THE CIRCUS - 2x02



2x02
 
 
 

CENA 1. PARQUE MUNICIPAL DE ENDLESS TOWN. INT. DIA. 

CeCe e Ashley sentadas em frente a fonte de água do parque da cidade. Ashley avista Lynn se aproximando das duas ao lado de Beverly e Mickey, e cutuca CeCe. 

ASHLEY – Cuida só que a Bianca vem chegando com sua trupe. Lá vem bomba.

Lynn, Beverly e Mickey chegam até as duas.

LYNN – (PEGA NA MÃO DE CECE) Maureen, meu doce de leite, eu sinto muito pela perda da sua amiga.

BEVERLY – (PARA CECE) Bianca está chorando rios de lágrimas pela defunta.

Lynn finge choro. CeCe revira os olhos.

MICKEY – (DESMUNHECA) Menos uma racha na escola.

CECE – Fico contente que você esteja realmente triste pela morte da Amanda, Bianca. Não sabia que você gostava tanto assim dela.

LYNN – (RI) E eu não gostava, mesmo. Só estou treinando para os testes para a peça do colégio. Arrasei na dramatização.

ASHLEY – Vamos pra casa Maureen? Já está ficando tarde e não é mais seguro ficar em Endless Town sozinhas.

CECE – Vamos Casey, vamos antes que caia uma tempestade por aqui.

Quando CeCe e Ashley se levantam, Lynn segura o braço da primeira com força.

LYNN – Quer saber a verdade? Foi bem feito terem debelado a vagabunda. Menos uma vadia no colégio pra correr atrás do namorado das outras!

CLIFF – (BATE PALMAS) Tá ótimo pessoal, muito bom mesmo! A atuação tá o máximo! Esse filme vai ficar sensacional!

A câmera gira e revela várias câmeras na frente deles, mostrando que estavam gravando cena do filme “Apunhalada”.

LYNN – (SE DIRIGE ATÉ CLIFF) Eu exijo que você mude as minhas falas. Minha personagem é muito supérflua, eu é que deveria fazer Maureen Prescott.

CLIFF – Mas CeCe se saiu melhor nos testes. Além do mais Maureen é morena, e você é loira Lynn! Por favor, Bianca Campbell é um ótimo papel.

LYNN – (CRUZA OS BRAÇOS) Ótimo papel pra quem?

Câmera foca em Ashley e CeCe, conversando.

CECE – Você acha que eu estou me saindo bem de Maureen Prescott, Ashley?

ASHLEY – Claro querida! Seu papel é fantástico. Pior sou eu, que vivo Casey Cooper e morro na metade do filme. Você é a única que sobrevive até o final!

Ashley ri e bate no ombro de CeCe. CeCe abre um sorriso e a câmera congela em seu rosto lindo, sedoso feito pétalas de rosa.

CENA 2. DELEGACIA DE ENDLESS TOWN. SALA. INT. NOITE.

A imagem congelada do rosto de CeCe na cena anterior se transforma numa foto que está pregada em um painel na parede, atrás da poltrona do xerife Adrian. A câmera detalha a placa escrito “Xerife” na ponta da mesa. Na frente de Adrian está Maureen, abalada, ainda com a roupa da festa. Eles conversam.

ADRIAN – Parece loucura não parece Maureen? Mas exatamente a um ano você estava aqui, sentada na minha frente, depondo sobre a morte de Sarah Reed.

MAUREEN – Tem razão xerife. O tempo passa. Nem parece que faz 1 ano. Foi tudo tão intenso que me parece uma eternidade.

ADRIAN – Pode parecer uma pergunta clichê, mas qual era sua relação com CeCe Reynolds?

MAUREEN – Praticamente nenhuma. Nos encontramos poucas vezes na escola ano passado e nos reencontramos agora que eu voltei.

ADRIAN – Onde a senhorita estava depois da organização da festa da Catherine?

MAUREEN – Em casa, junto do meu filho. Eu não tenho nada a ver com esse assassinato Adrian, nada!

ADRIAN – A foto do seu pai foi deixada em cima do corpo Maureen. De alguma maneira quem fez aquela brutalidade queria mandar algum recado pra você. O corpo de CeCe ele... ele foi usado em práticas de magia negra. Foi mutilado.

MAUREEN – (CHOCADA) Que horror...

ADRIAN – Você desconfia de alguém que possa ter cometido o crime?

MAUREEN – Não, mas de uma coisa eu tenho certeza Adrian, de que ele voltou. De que quem fez isso foi o palhaço.

ADRIAN – Impossível. Sua mãe é o palhaço e foi interditada pela justiça como louca.

MAUREEN – Tem uma coisa que você não sabe xerife. Quando eu me deparei com o corpo da CeCe, naquele instante, eu recebi uma mensagem de texto anônima.

ADRIAN – (CURIOSO) Que mensagem?

MAUREEN – Do palhaço, me dando boas vindas pelo retorno à cidade. Foi ele delegado. Pode não ter sido a minha mãe, ou pode ter sido sim, eu não sei. Mas o fato é de que o palhaço voltou.

ADRIAN – Não pode ser... Se isso for verdade será uma verdadeira loucura!

MAUREEN – A CeCe disse durante os preparos da festa de Catherine que havia visto um crime. Você já deve saber disso, claro.

ADRIAN – Sim, já fui informado.

MAUREEN – Eu não sei o motivo, nem quem. Mas quem matou a CeCe tem relação com o suposto crime que ela presenciou. É a partir daí que o fato deve ser investigado. A pergunta não é quem matou CeCe Reynolds. A pergunta é: de qual crime CeCe Reynolds foi testemunha?

CENA 3. CASA DOS RILEY. JARDIM. EXT. NOITE.

Catherine sentada na varanda, triste, olhando para seu jardim vazio. Maureen chega pelo lado da casa e se senta ao lado dela. Catherine sorri, melancólica.

CATHERINE – Tudo bem?

MAUREEN – Mais ou menos. Voltei da delegacia agora, acabei de dar meu depoimento. Estou muito nervosa e preocupada Catherine.

CATHERINE – Está acontecendo de novo, não está? Ele voltou.

MAUREEN – Eu recebi uma mensagem. Uma mensagem dele, minha amiga. Como sempre me ameaçando.

CATHERINE – Não pode ser Maureen! Esse inferno não pode começar novamente! Mais sangue derramado? Já não basta a tragédia que aconteceu com essa pobre menina? Já não basta ter arruinado meu casamento?

MAUREEN – Você confia em mim, não confia Catherine?

CATHERINE – Confio muito em você.

MAUREEN – Então eu te prometo que mais uma vez nós duas vamos descobrir quem é e prender esse filho da puta!

As duas se olham. Closes descontínuos entre Catherine e Maureen.

 
 
     
 

2x02 - O AMIGO OCULTO
 
     

CENA 4. CEMITÉRIO DE ENDLESS TOWN. EXT. DIA. 

Sonoplastia: Clown – Emeli Sandé. Plano geral do cemitério, onde o sepultamento de CeCe está acontecendo. Muitas pessoas em volta do túmulo, tristes pelo acontecido. Um padre, a frente do caixão, diz algumas palavras. A câmera foca em Ashley e Maureen.

MAUREEN – (ABALADA) Eu não consigo acreditar que isso aconteceu. Que isso aconteceu novamente. E por culpa minha Ashley.

ASHLEY – O que aconteceu com a CeCe não foi culpa sua Maureen.

MAUREEN – Foi sim Ashley. Se eu não tivesse voltado ela teria ficado viva! Foi por minha culpa! A foto do meu pai estava junto ao corpo. E isso quer dizer alguma coisa.

ASHLEY – (PREOCUPADA) Todo esse clima é muito ruim. Até parece/...

MAUREEN – Um ano atrás?

Ashley olha penalizada para Maureen e pega em sua mão. A câmera anda em travelling por quem está ali e chega até Tim, Jeremy e Mickey.

TIM – Que pena que fizeram isso com a CeCe!

JEREMY – Uma pena mesmo cara. Uma menina tão gostosa, tão deliciosa como a CeCe morrer desse jeito, com tanto trubufu dando pinta na cidade!

MICKEY – Que horror Jeremy! Cala a boca, meu!

JEREMY – Ih... O que foi hein Mickey? É só falar em mulher boa que cê fica todo estressadinho. Tô te estranhando hein parceiro?

MICKEY – Qual foi Jeremy? Tá maluco cara? Eu sou espada! Só acho que devemos respeitar os mortos.

TIM – O Mick tá certo Jeremy. A CeCe podia ser uma coisa de louco, mas vamos respeitar a dor da família.

Jeremy reclama e cruza os braços. Mickey olha para Tim e sorri. Tim também sorri para ele. Guy Wellington, a esposa Savannah e Lynn, que é filha deles, se aproximam do caixão assim que o padre termina o cerimonial.

GUY – (ALTO) Cidadão de Endless Town. Eu, como magnífico prefeito desta cidade, queria dar algumas palavras para todos vocês.

Corta para Catherine e Dewey.

CATHERINE – É impressão minha ou o prefeito quer criar cena em cima da trágica morte da menina?

DEWEY – Isso porque você não o conhece meu amor. Depois que o prefeito Harold morreu na explosão da prefeitura e o Guy assumiu, ele virou um nojo em pessoa.

Volta para Guy.

GUY – (ALTO) Eu sei que todos estão apreensivos com o que aconteceu ontem com a nossa querida e amada CeCe Reynolds. Sei também que os boatos de que um novo palhaço assassino esteja rondando nossa cidade. E vim para deixar bem claro que esse boato é mentira. A morte da CeCe é um caso isolado que não tem nada a ver com o massacre do ano anterior. Vamos seguir com as nossas vidas que em pouco tempo a polícia descobrirá quem é o psicopata. Muito obrigado!

Savannah beija Guy, e eles se abraçam na filha Lynn. Corta para Viola, Tripp e Madison.

VIOLA – O Guy é muito cara de pau não é? Assumiu a prefeitura a alguns meses e já está ai, fazendo campanha antecipada. Desclassificado!

TRIPP – Ele é um cara legal Viola.

VIOLA – Pra quem?

Os três se afastam e o padre faz sinal para que o caixão de CeCe seja enterrado. Os pais de CeCe se aproximam e jogam uma rosa em cima do caixão. A mãe de CeCe se debulha em lágrimas junto ao marido. Maureen deixa derrubar algumas lágrimas e Lucas se aproxima dela, a abraçando.

LUCAS – Tá bem?

MAUREEN – Tentando estar. A um ano atrás eu estava nesse mesmo lugar enterrando a Amanda e me vejo aqui novamente, na mesma situação. É difícil Lucas.

LUCAS – Vamos pra casa, vamos. Você precisa descansar.

Maureen concorda e o corpo é enterrado. Os presentes começam a se dispersar, indo pra casa. A câmera segue entre os túmulos e, mais afastada, Tatum observa o cortejo atrás de uma lápide qualquer. Close em Tatum, com os olhos vermelhos.

CENA 5. CEMITÉRIO DE ENDLESS TOWN. FRENTE. EXT. DIA.

Maureen, Lucas, Catherine e Dewey caminhando pela calçada, na saída do cemitério.

MAUREEN – Lucas, você me leva no lugar que a gente combinou?

LUCAS – Levo sim, vamos no meu carro.

CATHERINE – Onde vocês vão?

MAUREEN – Resolver uma coisa com uma certa pessoa.

Maureen e Lucas seguem ao carro dele. Catherine e Dewey se olham.

CENA 6. SANATÓRIO MUNICIPAL DE ENDLESS TOWN. EXT. DIA.

Plano geral.

CENA 7. SANATÓRIO MUNICIPAL DE ENDLESS TOWN. QUARTO. INT. DIA.

Câmera abre numa vitrola tocando a 9º Sinfonia de Bethoveen. Monica está sentada em uma poltrona, virada contra uma janela, sem expressão alguma. Quando a música é interrompida por alguma coisa, Monica estranha e se levanta. Maureen está ali, olhando para ela. Quando Monica vê Maureen, dá um sorriso e se aproxima da filha, abraçando-a. Maureen não abraça a mãe.

MONICA – Filha! Você veio filha!

MAUREEN – Agora você resolveu falar comigo?

MONICA – (ESTRANHA) Como assim filha? Eu achei que você não iria visitar a sua mãe. Estava com saudades!

MAUREEN – Pelo visto você mudou bastante desde quando eu cheguei.

MONICA – Eu não estou entendendo minha filha.

MAUREEN – Não precisa entender mãe. Eu não vim aqui pra te ver, nem pra conversar com você. Eu vim aqui pra te fazer uma pergunta.

MONICA – Que pergunta? Pode me fazer qualquer pergunta. Aqui eu estou muito bem sabe Maureen? Recuperando a mente.

MAUREEN – Quem matou a CeCe?

Close em Monica, surpresa com a pergunta. Maureen a encara.

MAUREEN – Eu te fiz uma pergunta mãe. Quem matou a CeCe?

MONICA – CeCe? Quem é CeCe?

MAUREEN – Não se faça de idiota Monica Prescott! Você sabe muito bem que é CeCe. Ela foi assassinada! Assassinada por alguém que você sabe muito bem quem é. Será pela pessoa que anda visitando você? E quem é essa pessoa?

MONICA – (ASSUSTADA) Para de me acusar por uma coisa que eu não fiz! Eu não sei de nada disso! Nada! Chega Maureen! (COMEÇA A SE EMOCIONAR) Eu tô curada filha! Curada do meu vício, da minha loucura!

MAUREEN – (ALTO) Ele voltou. O seu palhaço voltou, e me ameaçou. Ele matou a CeCe com a ajuda da senhora! Como eu não sei, mas que tem dedo seu tem! Me fala mãe!

MONICA – (COMEÇA A CHORAR) Você não pode me acusar sua desnaturada! Não pode! Eu não fiz nada! Nada!

E Monica se senta no chão, chorando feito criança. A enfermeira entra no local.

ENFERMEIRA – O que houve aqui?

MAUREEN – (PARA MONICA) Mentirosa! Só que dessa vez eu não vou permitir que meus amigos acabem morrendo. Não vou!

Maureen sai do quarto com rapidez. Close em Monica, que para de chorar e faz uma cara de assustada.

CENA 8.  TRAILER DE CLIFF HOLIDAY. EXT. DIA.

Cliff junto de Ohana na porta do trailer, que está instalado num dos bosques da floresta. Na frente deles Lynn, Ashley, Tim, Jeremy, Mickey, Beverly, Angelina e mais outros 4 atores e atrizes.

LYNN – Qual é Cliff, vai falar pra que chamou a gente aqui de uma vez? Tenho hora na depiladora!

CLIFF – Eu vou começar Lynn, acho que todos do elenco estão aqui. (PARA TODOS) Pessoal, eu convoquei todo o elenco do filme Apunhalada pra essa pequena reunião na tarde de hoje pra falar do que aconteceu com uma das estrelas do nosso filme. A CeCe. Como todos sabem, ela era a protagonista do filme, e com sua morte, acabamos ficando com a vaga em aberto.

MICKEY – Você vai rodar o filme mesmo com a CeCe tendo sido assassinada?

CLIFF – Mas é claro! Mais do que ninguém, CeCe adorava o trabalho e com certeza me daria o aval de continuar. Infelizmente seremos obrigados a regravar todas as cenas em que ela aparece. Para isso, escolhi uma nova intérprete para viver Maureen Prescott.

OHANA – Lembrando que outros atores também tiveram seus papéis mudados.

CLIFF – Eu decidi que Lynn Wellington será Maureen Prescott.

LYNN – (VIBRA) Yes! Da-lhe Lynn! Agora sim Cliff, estou no papel que merecia estar! Muito obrigada CeCe!

Beverly e Angelina se abraçam em Lynn, e Ashley faz cara de nojo.

OHANA – Como a Lynn será a Maureen, a Ashley mudará de papel e vai interpretar a vilã Bianca Campbell. Assim, a Sidney vai ficar sendo a Casey.

ASHLEY – Pelo menos isso não é Ohana? Por que vamos concordar, ô papel ruim esse de Casey. Nada contra a Sidney, mas viver a vilã será mais desafiador.

CLIFF – Agora que tudo está resolvido, vão para suas casas e tenham um bom descanso. Amanhã retomamos as gravações.

CENA 9. RUA DE ENDLESS TOWN. EXT. DIA.

Maureen caminha carregando sua bolsa e bastante pensativa. Enquanto ela caminha, as pessoas que passam por ela ficam olhando, conversando entre si, deixando Maureen constrangida. Maureen acelera o passo, e, ao cruzar uma esquina, quase se bate no mendigo Salvatore, este segurando uma garrafa de cachaça. Maureen dá um berro e se afasta dele.

SALVATORE – (BÊBADO) Se assustou? Eu sei que eu não sou nada bonito, mas não chego a assustar. (DÁ RISADA)

MAUREEN – Desculpa! Quem é você?

SALVATORE – Não interessa quem eu sou! O que interessa é o que eu vi. Maureen Prescott!

MAUREEN – Como você sabe meu nome?

SALVATORE – Quem não sabe seu nome?

MAUREEN – Me dá licença!

Maureen baixa a cabeça e sai sem olhar para trás.

SALVATORE – (GRITA) Eu vi um assassinato Maureen! (DÁ RISADA) Eu vi um assassinato!

Maureen congela e entra em pânico. Ela se vira e encara Salvatore. Salvatore se atira no chão, cada vez mais bêbado, e ri da cara dela. Maureen vai embora, impressionada.

CENA 10. MANSÃO DOS ARMSTRONG. SALA. INT. DIA.

Viola e Tripp entram pela porta da mansão e ela já vai tirando o grande chapéu preto da cabeça.

VIOLA – Não estava mais agüentando aquela cerimônia. Quanta enrolação para entregar o corpo de uma miserável aos vermes! Ainda mais com aquele discurso pedante do Guy. O que a pessoa não faz quando se aproxima uma eleição?

TRIPP – O Guy está certo minha cara. Ano que vem tem pleito em Endless Town, e de acordo com os outros vereadores ele vai concorrer pelo nosso partido.

VIOLA – Nem pensar. Esta família não votará e nem apoiará aquele homem nojento.

TRIPP – Essa revolta contra o Guy foi só porque ele tentou impedir que você assumisse o cargo de diretora da escola?

VIOLA – Cala a boca Tripp, a minha maior preocupação no momento não é o Guy, e sim o nosso filho!

TRIPP – O que tem de errado com o Lucas?

VIOLA – É essa mulher. Maureen. Nome de garota de programa! Mais uma vez ela está envolvida em crimes até os dentes.

TRIPP – A Maureen não teve nada a ver com a morte da menina.

VIOLA – (IRÔNICA) Não, imagina! Só deixaram a foto do pai dela em cima do corpo da morta porque não tinham nada melhor pra fazer. (SE IRRITA) Por favor Tripp, essa sua dificuldade de enxergar o óbvio me irrita!

TRIPP – Isso ainda não coloca Maureen como responsável de nada.

VIOLA – Mas coloca como motivação e isso já basta. Eu amo meu filho Tripp, e essa mulher ao lado dele é uma ameaça pra vida do Lucas.

TRIPP – Acho que você está exagerando.

VIOLA – Maureen é um perigo em pessoa! Já não gostei dela desde a primeira vez que vi, agora tenho certeza: é vagabunda!

Tripp balança a cabeça negativamente. Allegra desce a escada afobada em direção à patroa.

ALLEGRA – Dona Viola! Graças a Deus que a senhora chegou! Eu estou preocupada!

VIOLA – O que houve criatura? (PARA TRIPP) Está pálida igual um cadáver.

ALLEGRA – Eu estava pra contar uma coisa pra senhora, mas com todos os acontecimentos não tive oportunidade. É com a Madison.

VIOLA – Madison? Não vai me dizer que a imbecil aprontou de novo? Anda Allegra, despeja em cima de mim.

ALLEGRA – Ontem a noite eu passei no quarto da Madison para ver se ela precisava de alguma coisa. Quando eu abri a porta, me deparei com uma cena perturbadora. Assustadora, melhor dizendo!

TRIPP – (NERVOSO) O que de tão grave você viu minha filha?

ALLEGRA – A Madison estava, como eu posso dizer, abraçada a algo invisível. Era como se ela estivesse falando com alguma pessoa que não existisse, algo anormal.

VIOLA – (ESTRANHA) Um fantasma? Você é quem deve estar louca, querida.

ALLEGRA – Eu juro que é verdade dona Viola. E pra provar que é verdade, ela está lá no quarto dela, brincando de bonecas, e falando sozinha!

Viola se vira e olha para Tripp. Close nos dois.

CENA 11. MANSÃO DOS ARMSTRONG. QUARTO DE MADISON. INT. DIA.

P.V. de uma pessoa abrindo lentamente a porta do quarto de Madison. A câmera revela que é Viola. Viola entra no quarto da filha e vê Madison sentada no tapete na frente de sua cama, brincando com bonecas, e falando sozinha, como se estivesse com alguém.

MADISON – (MOSTRA UMA BONECA) Você pode ser essa Amanda, não pode? Esta é linda! (PAUSA/SORRI) Eu também gosto muito de você Amanda! Muito obrigado por existir.

Viola estranha a ação da filha e esbarra em um móvel, assustando Madison, que se vira instintivamente.

VIOLA – (SE AFASTA) Desculpa filha.. Eu...

MADISON – Mãe! (SE LEVANTA) Já conhece a minha nova amiga?

VIOLA – (OLHA PROS LADOS) Quem? Tem alguém aqui?

MADISON – Deixa de ser boba mamãe, ela está bem na sua frente, sorrindo pra você. Diga olá para a Amanda.

Viola olha para a filha sem entender, enquanto Madison sorri. Viola se aproxima de Madison e senta com a filha na cama.

VIOLA – Madison, vamos conversar?

MADISON – (ESTRANHA) O que houve? A senhora não gostou da Amanda?

VIOLA – O que está acontecendo com você meu amor? Hum? Isso que você está fazendo é pra me provocar? Pra chamar minha atenção?

MADISON – Do que você está falando?

VIOLA – Não tem mais ninguém nesse quarto além de nós duas, garota. Então para com essa palhaçada e conversa comigo.

MADISON – (SE AFASTA) Não! Ela está aqui!

Madison olha em volta do quarto e vê que está sozinha com a mãe.

MADISON – (DESESPERADA) Ela estava aqui, bem aqui, mas ela foi embora! (GRITA) Amanda!

VIOLA – (SEGURA NO BRAÇO DELA) Eu vou te levar para um médico, você está louca, sequelada!

MADISON – (A EMPURRA) Me deixa em paz! Ela não é de mentira, ela existe e voce finge não ver. Me deixa em paz, por favor!

Madison corre e se tranca dentro do banheiro. Viola anda em volta do quarto e vê que realmente está sozinha. O vento sopra pela janela aberta e deixa Viola arrepiada. Viola se aproxima da janela e a fecha. Quando se vira, vê que as bonecas de Madison que estavam no chão estão agora em cima da cama. Viola olha desconfiada e sai rapidamente do quarto. Close nas bonecas.

CENA 12. CASA DOS RILEY. COZINHA. INT. DIA.

Maureen sentada no balcão da cozinha, chorando. Catherine serve um copo de café para a amiga e se senta ao lado dela. Maureen toma o café e tenta se tranqüilizar.

MAUREEN – (PARA CATHERINE) Mas isso daqui é café, como eu vou me acalmar tomando café?

CATHERINE – Acalma querida, nós americanos temos hábitos meio malucos, confia em mim, vai, bebe.

MAUREEN – Eu tô desesperada Catherine, não sei mais o que pensar. A mamãe parece não ter resposta para mais nada e o que aquele mendigo me disse me deixou assustada.

CATHERINE – A polícia vai dar um jeito e prender o assassino da CeCe. Confia no trabalho deles.

MAUREEN – Da mesma forma que confiamos da ultima vez? Vai acontecer de novo, do mesmo jeito, todos vão ser assassinados e o que eu vou fazer? Assistir de camarote!

CATHERINE – Não vai acontecer. Eu te prometo que não vai. Se a polícia não fizer nada nós vamos fazer, a gente prometeu, lembra?

MAUREEN – Eu sabia que não era bom ter voltado para Endless Town.

CATHERINE – E perder meu casamento?

MAUREEN – Que casamento?

As duas acabam rindo da situação. Catherine olha para Maureen e pensa alguma coisa.

MAUREEN – O que houve? Lembrou de alguma coisa?

CATHERINE – De uma coisa que eu devia ter te contado quando você chegou. Mas esquece, você não precisa saber.

MAUREEN – Ah não Catherine, agora você vai ter que me contar! Fiquei curiosa!

CATHERINE – É que é sobre o Henry.

MAUREEN – (SURPRESA) Henry? O que tem o Henry?

CATHERINE – O Henry não morreu Maureen, ele sobreviveu ao ataque do passado e passou esse um ano em coma no hospital. Ele tá vivo! O Henry tá vivo!

Maureen olha surpresa para Catherine.

LUCAS – O que você disse?

Maureen e Catherine se viram surpresas e vêem Lucas na porta da cozinha.

CENA 13. TRAILER DE CLIFF HOLIDAY. FRENTE. EXT. DIA.

Lynn sentada na cadeira do diretor, lendo o roteiro do filme com bastante calma. Ashley se aproxima dela e arranca-lhe o roteiro das mãos.

LYNN – (ALTO) Ei, garota, ficou maluca? Eu estava lendo, sua mal educada!

ASHLEY – (DIRETA) Foi você não foi Lynn?

LYNN – Do que você está falando, sua louca?

ASHLEY – Da CeCe. Agora eu percebi tudo. Foi você que matou a CeCe só para ficar com o papel dela no filme.

LYNN – (DÁ RISADA) Só pode ter endoidado mesmo. Se manca Ashley! Quem é você pra me acusar de ter feito isso? Eu posso lhe processar!

ASHLEY – Processa, mas processa que eu conto todas as humilhações que você fez a CeCe passar na existência dela na escola! Sua víbora!

LYNN – (SE LEVANTA) Não vou ficar aqui ouvindo isso.

ASHLEY – Se sentindo culpada Lynn?

LYNN – (PEGA O ROTEIRO DAS MÃOS DELA) Vai pro inferno, coadjuvante!

Lynn encara Ashley e vai embora. Close em Ashley.

CENA 14. CASA DOS RILEY. SALA. INT. DIA.

Hannah desce a escada devagar, para não fazer barulho, e quando chega lá embaixo olha em volta para ver se não tem ninguém. Quando se certifica que está sozinha, pega sua bolsa no sofá e sai pela porta. Catherine sai da cozinha e corre até a janela, onde vê Hannah atravessando a rua. Catherine também pega a bolsa e sai.

CENA 15. SANATÓRIO MUNICIPAL DE ENDLESS TOWN. RECEPÇÃO. INT. DIA.

A enfermeira trabalha atrás do balcão quando uma pessoa chega até ela.

ENFERMEIRA – (SORRI) Você novamente? Ela está ansiosa pela sua visita!

CENA 16. SANATÓRIO MUNICIPAL. QUARTO. INT. DIA.

Um dos enfermeiros abre a porta do quarto e a pessoa da cena anterior entra. Monica está sentada em uma cadeira, brincando com um cubo mágico. Monica vê a pessoa que entrou e dá um largo sorriso.

MONICA – Que bom que você veio! Achei que tinha se esquecido de mim!

A câmera dá um super giro de 360º e nos revela que quem está ali é Cliff Holiday!

CLIFF – Eu jamais me esqueceria de você Monica. Nem se eu quisesse.

Cliff e Monica sorriem um pro outro.

CENA 17. CASA DOS RILEY. JARDIM. EXT. DIA.

Maureen sai pela porta dos fundos seguida de Lucas. Os dois parecem estar em uma discussão.

LUCAS – Então foi por isso que você quis voltar, não foi? Por causa do seu ex-namorado, do pai do Christopher!

MAUREEN – É claro que não Lucas, você está sendo cabeça dura! Eu achava que o Henry estava morto, estou tão surpresa quando você!

LUCAS – Mentirosa, você me enganou, me fez trazer você até aqui pra se jogar nos braços dele. Nos braços do seu grande amor.

MAUREEN – (SE APROXIMA DELE) É você quem eu amo Lucas. Você me estendeu a mão, me deu uma vida, criou meu filho! Eu não sinto nada pelo Henry! Nada!

LUCAS – (A AFASTA) Eu não consigo acreditar nisso.

MAUREEN – Bom, então estamos num relacionamento errado, pois pra mim o principal é a confiança.

LUCAS – Arruma as suas coisas que nós vamos voltar peã Seattle agora!

MAUREEN – Nós? Se quiser voltar, volte você! Uma pessoa foi assassinada e eu estou envolvida nisso até os cabelos. Eu tomei a decisão de ficar Lucas. Pelo menos até que isso se resolva.

LUCAS – (IRÔNICO) Mesmo? Agora que você vai poder ficar perto do seu namoradinho mesmo. Parabéns Maureen!

MAUREEN – Lucas/...

Lucas ignora Maureen e vai embora. Maureen põe a mão na cabeça, confusa.

MAUREEN – Droga!

CENA 18. HOSPITAL DE ENDLESS TOWN. FRENTE. EXT. DIA.

O carro de Catherine estaciona no outro lado da rua do hospital e ela vê Hannah entrar no local. Catherine tira os óculos escuros e observa misteriosa.

CENA 19. HOSPITAL DE ENDLESS TOWN. UTI. CORREDOR. INT. DIA.

Catherine caminha pelo corredor da UTI e médicos passam por ela o tempo inteiro. Uma maca carregando um ferido também passa pelo corredor e assusta Catherine. Catherine chega até a porta de um quarto e vê pelo vidro o que tem lá dentro. Catherine fica surpresa ao ver que Hannah está sentada em uma poltrona ao lado da cama onde está Henry, em coma, cheio de aparelhos. Hannah parece estar lendo alguma coisa para ele. Catherine se afasta da porta e a câmera dá um close nela.

CENA 20. ENDLESS TOWN. CENAS PANORÂMICAS. EXT. NOITE.

Sonoplastia: Brand New Me – Alicia Keys. Anoitece em Endless Town. O comércio vai fechando e as ruas vão se esvaziando de carros.

CENA 21. MANSÃO DOS ARMSTRONG. QUARTO DE MADISON. INT. NOITE.

Viola passa caminhando pelo corredor e para na porta do quarto de Madison. Ela espia pela fresta e vê a filha deitada na cama, conversando novamente com uma pessoa que, aparentemente, não existe. Viola põe a mão no peito e olha preocupada para a filha.

CENA 22. CEMITÉRIO DE ENDLESS TOWN. INT. NOITE.

A câmera segue em travelling dois pares de sapatos escuros caminhando pela grama do extenso cemitério de Endless Town. A noite é de lua cheia, e um pequeno nevoeiro paira pelo local. Uma pessoa, vestindo um casaco de capuz preto, se esgueira pelos túmulos, sempre escondendo o rosto para não ser visto. Essa pessoa chega até um túmulo, que está com algumas flores. Vemos na lápide a foto e o nome de “Amanda Manson” e a data: “22-01-1992 / 27-01-2012”. A pessoa misteriosa esfrega as mãos, que vemos que são femininas, por cima da tampa do túmulo e, surpreendentemente, o empurra com força, fazendo com que o túmulo fique aberto pela metade. A figura liga uma lanterna, e nos mostra que há uma escada que dá acesso a um local dentro da cova. A pessoa olha pros lados e entra no túmulo, descendo a pequena escada.

CENA 22. CEMITÉRIO DE ENDLESS TOWN. LOCAL MISTERIOSO. INT. NOITE.

A figura misteriosa termina de descer a escada, que dá acesso a um local nojento, cheio de teias de aranha, com caixa espalhadas pelo local. Neste local misterioso existem várias armas perigosas presas na parede, como facões, ganchos, serra elétrica e foice. Mais a frente, outra pessoa está sentada em uma poltrona. Na frente do que seria um freezer. A primeira pessoa que entrou na cova tira o capuz e se revela ser Christina Martin. Christina se aproxima da poltrona da segunda pessoa.

CHRISTINA – Boas notícias. Está tudo saindo como combinado. A polícia não desconfia de nada.

A figura misteriosa, cujo rosto não se vê, está sentada em uma poltrona, a frente de um freezer, que está aberto. Com luvas de couro negras nas mãos, essa pessoa monta alguma coisa com um barbante.

CHRISTINA – O que você está fazendo? É o que eu estou pensando?

MISTERIOSO – (COM VOZ ROBÓTICA) Não precisa ter medo Christina, pode se aproximar. Ela não vai te morder.

A figura misteriosa ergue o que estava fazendo e podemos ver uma espécie de colar, decorado com vários dentes podres.

MISTERIOSO – (COM VOZ ROBÓTICA) Porque eu arranquei todos os dentes!

Christina faz uma cara de nojo e se afasta. A figura misteriosa dá uma risada e continua fazer o que estava fazendo. A câmera então mostra, dentro do freezer, um saco azul marinho no meio do gelo, onde está escrito: “Necrotério Estadual de Seattle”. A imagem escurece num baque.

 

SÉRIE DE:
Jota Pê 

ESTRELANDO:
CHRISTA B. ALLEN – Maureen Prescott
SARAH MIC
HELLE GELLAR – Catherine Riley
KEEGAN ALLEN – Henry Sheldon
ERIC WINTER – Lucas Armstrong
MICHELLE FORBES – Monica Prescott
RICHARD BURGI – Dewey Riley
ELIZABETH MCLAUGHLIN – Hannah Riley
LESLEY FERA – Viola Armstrong
DAVID JAMES ELLIOT – Tripp Armstrong
BAILEE MADISON – Madison Armstrong
BILLIE JOE ARMSTRONG – Cliff Holiday
JAMIE ANNE ALLMAN – Christina Martin

ELENCO RECORRENTE:
VANESSA RAY – Marilyn Becker
AIMEE TEEGARDEN – Ashley Becker
JACK DEPEW – Tim Allerton
SKYLER DAY – Lynn Wellington
BIANCA LAWSON – Tatum McCarthy
SHANE COFFEY – Jeremy Randall
ANDREA BOWEN – Allegra Drake
JOEL KINNAMAN – Adrian Rutherford
MEGHAN ORY – Ohana Rowland
NAYA RIVERA – Angelina de Los Reyes
RAMÓN FERNANDES – Mickey Hargensen
MACKINLEE WADDELL – Beverly Scott
MARISOL NICHOLS – Heather Murphy
ASHLEY JOHNSON – Kirby Carter
LIAM JAMES – Ian Carter

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL NESTE EPISÓDIO:
VICTORIA JUSTICE – CeCe Reynolds

MÚSICAS DO EPISÓDIO:
CLOWN – Emeli Sandé
BRAND NEW ME – Alicia Keys

 PRODUÇÃO
Bruno Olsen
Diogo de Castro
Rafael Oliveira

 

Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO


Copyright © 2016 - WebTV
www.redewebtv.webs.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

.aaa.
.aaa.

Compartilhar:

 
Copyright © WebTV | Design by OddThemes