THE CIRCUS - 2x04



2x04
 
 
 

CENA 1. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. FRENTE. EXT. DIA. 

Sonoplastia: State Of Grace – Taylor Swift. Plano geral do novo prédio da Endless Town High School. A escola está totalmente modificada, com cores novas e os alunos vão chegando em ônibus e carros. Alguns na frente do local, conversando. Maureen desce de um ônibus amarelo com seus livros e sua bolsa e avista Ashley, Tim, Jeremy e Mickey. As duas se acenam e Maureen se aproxima deles.

ASHLEY – (SORRI) Maureen! Achei que você não viesse.

MAUREEN – Nem me fale Ashley. É tão maluco entrar nessa escola novamente, depois de um ano. Vejo que muita coisa mudou.

TIM – (PARA JEREMY) Vamos entrar?

JEREMY – (OLHA PARA MICKEY) Vamos?

MICKEY – (OLHA MAUREEN COM DESPREZO) Só se for agora.

Os três concordam e entram na escola.

MAUREEN – O que houve? Porque eles saíram bem na hora que eu cheguei? Fiz alguma coisa?

ASHLEY – É que, você sabe Maureen, é por causa do que aconteceu semana passada. Eles acreditam que você seja a culpada pela volta do assassino.

MAUREEN – (TRISTE) Eles tem razão Ashley. Acho melhor eu desistir e ir embora.

ASHLEY – (SEGURA NA MÃO DELA) Não! Não desista Maureen. Tem uma pessoa aqui que confia em você, que sou eu. Vamos, eu não me importo com fofocas e quero ser sua amiga. É o nosso último ano! Você já enfrentou tantas situações como essa antes, não vai cair agora.

MAUREEN – (SORRI) Você é um doce Ashley. Valeu mesmo.

ASHLEY – Vamos entrar?

Maureen concorda com a cabeça e elas entram juntas, conversando. Em segundo plano, de sua sala no segundo andar, Viola vê Maureen pela janela e faz uma cara de desagrado.

CENA 2. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. CORREDOR. INT. DIA.

Maureen e Ashley andam pelo corredor em direção a sala de aula e os alunos que estão parados em seus armários olham para as duas e fofocam, com olhares de desconfiança. Maureen nota o clima estranho.

MAUREEN – É impressão minha ou tem alguma coisa de errado aqui?

ASHLEY – Estão com a mesma impressão dos meninos, não liga pra eles.

MAUREEN – Eu... Eu vou ao banheiro Ashley. Me espera aqui.

ASHLEY – Tudo bem.

Ashley concorda e Maureen sai.

CENA 3. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. BANHEIRO FEMININO. INT. DIA.

Maureen entra no banheiro e larga sua mochila em cima da pia. Ela se olha pelo espelho e lava o rosto com água.

LYNN – (EM OFF) Deixa de ser boba Angelina. Maureen nunca foi atacada, aposto que ela inventou tudo!

Maureen seca o rosto, pega a mochila e entra dentro de uma das cabines, nervosa. Lynn e Angelina saem das outras cabines e nem percebem que tem mais alguém ali.

ANGELINA – Porque ela mentiria sobre isso?

LYNN – Pra chamar a atenção! Ela tem problemas graves. (ABRE A BOLSA) E se foi ela? E se a Maureen matou a CeCe?

ANGELINA – Ela não teria motivos pra fazer isso Lynn!

LYNN – (PASSANDO BATOM) Talvez ela sentisse ciúmes da CeCe, ciúmes da beleza dela.

ANGELINA – Corta essa Lynn, a Maureen é uma mulher bonita, ela não é nenhuma psicopata.

LYNN – Vai ver ela é uma vadia igualzinha à mãe.

ANGELINA – Você é muito cruel...

LYNN – Pode ser. Mas é um fato, a mãe dela sempre foi uma vagabunda. Traiu o marido e ainda o matou com duas facadas. Vagabunda e perturbada.

ANGELINA – Ela não tem culpa disso, essa história acabou com ela.

LYNN – Vamos combinar que ela nunca foi muito legal, e a mãe dela é uma assassina, isso deixou-a problemática e hostil. É um mundo cruel e desumano! Tudo isso pode ter causado uma confusão na cabecinha dela, e matar uma pessoa igual a mãe deve ser, sei lá, terapêutico. O pior é que vamos ter que agüentar a vaca nessa escola.

ANGELINA – Pelo amor Lynn, de onde você tira essas coisas?

LYNN – (SORRI) Com Emily Thorne, de Revenge.

Lynn aperta o rosto de Angelina e sai do banheiro. Angelina faz careta e a segue. Dentro da cabine, Maureen encosta a cabeça na parede e deixa algumas lágrimas correrem. Ela sai da cabine e coloca a bolsa em cima da pia.

MAUREEN – (OLHA NO ESPELHO) Piranha!

VOZ – (ROBÓTICA) Maureen...

Maureen olha para trás assustada e não vê ninguém. Close em Maureen. Ela se abaixa e vê que não tem pessoa alguma nas cabines do banheiro. Maureen se levanta e arruma o cabelo.

VOZ – (ROBÓTICA) Maureen...

MAUREEN – (SE VIRA) Tem alguém aí?

Ninguém responde. Maureen pega a bolsa e deixa cair seu telefone celular.

MAUREEN – Droga!

Maureen se abaixa para pegar o aparelho, e quando se abaixa vê dois pés com sapatos pretos descerem de cima do vaso sanitário. Maureen se assusta e se levanta num grito. Ela corre em direção a porta, mas o palhaço assassino salta da cabine na frente dela. Maureen se joga no chão e escorrega por debaixo das pernas dele. O assassino cai por cima da pia, Maureen empurra a porta e foge do local.

 
 
     
 

2x04 - PIRANHA
 
     

CENA 4. ENDLESS TOWN. HIGH SCHOOL. CORREDOR. INT. DIA. 

Ashley em seu armário, guardando um livro na mochila. Maureen vem correndo, esbaforida, e assusta Ashley. 

MAUREEN – (DESESPERADA) Ash, pelo amor de Deus, me ajuda!

ASHLEY – (ASSUSTADA) Maureen! O que houve? Você está tremendo!

MAUREEN – (DEIXA LÁGRIMAS CAIREM) O palhaço... Ele está na escola!

ASHLEY – (PASMA) O que?!

MAUREEN – No banheiro! Ele me atacou dentro do banheiro, tentou me matar mais uma vez, mas eu consegui escapar. Me ajuda Ashley, me protege.

Maureen se joga nos braços de Ashley, que a afaga.

ASHLEY – (OLHA PRA ELA) Nós vamos resolver isso. Agora.

CENA 5. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. BANHEIRO FEMININO. INT. DIA.

Câmera dá um plano geral do banheiro. Ashley abre a porta e entra seguida de Maureen, com cautela.

MAUREEN – (COM MEDO) Não Ashley! Pode ser perigoso!

ASHLEY – (SUSSURRA) Fala baixo! Vamos checar as cabines. Esse sujeito ainda deve estar aqui.

Ashley tira um canivete de dentro da bolsa e entrega para Maureen.

ASHLEY – Por precaução.

Elas se aproximam de uma das portas e Ashley dá um chute. Não há ninguém lá dentro. Ashley faz sinal de silencio com os dedos e elas se aproximam da segunda cabine. Maureen segura Ashley e empurra a porta, mas não há ninguém também.

MAUREEN – (VÊ ALGUMA COISA) Olha...

As duas se aproximam e vêem a máscara do palhaço assassino em cima do vaso sanitário. Maureen segura a máscara com as duas mãos, trêmula, e a câmera foca na máscara.

CENA 6. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. SALA DE AULA. INT. DIA.

Os estudantes estão entrando devagar pela sala de aula e sentando em seus lugares. Uns conversam em grupos, outros organizam seus materiais. Heather, a professora, escreve alguma coisa que não vemos no quarto. Maureen e Ashley entram na sala e Heather as vê. Lynn cutuca Angelina quando Maureen entra.

HEATHER – (SORRI) Bom dia meninas.

ASHLEY – Bom dia senhorita Murphy.

MAUREEN – Bom dia.

Ashley e Maureen se sentam nas cadeiras da frente. No fundo da sala, Tim, Jeremy e Mickey conversam entre si olhando para Maureen. Heather se vira para a turma.

HEATHER – Bom dia pessoal, eu conheço a maioria de vocês que estão aqui, mas pra quem não me conhece meu nome é Heather Murphy e vou ensinar espanhol para vocês esse semestre.

LYNN – (PARA ANGELINA) Detesto espanhol. Língua de pobre!

HEATHER – (ESCUTA) O que disse senhorita Wellington?

LYNN – (SORRI) Nada professora.

Heather concorda e volta pra sua mesa. A porta da sala se abre e Tatum chega, atrasada, com o cabelo desarrumado e as roupas mal passadas

TATUM – (DE CABEÇA BAIXA) Desculpe o atraso professora.

HEATHER – Não tem o que se desculpar Tatum. Pode se sentar. É sempre difícil voltar a rotina depois das férias.

Tatum se senta uma cadeira a frente de Lynn e ao lado de Ashley e Maureen. Lynn cutuca Tatum, que se vira pra ela.

LYNN – Tatum querida, você lava seu cabelo com xampu de laranja?

TATUM – Não! Na verdade eu lavo com um xampu que minha mãe produz com ervas da nossa horta.

LYNN – Que horror! É por isso que essa crina vive sempre cheirando mal!

Tatum sorri sem graça e se vira. Lynn dá uma risadinha e olha para Beverly e Angelina. Maureen escuta e faz uma cara de desgosto.

CENA 7. ENDLESS TOWN SCHOOL KIDS. PÁTIO. INT. DIA.

Um grupo de crianças pequenas passa correndo pelo gramado da escola, que é extenso e tem muitos brinquedos para a diversão das crianças. A câmera segue até uma casa de madeira, erguida ao chão, onde há um escorregador. Madison está lá em cima, sentada, séria. Uma menina sobe pela escada lateral e se aproxima dela.

MENINA – Madison! Quer brincar?

MADISON – Não, tô bem. Quero ficar sozinha

MENINA – Mas por quê? Você sempre gostava de brincar comigo. O que houve?

MADISON – Eu só não quero, deu pra entender? Não quero e pronto.

MENINA – (ALTO) É por isso que ninguém dessa escola além de mim gosta de você, Madison. Você se tornou uma chata!

MADISON – (ALTO) Não fala isso! Cala a boca!

MENINA – (GRITA) Chata! A Madison é uma chata!

MADISON – (BERRA) CALA A BOCA, SAI DE PERTO DE MIM!

Madison se levanta e empurra a menina, que cai sentada e desce pelo escorregador, caindo de bruços na areia. A menina se levanta e, chorando, sai correndo. Lá de cima, Madison observa com um sorriso no canto da boca.

MADISON – (ENCARA) Eu te disse que era pra sair de perto de mim.

CENA 8. DELEGACIA DE ENDLESS TOWN. SALA DE ADRIAN. INT. DIA.

Adrian sentado em sua poltrona, comendo rosquinhas e bebendo café. Catherine entra na sala e assusta Adrian.

CATHERINE – Bom dia Adrian.

ADRIAN – (SE RECOMPÕE) Como vai Catherine?

CATHERINE – Eu vim te avisar que estarei indo até o trailer de Cliff Holiday para falar com ele.

ADRIAN – Cliff Holiday? O diretor de cinema?

CATHERINE – O próprio.

ADRIAN – Tem alguma pista?

CATHERINE – Ainda não. Somente suposições. Andei pensando e cheguei a conclusão de que ele poderia ter matado a CeCe, atriz principal do filme dele, apenas para gerar mídia.

ADRIAN – Uma boa teoria.

CATHERINE – Modéstia parte sou ótima com teorias mirabolantes.

ADRIAN – Tome cuidado! Não chegue falando isso de cara. Se ele for o assassino, pode atentar contra você. Não quer que eu mande o Lloyd?

Catherine tira uma arma da cintura e verifica as balas.

CATHERINE – Não precisa. (ENGATILHA) Eu sei me defender.

CENA 9. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. CORREDOR. INT. DIA.

O sinal toca. Os alunos saem das salas e caminham pelo corredor. Ashley e Maureen estão tirando livros de seus armários. Tatum anda em direção a seu armário quando Lynn aparece na frente dela e coloca seu pé para que Tatum caia. Tatum tropeça, derruba os livros e desaba de joelhos. Lynn dá gargalhadas e sai com Angelina. Ashley e Maureen assistem a cena. Tatum chora e recolhe seus livros. Maureen se aproxima e ajuda Tatum.

MAUREEN – (ENTREGA) Toma. Seu livro.

TATUM – (SE LEVANTA) Obrigada!

MAUREEN – Tudo bem com você? Não se machucou?

TATUM – (COM VERGONHA) Não foi nada. Estou acostumada com isso.

MAUREEN – Não liga pra Lynn não. Ela é má, e não tem o direito de te humilhar dessa forma.

TATUM – Eu mais uma vez agradeço. Agora tenho que ir.

MAUREEN – Se você quiser pode se juntar a mim e a minha amiga. Também estamos sozinhas.

TATUM – Se não for incomodar...

MAUREEN – Imagine! Vamos sim. A propósito, você não me disse seu nome.

TATUM – Tatum. Tatum McCarthy.

MAUREEN – (SORRI) Maureen Prescott.

CENA 10. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. CANTINA. INT. DIA.

Maureen, Ashley e Tatum sentadas em uma mesa redonda, conversando.

TATUM – Mais uma vez eu agradeço por terem me chamado pra ficar com vocês. Eu sempre me senti muito sozinha nesse colégio, as pessoas nunca me aceitaram pelo jeito que eu sou.

MAUREEN – Eu também não sou aceita por nenhum deles. E é eles que perdem ignorando a gente. Vai por mim.

TATUM – A Lynn adora fazer isso comigo. Sempre que pode ela me derruba, me xinga, fala mal de mim... Já me acostumei.

ASHLEY – A Lynn é uma vadia! A gente tem que se juntar e dar uma surra nela.

MAUREEN – Não precisamos nos rebaixar ao nível dela Ashley!

TATUM – Ela parece que assumiu o posto da CeCe.

MAUREEN – Como assim, Tatum?

TATUM – A CeCe era a rainha do colégio antes de tudo acontecer. Vocês sabem. (PAUSA) Todos tinham medo dela e respeitavam ela. A CeCe odiava a Lynn. As duas viviam se bicando. Com a morte dela, a Lynn assumiu o posto de rainha. Agora, todos tem medo é dela.

ASHLEY – Você conhecia a CeCe?

TATUM – Infelizmente, sim. A CeCe adorava mexer comigo. Ela fazia a minha vida um inferno. Sabe que eu me senti até aliviada quando ela foi assassinada? Mas no fundo, no fundo, eu tinha admiração por ela.

MAUREEN – (SEGURA NA MÃO DELA) Você deve ter passado por tanta coisa.

TATUM – É passado. Eu não guardo mágoa de ninguém.

De repente, uma voz forte e ameaçadora ruge de um dos auto-falantes espalhados pela cantina, atraindo a atenção dos alunos.

VIOLA – (AUTOFALANTE) Atenção aluna Maureen Prescott. Se dirija imediatamente à diretoria.

MAUREEN – O que houve?

Maureen olha curiosa para Ashley e Tatum.

CENA 11. FLORESTA ESTADUAL. TRAILER DE CLIFF. EXT. DIA.

O carro da polícia chega por uma estradinha e estaciona na frente do trailer onde vive Cliff Holiday, estacionado na floresta. Catherine desce do carro e bate palmas, chamando quem está lá dentro. Ohana abre a porta do trailer enrolada em um avental.

OHANA – Pois não?

CATHERINE – Bom dia, eu sou Catherine Riley, trabalho na delegacia da cidade. Posso falar com o senhor Cliff Holiday?

OHANA – Cliff não está. Qual o assunto?

CATHERINE – Eu preferiria falar diretamente com ele.

As duas ouvem barulhos nos arbustos. Assustada, Catherine puxa sua arma, mas quem sai da mata é Cliff, que se assusta com a situação.

CLIFF – (COM MEDO/ERGUE AS MÃOS) Eu não fiz nada!

CATHERINE – (BAIXA A ARMA) Desculpe, eu fiquei assustada. O senhor é Cliff Holiday?

CLIFF – Eu mesmo. Prazer.

CATHERINE – Catherine Riley, trabalho na delegacia. Será que o senhor pode me dar esclarecimentos de onde esteve no dia da morte de CeCe Reynolds?

Close em Cliff, surpreso com a pergunta.

CENA 12. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. SALA DA DIRETORIA. INT. DIA.

Viola está confortavelmente sentada em uma poltrona de couro, na frente de uma mesa de madeira, estilo vintage. A sala é ampla, com móveis clássicos e um grande quadro na parede. Maureen está sentada na frente de Viola, acuada, olhando pra ela.

VIOLA – (CALMA) Maureen Prescott. Então quer dizer que você está estudando na minha escola. É isso?

MAUREEN – Estou senhora Armstrong. Algum problema? Eu fiz algo de errado?

VIOLA – De maneira alguma. Eu apenas fiquei surpresa, afinal achei que você e meu filho estavam de passagem por Endless Town.

MAUREEN – E estávamos. Mas a morte de CeCe e o ataque que sofri me fizeram ficar. Eu fui ameaçada.

VIOLA – Era sobre isso mesmo que lhe chamei aqui. Esses ataques que você vem sofrendo.

MAUREEN – Eu tô muito preocupada, senhora Armstrong.

VIOLA – Por favor, pode me chamar de Viola.

MAUREEN – (CONCORDA) Viola.

VIOLA – Eu também estou preocupada. Afinal, você está junto do meu filho, e todos esses ataques podem respingar nele.

MAUREEN – Eu também me preocupo com a vida dele.

VIOLA – Então eu acho que chegamos num ponto em comum. E nossa conversa pode ser mais simples do que eu imaginava que seria.

MAUREEN – Não estou entendendo.

VIOLA – Você vai entender, querida. É o seguinte. (PAUSA) Eu quero, ou melhor, eu exijo que você se afaste do Lucas.

MAUREEN – (SURPRESA) O que?

VIOLA – Foi isso mesmo que você ouviu. Você é perigosa Maureen, e estando junto de você, o Lucas pode acabar ferido. Me entende?

MAUREEN – O seu filho me ama Viola. Me ama! Não acredito que você está me pedindo isso.

VIOLA – Tenta me entender. Se fosse com o seu filho, não faria o mesmo?

MAUREEN – É diferente!

VIOLA – Não. Não é diferente. Sou apenas uma mãe lutando para defender sua cria. Defender de você.

MAUREEN – (MAIS SURPRESA) O que a senhora acha que eu sou? Um monstro?

VIOLA – Uma bomba relógio, prestes a explodir a qualquer momento. Seja quem for que esteja fazendo isso, pode matar meu amado filho no seu lugar. E eu nem sei o que seria de mim se isso acontecesse.

MAUREEN – Se fosse o meu filho eu daria apoio a ele, mas jamais o afastaria do amor de sua vida.

VIOLA – (DÁ RISADA) Amor? Amor? Você está falando sério, Maureen? Amor? O meu filho por você? (DÁ GARGALHADA) Você nem sabe o que é isso menina! Muito menos o Lucas. (PAUSA) Ele não te ama.

MAUREEN – (NERVOSA) Ama sim! A gente se ama de verdade!

Num impulso, Maureen se levanta da cadeira e deixa algumas coisas da mesa caírem.

VIOLA – Mas o que é isso? Ficou nervosa? Vai me matar?

MAUREEN – Eu pensei que você fosse uma pessoa boa Viola. Mas agora eu entendo o motivo do seu filho se afastar de você. Você é desprezível. Faz com que as pessoas não queiram estar do seu lado.

VIOLA – (SE LEVANTA) Garota insolente!

MAUREEN – Não pense que o Lucas não vai saber dessa conversa, porque ele vai. (PASMA) Me pedir pra me afasta dele. Que absurdo!

Maureen vai sair pela porta, mas Viola contorna a mesa e a segura pelo braço, com força.

MAUREEN – (ASSUSTADA) Me solta, está me machucando!

VIOLA – (AMEAÇADORA) Escuta só uma coisa garota. Ou você se afasta do meu filho amado, ou eu vou te destruir. Tudo o que você mais ama vai ser tirado de você. (ENCARA) Seu filho, Christopher, não? Imagino que se preocupe com a segurança dele

MAUREEN – (SE SOLTA) Você é maluca! Se afasta de mim.

Maureen abre a porta e sai rápida. Viola cruza os braços e respira fundo, se controlando.

VIOLA – Essa menina ainda não sabe a sogra que tem.

O telefone em cima da mesa toca. Viola se aproxima do aparelho e atende.

VIOLA – (TELEFONE) Viola Armstrong?

CENA 13. FLORESTA ESTADUAL. TRAILER DE CLIFF. EXT. DIA.

Continuação da cena 11. Catherine confrontando Cliff.

CATHERINE – Você ainda não me respondeu. Onde estava no dia da morte de CeCe Reynolds?

CLIFF – Você tem algum mandato que me obrigue a responder essa pergunta?

CATHERINE – Nenhum. É apenas uma conversa informal.

CLIFF – Então eu não sou obrigado a responder. E não vou responder.

CATHERINE – Assim parece que você está escondendo alguma coisa.

CLIFF – Como foi? Você está insinuando o que? Que eu matei a CeCe?

CATHERINE – Eu não afirmei nada Cliff. Você é que está dizendo.

CLIFF – Eu jamais faria uma coisa brutal dessas com aquela menina. Ela era a protagonista do meu filme, era a minha estrela.

CATHERINE – Você seria capaz de matar a protagonista do próprio filme a fim de gerar polêmica pra ele?

CLIFF – (SEM PALAVRAS) Isto é um absurdo! Eu não vou ouvir mais nada.

Cliff vai subir no trailer, mas Ohana se coloca na frente dele.

OHANA – Não Cliff. Não precisamos esconder nada da polícia.

CLIFF – Eu não fiz nada Ohana!

OHANA – E eu sei disso. (PARA CATHERINE) Eu e Cliff estávamos juntos no dia da morte. Aqui, no trailer, assistindo um filme de terror. Não é mesmo querido?

CLIFF – (CONFUSO) Claro...

OHANA – Como não haveria gravações naquele dia, afinal todos estavam ajudando na organização do seu casamento, fizemos uma programação a dois. Isso responde seus questionamentos Catherine?

CATHERINE – Responde sim. Eu peço desculpas pela maneira que perguntei, mas é o meu trabalho.

CLIFF – Se quiser pego o DVD do filme pra você ver.

CATHERINE – (FALSA) Não será necessário!

Catherine abre a porta do carro, liga na ignição e acelera pra longe dali. Cliff se vira para Ohana e os dois trocam olhares de preocupação.

CENA 14. MANSÃO DOS ARMSTRONG. QUARTO DE CASAL. INT. DIA.

Viola caminha de um lado pro outro, exaltada, enquanto Tripp tenta controlar a fúria da esposa.

VIOLA – Expulsa Tripp! Expulsa! A Madison foi expulsa da escola. Como você quer que eu fique calma com uma calamidade desta?

TRIPP – Você não pode agir dessa maneira Viola! Temos que dar apoio pra nossa filha neste momento!

VIOLA – Apoio? Eu vou dar é uma coça nela! O que essa menina pensa da vida? Atacar uma colega como ela atacou? E a professora disse que não foi a primeira que ela aprontou.

TRIPP – Eu estou seriamente preocupado com o estado mental da nossa filha.

VIOLA – Eu também. Ela mudou completamente depois que a amiga imaginária apareceu. Sabe o que eu me pego pensando as vezes? (PAUSA) Que a nossa filha esteja possuída por algo maior do que imaginamos.

CENA 15. MANSÃO DOS ARMSTRONG. QUARTO DE MADISON. INT. DIA.

A câmera pega Madison sentada em sua cama, de costas. Na sua frente está Amanda, vestida de branco, com ar angelical.

MADISON – (CHOROSA) Eu não sei por que eu fiz aquilo Amanda...

A câmera dá um close no rosto de Madison. Quando corta novamente pro plano geral, não vemos mais Amanda.

MADISON – Agora a minha mãe está brava comigo. Mas eu não sou uma menina má. Eu não sou!

A câmera dá close em Madison novamente e, quando abre, revela Amanda.

AMANDA – Eu sei que você não é uma menina má Madison. Mas você tem que ter calma, se concentrar. Você é uma peça muito importante nesse tabuleiro. Você pode mudar esse jogo!

Madison tem uma reação surpresa. Quando a menina menos espera, uma força sobrenatural a joga deitada na cama e seus olhos ficam vermelhos feito fogo. Madison se levanta e dá um sorriso maléfico.

CENA 16. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. QUADRA DE VOLEI. EXT. DIA.

O grupo de meninas da turma está organizado em dois times, jogando vôlei. Num dos times estão Maureen, Ashley e Tatum. No outro, Lynn, Angelina e algumas meninas. Marilyn é a juíza, e segura um apito na mão, sempre cuidando da partida. Lynn vai pro fundo da quadra e dá um saque. A bola voa pro outro lado. Maureen dá um toque pra Ashley, que joga a bola pro outro lado e faz um ponto. Marilyn apita. O time de abraça.

MARILYN – Ponto pro time da Maureen. (BATE PALMAS) Vamos lá, é o ponto final.

Marilyn ajeita sua blusa e mostra seus belos pares de seios. Da arquibancada, Tim aponta Marilyn para Jeremy e os dois se abanam em sinal de calor. Ashley vai pro fundo da quadra e dá o saque. A bola voa pro outro lado e Beverly ataca. Ela joga pra Lynn, que dá um toque forte e acerta Maureen de propósito, que estava de frente a rede. Maureen tonteia e cai no chão. Todos correm até ela.

MAUREEN – (COM A MÃO NA CABEÇA) Ai...

MARILYN – (SE APROXIMA) O que houve Maureen? Se machucou?

MAUREEN – Foi a Lynn! Ela acertou uma bolada na minha cabeça!

LYNN – Foi sem querer!

MAUREEN – (SE LEVANTA) Sem querer? Você mirou diretamente em mim na intenção de me acertar!

LYNN – (SE EXALTA) Mas é uma perdedora mesmo! Perdeu o ponto e tenta justificar a derrota colocando a culpa em mim.

MAUREEN – (SE APROXIMA) Você que não vale nada garota!

MARILYN – (SE COLOCA NO MEIO) Vamos nos acalmar!

LYNN – O que houve? Tá nervosinha?

MAUREEN – Eu estava no banheiro e ouvi o que você falou de mim e da minha mãe.

LYNN – Foda-se querida! Eu disse simplesmente a verdade. Que você é uma perturbada, que sua mãe é uma maluca e que você poderia ter matado a CeCe!

MAUREEN – (FURIOSA) Cala a boca, piranha! (GRITA) Piranha!

LYNN – (APONTA) Assassina!

MARILYN – (GRITA) Chega! Ou as duas param de discussão ou eu vou mandá-las pra diretoria.

ASHLEY – (PARA MAUREEN) Não cai na armadilha dela.

LYNN – Eu estou calmíssima.

MARILYN – Vamos dar um tempo pra vocês esfriarem a cabeça. Depois a gente continua.

CENA 17. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. ARQUIBANCADA. EXT. DIA.

Ashley e Tatum junto de Maureen, sentadas na arquibancada, tentando acalmar a amiga.

ASHLEY – Não liga pro que a Lynn diz não Maureen. Você não é nada daquilo, ainda mais uma assassina.

MAUREEN – Aquela menina é maluca!

TATUM – Ela faz isso com todo mundo. Se ela puder, ela vai cutucar a sua ferida pra te atingir. Ela não presta.

MAUREEN – Eu nunca fiz nada pra ela Tatum, eu sequer conhecia essa menina! E sem me conhecer ela debulhou todas aquelas coisas contra mim. Não consigo acreditar que alguém seja tão baixo assim.

ASHLEY – Ela é anã de tão baixa! Vamos combinar uma coisa? Vamos ignorar a Lynn a partir de hoje. Um ser tão vil não merece nossa preocupação.

TATUM – Ashley está certa.

MAUREEN – Mas que ódio que eu estou dela! Que ódio! Acho que se a sua mãe não estivesse ali, Ash, eu tinha quebrado a cara daquela piranha!

ASHLEY – (RINDO) Adorei você chamando ela de piranha.

MAUREEN – Eu queria que ela morresse! Por mim a Lynn ia pro inferno!

Sonoplastia: It Will Rain – Bruno Mars. Depois que diz isso, Maureen fica em silêncio e pensativa.

TATUM – Maureen? Se lembrou de alguma coisa?

MAUREEN – (DÁ UM SORRISO) Olha o que eu estou dizendo! Há 1 ano atrás, nessa mesma escola, eu proferi essa mesma frase, de que queria que uma pessoa que me desagradou morresse. E o mais curioso foi que ela morreu. Chega a ser irônico, sabe? E eu... Me sentiria muito culpada se a Lynn morresse. Assim como me senti naquela época.

ASHLEY – Sabe o que isso significa? É que você é boa de coração! E isso ninguém te tira.

MAUREEN – Foi muito bom encontrar vocês duas quando eu voltei meninas.

ASHLEY – Abraço coletivo?

Maureen concorda e ela, Ashley e Tatum se abraçam. Plano geral da cena das amigas em momento íntimo.

CENA 18. DELEGACIA DE ENDLESS TOWN. SALA DE ADRIAN. INT. DIA.

Catherine se senta na cadeira na frente da mesa de Adrian.

ADRIAN – Então, como foi com o Cliff?

CATHERINE – Não foi nada. Não consegui descobrir nada de relevante. Só que ele e a namorada passaram o dia da morte juntos.

ADRIAN – Um é álibi do outro.

CATHERINE – Em primeira instância, podemos excluir Cliff Holiday da lista de suspeitos.

ADRIAN – E se eles estiverem mentindo pra se proteger?

CATHERINE – Nós vamos descobrir. Vai ser difícil arrancar alguma coisa dele, mas a gente consegue.

ADRIAN – (SORRI) Eu estou admirado com essa sua vontade de trabalhar Catherine. Cada vez mais sinto que fui certeiro em te convidar pra trabalhar comigo.

CATHERINE – (SE LEVANTA) Fala a verdade. Eu sou boa não sou Adrian?

Catherine sorri e Lloyd entra correndo na sala do delegado.

LLOYD – Aconteceu mais uma tragédia!

ADRIAN – (SE LEVANTA, ASSUSTADO) Que cara é essa Lloyd?

LLOYD – Acabaram de ligar. Parece que encontraram o corpo de Beverly Scott nos estúdios de Cliff Holiday!

Catherine e Adrian se olham.

CENA 19. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. FRENTE. EXT. DIA.

O sinal de saída toca. Os alunos vão indo embora do colégio.

CENA 20. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. CORREDOR. INT. DIA.

Tatum caminha pelo corredor e chega até seu armário. Ela coloca sua senha e abre. Maureen chega atrás dela.

MAUREEN – Já vai ir embora, Tatum?

Tatum se assusta e deixa caírem algumas coisas do armário.

TATUM – (SEM GRAÇA) Desculpa! Vou sim!

Maureen se abaixa ao mesmo tempo que Tatum para pegar as coisas que caírem e vê que foram várias velas pretas e vermelhas. Close em Maureen.

MAUREEN – O que é isso Tatum?

TATUM – (RECOLHE AS VELAS) Não são nada! Coisas da minha mãe. Eu preciso ir.

Tatum fecha o armário e sai rapidamente, deixando Maureen sozinha, desconfiada. De repente, as duas vêem Lynn e Angelina saírem da sala da diretora chorando e Maureen se aproximas delas, assustada.

MAUREEN – Lynn! O que houve? Você tá bem?

ANGELINA – Não é o melhor momento, Maureen.

LYNN – Você atacou de novo não foi, vadia? (LIMPA AS LÁGRIMAS) A Beverly foi assassinada! Acharam o corpo dela morto!

Close em Maureen.

CENA 21. ENDLESS TOWN HIGH SCHOOL. FRENTE. EXT. DIA.

Uma grande quantidade de carros estão estacionados próximos ao prédio da escola da cidade. Jornalistas pelo campus, noticiando alguma coisa. Os adolescentes que ali estudam olham apavorados, falam entre si. A câmera fecha no rosto de uma jornalista negra, de cabelos encaracolados e olhos azuis.

JORNALISTA – Nós estamos na frente do Endless Town High School onde estudava Beverly Scott, jovem encontrada morta na manhã de hoje em um set de gravações. Beverly tinha 19 anos e o corpo permanece no Instituto Médico Legal para investigações. Ainda não se sabe quem matou a menina. A única pista que se tem é de uma foto deixada em cima de seu corpo, uma foto de Jimmy Prescott, morador da cidade morto a sete anos. Coincidentemente, Jimmy é pai de Maureen Prescott, jovem envolvida no massacre do palhaço no ano passado. 

Corta para Maureen, Ashley e Tatum de pé na escadaria que dá a porta da escola, abaladas.

TATUM – Foi ele, não foi?

ASHLEY – Ele quem?

TATUM – O palhaço assassino. Ou a mesma pessoa que matou a CeCe, que seja. Ele matou a Beverly.

MAUREEN – Coitada dessa menina. Eu confesso que vi ela poucas vezes, mas ninguém merece morrer da maneira que ela morreu. Ela foi violada, Tatum. Ele... (NERVOSA) Ele a esfaqueou na vagina! 

ASHLEY – O pior é que agora o filme do Cliff vai ser cancelado. Afinal, ela morreu no set de gravações dele. 

TATUM – Será que o Cliff pode ter culpa nisso? 

MAUREEN – Não sei. Eu vivi tudo isso uma vez e quem eu menos esperava se revelou ser um psicopata. Todos nós podemos ser ele, meninas. Até mesmo eu. E vou falar pra vocês, eu tenho medo de estar cometendo esses crimes sem saber. 

Tatum e Ashley olham preocupadas à Maureen. 

CENA 22. HOSPITAL DE CARIDADE DE ENDLESS TOWN. UTI. QUARTO. INT. DIA.

Uma enfermeira regula uma bolsa de soro pendurada em uma haste de ferro. A câmera segue e revela Henry deitado na cama hospitalar, dormindo profundamente. A enfermeira anota alguma coisa em uma planilha e se prepara para sair. Quando ela vai se virar, uma das mãos de Henry se mexe. A enfermeira leva um susto. A mão volta a se mexer, como se ele estivesse inconsciente. A enfermeira sai rapidamente do quarto. Close na mão de Henry.

CENA 23. SANATÓRIO MUNICIPAL DE ENDLESS TOWN. EXT. DIA.

Plano geral do prédio do sanatório durante o dia.

CENA 24. SANATÓRIO MUNICIPAL DE ENDLESS TOWN. QUARTO. INT. DIA.

Monica sentada numa cadeira, em frente de Cliff, com um sorriso no rosto. Cliff liga uma câmera em cima de um tripé e foca em Monica. Se senta na frente dela, com um caderno na mão.

CLIFF – Podemos começar?

MONICA – Você vai gravar?

CLIFF – Algum problema pra você?

MONICA – (SORRI) Nenhum. Eu sempre sonhei eu aparecer na TV. Desde menina.

CLIFF – Então vamos lá Monica. Eu quero que você me conte tudo desde o início. O primeiro assassinato. Do seu marido, Jimmy Prescott. De onde veio essa vontade de matar?

Close em Monica, que reage secamente a pergunta de Cliff. Os dois se encaram. A imagem escurece num baque.

 

SÉRIE DE:
Jota Pê 

ESTRELANDO:
CHRISTA B. ALLEN – Maureen Prescott
SARAH MICHELLE GELLAR – Catherine Riley
KEEGAN ALLEN – Henry Sheldon
ERIC WINTER – Lucas Armstrong
MICHELLE FORBES – Monica Prescott
RICHARD BURGI – Dewey Riley
ELIZABETH MCLAUGHLIN – Hannah Riley
LESLEY FERA – Viola Armstrong
DAVID JAMES ELLIOT – Tripp Armstrong
BAILEE MADISON – Madison Armstrong
ALEXIA FAST – Amanda Manson
BILLIE JOE ARMSTRONG – Cliff Holiday
JAMIE ANNE ALLMAN – Christina Martin

ELENCO RECORRENTE:
VANESSA RAY – Marilyn Becker
AIMEE TEEGARDEN – Ashley Becker
JACK DEPEW – Tim Allerton
SKYLER DAY – Lynn Wellington
BIANCA LAWSON – Tatum McCarthy
SHANE COFFEY – Jeremy Randall
ANDREA BOWEN – Allegra Drake
JOEL KINNAMAN – Adrian Rutherford
MEGHAN ORY – Ohana Rowland
NAYA RIVERA – Angelina de Los Reyes
RAMÓN FERNANDES – Mickey Hargensen
MACKINLEE WADDELL – Beverly Scott
MARISOL NICHOLS – Heather Murphy
ASHLEY JOHNSON – Kirby Carter
LIAM JAMES – Ian Carter

MÚSICAS DO EPISÓDIO:
STATE OF GRACE – Taylor Swift
IT WILL RAIN – Bruno Mars

PRODUÇÃO

Bruno Olsen
Diogo de Castro
Rafael Oliveira
  

 Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO


Copyright © 2016 - WebTV
www.redewebtv.webs.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

.aaa.
.aaa.

Compartilhar:

 
Copyright © WebTV | Design by OddThemes