Teste ok





1x01
 
     
 


 
 

TEASER

LEGENDA: BARCELONA, ESPANHA.

TROCA LEGENDA: NOITE DE INAUGURAÇÃO DO EMPIRE.

FADE IN:

 

1                EXT. NAVIO - CONVÉS - NOITE

As ESTRELAS estão por todo o céu.

A PONTE e a CHAMINÉ estão enfeitadas com luzes e decoração sortidas, remetentes à cultura espanhola.

 

Um HOMEM, engravatado, por volta dos 40, anda de costas. Pouco bêbado, observa seu arredor e carrega uma garrafa de uísque. Ao fundo, com tema de jazz clássico, uma solene festa acontece. MULHERES e HOMENS - uns, da Marinha - bem trajados, conversam entre si, enquanto comem das bandejas, servidas por GARÇONS de traje padronizado e são fotografados pelos poucos FOTÓGRAFOS presentes.

CORTE DESCONTÍNUO. Uma FILMADORA é ligada pelo Homem.

CORTA NOVAMENTE. Com o objeto em mãos, ele filma o CAPITÃO, senhor de pele clara e de perfil inclemente, trajando uniforme de gala, conversando com os convidados.

HOMEM

(falando p/ o objeto)

E esse é o capitão! Com seu quepe mal acabado, mas larga esperteza... Não vai dizer olá, capitão Búlgaro?

 

BÚLGARO força um sorriso apático. Distancia-se dos convidados e caminha até o que filma, aproximando-se ao máximo possível de seu OUVIDO e ABAIXANDO a filmadora com as mãos, discretamente.

 

BÚLGARO

Não está sendo paga uma equipe pras filmagens à toa. Desligue isso e pare de se amostrar, feito uma criança, Orlando.

ORLANDO

Não é tão ruim recordar, meu capitão... Empire estará no mar, assim como nós, prontos para arriscar novas temporadas. Certo?!

 

BÚLGARO

Sem negócios, não temos ócio. O senhor Ril espera por você.

(respira fundo)

Faça seu trabalho e é o suficiente para colocarmos esse navio em cima de qualquer peixe.

 

Búlgaro segue andando. Orlando acompanha seus passos e eleva a garrafa de uísque à boca.

 

CORTA. Orlando aproxima-se de um HOMEM, por volta dos 50 anos, enquanto esse contempla a vista do mar, afastado dos outros convidados.

 

ORLANDO

(em Inglês, legendado)

E os empresários diziam que de nada valia trabalhar no mar. Pescadores? Essa vida é, realmente,

mágica. North River Steamboa, PS Comet, a propulsão a vapor, seguida do propulsor de hélice, turbina e, enfim, o motor a diesel marítimo.

Evoluções de uma cidade andante e, melhor que isso, ao passo de uma aberração: no mar. A maior surpresa dos aliens seria, certamente, ver que dominamos tudo, senhor Ril.

RIL

(em Inglês, legendado) Empire é mais que isso. Conheço a raiz de meus investimentos, Sr.

Orlando, e, certamente, não arriscaria se esse fosse mais um navio a surpreender... Qual foi, mesmo, o seu exemplo?

 

ATENÇÃO: as falas entre Orlando e Ril permanecem, até o fim da CENA 01, em Inglês. Inserir legenda.

ORLANDO

(sorri) Os aliens!

 

RIL

Empire não seria um projeto revolucionário sem os investimentos de toda a Corporação. Creio que sabe disso, tão quanto o capitão Búlgaro. Mas a garantia de que teremos retornos há de ser maior do

(MAIS)

 

RIL (cont.)

que qualquer número extravagante de passageiros. Nenhuma frota de cruzeiros marítimos, no mundo, consegue lucrar, em poucos anos, os muitos investimentos em cidades andandetes...sobre o mar.

ORLANDO

É o brinde, comendador. Como nunca antes, um projeto foi aprovado por todos os nossos consultores e adjacentes.

RIL

E sobre o que se trata?

ORLANDO

Sobre serviços extras, senhor. Serviços de atração em massa. Atração de qualquer um que queira um pouco mais de diversão, se é que me entende.

RIL

E o retorno?

Orlando fita a imensidão das águas à vista.

ORLANDO

O retorno é suficiente para ir ao espaço e trazer um alien...

(sorri)

Um alien disposto a aplaudir, de pé, os nossos negócios.

RIL

É bom ouvir de sua boca a certeza de planos futuros... Eu confio em você e em seu parceiro. Mas uma condição que gostaria de deixar bem clara.

 

ORLANDO

Creio que não teremos problemas. De toda forma, qual é a condição?

Ril encara Orlando, superior.

 

2                INT. NAVIO - CORREDOR - NOITE

Orlando e Búlgaro aflitos, meio ao corredor sem movimento.

ORLANDO

Eu não sei o que houve, Búlgaro, mas há algo muito errado nessa história!

 

BÚLGARO

Do que fala?

ORLANDO

(nervoso; suor)

Da condição feita pelo comendador. Ele quer mais da metade dos lucros devidos a Corporação! Entende o que isso significa? Eu espero que sim.

BÚLGARO

Mas não é possível!

ORLANDO

Não acha possível? Então saia, vá até ele e pergunte, você mesmo, o que ele quer como troca pelo navio. Ou o senhor se esqueceu/

BÚLGARO

A propósito, modere seu tom! Ainda sou o comandante de toda essa negociação. E, não, eu não me esqueci, Orlando.

ORLANDO

Ótimo.

(pausa)

O Empire foi construído por nós, pela Companhia, com pessoas fantasias, nomes fantasias... O maior navio de viagens do mundo não pode esperar suas simples maratonas para lucrar e estagnar as dívidas para a construção. Precisamos quitar tudo ou o Empire vai se manter atracado, e vai afogar eu... Eu e você, juntos.

BÚLGARO

OK! Já chega! Eu não sou nem um pouco burro, Orlando. Contenha o Ril conosco. Temos que mantê-lo nessa enquanto negociamos com

(MAIS)


 

 

 

BÚLGARO (cont.)

outros. Bilhões, milhões... Eu acho que você entende o que signifca isso para a companhia, não?

Precisamos que os investidores não nos deixem na mão. Agora sorria, faça de conta que estamos prontos para vencer essa batalha e haja como um homem.

(raivoso)

É difícil para você, mas vale tentar. Eu tenho um discurso a fazer.

 

Búlgaro olha a GARRAFA de uísque nas mãos de Orlando, pega-a e TACA-A no chão, com força. Búlgaro encara, sério, e SAI. Orlando, raivoso, CHUTA os cacos, no chão.

ORLANDO

Velho idiota!

 

3                EXT. NAVIO - CONVÉS - NOITE

PANORAMA dos convidados, aglomerados diante Búlgaro, imposto, numa espécie de PALANQUE improvisado.

BÚLGARO

Os romanos valorizaram, admiraram e recriaram muitas das realizações artísticas da cultura grega e, através da sua ação, divulgaram a herança grega por todo o mundo mediterrâneo e ocidental. É a hora mais esperada da noite, queridos convidados, amigos, investidores e, a cima de tudo, passageiros! O batizado do navio, com um legítimo champanhe. A relíquia de batismos é certamente, um brinde aos novos investimentos. Empire será o maior navio do mundo por causa de cada de um de vocês, senhores. Mais uma vez, agradeço a todos os convidados e presentes nessa festa. A minha herança para o mundo está entregue.

 

APLAUSOS. Búlgaro força um sorriso, enquanto observa Orlando, com sua FILMADORA, ao fundo, filmando a festa.

 

Um GARÇOM trás um champanhe e entrega às mãos de Búlgaro que, repentino, joga a garrafa contra a PROA.

 

Um FESTEJO geral, imediato, inicia-se, para logo acabar: ZOOM -- a CÂMERA mostra-nos a garrafa, intacta.

CÂMERA RETORNA a Búlgaro, com um olhar raivoso. CORTA PARA Orlando, que grava tudo.

CORTA PARA POV DA FILMADORA DE ORLANDO - fecha em Búlgaro,

furioso.

 

ORLANDO (O.S.)

Eu iria sugeri-lo agir como homem, capitão...

 

BÚLGARO

(entre os dentes; irritado) Não acha melhor parar a filmagem, Orlando? Apague! Vamos recomeçar nosso batismo/

ORLANDO

(corta-o; O.S.)

Não ouvi direito. O senhor disse o quê?

 

O capitão Búlgaro DESCE do palanque e VEM pra cima de Orlando.

 

BÚLGARO

Apague isso agora mesmo ou eu/

No que Búlgaro ergue as mãos para um SOCO na lente da filmadora, somos levados ao...

 

FADE OUT.

O CORAÇÃO de uma pessoa bate em ritmo intenso.

BÚLGARO (cont.)

(aos risos; bêbado)

Estou ansioso pelos dólares. Em breve, estarão conosco...

 

FADE IN:

LEGENDA: RIO DE JANEIRO, TEMPOS ATUAIS.



 

4                EXT. COSTA BRASILEIRA - DIA

IMAGEM AÉREA de um NAVIO corpulento - mais de 300m de comprimento - cor branca, com sua logomarca no CASCO, em letras extensas: "EMPIRE - THE MOST OF THE WORLD",navegando pelo mar.

 

VOZ FEMININA

(arquejante; V.O.)

Cada um de nós, quando pisou nesse navio, alimentava um sonho.

 

FLASHS da estrutura externa do navio: a PROA, o BULBO, o CONVÉS.

 

VOZ FEMININA (cont.) (V.O.)

Viemos para fazer, do sonho das pessoas, os nossos sonhos. De início, seria por nosso suor: lavando, arrumando, comandando o maior navio do mundo...

 

5                INT. CASA DE KÊNIA - NOITE

A CÂMERA adentra uma CASA POBRE, de chão cimentado e paredes sem pinturas. ZOOM RÁPIDO.

LEGENDA: BAHIA.

TROCA LEGENDA: KÊNIA PEREIRA, 33 ANOS.

À mesa principal, KÊNIA cabelos crespos e altos, está sentada, chorosa, segurando um PAPEL, junto de uma IDOSA negra, muito magra. Ambas de vestes humildes.

 

VOZ FEMININA (V.O.)

Tínhamos sonhos. Sonhos que pessoas desumanas destruíram. Fomos rastreados e levados como criminosos, esperando por julgamento.

(pausa)

Uma veio pela família empobrecida, outra por suas próprias ambições. Todos tivemos nossos próprios riscos e tentativas para estarmos aqui...

 

No PAPEL de Kênia, está escrito em letras destacadas: "ORDEM DE DESPEJO".


 

6                INT. BAR EM MADRID - NOITE

Sentado na cadeira, de frente para o balcão de um BAR, Orlando bebe cerveja. CLOSE na bandeira ESPANHOLA, hasteada.

LEGENDA: MADRID, ESPANHA.

Ele repara uma JOVEM, servindo as mesas. TROCA LEGENDA: LIANNA GONZÁLEZ, 21 ANOS.

VOZ FEMININA (V.O.)

Mas, de todos, ninguém teve história diferente para contar. Fomos recrutados para uma batalha além de nossos próprios esforços. Uma batalha asquerosa, repleta de horrores.

CORTA PARA O EXT/

O BAR acaba de ter suas luzes desligadas. Lianna sai pela porta e caminha, quando é agarrada por Orlando, repentino. Ela assusta.

 

7                INT. MANSÃO - SALA DE JANTAR - INDEFINIDO

Um JOVEM, 25 anos, olhos verdes, magro, bem vestido, janta na formosa sala.

LEGENDA: SÃO PAULO.

CÂMERA explora, rapidamente, os OUTROS PRESENTES, até chegar a Orlando, sentado numa das primeiras cadeiras, encarando o jovem discretamente.

TROCA LEGENDA: CAIO RODRIGUES, 30 ANOS.

VOZ FEMININA (V.O.)

Uns, certamente, vieram com motivos suspeitos.

 

Orlando olha pra um HOMEM, na cadeira ao lado, e sussurra no ouvido dele.

CLOSE em seus olhos, voltados a Caio, ameno.


 

 

8                INT. EMPIRE - CABINE TRIPULAÇÃO - NOITE

Caio, Kênia e Lianna e uma MULHER - alta, cabelo liso, pele clara - estão recuados, frente a Orlando, que ri de suas caras de espanto.

 

Num SUPER CLOSE da MULHER, com a mão no rosto, olhando o perverso.

LEGENDA: LÍVIA SANTANA, 30 ANOS.

VOZ FEMININA

(V.O)

Quando acabaram as forças para lutar, vimos que nossas vidas viraram castelos... Castelos erguidos numa costa de ondas revoltas...

 

9                INT. EMPIRE - CAMARIM - NOITE

Kênia, Lívia e Lianna vestidas com sensuais LINGERIES, diante de um grande espelho. Encaram-se, assustadas.

PLANO DETALHE das três, pegando uma nas mãos da outra.

Caio revela-se atrás delas; abre a PORTA, que dá num CORREDOR e todos passam, cabisbaixos.

VOZ FEMININA

(V.O)

E nosso sonho virou pesadelo...

 

10              INT. EMPIRE - CORREDOR ESCURO - NOITE

SLOW MOTION - os quatro seguem, enfileirados, pelo ambiente estreito, até que um FEIXE DE LUZ vem de uma PORTA SEMIABERTA.

 

ÁUDIO abre para sons de palmas, ruídos de músicas e burburinhos distorcidos. A voz de Orlando é ouvida, embora confusa.

 

VOZ FEMININA

(V.O)

Um pesadelo do qual não há como vencer... Tampouco, como acordar.

 

No que a porta semiaberta é ESCANCARADA por Caio, uma LUZ BRANCA e FORTE invade nosso PV.

FIM DO SLOW MOTION.
 

FADE IN:

FIM DO TEASER

 
     

 

     
   
 
1x01 - O QUE NOS PRENDE AQUI
     
     
     

 

     

Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO


Copyright © 2018 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

.aaa.
.aaa.

Compartilhar:

Postar um comentário

 
Copyright © WebTV | Design by OddThemes