Web Show: 3x07 - Entrevista com João Paulo Ritter - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Web Show: 3x07 - Entrevista com João Paulo Ritter

Apresentação Marcos Vinicius
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui

 

WEB SHOW - 3x07
 
 
 

 


 

Tudo está ESCURO. Silêncio absoluto.

ESCUTA-SE então o barulho da água caindo de um chuveiro e a MÚSICA tema de Psicose começa tocar. Seu volume AUMENTA gradativamente até que...

 

...tudo silencia novamente por longos segundos. É então, que um GRITO ensurdecedor quebra o silêncio. Um clarão repentino ilumina o telão onde, em um fundo preto, uma faca ensanguentada golpeia de cima para baixo diversas vezes e cada vez mais rápido.

 

A imagem chuvisca e desaparece. As luzes do cenário se acendem. MARCOS VINÍCIUS surge sentado em sua confortável poltrona, fantasiado de Norman Bates. Olha para a câmera principal.

 

MARCOS VINÍCIUS: Um clássico nunca sai de moda. Isso é fato. E Psicose é este clássico, que te faz sentir calafrios a todo instante.

 

Marcos se vira para a câmera 2.

 

MARCOS VINÍCIUS: Boa noite meus amigos. Estamos aqui para o nosso sétimo episódio do talk show mais querido do MV.

 

Marcos volta para a câmera principal. Ajeita-se na poltrona.

 

MARCOS VINÍCIUS: Nosso convidado de hoje tem uma trajetória louvável e invejável dentro do MV. Está neste meio desde 2016 e a cada ano que passa, tem estado mais em evidência com suas obras e responsabilidades. Alguém que luta por seus objetivos. Um representante do sul do Brasil, assim como eu...

 

O felino Castiel, mascote do programa, se aproxima e deita aos pés de Marcos.

 




 

 

MARCOS VINÍCIUS: Vem pra cá...

 

Castiel levanta as orelhinhas ao avistar o convidado atrás da cortina.

 

MARCOS VINÍCIUS: João Paulo Ritter dos Santos!!!

 
     

JOÃO PAULO RITTER PARTICIPA DO WEB SHOW

     
 

Nome completo: João Paulo Ritter dos Santos
Idade: 22 anos
Profissão: atualmente desempregado
Status emocional: montanha russa
Relacionamento atual: solteiro
Paixão por: boas histórias
Ódio por: “não tem nada que eu odeie mais do que um racista.” — Goode, Fiona.
Comida favorita: muito difícil eu gosto muito de comer. Qualquer comida salgada é o meu favorito, não sou muito de doce.
Status da conta bancária: 50 centavos.
Apelido: depois de fugir dos do ensino médio, atualmente é Ritter, mas tem um motivo para eu usar esse e não o “Rites”.
Cena inesquecível de uma novela: pensei muito, mas acho que nunca vou esquecer do beijo entre Luccino e Otávio em “Orgulho e Paixão”.
Cena inesquecível de um filme: tem muitas, muitas mesmo. Talvez, a cena de “Psicose” em que a Marion é esfaqueada pelo Norman vestido como a mãe.
Cena inesquecível de uma série: eu ia falar de uma cena de “Glee”, mas percebi que desde o mês passado uma cena de uma série tailandesa não sai da minha cabeça. Quando o verdadeiro vilão da história se revela para o espectador, é uma cena que eu fiquei com muito ódio do personagem em questão.


 


 

João Paulo Ritter entra. Aproxima-se de Marcos, o cumprimenta e senta-se. Respira fundo.

 

MARCOS VINÍCIUS: Não esperava uma recepção destas, não é mesmo? Ao melhor estilo Psicose...e esta minha roupa, ein? Liguei ontem pro Gabo e disse: preciso de uma fantasia de Norman Bates...e ele conseguiu! Não posso reclamar deste meu produtor!

 

JOÃO PAULO: Não esperava mesmo, fiquei surpreso e muito feliz, talvez tenha subido um pouco a minha cabeça, mas só um pouco... Acho que você ficou muito bem de Norman, deveria adotar esse visual para a vida. Vintage está na moda, né.

 

MARCOS VINÍCIUS: Opa, ótimo, muito obrigado. Também curti este visual.

 

Marcos se olha de cima a baixo.

 

MARCOS VINÍCIUS: Ficou muito bom mesmo!

 

Marcos olha suas anotações.

 

MARCOS VINÍCIUS: Mas vamos cortar esta formalidade. Vou te chamar só de Ritter mesmo, ok? E já vamos começar a deixar as coisas um tanto mais difíceis por aqui. Levantei sete momentos seus ao longo desta sua trajetória no MV. Quero que me diga em uma palavra o que cada um significa pra você!

 

1) Rede Purple - Wiccanos 2016

 

RITTER: Confusão

 

2) Primeira versão OnTV 2017

 

RITTER: Idealista

 

3) Sangue e Esplendor

 

RITTER: Mal aproveitado

 

4) Meu mundo caiu

 

RITTER: Realizações

 

5) Caminho Único

 

RITTER: Segurança

 

6) O Diário de Lucca

 

RITTER: Pessoal

 

7) Administração da OnTV e junção com o servidor da Megapro

 

RITTER: Positividade

 

MARCOS VINÍCIUS: Certo, Ritter. Pude notar que estas suas respostas vão bem de encontro ao que disse quanto ao seu status emocional, uma montanha russa. Na verdade, a nossa vida é uma eterna montanha russa, onde devemos nos adaptar a cada momento.

 

MARCOS VINÍCIUS: Ritter, antes de continuarmos, você quer pedir algo para comer? Fique à vontade, o que quiser nós providenciaremos. Ou quer ver o nosso menu?

 

RITTER: Eu gostaria de ver o menu, fica mais fácil de escolher...

 

MARCOS VINÍCIUS: Correto. É pra já. Adianto que os quitutes são deliciosos! Tem uns salgados que fazem qualquer um sair da dieta.

Aqui está. Quando escolher é só pedir!

 

RITTER: Acho... Vou ser bem básico e ir de coxinha.

 

MARCOS VINÍCIUS: Enquanto isso, nos conte: o que está achando do MV neste ano de 2020 em meio a tudo que estamos passando? E o teu planejamento no MV para este ano, está conseguindo seguir à risca?

 

RITTER: Eu tava achando tudo bem calmo até as coisas começarem a acontecer do outro lado do MV, né e também as coisas começarem a acontecer aqui... Olha, à risca não estamos conseguindo, mas tudo o que pensei em Dezembro do ano passado tá dando certo.

 

MARCOS VINÍCIUS: Ótima escolha. As cozinhas daqui são uma delícia!

 

Marcos põe a mão no ponto do ouvido.

 

MARCOS VINÍCIUS: Pessoal da cozinha, Dandara, aquela coxinha no capricho pro nosso convidado.

 

MARCOS VINÍCIUS: Quanto aos trabalhos deste ano, que bom que as coisas estão andando no caminho certo pra você. Confesso que pra mim também está bem movimentado. E isso é bom para o momento que estamos. Ocupa nossa mente.

 

MARCOS VINÍCIUS: Está com uma produção sua em reprise, aquela trama que você classificou como Segurança. Pode-se dizer que é a melhor obra que já fizeste para o MV?

 

RITTER: A melhor obra eu não diria, mas quando eu digo que é a minha segurança é uma história que dependendo da minha fase emocional ou dos problemas, vai ser agradável de escrever. Alguns personagens estão na história uns três anos... Acabo criando uma facilidade.

 

MARCOS VINÍCIUS: É ótimo quando criamos estes vínculos com os personagens. Eles se tornam como membros da nossa família...agora, Ritter, me diga, em todos estes anos dentro do MV, qual o fato que mais te marcou? Uma obra, uma amizade feita, um barraco presenciado, uma premiação... enfim, aquilo que te marcou profundamente.

 

RITTER: As amizades que fiz pela OnTV são as mais marcantes, é um pessoal que to falando todo dia, tem briga e tudo mais, mas a gente sempre se entende. Barraco tem tantos, não dá para escolher um só... Acho que as amizades, é o que mais me marcou mesmo.

 

MARCOS VINÍCIUS: Com certeza as amizades que a gente faz no MV são muito marcantes...

 

O felino Castiel espreguiça-se e vai ao encontro do produtor Gabo, que está com uma bandeja trazendo pessoalmente o pedido do convidado.

 

MARCOS VINÍCIUS: E chegooooou! Chegou na hora certa. Porque agora vamos ao primeiro quadro deste programa. Gosta de desafios, Ritter? Costuma ler muitos livros? Ler muitas obras dos nossos colegas do MV?

 

RITTER: Costumo ler, mas o problema é a minha memória fraca ajudar a me lembrar de alguma coisa sob pressão kkkkkkk

 

MARCOS VINÍCIUS: kkkkkk, aqui as coisas não são fáceis, meu amigo. Come tua coxinha, bebe este suco maravilhoso que trouxeram. E enquanto isso, te explico como funciona.

 

Marcos vira-se para a câmera 2.

 

MARCOS VINÍCIUS: E Ritter participa do Desafioooo Literário!!

 

Volta para a câmera principal.

 
     

 

     
     

JOÃO PAULO RITTER FALA SOBRE: INVASÃO, INIMIGO ÍNTIMO, ANTI-HERÓI E MUITO MAIS...

     
 

MARCOS VINÍCIUS: 1001 vinhos para beber antes de morrer... não. Não vamos falar de vinho aqui hoje!

1001 filmes para ver antes de morrer...muito interessante, mas não. Não falaremos dos filmes...1001 livros para ler antes de morrer...sim, vamos falar de literatura! Adaptei. Me diga 5 livros que, na sua opinião, precisamos ler antes de morrer e, o seu respectivo motivo.

 

RITTER: Okay, então, vamos lá.

 

Maurice, de E.M. Forster; esse livro é considerado o primeiro, principalmente da literatura inglesa, a tratar um personagem homossexual como uma pessoa e não como um castigo ou uma doença. Foi escrito em 1913 e 1914, na época da Inglaterra Eduardiana, em um tempo que era crime ser homossexual. O autor se baseou em um casal gay de verdade que se mudaram para os campos inglesas, eles eram aristocratas, mas para viverem juntos acabaram vivendo longe de tudo e com muito pouco.

 

Ciranda de Pedra, Lygia Fagundes Telles; um livro que deveria ser tomado como clássico porque os assuntos ainda são atuais. Quem assistiu a novela baseada nessa obra e ler vai se surpreender porque ao mesmo tempo que o Alcides Nogueira tentou fazer parecido, ainda o livro é mais aberto por "N" motivos. É uma história que quando você termina de ler, você fica com um fácil dos personagens e é tudo tão humano, tudo tão profundo... Lygia é uma mestra.

 

Dom Casmurro, Machado de Assis; acho que nem preciso dizer o por quê das pessoas precisarem ler Machado de Assis, né? Infelizmente um grande autor latino-americano e negro que está sendo descoberto a nível mundial apenas agora.

 

História da sua vida, Ted Chiang; não é um livro, estou roubando aqui. É um conto, ele deu origem ao filme "A Chegada" e é uma aula de narrativa. É uma história de ficção científica, mas é o gênero na sua versão mais hardcore. Não é tão difícil de entender, falando assim parece que tem que ter PhD para compreender a história. Essa história vale muito a pena pela mensagem e também pela narrativa da história, se eu falar da narrativa vou acabar dando spoiler de tudo, então.

 

Vermelho, Branco e Sangue Azul, Casey Maquiston; esse livro tá aqui porque ele é divertido. É uma história totalmente despretensiosa, mas ao mesmo tempo com uma mensagem de que tudo pode ser melhor no futuro.

 

MARCOS VINÍCIUS: Opa...excelentes dicas, sem sombra de dúvidas. Confesso que destes cinco só tenho conhecimento de dois (Dom Casmurro, óbvio, e Ciranda de Pedra), mas anotei os demais aqui já!

 

MARCOS VINÍCIUS: Agora quero que você me diga 5 obras virtuais que precisamos ler antes de morrer. Vale série, minissérie, novela, conto...). Diga o título, autor e o motivo!

 

RITTER: Vamos lá...

 

Juízo Final, Weslley Vitoritti; eu acho essa história uma das melhores do ano que foi lançada, eu não consegui ler tudo por motivos de falta de tempo, mas é uma grande história do Weslley.

 

Anti-Herói, Zih; vale a pena por ser um novo clássico da Zih ao lado de Gato Preto, mas talvez eu goste mais dessa em questão.

 

Inimigo Íntimo, Rynaldo Nascimento; assim como Juízo Final eu acho essa uma das melhores lançadas na época. É uma história que tem muitos pontos fortes.

 

A Invasão, Glaydson Silva; é uma boa história sobre perseguição e ir contra um sistema. E também foi uma estreia bem feliz na OnTV esse ano.

 

E claro, Meu Mundo Caiu, escrito por mim e que eu usei como base o livro que indiquei acima, Maurice. Kkkkkk

 

MARCOS VINÍCIUS: Garanto que não foi uma tarefa fácil selecionar apenas cinco obras deste extenso MV, não é mesmo? Mas tenho certeza que as escolhidas são merecedoras! Destas, Anti-Herói, eu li e é extraordinária! As outras estão anotadas aqui. Queria era ter tempo suficiente para ler tudo estas maravilhas que nossos convidados indicam aqui!

 

MARCOS VINÍCIUS: Mas, como eu disse, aqui no Web Show nada é fácil. Destas cinco obras virtuais selecionadas, quero que você dê uma nota de 0 a 10 para cada uma! Sem titubear!!

 

RITTER: nossa, eu posso ficar numa situação...

 

Juízo Final: 9

 

Anti-Herói: 9 também

 

Inimigo Íntimo: eu daria um 8,5 porque teve uma morte que não gostei, não é nada com o geral

 

A Invasão: 10, meu Glay merece.

 

Meu Mundo Caiu, bom, prefiro quem leu dar a nota.

 

MARCOS VINÍCIUS: Gostei, gostei. Se saiu bem kkkkk. Antes de seguirmos, Ritter, como tá essa coxinha e esse suco aí? Aprovados?

 

RITTER: Tá tudo ótimo!

 

MARCOS VINÍCIUS: Bom, agora vamos adiante.

 

Marcos se vira para o telão. Ritter faz o mesmo.

 

MARCOS VINÍCIUS: Pode soltar produção.

 

E então começam a serem exibidos slides com os logos de divulgação das Antologias da emissora.

 

 


clique aqui

 

 

 


clique aqui

 

MARCOS VINÍCIUS: Conhece as Antologias da nossa emissora, Ritter? Em exibição temos a Antologia Lua Negra, com 13 contos arrepiantes. Não dá pra deixar de conferir. E, com editais ainda abertos, temos a segunda edição da Antologia Contos Contemporâneos de Violência Urbana e a Antologia Nosso Amor.

 

Temos espaço para todos os gêneros e acho que é justamente que uma emissora no MV precisa. O que você acha?

 

RITTER: Eu acho muito legal esse trabalho de antologia e dar espaço para outros gêneros. Na OnTV a gente tenta dar espaço, na maior parte da programação, a histórias com uma pegada mais teen. Para algo mais adulto temos a faixa das 22h.

 

MARCOS VINÍCIUS: Com certeza isso é fundamental. Existe público para todos tipos de gêneros!

 

Marcos toma um gole da sua água.

 

MARCOS VINÍCIUS: O trabalho de vocês na OnTV vem se destacando bastante e nos últimos dias tomou conta do MV o fato de vocês se juntarem ao servidor da Megapro. Algumas pessoas contra, outras à favor. Alguns nós sabemos que com aquela pontinha de inveja, enfim. Lá em cima você destacou este fato com a palavra "Positividade". O que tem para falar pra nós e para o público do Web Show sobre esta etapa da sua vida no MV?

 

RITTER: Eu acho que essa etapa nova vai ser bem importante... Vamos continuar fazendo o que sempre fazemos em questão de obras, mas agora em um novo servidor com um site que de mostrar mais a cara da OnTV. É positividade que resume tudo, a gente tá bem positivo sobre o que vem aí.

 

MARCOS VINÍCIUS: Torcemos para que tudo dê certo e a emissora tenha o sucesso e reconhecimento merecido.

 

MARCOS VINÍCIUS: Bom, dando sequência ao nosso programa, eu bolei um Bate-bola, que por sinal, gosto muito do quadro. Com ele podemos descobrir muito do nosso convidado. Você tem que me dizer a primeira coisa que vier à cabeça em casa questão, combinado?

 

RITTER: Ok.

 
     

 

     
   
     

JOÃO PAULO RITTER PARTICIPA DO BATE-BOLA:

     
 

MARCOS VINÍCIUS: Vamos lá!

 


JOÃO PAULO RITTER:



1) O maior obstáculo: eu mesmo

 

2) o maior erro: X-23

 

3) um sonho: uma vida confortável

 

4) você em três palavras: gay, escritor, paixão

 

5) uma lembrança de infância: natal quando tinha a família grande

 

6) o que te faz feliz: contar história

 

7) pessoas importantes: meus amigos, minha mãe... Eu

 

8) a maior satisfação: ser parcialmente compreensível

 

9) uma decepção: tantas

 

10) um dia inesquecível: uma noite aí, que fiz uma coisa.

 

11) uma música: Teenage Dream, Katy Perry

 

12) um livro: Maurice, E.M. Forster

 

13) um filme: Orgulho e Preconceito

 

14) uma série: glee

 

15) escrever pra você é: minha terapia

 

16) o que seus leitores significam: uma parte importante das minhas histórias

 

17) uma frase: "são apenas águas passadas"

 

MARCOS VINÍCIUS: Muito obrigado pelas respostas sinceras neste quadro tão importante do programa...

 

MARCOS VINÍCIUS: ... seguindo adiante, temos um outro quadro muito importante e querido do nosso programa. Porque o Web Show não é feito só pela minha pessoa e por você, convidado. Neste quadro outros integrantes do MV farão uma pergunta para você. Curioso para saber quem são?

 

RITTER: curiosíssimo.

 
     

 

     
   
     

JOÃO PAULO RITTER RECEBE PERGUNTA DE FAILON TEIXEIRA, MIGUEL RODRIGUES E GLAYDSON SILVA

     
 

MARCOS VINÍCIUS: Vamos lá. Olho na tela para vermos quem será o primeiro a perguntar...

 

MARCOS VINÍCIUS: Opa... Glaydson Silva. Diga lá. Qual sua pergunta para nosso convidado?

 

 

 

 

GLAYDSON SILVA: Se pudesse definir o seu trabalho no MV em uma palavra, qual seria?

 

RITTER: Eu defino meu trabalho como despretensioso, apesar de fazer da forma mais séria possível. Diferente do que eu faço como escritor independente, eu não quero trabalhar na televisão ou no cinema. Então, seria despretensioso.

 

MARCOS VINÍCIUS: Obrigado pela resposta. E obrigado pela pergunta Glaydson. Uma honra tê-lo aqui no quadro. Agora olho no telão para a segunda pergunta!

 

MARCOS VINÍCIUS: Grandeeee Miguel, participante do nosso programa já. Diga lá, qual sua pergunta?






 

 

MIGUEL RODRIGUES: Olá! Como você descobriu o seu dom e a sua paixão pela escrita?

 

RITTER: Foi bem tardio... Na minha casa não tive influência para começar a ler, fiz isso por curiosidade e conta própria, tanto que eu sou um pouco lento nisso. A escrita venho logo depois, quando criança sempre vivi num mundo de imaginação e escrever foi uma maneira de colocar isso tudo para fora. Quando eu não lembro mais kkkkk, mas acho que no fim do ensino fundamental, foi por aí.

 

MARCOS VINÍCIUS: Muito obrigado, Miguel. Excelente pergunta! É sempre bom olharmos para trás, lá para onde tudo começou!! Agoraaaa, a última pergunta deste quadro. Vamos ver no telão quem irá perguntar!

 

MARCOS VINÍCIUS: Failon Teixeira, mais uma vez por aqui. Diga, Failon, o que quer saber do nosso convidado?







 

 

FAILON TEIXEIRA: João Paulo, você passou a fazer parte da administração da ONtvplay de Jaime Lucas. Como é exercer a função?

 

RITTER: É uma função bem que pega bastante do meu tempo, mas eu adoro.

 

MARCOS VINÍCIUS: Obrigado pela participação, Failon! Realmente deve tomar bastante tempo a função exercida. Mas quando se faz o que gosta tudo torna-se gratificante.

 

MARCOS VINÍCIUS: Agora, meu amigo, nosso próximo quadro se chama "O TROFÉU É MEU E EU DOU PARA QUEM QUISER"!! Conhece?

 

RITTER: Acho que... Talvez kkkkk

 
     

 

     
 

 
     

QUEM VAI GANHAR O TROFÉU DO RITTER?

     
 

MARCOS VINÍCIUS: Como funciona. Lhe dou três opções e você me diz para quem vai o troféu!

 

Dando início então!

 

1) O que você não suporta no MV:

 

Intrigas e tretas
Puxa saco
Pessoas falsas

 

RITTER: Olha, fico entre pessoas falsas e puxa saco... Tretas e intrigas, eu posso não gostar, mas é utópico a gente que onde tem seres humanos interagindo não vai dar em algum conflito. O passado nos mostra isso... Eu, por exemplo, não gosto de algumas pessoas do MV por meus motivos, então... Puxa saco dá pra ignorar. Pessoas falsas, é o que eu não gosto mesmo.

 

2) Integrante do MV que considera grande amigo:

 

Marcelo Delpkin
Glaydson Silva
Jaime Lucas Mattos

 

RITTER: Marcelo; eu não falo muito com ele e a interação não passa dos grupos. Considero ele uma pessoa legal.

 

Glay; bom, o Glay eu tenho muito pra dizer, mas sinto que eu já digo pra ele todos dias. Eu amo ele, com certeza se a gente convivesse no mesmo espaço físico já teria o apresentado pra minha mãe.

 

Jaime; o Jaime é um grande amigo. Eu amo muito ele também, se fosse possível gostaria que ele fosse um dos 300 filhos que meu pai teve fora do casamento. Seria mais fácil de digerir tudo.

 

3) Não chega perto de mim:

 

Alberto (Amores Imperfeitos)
Leila (Debaixo dos Panos)
Helena (Flashback)

 

RITTER: Hmm... Eu não acompanhei Flashback, mas quero maratonar, mas eu ouvi coisas da Helena... Não sei se são verdades, então esse fica com ela.

 

4) Preciso conhecer pessoalmente:

 

Cecília (Amores Imperfeitos)
William (Flashback)
Priscila Charpman (Maniac 2)

 

RITTER: Priscila, mas não vou dizer o que faríamos juntos.

 

5) Um autor do MV em quem se espelhar:

 

Geraldo Medeiros
Weslley Vitoritti
Everton Brandão

 

RITTER: Posso dar o prêmio para os três? Kkkk acho que um pouco de todos.

 

6) Tenho medo de:

 

Ter uma ideia roubada
Acordar e não poder mais escrever
Sofrer com bloqueio de autor

 

RITTER: Acordar e não poder escrever mais. Se eu não estiver escrevendo, eu fico louco, literalmente. Escrever é meu porto seguro, é onde eu consigo avaliar meus sentimentos e às vezes até pensar sobre decisões... O bloqueio é uma coisa que em algum momento todo mundo tá propenso a ter, então, eu já sei o que fazer nesses momentos.

 

7) Quem sabe um dia eu escreva para:

 

SBT
Globo
Netflix

 

RITTER: das emissoras abertas, eu teria mais facilidade na Globo... Apesar de algumas coisas, algumas censuras, eu teria mais liberdade para desenvolver um personagem gay... Quem sabe uma primeira Telenovela com protagonista gay pro Globoplay. Netflix eu teria um risco grande de ser cancelado depois da primeira temporada, então kkkkkkkk

 

MARCOS VINÍCIUS: Opa, adorei este quadro com você, Ritter. Justificou as escolhas de maneira sensata. Então, vamos as considerações:

Essas pessoas falsas ninguém merece mesmo. Existem em todos os lugares e no MV não é diferente;

Escolha da Priscila para conhecer pessoalmente, aiaiai que fariam juntos? Dúvida no arrrr;

Autor em quem se inspirar, ok, vou aceitar sua resposta. Os três são grandes autores, com certeza;

E bora lá. Quem sabe não teremos algo inédito de João Paulo Ritter na Globoplay? Precisamos trabalhar e sonhar grande, sempre!

 

MARCOS VINÍCIUS: Gostou do quadro, Ritter?

 

RITTER: Adorei, achei as perguntas bem pensadas e tudo muito divertido.

 

MARCOS VINÍCIUS: Obrigado, Ritter. Fico feliz que tenhas gostado. É um quadro bem especial do programa...assim como nosso próximo quadrooooo!

 

Marcos se vira para a câmera 2.

 

MARCOS VINÍCIUS: E se você fosse presidente de uma emissora de MV, qual seria e o que você faria de diferente?

 

Marcos volta para a câmera principal.

 

MARCOS VINÍCIUS: É contigo, Ritter. Conte pra nós! No seu caso, quero que me diga uma outra emissora do MV da qual seria presidente e o que você faria de diferente para esta emissora.

 
     

 

     
   
     

JOÃO PAULO RITTER VIRA PRESIDENTE DA CYBER TV POR UM DIA

     
 

RITTER: Deixa eu pensar... CyberTV, talvez, tentaria trazer mais conteúdo LGBT que eu ainda acho que existem poucos no MV.

 

MARCOS VINÍCIUS: Hummmmm, certo. Boa estratégia. Acho que há espaço para todos os públicos em todas as emissoras, basta saber divulgar e explorar estes nichos.

 

MARCOS VINÍCIUS: Agora, meu amigo. Toma uma água, relaxa um pouco e pensa bem sobre o que vou pedir.

 

RITTER: Prometo...

 

MARCOS VINÍCIUS: Suponhamos que você tenha muito, muito dinheiro para investir na produção de uma obra virtual (novela, série, minisséries, filme, etc)...qual obra você escolheria para produzir, e qual o motivo desta escolha?

 

RITTER: Eu acho que apostaria em algum projeto LGBT, mas também ficaria tentado em financiar uma série ou um filme adaptando mais fielmente Ciranda de Pedra.

 

MARCOS VINÍCIUS: Muito boa tua ideia. Temos algumas obras LGBT que mereceriam muito uma produção. Aliás, muitos produtores poderiam olhar com mais carinho para as obras do MV. Se vê tanta história "fraca" por aí sendo produzida enquanto se lê muitas tramas de qualidade nas emissoras do MV. Você não concorda comigo?

 

RITTER: Concordo sim.

 

MARCOS VINÍCIUS: Agora, meu amigo, aproveite que estamos chegando perto do final do nosso programa, e venda o seu peixe. Escolha a sua melhor obra e convença o público que ainda não leu. É contigo, Ritter!

 

RITTER: Acho que, atualmente, minha melhor obra é "Meu Mundo Caiu", escrita para o MegaPro. É a história de um rapaz brasileiro, faz parte de uma família tradicional que vem perdendo o poder aquisitivo desde a  morte do patriarca. Esse rapaz, Maurício, vai estudar em Lisboa aonde ele conhece esse homem chamado Clive que é filho de um produtor de café com uma dama inglesa. Acontece que Clive tem sua educação acadêmica muito focada nos textos gregos e reconhece a homossexualidade como normalidade, mas desde que seja tudo platônico. Porque, diferente de alguns gregos, Platão acreditava que a relação entre dois homens deveria permanecer pura. Maurício e Clive iniciam um relacionamento, mas acabam separados.

 

Por um problema envolvendo um amigo seu, Clive decide romper com Maurício e viver na normalidade da época. Daí começa a saga do Maurício para se aceitar depois dessa rejeição e etc.

 

Essa é a história central, mas uma das tramas paralelas é baseada em A Moreninha.

 

MARCOS VINÍCIUS: Muito bem. Anotaram aí pessoal? Meu mundo caiu. Eu anotei aqui. Assim que der quero ir ler esta obra!

 

MARCOS VINÍCIUS: Bom, meu amigo Ritter, chegamos ao final de mais um episódio do nosso Web Show. Espero que você tenha gostado de participar, que tenha curtido nossos quadros, se divertido um pouco. Desejo a você todo o sucesso do mundo e agradeço em nome de toda a nossa equipe pela sua participação, que com certeza, trouxe muita sabedoria para nós!

 

RITTER: Eu agradeço o convite e a oportunidade de estar aqui presente hoje, obrigado a todos! Gostei muito de estar aqui. Não se esqueçam, Meu Mundo Caiu disponível no MegaOD e em Agosto, volto ao ar com "Poeiras Estelares" na OnTV.

 

Marcos se vira para a câmera 2.

 

MARCOS VINÍCIUS: Era isso meus queridos. Ficamos por aqui. Um abraço a todos e até nossa próxima edição!!.

 
     

 

     


apresentação
Marcos Vinicius

convidado
João Paulo Ritter

direção
Gabo Olsen


produção
Gabo Olsen
Cristina Ravela


REALIZAÇÃO




Copyright
© 2020 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução
.aaa.
.aaa.
Compartilhe:

Entretenimento

Entretenimentos

Episódios do Web Show

Livre

No Ar

Programa

Web Show

Comentários:

0 comentários: