Perfume - Capítulo 59 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Perfume - Capítulo 59

Novela de Luiz Gustavo
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui


 

     
     
     

CAPÍTULO 59 - OBSESSIVA
 
     
   
 

Pamela esperava uma ligação naquele momento, apenas uma chamada com as respostas, a espera a matava nos lençóis de seda, estava pronta para dormir uma madrugada inteira ou passar acordada com aquele que anseia, mas o homem parece terminantemente arrependido. As luzes do apartamento se apagam, para que a dama pudesse entrar em um profundo estágio de letargia. Tomaz a ignorava na rua e por muitas vezes trocava de calçada, estava fugindo das consequências, trata-se de um fraco, aproveitou-se dos prazeres carne, para não entregar a alma. Pamela não visitava a família como antes, as pessoas a condenavam friamente, mas ela, no entanto, não sente todo este fardo e muito menos pena de Alice Jones, decerto a delegada mereceu, por nunca provocar brutalmente apetite sexual do investigador da maneira correta. 

Sexta-Feira, o carro de Pamela deslocou-se para Vale-Verde rapidamente, não estava nem um pouco agoniada com a morte de Neide Alencar, pelo contrário, sentiu que estava na hora daquela desgraçada partir para uma melhor, era a sua mãe apenas de sangue, jamais existiu um laço afetivo entre ambas. Para todos ao redor que a contemplava, demonstrou o sofrimento por causa do padecimento, entre as lágrimas e os momentos de agonia, digna de piedade. Da última vez que Levi havia colocado os pés naquela cidadezinha, era para encontrar alguma pista a respeito do assassinato na basílica, agora certamente está procurando algum vestígio de mentira da perfeita Claudia Alencar. Pamela roía as unhas de ansiedade, precisa se reaproximar do irmão e agora existe um sinal vermelho na cabeça, um homicida jogado neste tabuleiro. 

Na missa de sétimo dia não compareceu muitas pessoas, somente os mais conhecidos. O clima está parcialmente nublado naquela manhã, Pamela está trajando um vestido de renda escuro e usando óculos para que ninguém pudesse enxergar o sorriso dos seus olhos castanhos. “Sua alma não foi importante para a humanidade.” Ela estava acomodada ao lado de Amália Monteiro, a sua verdadeira mãe. 

- Só de pensar nos primeiros dias da minha existência, de cada momento que passamos juntas, dos primeiros segredos, ela me ensinou as maiores lições que uma filha poderia aprender e agora... – Ela fez uma leve pausa nas palavras, soltando um rápido soluço. – Terminou tudo tão rápido, sendo morta desta maneira dona Amália? Essa pessoa não deve ter ao menos um coração dentro do corpo. Viver a morte é difícil, é uma dor infinita. 

As lagrimas de plásticos começam a se misturar com o rímel, caindo lentamente pela face feminina. 

- É um sentimento profundo, só de imaginar que ontem conversamos sobre os nossos principais assuntos e hoje, não podemos nem tocar uma palavra a respeito. 

Ás vezes pega no silêncio dos seus pensamentos mais insanos, Pamela desejava em revelar a verdade para a matriarca, que ainda sente culpa por ter apresentado a filha a Miguel Xavier e forçar um casamento, por pura ganância, mas ignorava completamente o seu lado condolente, não pode ser inibida pela culpa. A chuva inundava a alameda, quando retornava sozinha para Arraial D’ Ajuda, estava aquecida dentro do veículo, mas só queria um abraço sincero. 

O mundo é capitalista e gira em torno de dinheiro, cada um possuí o seu preço para ser vendido, alguns podem vender o corpo e outros a alma. Pamela sabia que havia assinado um acordo com o demônio quando matou Claudia naquela basílica, mas não sabia que tinha matado a si mesma, a sua biografia, a sua existência. No dia que Levi recordar cada degrau de sua memória, só terá uma única escapatória, que é desapegar de tudo aquilo que existiu e recomeçar em outro lugar, com um coração amargo feito de vidro blindado, que jamais será quebrado.  

Ela se deita na cama, apagando entro os devaneios e se levanta quinze horas depois de ter se deitado, havia dormido novecentos minutos seguidos, mas o corpo entanto permanece cansado. A dama prepara um café preto sem açúcar, era o que está precisando para despertar e ir a Porto Seguro, fazer algumas compras, seu principal passa tempo. 

Os quinze minutos de travessia da balsa eram por muitas vezes tumultuado, cercado de alunos indo para a escola e pessoas correndo atrás do próprio sustento, mas hoje estava tranquilo, dava para escutar o som das ondas no mar, soava como uma música da Sarah Brightman, Pamela acomodou-se em uma cadeira para apreciar a vista, enquanto o vento batia entre seus cabelos escuros, quando notou por si mesma, aquele momento de paz interior havia sido finalizado, a embarcação havia atracado, era à hora de ligar o motor do veículo. 

Pamela andava por cada loja do shopping e fazia questão de comprar qualquer coisa que a chamava atenção, no final do dia havia gasto cerca de dez mil reais, em produtos de beleza, vestidos e bolsas.  É uma mulher ansiosa, mas as comprinhas estavam começando a virar um vício de estado grave, que não sabia mais contornar. Às oito horas da noite quando, ela saiu de um dos principais restaurantes de Porto Seguro, andava cambaleando devido às várias taças de champanhe que ingeriu, procurava o carro na alameda na escura, mas não o localizava, estava embriagada, mas não tinha perdido sua sanidade mental. Então começa escutar um zumbido na cabeça, devido à bebida alcoólica certamente, estava ficando forte, seguindo por uma pancada tão forte na cabeça, que a fez desmaiar naquele exato segundo. 

Pamela não se recordaria como havia chegado naquele lugar, estava jogada em um buraco de quase três metros de profundidade e sem nenhum sinal de ferimento na sua constituição física, aquele era o primeiro passo para sua caminhada ao inferno, já haviam cavado a sua cova.
 

 
     

 

     

Inspirada na música Perfume de Britney Spears

autor:
Luiz Gustavo

personagens:
Levi Monteiro
Pamela Monteiro

Barbara Novak
Tomaz Brayton

Tony Federline
Amália Monteiro

Jonathan Sampaio
Miguel Xavier
Alice Jones

Olga Novak
Neide Alencar
Marcos Ribeiro

Evelyn
Hugo Rafael
Fagner Lima

Valentim

participações especiais:
Jake Fremont
Tyler
Claúdia Alencar

as crianças:
David Novak
Kevin Jones
Douglas

trilha sonora:
Summertime Sadness - Lana Del Rey (abertura)

colaboração:
Thiago Machado
Márcio Gabriel

agradecimentos:
Juliana Cordeiro
Victor Marçal
William Araújo
Rodrigo Ferreira

produção
Bruno Olsen
Cristin Ravela

Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO


Copyright
© 2019 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

.aaa.
.aaa.
Compartilhe:

Capítulos de Perfume

Drama

Literaria

Novela

Perfume

Romance

Comentários:

0 comentários: