério. Eu posso explicar.

Rogério — Não vem com essa, Bianca. Não tem explicações pra isso.

Gregório se levanta.

Gregório — Nós somos dois homens civilizados e podemos/

Rogério  — (Corta) Civilizados? Fale por você.

Gregório — Nós podemos conversar como adultos e/

Rogério — (Corta) Quer conversar? A minha mão vai conversar com a sua cara!

E Rogério dá um soco em Gregório, que cai no chão.

Bianca — Para com isso, Rogério!

Rogério — Só vou parar quando o meu braço cansar de tanto bater nesse filho da mãe!

Rogério vai pra cima de Gregório que está caído e dá mais dois socos no rosto dele.

Bianca — Para, Rogério!

Bianca tenta segurar Rogério, que a empurra.

Rogério — Me solta.

Rogério solta Gregório, que se levanta um pouco zonzo.

Rogério — Como é que você teve coragem de fazer isso comigo, Bianca? Quase 20 anos de casado e você me metendo chifre?

Bianca — O nosso casamento nunca foi um mar de rosas.

Rogério — Mas isso não é desculpa pra uma traição dessas!

Bianca — Eu sei, mas aconteceu.

Rogério — (Revoltado) Aconteceu?! É essa a desculpa que você tem pra me dar?! Aconteceu?!

Bianca — O Gregório e eu tivemos um romance no passado, antes mesmo de eu me casar com o Eduardo. Nós nos separamos, mas há pouco tempo nós nos aproximamos de novo... Aconteceu.

Rogério — Eu não acredito em uma palavra que você tá dizendo.

Gregório — Ela tá falando a verdade, a gente/

Rogério — (Corta) Não se mete! (Para Bianca) Sua vagabunda. Me traindo na nossa própria cama? Eu dormindo no mesmo lugar que você se esfrega com o seu amante. Que nojo.

Bianca — Essa foi a primeira vez que eu trouxe ele pra cá.

Rogério — Aproveitou que a casa tava vazia. (Ri) Seu fetiche acabou te prejudicando, não é?

Breve silêncio. Rogério meio desnorteado. Bianca e Gregório se entreolham. Bianca veste sua roupa e Gregório coloca uma calça.

Bianca — O que você vai fazer agora? Pedir a separação.

Gregório — Acho que a gente pode conversar. Eu tenho uma família e/

Rogério — (Corta) To cagando pra sua família... Mas pode ficar tranquilo. Eu não vou falar nada do casinho de vocês.

Bianca — (Surpresa) Não?

Rogério — Não... Eu vou contar pro seu pai como você anda roubando a Exportadora.

No choque de Bianca.

CENA 08. casa de ana carolina. jardins. Exterior. Noite.

Continuação da cena 06. Heloísa caída diante de Marcelo e dos convidados.

Corta para Wagner, Bernardo e Luísa.

Wagner — (Para Bernardo) Você não acha que o Marcelo tá passando dos limites, Bernardo?

Bernardo — Não. Quem passou dos limites foi ela, pai. O que o Marcelo tá fazendo é muito pouco.

Corta para Milena, Giancarlo e Yasmin.

Milena — Eu to com tanto ódio dessa mulher que a minha mão chega a coçar pra dar uns tapas nela.

Yasmin — Vai lá, então.

Giancarlo — (Repreende) Não dá ideia, Yasmin.

Yasmin — É! Ela tá merecendo, mesmo. Desconta toda a raiva que você tá sentindo.

Milena fica tentada.

Corta para Marcelo, superior, diante de Heloísa que vai se levantando.

Heloísa — Você tá louquinho pra me bater, né? Então vai! Me bate. Enfia a mão na minha cara.

Marcelo — Sim, eu to louco pra arrebentar a sua cara, mas a sua sorte é que eu não bato em mulher.

Milena se aproxima de Heloísa e Marcelo.

Milena — Mas eu bato. E em você eu vou bater com gosto.

Milena esbofeteia Heloísa, que vira o rosto com o impacto da batida. Heloísa coloca a mão no rosto e com ódio, encara Milena. Muita tensão.

CENA 09. casa de giancarlo. quarto de bianca e rogério. Interior. Noite.

Continuação da cena 07. Bianca e Gregório, nervosos diante de Rogério.

Bianca — Você não pode fazer isso!

Rogério — Você também não poderia ter feito o que fez... Mas fez, né?

Bianca — Pensa bem nas consequências dessa sua atitude.

Rogério — Não tenho nada o que pensar, Bianca. Eu sempre soube que o nosso casamento não era perfeito, mas você me trair? É demais, não acha?

Bianca — Não! Para de fazer drama!

Rogério — É! O corno aqui tá fazendo um draminha!

Bianca — O que você quer pra calar a boca? Sair desse casamento com uma grana preta e guardar pra você tudo o que sabe sobre os meus desvios da Exportadora? Fala, quanto?

Rogério — Nada! Eu quero que você enfie o seu dinheiro no/

Rogério se contém.

Rogério — Tantos anos de casada e você ainda não percebeu que o seu dinheiro era o que menos importava pra mim. Eu ta amava, Bianca, mas pelo jeito esse casamento já acabou.

Bianca — Ah muito tempo, Rogério. Só você que insistia em não enxergar essa realidade.

Rogério — Ótimo! Então você vai ter que aguentar as consequências dos seus atos.

Rogério sai do quarto de forma intempestiva.

Bianca — (Grita) Rogério! Me escuta!

Bianca sai do quarto. Gregório pega sua camisa e vai atrás.

CENA 10. casa de ana carolina. jardins. Exterior. Noite.

Continuação da cena 08. Heloísa com a mão no rosto, ainda sentindo o impacto do tapa. Milena diante dela. O resto dos convidados espalhados pelo local.

Heloísa — (Raíva) Você tá maluca?

Milena — To! Maluca, doidinha pra arrebentar a sua cara, sua cadela!

Heloísa vai pra cima de Milena, mas antes ela dá outro tapa no rosto de Heloísa e a derruba no chão. Milena monta em cima de Heloísa e a imobiliza.

Heloísa — (Se debatendo) Quer brigar?! Então me solta?! Vamos fazer uma briga limpa.

Milena dá uma gargalhada.

Milena — Você querendo falar de briga limpa? Você não tem moral nenhuma pra pedir isso. Vagabunda.

Milena dá um tapa em Heloísa.

Heloísa — Tá feliz porque agora vai ter o Marcelo só pra você, né?

Milena — To feliz porque eu vou deixar a marca dos meus cinco dedos na sua cara.

Milena dá mais um tapa em Heloísa.

Heloísa — Bom saber que você se contenta com os restos. Você sabe, né? Que se não descobrisse tudo, ele nunca ia ficar com você.

Milena dá outro tapa em Heloísa.

Milena — Cala a boca, sua vaca! Aqui você não tem direito de falar! Só de apanhar!

Milena dá mais alguns tapas na cara de Heloísa, enquanto fala.

Milena — (Ofegante) Eu sempre desconfiei que você não prestava, que era uma falsa, manipuladora.

Heloísa — Sempre desconfiou, mas ninguém nunca acreditou em você.

Milena para de esbofetear Heloísa.

Milena — No final eu não precisei fazer nada pra ver você cair.

Ofegante, Milena sai de cima de Heloísa, se levanta e se afasta dela. Heloísa também vai se levantando, com a cara inchada e com os cabelos despenteados. Todos os convidados olham para ela.

Heloísa — Tão olhando o quê?! Bando de abutres!

Marcelo se aproxima de Heloísa.

Marcelo — A surpresinha chegou.

Nogueira — (Fora de plano) Heloísa Toledo Vargas?

Heloísa se vira e vê Nogueira e mais um policial.

Nogueira — A senhora está presa tráfico de drogas e falsidade ideológica. (Para o policial) Pode algemar a suspeita.

O policial coloca os braços de Heloísa para trás e a algema. No desespero de Heloísa.

CENA 11. casa de giancarlo. sala. Interior. Noite.

Música: Instrumental Suspense.

Rogério descendo as escadas. Bianca e Gregório (que já está de camisa) vêm atrás.

Bianca — Pelo amor de Deus, Rogério! Não faz uma coisa dessas!

Gregório — Pensa nas consequências que isso pode causar.

Rogério — Já pensei e é exatamente isso que eu quero fazer.

Bianca — Vingança não vai fazer você se sentir melhor! Olho por olho? É isso que você quer fazer?

Rogério — É, Bianca. Olho por olho, vingança, vendetta, é isso que eu quero fazer. Eu quero que você seja escorraçada daquela empresa, porque eu tenho certeza que mesmo sendo a filha dele, o dr. Giancarlo não vai deixar você continuar na Exportadora depois que eu contar toda a verdade.

Bianca — É a sua palavra contra a minha! Em quem você acha que ele vai acreditar?

Rogério dá um sorriso debochado.

Rogério — Palavra? E quem tá falando em palavra? Eu tenho provas, Bianca.

Bianca fica surpresa.

Bianca — Provas?

Rogério — Documentos que comprovam os desvios e até áudio de você confessando tudo.

Bianca — (Muito surpresa) O quê?

Rogério tira o celular do bolso.

Inserir áudio da cena 09 do capítulo 24:

Rogério — (Ri) Tá com inveja, é?

Bianca — Não, Rogério! O que eu não quero é que o pai comece a ver a Milena com bons olhos naquela empresa. Já pensou se ele inventa de preparar a Milena pra ser a sucessora dele e me tirar da jogada?

Rogério — Acho que você deveria ficar feliz do seu pai nunca ter descoberto que você rouba a empresa.

Bianca — (Reage) Eu não roubo nada! (Tom) Aquilo é meu mesmo.

Rogério — Uma forma peculiar de ver as coisas.

Rogério desliga o áudio. Bianca desconcertada.

Bianca — Isso não prova nada. Eu digo que não roubo nada.

Rogério — (Completa) Aquilo é meu mesmo, você completa. Isso e mais as provas que eu tenho, não vão deixar dúvidas que você tá roubando o seu pai.

Bianca segura Rogério.

Bianca — (Implora) Não faz isso, pensa no nosso casamento.

Rogério — Você não pensou nele quando se deitou com o seu amante na nossa cama.

Bianca — (Implora) Pensa na nossa filha, pensa na Yasmin e como ela vai ficar traumatizada com toda essa história.

Rogério — Traumatizada? Ela já tá bem grandinha e sabe muito bem que a mãe não é nenhuma santa. Essa chantagem não vai funcionar.

Bianca — Pensa bem, Rogério.

Rogério se solta de Bianca.

Rogério — Já pensei, Bianca. E eu vou ter um enorme prazer em ver você caindo desse seu pedestal.

Rogério sai para a rua de forma intempestiva. Bianca ainda em choque, olha para Gregório. Dá rua, escuta-se o áudio do carro arrancando.

Bianca — Por que você não fez alguma coisa?!

Gregório — O que você queria que eu fizesse?!

Bianca — Segurasse ele! Que impedisse ele de sair!

Gregório — Você tá louca! Isso só ia adiar tudo!

Bianca — (Revoltada) Não é possível que você vá se conformar com isso.

Bianca sobe as escadas correndo.

Gregório — (Alto) Não é questão de se conformar, Bianca! A situação fugiu do nosso controle!

Bianca desce as escadas carregando sua bolsa e uma echarpe.

Bianca — (Decidida) Não fugiu, não. Porque eu não vou deixar.

Gregório — Aonde você vai?

Bianca — Resolver isso tudo, antes que ela acabe mesmo fugindo do nosso controle. (Tom) Pega suas coisas e volta pra festa.

Bianca sai para a rua. Intrigado, Gregório pega o seu paletó que está no sofá. [Instrumental off].

CENA 12. casa de ana carolina. jardins. Exterior. Noite.

Continuação da cena 10. Nogueira conduz Heloísa que está algemada.

Heloísa — Você não pode fazer isso comigo, Marcelo!

Marcelo — Posso sim. Eu tenho provas. (Para Nogueira) Leva ela daqui.

Nogueira — (Para o policial) Vamos.

Heloísa — Espera! Antes eu só quero falar uma coisa.

Heloísa olha para Milena.

Heloísa — (Para Marcelo) Se vocês dois pensam que agora vão ser felizes, tão muito enganados! Eu vou tá sempre presente na sua vida Marcelo. (Para Milena) O ódio dele por mim, vai ser mais forte que o amor que ele sente por você e isso vai nos deixar ainda mais próximos.

Nogueira caminha em direção ao portão de saída e o policial vai atrás, conduzindo Heloísa. Marcelo vai até os fotógrafos.

Marcelo — Vocês também! Podem ir embora! O espetáculo já acabou. Seguranças!

Alguns seguranças fazem sinal para os fotógrafos, indicando a saída. Os fotógrafos aos poucos vão saindo.

Corta para Jardel e Giovanna.

Jardel — Que noite, hein?

Giovanna — Nem me fale. (Ri) E o Otávio pensando que essa festa toda era pra ele... Eu preciso jogar isso na cara dele.

Jardel — Não provoca, Giovanna.

Giovanna — É rapidinho.

Giovanna caminha em direção a Otávio.

Giovanna — Que bela festa, hein? Pena que não era pra você.

Otávio — (Revoltado) O Marcelo me usou como desculpa pra fazer uma festa e convocar a imprensa. E o pior é que isso vai prejudicar e muito a imagem da Barão.

Giovanna — Justo agora que você virou acionista. Que dó... Vamos torcer pra que as ações não despenquem.

Giovanna dá um sorriso irônico e volta para Jardel. Otávio bufa.

Corta para Marcelo, sozinho, perdido. Leandro vai até ele e coloca a sua mão no ombro de Marcelo. Marcelo olha para a mão de Leandro.

Leandro — Que barra você deve tá passando, hein primo? Descobrir que foi enganado esse tempo todo pela mulher? Pode contar comigo no que precisar.

Marcelo tira a mão de Leandro do seu ombro.

Marcelo — Ela não foi a única que me enganou, não é Leandro?

Leandro — Como assim?

Marcelo — Para de fingimento, eu sei que você também sabia que a Clara era a Heloísa.

Leandro — Que doideira é essa, cara? Você acha que eu seria capaz de fazer uma coisa dessas?

Marcelo — Eu achava que a Clara... Heloísa, que seja, nunca fosse capaz de me enganar... E enganou.

Leandro — Mas eu/

Marcelo — (Corta) Para. O Bernardo me confirmou tudo e disse que tinha contado pra você. (Ri) E aquelas mensagens no meu celular? Aquela história de Doppelgänger? Era você?

Leandro — Sim, era eu!

Marcelo — Sabia.

Leandro — Eu queria você longe da Milena, mas não funcionou. Você é tão tapado que nem deve ter entendido a mensagem.

Marcelo — E você não contou nada porque sabia que se eu terminasse com a Clara, eu iria voltar pra Milena.

Leandro — Eu nunca desisti dela, Marcelo. Fica longe da Milena, ela é minha.

Marcelo — Ela foi sua e você perdeu ela.

Leandro — Você também perdeu ela quando ficou nessa indecisão.

Marcelo — Perdi, mas to arrependido. E também sei que ela ainda me ama e que eu vou reconquistar ela.

Os dois se encaram por alguns instantes.

Marcelo — E, por favor, saia da minha casa.

Marcelo dá as costas para Leandro e sai caminhando.

Corta para Milena, Giancarlo e Yasmin.

Giancarlo — Vocês viram o Rogério por aí? Ele evaporou.

Yasmin cutuca Milena.

Yasmin — Olha lá. Ele tá vindo pra cá.

Marcelo se aproxima de Milena.

Marcelo — Será que a gente pode conversar?

Yasmin cutuca Giancarlo, faz um gesto e os dois se afastam de Milena e Marcelo.

Música: Pede a Ela – Tim Maia.

Marcelo — Milena, eu sei que fui injusto com você em não acreditar no que você disse.

Milena — Muito, Marcelo. Tava tudo na sua cara, mas você preferiu acreditar nela do que em mim.

Marcelo — Eu sei, eu to muito arrependido disso. Você tentou me alertar e eu burro, não consegui entender.

Marcelo pega na mão de Milena.

Marcelo — Eu queria tanto poder voltar no tempo e não ter feito o que eu fiz.

Milena — O tempo não volta, Marcelo.

Marcelo — Eu sei, mas a gente pode fazer um novo começo, o começo de uma história que vai ter um final feliz.

Milena — E a Heloísa? Apesar de tudo você não pode negar que teve um envolvimento amoroso com ela.

Marcelo — Eu tava envolvido com a Clara.

Milena — Mas você sentiu algo por ela.

Marcelo — Sim, mas eu to querendo arrancar tudo que eu senti por ela. É como se fosse uma droga, te faz mal e a única forma de arrancar ela da nossa vida é se afastando dela. Eu não quero mais saber dela... Eu quero só você... Eu te amo.

Milena — Eu também te amo.

Os dois lentamente vão aproximando seus rostos, até que seus lábios se aproximam.

Mais afastado, Leandro observa tudo, tenta conter a raiva e entra na casa de forma intempestiva.

Marcelo e Milena continua se beijando de forma calma e singela. [Música off].

CENA 13. delegacia. cela. Interior. Noite.

Nogueira e mais um policial conduzem Heloísa pelo corredor. O policial tira as algemas de Heloísa, abre a cela e a coloca dentro. O policial fecha a cela.

Nogueira — Aproveite a estadia.

Nogueira e o policial saem. Heloísa olha para as outras 3 prisioneiras que estão na cela.

Heloísa — Tão olhando o quê?

Prisioneira#1 — Que marra é essa, princesa? Mal chegou e já tá querendo botar banca. Fica quietinha se não vai sobrar pro teu lado.

Perceu entra e se aproxima das grades.

Perceu — Olha só quem resolveu voltar. Tão fazendo rodízio? Sai a mãe e entra a filha?

Heloísa — Sem gracinha.

Perceu — Então quer dizer que o seu nome é Heloísa e não Clara.

Heloísa — Não te interessa.

Perceu dá um sorriso e vai saindo.

Heloísa — Espera!

Perceu se aproxima.

Heloísa — Me ajuda a sair daqui que eu faço o que você quiser.

Closes alternados entre Perceu e Heloísa.

CENA 14. rua. ambiente. Exterior. Noite.

Música: Instrumental Suspense.

Carro de Rogério corre por uma rua deserta. Corta para o interior do carro: Rogério no volante, falando ao celular.

Rogério — (Cel) Alô, filha? Vocês ainda tão na festa?... Tive que resolver uns problemas, mas não saiam daí... Não. Eu preciso falar com vocês todos e é urgente, fiquem aí que/

E então, um carro que vinha atrás o ultrapassa.

Corta para a rua: O outro carro dá um cavalo de pau e para no meio da rua, impedindo a passagem do carro de Rogério. Corta para o interior do carro: Rogério dá uma freada brusca e derruba o celular.

Rogério — Mas o que é isso?! Comprou a carteira onde?

Corta para a rua: Uma pessoa desce do carro, não há mostramos.

Rogério — Quer tirar a droga desse carro da frente?

Close na mão da pessoa, que ergue uma pistola e aponta em direção a Rogério.

Rogério — (Nervoso) Pelo amor de Deus, não faz uma coisa dessas.

A pessoa puxa o gatilho e a bala estilhaça o vidro do carro e acerta em cheio o peito de Rogério.

Enfim revelamos a pessoa, que está com o rosto encoberto com uma touca, tipo meia calça. A pessoa tira a máscara do rosto: é Bianca. Closes alternados em Rogério, ferido no peito e desacordado e em Bianca apontando a arma na direção do carro. [Fade Out].

   

 

     



REALIZAÇÃO


Copyright
© 2016 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução
.aaa.
.aaa.
Compartilhe:

14 anos

Capítulos de Relações Perigosas

No Ar

Novela

Relações Perigosas

Comentários:

0 comentários: