Papo com o Autor - 3x03


 

PAPO COM O AUTOR - 3x03
 
 
   
 


Henrique Lima - Tiro de Bala Bumbum Part. Taina Costa
 

 

CARLOS: Atiraaaaaaa!!! Amo essa música do Henrique com a Taina maravilhosaaaa e é nesse clima de Tiro, bala e rebolar a buzanfa que olha mesmo o que teremos no pôgrama de hoje:

“Nunca abordei nas minhas histórias é o erotismo, nunca escrevi cenas de sexo e não tenho vontade de escrever.”

“Eu já pensei em mudar a forma da escrita, porque como percebe, eu misturo o roteiro com o literário, mas pensando bem, eu não faria isso nessa temporada.”

“Então acho que os canais ainda precisam melhorar muito na questão do jornalismo no MV.”

“Uma coisa que me irrita no MV são as pessoas que fazem tempestade num copo d’água por coisas fúteis.”

(RODRIGUES, Melqui. 2019)

CARLOS: Num faleiiii... Eitaaa que é tiro pra todo lado!!! Guenta ai e roda logo a vinheta pra gente começar esse tiroteioooooo....

 
     

 

     
     
     

 

     
 

CARLOS: Mais um programa esta começando nas noites badalas aqui da WEBTV, como não poderia deixar de ser diferente, no pôgrama de hoje vamos receber uma figura pra lá de renomada aqui no MV com tramas maravilhosas e sempre bem elogiadas. Preparados?! Espero que sim! Então chegue chegando, bagunçando a zorra toda, sacudindo e levando poeira: Melquitooooo Rodrigueeesssss.....

MELQUI RODRIGUES: Boa noite Brasil, Boa noite Carlos!

CARLOS: Espero que não se assuste com esse doido que vos fala... Só me conta, preparado pra essa zorra?

MELQUI RODRIGUES: Então estamos kits, porque em matéria de loucura eu sou especialista kkkk. Estou preparado, com certeza!

CARLOS: É disso que tô falando.... Bora começar! E pra chamar o nosso primeiro quadro, deixo com suas palavras em tons vilanescos... Chame ele pra gente Melquito!!!

MELQUI RODRIGUES: Hahahaha. Então... Que venha o primeiro quadro, meu povo! Papo Curioso!

 
     

 

     

 

     
 

CARLOS: Assim como eu, o povo aqui do MV é baita curioso, e põe curioso nisso. Por isso queremos saber toda a história inicial de MELQUI RODRIGUES aqui no MV. Conte tudo não esconda nada?!

MELQUI RODRIGUES: Então, eu conheci o MV em Junho do ano passado. Como alguns já sabem, eu venho de um fórum hispânico e não escrevia pra nenhuma plataforma aqui no Brasil até então. Foi aí que eu conheci a Web TV e consequentemente a Cyber e fiquei feliz por ver que aqui no Brasil eles também investem em web-séries e web-novelas virtuas.

CARLOS: Como funciona o processo de montagem da trama, criação de histórias, personagens, nas mãos da MELQUI?

MELQUI RODRIGUES: Bom, eu sou bem eclético com minhas histórias. Gosto de primeiramente criar o arco central, depois passar pra construção de personagens e na maioria das vezes eu só decido o título por último, pois tendo o contexto montado a gente já tem uma ideia de como será o título. Claro que isso é relativo, já vi autores que escolheram primeiro o título pra depois começar a criar suas próprias histórias.

CARLOS: Quando você começa a desenvolver os capítulos é normal você fazer alterações na sinopse inicial ou sempre se mantem ao que planejou inicialmente, o publico pode ter uma parcela nessa mudança?

MELQUI RODRIGUES: Eu sempre acabo mudando uma coisa ou outra, assim, a base central eu procuro manter, mas quem conhece minhas histórias sabe que eu sempre venho com um “Plot Twist” no meio da trama que muda o conceito de onde a narrativa está caminhando. É bem arriscado, mas feito com prudência fica um excelente trabalho.

CARLOS: MELQUI, outra coisa que gosto de perguntar é sobre as definições de títulos para a obra. É difícil você titular suas tramas? Como você chega ao titulo de suas obras?

MELQUI RODRIGUES: Como eu falei anteriormente, o título é a parte mais difícil. Ás vezes você pensa num título legal, mas não encontra uma forma dele servir pra aquela história e ás vezes você tem uma história planejada e não tem ideia de qual título colocar. Eu sinceramente tive trabalho pra escolher o título das minhas últimas obras.

CARLOS: Uma questão que acho bastante curiosa é a escolha do tema musical para a abertura e a abertura em si das tramas. É difícil você chegar ao resultado final e esperado para a abertura de uma trama sua?

MELQUI RODRIGUES: Incrivelmente não. Como eu também sou do mundo da música, então tenho mais facilidade em conhecer uma boa franquia de músicas que servem para ser tema central das minhas histórias. É uma das partes que eu menos tenho dificuldade.

CARLOS: MELQUI, acho bastante interessante aqui no MV quando o autor apresenta um elenco para dar formas físicas aos seus personagens. Você tem algum ator/atriz que sempre ganha um personagem em suas tramas?

MELQUI RODRIGUES: Sim, eu sempre procuro algum ator/atriz que tenham mais ou menos as feições do personagem que eu quero propor, mas nem sempre isso acontece. Na boa parte das vezes eu imagino o personagem de uma forma que não consigo encontrar um ator ou atriz que se pareça com ele.

CARLOS: E Quando tratamos dos assuntos que o MELQUI nunca abordou numa trama e nunca chegará a abordar, qual seria? E aproveitando a ocasião, que tema o MELQUI ainda não abordou e espera em breve poder usar em uma de suas tramas?

MELQUI RODRIGUES: Cara, eu acho que um assunto que eu nunca abordei nas minhas histórias é o erotismo, nunca escrevi cenas de sexo e não tenho vontade de escrever. Pelo fato de que a maioria das minhas histórias segue uma narrativa onde os personagens não tem tempo nem pra desenvolver um romance. E é esse outro tema que nunca abordei como centro: O romance. Eu sempre brinco com meus amigos que eu sou muito anti-romântico kkkk, porém eu não descarto essa possibilidade de fazer algo mais “romântico”, mas por enquanto não está nos meus planos.

CARLOS: MELQUI agora precisamos saber, quando se faz um comparativo com o mundo "real"... Que autor o MELQUI RODRIGUES se identifica no modo da escrita, do desenvolver da trama?

MELQUI RODRIGUES: Um autor que eu me identifico muito é o Stephen King e também pego carona com a Shonda Rhimes, acho que temos algo em comum: A sede de matar vários personagens kkkk.

CARLOS: Qual das tramas do autor/autora você mais curtiu?

MELQUI RODRIGUES: Do Stephen King pra mim “O Iluminado” foi uma das suas obras mais primordiais, sou completamente apaixonado por aquela história que me deixou com noites em claro rsrs.

CARLOS: E quando o assunto é o MV, qual colega você acha parecido com suas sacadas, qual autor/autora você se identifica?

MELQUI RODRIGUES: Eu me identifico muito com o Hugo Martins. Ele assim como eu tem o pé quente pro terror e na maioria das vezes temos uma linha de “crueldade” similar ao escrever rsrs.

CARLOS: Depois desse esquentaaaa pra lá de curioso é hora de revirar tudo sobre o passado sombrio do MELQUI, corta pro Baú!!

 
     

 

 

 

     
 

CARLOS: Vou direto ao ponto, vou direto arregaçando as portas desse armário empoeirado da MELQUI... Corro o risco de encontrar nada de estranho por aqui, né?

MELQUI RODRIGUES: Espero sinceramente que não kkkk.

CARLOS: MELQUI querido, conte pra gente qual foi e do que se tratava sua primeira trama.

MELQUI RODRIGUES: Bom, minha primeiríssima obra que foi publicada mesmo tanto nacional quanto internacional e que segue até hoje como um divisor de águas na minha carreira, foi “Vale Dicere”.

 

Logo de “Vale Dicere”: Arquivo Pessoal do autor

CARLOS: A história de Vale Dicere embalou o MV por quantos capítulos?

MELQUI RODRIGUES: São no total 11 capítulos, a trama ainda está em exibição na Web TV, mas ela foi exibida completa na rede latina Portal Glook no ano passado.

CARLOS: Nesses 11 capítulos já posso imaginar todos os obstáculos que os protagonistas enfrentaram para enfim ter um final feliz. E nesses obstáculos tínhamos uma vilã ou vilão?

MELQUI RODRIGUES: Com certeza. O terrível Dr. Addan, acho que foi o vilão mais cruel que já criei, é um homem sem escrúpulos nenhum.

CARLOS: Queremos saber todas as maldades desse/dessa bandida(o)... conte logo tudo o que essa vaca aprontou nos capítulos de Vale Dicere.

MELQUI RODRIGUES: Bom kkkk, ele fazia experiências ilícitas com cães através de uma substância química que ele desenvolveu e criou seres incontroláveis que infectavam tanto humanos como outros animais. Isso foi o de menos, ele tá por trás de grandes armações aí e ainda vai tentar convencer o governo britânico de que ele tem o antídoto da cura pra esse vírus.

CARLOS: Quem assumia a função de príncipe da Lisa na série e como os dois se conheceram?

MELQUI RODRIGUES: Bom, o Cristhian é que exercia essa função, tanto que meus leitores formavam o shipp #Chrisa, mas dificilmente eles tinham tempo pra tentar começar algum tipo de relação. Tanto que eles se conheceram no meio do caos, a Lisa estava fugindo de uma das criaturas e Cristhian a salvou, então foi bem inusitado.

CARLOS: MELQUI, além dos protagonistas e todas as suas histórias para o final feliz, temos as paralelas e nelas personagens que acabam se destacando ao longo dos capítulos. Que personagem assume essa função em Vale Dicere?

MELQUI RODRIGUES: Olha, escolher um único personagem coadjuvante é difícil, pois aqui em Vale Dicere temos os melhores coadjuvantes. Mas vou destacar três em questão, o primeiro é o Capitão Dan que é o grande líder da tropa e faz de tudo pra proteger os cidadãos, outro destaque vai pra May que foi considerada pelo meu público, a personagem favorita deles. E claro, a Dra. Fionna que é outra personagem importantíssima pra série.

CARLOS: Quantos personagens tínhamos ao todo na série? Conta pra gente os mais que você curtia e quem era os atores escalados.

MELQUI RODRIGUES: Se eu não me engano são 17 personagens. Os que eu mais gosto sem dúvidas é a Lisa, Cristhian, May, outro que não mencionei anteriormente é o Agente Victor que sou muito fã dele e a garotinha Emily que é uma das personagens de mais profundidade na trama. A maioria dos personagens eu não conseguia pensar em um ator ou atriz que pudesse defini-los, exceto pela Lisa que tem como imagem a cantora e compositora coreana Ailee.

CARLOS: Que personagem você quando estava escrevendo pensou em matar, mas não matou por que repensou duas, quatro, mil vezes?

MELQUI RODRIGUES: Parece até mentira, mas inicialmente eu pensei em matar a Dra. Fionna, ela não era pra ser uma das médicas principais, meus planos para ela eram outros, mas acabei gostando da personagem e mudei o percurso dela na trama. Tanto que hoje ela é uma das personagens favoritas do público.

CARLOS: Quais os temas que foram retratados ao longo dos capítulos de Vale Dicere?

MELQUI RODRIGUES: Bom, o tema central de Vale Dicere é o terror e a ficção científica, mas no decorrer dos capítulos temos muita ação, suspense e até mesmo laços familiares muito fortes.

CARLOS: Vale Dicere sempre foi o título pensado para a trama? Se não, quais eram as outras opções?

MELQUI RODRIGUES: Na verdade sim, eu vi esse título em um filme que assisti e fui procurar o significado, aí eu vi que esse nome vem do latim e significa “Para Dizer Adeus”, tanto que não se pronuncia como se escreve, a pronúncia correta é “Vale Ditchere”, abracei a ideia do nome e o coloquei em definitivo.

CARLOS: MELQUI, sempre pergunto ao autor qual cena da trama que ele escreveu e que até hoje ele considera como inesquecível. Em Vale Dicere que cena ficará para sempre em sua memória?

MELQUI RODRIGUES: Sem sombra de dúvidas a cena mais marcante não só pra mim, mas acho que pra todos que leram foi a cena que May eletrocutou um cão infectado dentro da banheira. Pra mim foi a cena mais aterradora e magnífica da série.

CARLOS: Se é inesquecível para o autor lógico que não vamos ficar sem rever... Se segurem aí e curtam essa cena inesquecível para o MELQUI RODRIGUES.

Cena inesquecível

May vai vagarosamente até o quarto de Lisa, ela entra no interior do mesmo e pega o espelho que estava em cima da escrivaninha e em seguida procura pelo secador de cabelo que estava dentro da gaveta, ela também vê no quarto um taco de beisebol que pertenceu ao pai de Lisa e ela guardava como lembrança, ela pensa que poderia ser útil e o apanha. Com uma certa dificuldade, May leva os 3 objetos consigo e retorna ao banheiro com segurança, Emily ao ver os objetos questiona:

— Pra quê tudo isso tia May?

May: É agora que nossa brincadeira começa Emily, está pronta?

Emily: Sim.

May: Ótimo!

May saiu do banheiro com o taco de beisebol na mão deixando Emily lá dentro, ela para em frente ao corredor e começa a gritar:

-Vem aqui cãozinho de merda! Você quer me pegar? Vem desgraçado imundo!

Neste momento o cão veio do final do corredor em direção a May, esta volta correndo para dentro do banheiro e espera a fera chegar. Ao segui-la, o animal chega até a porta do banheiro e May estava na beira da banheira segurando o espelho que estava refletindo a imagem de Emily que na verdade estava agachada no canto da porta com o taco de beisebol na mão em posição de ataque, o cão confuso foi em direção ao espelho pensando que se tratava de Emily, e quando se prepara para saltar, May desvia o espelho, o cão cai dentro da banheira cheia de água, a jovem liga o secador de cabelo na tomada que fica do lado da banheira e fala ironicamente:

— Que tal uma hidromassagem grátis querido?

May joga o secador ligado dentro da banheira e eletrocuta o cão até a morte.

Ambas testemunham aquela cena assustadora, o curto-circuito acabou destravando o alarme geral da casa. Emily vai em direção a May completamente assustada.

 

CARLOS: Chegaria a mudar alguma coisa na história? Ou do jeito que você a escreveu, você concorda que foi o melhor rumo para a trama?

MELQUI RODRIGUES: Eu já pensei em mudar a forma da escrita, porque como percebe, eu misturo o roteiro com o literário, mas pensando bem, eu não faria isso nessa temporada. Talvez na próxima eu tente usar um outro artifício, mas foi essa mecânica que me diferenciou e me diferencia dos outros escritores.

CARLOS: Hoje olhando para as obras atuais e a primeira. O que podemos dizer que Vale Dicere trouxe durante sua trajetória até hoje?

MELQUI RODRIGUES: Muitas experiências, fui aprendendo com os erros... Claro que tenho muito que aprender ainda, mas eu posso dizer que Vale Dicere abriu as portas pra eu me tornar o escritor/roteirista que eu sou hoje.

CARLOS: Uma curiosidade que sempre surge é sobre os finais dos personagens... Em Vale Dicere, como foi o Final de Lisa e do vilão, Dr. Addan?

MELQUI RODRIGUES: Bom, esse é um spoiler que eu não dou em entrevistas kkkk. Mais uma coisa eu digo a vocês: O final vai explodir a sua cabeça!

CARLOS: MELQUI, a gente segue e seguimos para o quadro que vai precisar de mais opinião dessa sua cabecinha.

 
     

 

     
 
     
 

CARLOS: Aqui vamos expor algo ou alguém que esteja nesse MV e o autor entrevistado usará do seu senso crítico para propor alguma mudança, dar sugestões, dar seu ponto de vista para o determinado a ele.

Hoje no autor que manda, queremos saber o posicionamento do MELQUI quanto aos programas de Jornalismo aqui do MV. Em grande parte, as emissoras do MV possuem em sua grade programação alguns programas destinados como “jornalísticos”, em uma posição como leitor, o que Melqui percebe nesses programas que está dando certo e o que poderia mudar? O que de fato poderia ser levado mais em consideração pelas emissoras para uma possível melhora no conteúdo levado ao ar dentro desse tipo de programa?

MELQUI RODRIGUES: Eu gosto muito dessa área do jornalismo, e creio que é muito essencial ter isso no MV, se tem na TV, por que não aqui? Apesar disso eu ainda acho que os canais precisam se potencializar mais nessa questão. Eu gosto muito do Cyber Backstage apresentado pelo Marcelo Delpkin que ele sempre dá um giro com notícias rápidas e quentes sobre o que tá acontecendo no MV, o blog da Zih também é muito bom, apesar de que eu adoraria que tivesse mais atualizações durante a semana. Mas a gente até entende que sobrecarrega pra uma só pessoa né? Então acho que os canais ainda precisam melhorar muito na questão do jornalismo no MV.

CARLOS: O Autor que manda!

 
     

 

 
   

 

     
 

CARLOS: Melqui só te digo uma coisa: Te prepara! Dito isso, vem entender porque esse é o quadro mais fofo do MV e olha só quem resolveu dar as caras por aqui:

GABO OLSEN

1 - COMO CONHECEU O AUTOR AQUI NO MV?

No ano passado um integrante do Portal Glook fez uma publicação no fórum e o link da WebTV foi inserido na mensagem. Quando o Melqui acessou o site ele entrou em contato com a emissora e falou sobre o interesse em publicar Vale Dicere na WebTV. Todo o processo de avaliação, aprovação, produção, confecção, divulgação e postagem da obra foi explicado a ele.

2 - A AMIZADE DE VOCÊS JÁ DURA QUANTO TEMPO?

Nossa amizade começou no ano passado e vai completar um ano que ele conheceu o MV Brasileiro kkkk.

3 - SEMPRE CONVERSAM? QUAIS OS ASSUNTOS MAIS COMUNS?

Os episódios de Vale Dicere englobam o formato roteiro e literário. Vou aproveitar e contar uma curiosidade dos bastidores kkkkk. Quando a série foi aprovada, a emissora apostava no formato roteiro, sendo assim, o Melqui adaptou o primeiro episódio na versão roteiro. Quando a WebTV fez o comunicado do investimento no literário, a série permaneceu na proposta inicial e essa decisão foi comemorada pelo autor pela direção, pois os episódios originais foram mantidos.

4 - COMO É O AUTOR FORA DA ESCRITA E MAIS AMIGO?

O Melqui é mil e uma utilidades, escreve no MV, publicou a série no fórum Portal Glook em espanhol, lançou um livro, subiu nos palcos e sentiu a adrenalina da atuação, recentemente participou da gravação de um clipe, tem promovido diversas lives no Facebook, onde é realizada a divulgação de suas séries. Todos os momentos especiais que ele vivencia, é compartilhado no grupo de WhatsApp e a galera torce, incentiva e o feedback sempre é importante.

5 – DEIXE SUA MENSAGEM PARA O AUTOR

Desejo sucesso nos próximos projetos. Aproveito para parabenizar pelo aniversário de 1 ano no MV. O Melqui foi bem recebido pela galera, ele interage constantemente. Melqui Rodrigues continue com essa energia positiva. Você vai longe.

 

Melqui: Haha, caramba, já faz 1 ano que eu conheço o Gabo e toda essa galera do MV, parece que foi ontem que conversamos pela primeira vez. Muito obrigado pelo carinho e pela oportunidade.

FAILON TEIXEIRA

1 - COMO CONHECEU O AUTOR AQUI NO MV?

Conheci o Melqui nos grupos do MV. De cara, fui com a cara dele. Nós começamos a conversar e ficamos amigos. Uma amizade que dura até hoje.

2 - A AMIZADE DE VOCÊS JÁ DURA QUANTO TEMPO?

Um ano ou mais.....Melqui é novo no MV. Eu já tenho um tempinho aqui. Acho que é isso mesmo.

3 - SEMPRE CONVERSAM? QUAIS OS ASSUNTOS MAIS COMUNS?

Conversamos sempre. Sobre o trabalho dele no teatro e tal....E sobre o MV. Conversamos bastante sobre NO MAGIC. Série maravilhosa que ele exibiu na Cyber. E sobre demais assuntos e fofocas do MV.

4 - COMO É O AUTOR FORA DA ESCRITA E MAIS AMIGO?

Melqui não muda. Continua sempre gentil e alegre. Aí, meu amigo lindo.

5 – DEIXE SUA MENSAGEM PARA O AUTOR

Desejo tudo de bom para o Melqui. Muito sucesso no MV. Ele sempre nos apresenta boas obras. Tenho orgulho disso. Que continue sempre sendo essa pessoa que ele é.

 

Melqui: Hahahaha, Failon sempre irreverente, muito obrigado, amigo, pelo carinho e espero que você possa trilhar novos caminhos daqui por diante não só no MV como também na vida real.

HUGO MARTINS

1 - COMO CONHECEU O AUTOR AQUI NO MV?

Meu Deus! Parece que conheço o Melqui desde sempre. Mas, nos conhecemos através do grupo da Cyber, quando eu estava exibindo minha série, e ele era um dos que sempre comentava. Depois trabalhamos juntos no Avant Premier e sempre falávamos sobre os episódios das nossas séries. Daí em diante sempre estávamos conversando. Acho que eu e o Melqui temos isso em comum: gostamos de nos expressar!

2 - A AMIZADE DE VOCÊS JÁ DURA QUANTO TEMPO?

Tem mais ou menos um ano que nos aturamos rsrsrsrsrs!

3 - SEMPRE CONVERSAM? QUAIS OS ASSUNTOS MAIS COMUNS?

Sempre interagimos. Um dia desses liguei pra ele, pois ele tinha ido à São Paulo e nem me convidou. Conversamos bastante, e trocamos áudios. Outro dia deixei o arroz queimar, conversando com o Melqui.

4 - COMO É O AUTOR FORA DA ESCRITA E MAIS AMIGO?

Melqui tem opinião forte, determinado, sempre positivo, é esperançoso e tem sonhos. Ele realiza qualquer coisa que quiser. Pelo menos é o que sinto e vejo sobre ele.

5 – DEIXE SUA MENSAGEM PARA O AUTOR

Amigo, o céu não é o limite. Sabemos que há muito mais além das nuvens. Fé no Pai que o sucesso já é certo. E seu maior sucesso você já conquistou: ser o ser humano incrível e inspirador que você é! Coragem sempre!

Melqui: Hahahaha, tá aí uma pessoa que fechei logo de cara foi o Hugo. Um cara firmeza que eu adoro conversar com ele. Meu amigo, muito obrigado por todo o carinho e que você continue sendo essa pessoa talentosa que você é e pode ter certeza que o céu não é o limite pra nenhum de nós.

CRISTINA RAVELA

1 - COMO CONHECEU O AUTOR AQUI NO MV?

Fui apresentada ao Melqui pelo Gabo Olsen quando ele trouxe Vale Dicere a WebTV.

2 - A AMIZADE DE VOCÊS JÁ DURA QUANTO TEMPO?

Acredito que fará 1 ano em junho.

3 - SEMPRE CONVERSAM? QUAIS OS ASSUNTOS MAIS COMUNS?

Quase sempre. O assunto é sempre o MV, Glook e como aterrorizar leitores com as obras. Nada de surpreendente até aí kkkkkkkk

4 - COMO É O AUTOR FORA DA ESCRITA E MAIS AMIGO?

Melqui é aquele cara gente boa, que te joga pra cima, incentiva e tal, porém...se alguém pisar no calo, melhor cair fora, porque ele não tá nem aí se a verdade vai doer ou não kkkkkkkk Paciência 30%, aqueles 70% melhor não conhecer.

5 – DEIXE SUA MENSAGEM PARA O AUTOR

Melqui, seja mais paciente. Fim. Mentira. Continue sendo essa pessoa que incentiva, participa, sacode o grupo e mete o dedo na ferida. Te conheço há pouco tempo, mas parece que te conheço há anos. Sucesso aqui e fora daqui também!

 

Melqui: Eu já falei que eu adoro a Zih, né? Não? Pois sim! Temos muitas coisas em comum, por exemplo, nosso desejo sanguinário de ver o caos... Nas nossas histórias né gente? Até parece, eu ainda tenho urso de pelúcia em casa e tomo toddynho, não faço mal a uma mosca, bom, depende... Zih, muito sucesso na tua trajetória e que você continue sendo essa mulher irreverente que tanto gostamos.

CARLOS: Ufa!! Sobrevivi a mais essa dose de FOFURÔMETRO... Esse quadro é maravilhoso real oficial, o Melqui todo emocionado e não é pra menos... Seguindo agora pro barraco kkkkk Cuidaaaaaaa!!!!!!!

 
     

 

     
     
 

CARLOS: Assim como temos o quadro mais Fofo, temos o bandido do MV. Aqui é tiro, porrada e bomba, SIM! Queremos ver o MV ferver com os desabafos de tudo que ficou engasgado. O Espaço é livre para você desabafar sobre uma crítica, uma pessoa, uma emissora, um leitor... Aqui você mostra seu desabafo com aquilo que considera injusto nesse nosso meio. MELQUI, a bola é toda sua. Diga pra esse povo que você não é obrigado a nada, A N-A-D-A!

MELQUI RODRIGUES: Então, isso não é segredo pra algumas pessoas já que nas últimas semanas eu já havia batido nessa tecla nos grupos do whatsapp e agora vou reforçar aqui de novo porque literalmente eu não sou obrigado a NADA. Uma coisa que me irrita no MV são as pessoas que fazem tempestade num copo d’água por coisas fúteis. Qualquer coisinha já bate o pé e quer sair dos grupos do whatsapp, encrenca com as emissoras e com alguns escritores em questão... Isso pra mim é ridículo! Eu acho que se queremos ser grandes escritores e roteiristas, temos que começar a moldar o nosso caráter, deixando de lado esses mi mi mis e focar nas nossas carreiras que assim teremos muito mais proveito.

CARLOS: Bora cuidar que ainda tem coisa vindo aí... Vamos seguindo e roda a vinheta!

 
     

 

     
     

 

     
 

CARLOS: O Antes do Fim chega já com aquele gostinho de tristeza por que estamos acabando o programa, mas como não podemos finalizar sem antes abocanhar umas exclusivas do nosso entrevistado, vamos então começar a arrancar os segredos do MELQUI. O Espaço é todo seu para fazer aquela divulgaçãozinha do que esperar do seu mais novo trabalho.

O PROGRAMA PAPO COM O AUTOR FOI GRAVADO NO DIA 20 DE JANEIRO DE 2019

MELQUI RODRIGUES: Eu já estou prestes a estrear a minha nova série literária que assim como Vale Dicere, eu pretendo futuramente transformá-la em livro físico. E o título é “NØ Magic”, será um suspense aos moldes de Ágatha Cristhie e vai ter um circo como cenário principal de um crime. A trama já está escrita e está sendo analisada pela Cyber TV e vai estrear dentro de poucos meses.

CARLOS: MELQUI, e o que temos de novidade para o futuro com sua assinatura?

MELQUI RODRIGUES: Bom, eu não posso definir muitas coisas do meu futuro, pois a gente nunca sabe o que vem amanhã. Mas podem esperar aí por essa nova série literária e também tem a segunda temporada de Vale Dicere que chega esse ano. Vou participar de algumas antologias e por enquanto é só isso, eu também sou ator e estarei agora cursando o nível avançado do Teatro e creio que terei grandes experiências daqui pela frente.

CARLOS: Dentro do antes do fim, abrimos o espaço para que o autor passe algumas dicas para quem está tentando publicar algo ou para quem está iniciando aqui no MV. MELQUI, o que você falaria para quem tá pensando em escrever, pra quem quer começar a postar nesse mundo virtual?

MELQUI RODRIGUES: Então, não importa o que digam a vocês: Mergulhe de cabeça! Sempre haverá críticas, mas são elas que vão nos fazer crescer, então acredite em seu potencial, estude e abrace a sua ideia pra coloca-la em prática.

CARLOS: Como o MELQUI encara as críticas que ocorrem aqui no MV?

MELQUI RODRIGUES: Eu sou bem de boa. As críticas construtivas eu as acato e tento me retratar. As críticas negativas eu ignoro.

CARLOS: Chegou a hora do nossa bate-volta, bate-bola ou sabe-se lá como queiram chamar... Segura aí MELQUI....

MUNDO VIRTUAL – Um local para expressar nossos sonhos.

WEBNOVELAS – Uma inovação.

FUTURO -  Chegar a me tornar cineasta.

MELQUI POR MELQUI- Um sonhador nato.

INDIQUE UMA SÉRIE – Prison Break

INDIQUE UM FILME – Hannibal

INDIQUE UMA BANDA OU ARTISTA – Alessandro Villas Boas

INDIQUE UMA MÚSICA – “Me leva pra Casa” Israel Subirá

INDIQUE UMA WEBPRODUÇÃO AMIGA – O Dia da Faxina de Geraldo Medeiros Jr.

UMA FRASE MARCANTE –Eu tenho coração, mas às vezes eu faço de conta que ele não existe pra não ter que sentir o que acontece à minha volta.”

CARLOS: MELQUI, chegamos ao fim do nosso programa. Meu querido, foi ótima a sua participação. O Papo foi ótimo e as respostas maravilhosas a todos os questionamentos. Obrigado por aceitar o convite e participar dessa loucura.

MELQUI RODRIGUES: Eu é que agradeço, Carlos pelo convite de poder estar participando do “Papo com Autor”, foi um privilégio estar aqui e agradeço pelo apoio e o incentivo.

CARLOS: Chegamos ao fim de mais uma entrevista desse programa que já é a cara do MV (se achanyyy). Boa noite peoples, até o próximo mês... Fui-me!

 
     

 

     
 

 

 


apresentação
Carlos Lira

convidado
Melqui Rodrigues

música
Henrique Lima - Tiro de Bala Bumbum Part. Taina Costa

produção
Bruno Olsen
Cristina Ravela

entretenimento

contatoredewtv@gmail.com


REALIZAÇÃO


Copyright
© 2019 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

.aaa.
.aaa.

Compartilhar:

Postar um comentário

 
Copyright © WebTV | Design by OddThemes