Web Show - 3x01: Entrevista com Hugo Martins - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Web Show - 3x01: Entrevista com Hugo Martins

Apresentação: Marcos Vinicius
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui

 

WEB SHOW - 3x01
 
 
 
MARCOS VINICIUS: Boa noite, meus queridos.
 




 

Eu sou Marcos Vinicius - autor, roteirista, storyteller e, agora, apresentador desta terceira temporada do Web Show!

 



É uma honra estar à frente deste programa de entrevistas, logo eu, uma pessoa que não gosta muito de exposição, uma pessoa tímida, um cara sem muita beleza (HAHAHAHA)... mas aqui estamos, pois o lema da minha vida é: Encare os desafios e os supere, porque você sempre será capaz!

Então leitores, acomodem-se em frente aos seus computadores, tablets, smartphones e sejam todos muito bem-vindos à Terceira Temporada do Web Show, levando à você muita informação e entretenimento.

Sem mais delongas, quero apresentar para vocês o nosso ilustre primeiro entrevistado desta temporada. Ele, medindo 1,75 pesando 70 kg (HAHAHAHA)...brincadeiras à parte. Ele, que é um nome forte dentro do Mundo Virtual, uma pessoa de coração enorme e cheia de ideias. Um autor de primeira linha. Um trabalhador que luta por seus sonhos. Um sonhador em busca do seu espaço. Um grande amigo que fiz aqui no Mundo Virtual...

(SUSPENSE)

... HUGO MARTINSSSS!!!

(APLAUSOS)
 
     

HUGO MARTINS PARTICIPA DO WEB SHOW

     
 

Nome completo: Francisco Hugo Martins Silva
Idade: 28
Profissão: Negociador de Revisionais
Status emocional: Sensato, a maior parte do tempo
Relacionamento atual: Casado
Paixão por: Cuscuz
Ódio por: Violência urbana
Comida favorita: Cuscuz, leite, café e calabresa
Status da conta bancária: Esperança de dias melhores
Apelido: Velho rabugento

 

Hugo Martins ENTRA:

Acena para a plateia. Aproxima-se sorridente. 

HUGO MARTINS: Obrigado pelo convite Marcos! Fiquei surpreso com essa apresentação e com os adjetivos declarados. Estou sim lutando por meus sonhos, e pra começar posso dizer que a jornada não tem sido fácil, mas estamos de pé, enfrentando tudo com dignidade. Vamos ter um programa maravilhoso, sei disso, e muito contente com seu desempenho no MV. Olha, desculpa o que vou te falar, mas você parece que tá desabrochando, sabe? Como se tivesse renascendo pra algo novo e muito encantador. Me desmente se eu tiver errado, mas é o que eu sinto. E, muito dessa sensação também vem do seu desempenho, sua dedicação à escrita entre outras coisas. Acho que você deveria ser o primeiro entrevistado desse programa. Quer trocar de função, aproveita que ainda dá tempo rsrsrsrsrsrsrs.

MARCOS VINICIUS: Opa, uma honra ouvir isso de você. Realmente estou adorando o MV e, quando recebi o convite pra estar à frente deste programa não pensei duas vezes.

Hugo, meu amigo, é uma honra ter você aqui como nosso primeiro entrevistado desta temporada. Por favor produção, traga duas taças e uma champanhe, vamos comemorar! (PAUSA). O quê? Não pode beber no trabalho? Ok, ok. Hugo, infelizmente, me disseram aqui no meu ponto que beber está fora de cogitação. Foco. Chefe quer foco no trabalho.

Mas, de acordo com dados que você nos apresentou, alguns pontos achei beeeeeem curioso... esta comida favorita aí, você gosta de fazer ou tem que ser feita por alguém em especial? E este apelido Velho Rabugento, de onde surgiu?

HUGO MARTINS: Um vinhozinho, não faz mal né chefe?! Mas, ok vamos sem nada mesmo. Uma água com gás já serve! Então, pra começar eu tenho 1,89, sim sou um pouquinho alto, já joguei volei profissional e salto a distância. Hoje estou com 80kg, mas há uns quatro meses eu tinha 95kg. Queria perder a pochete e emagreci geral. Hoje tô bem mais magro, graças a Deus. Minhas roupas todas folgadas, mas vou voltar a me exercitar pra ganhar massa muscular. E, sim, minha dieta é a base de cuscuz. Eu amo cuscuz com qualquer coisa, eu misturo com manteiga, leite, carne e tomo geralmente com café com leite. Eu mesmo faço, ou então as mulheres da minha vida: minha esposa e minha mãe.

HUGO: E sobre o apelido, isso é coisa da minha esposa e da minha sogra. Elas dizem que eu tenho um espírito de velho, porque eu gosto de chamar atenção, sabe? Se tem algo errado e eu puder contribuir dando minha opinião ou ajudando pra melhorar, eu farei isso, sem nenhum problema. Daí elas me chamarem de velho rabugento.

MARCOS VINICIUS: Mas então, Velho Rabugento, posso te chamar assim? (HAHAHAHA), Hugo, vamos focar na nossa conversa. Depois a gente sai e bebe uma ali no bar da esquina... mas me diz, o que você tem à me dizer sobre o início de 2020 no Mundo Virtual?

HUGO MARTINS: Pode chamar do que quiser meu irmão, fique à vontade. O bar vai ficar pra depois, se não minha esposa me capa, rsrsrsrsr. O ano começou animado viu. Vou falar que tem uma energia diferente no começo do ano. Tá todo mundo louco pra lançar coisas novas, emissoras se renovando, autores novos, autores não tão novos assim e um mundo de novidades. Mas, isso é maravilhoso, né? Isso é o brasileiro encontrando energia e esperança de tudo que é lado, mantendo o bom humor e sem deixar a peteca cair. O MV é isso aí, o reflexo da realidade. São histórias de pessoas que criam, se reinventam e buscam dar sempre o seu melhor.

MARCOS VINICIUS: Com certeza este alto astral é magnífico. Todo mundo querendo mostrar o seu talento. Esperamos que continue assim  durante todo o ano, porque aí sim  teremos um 2020 de muitas novidades e muita coisa boa no MV.

2020 promete. Mas, antes de continuarmos, preciso saber, nosso público precisa saber: o MV é realmente tudo o que você esperava? Quais eram e quais são as suas expectativas? 

Por favor Hugo, não nos esconda nada nada nada, ok?

HUGO MARTINS: Quando entrei no MV eu já publicava no Recanto das Letras desde 2012. Se tem gente reclamando que não tem comentários sobre suas obras, isso é porque você não passou pelo Recanto. Vai prá lá e você vai ver o deserto dos comentários. Então, eu entrei no MV querendo compartilhar minhas ideias, meus textos e acabei encontrando bem mais que isso. Encontrei uma comunidade, um lugar de encontro de debates, e parceria. Então, na verdade o MV foi além das minhas expectativas. Não que às vezes deixe de rolar uns fights, mas isso faz parte do show, não é mesmo? Não se faz um bom marinheiro em águas calmas. Tem dias que tá bom, tem dias que tá UÓ! Mas, isso é a vida. Vou tentar resumir mais, eu falo demais!

MARCOS VINICIUS: Não se preocupe, fale o quanto quiser. Adoramos te ouvir. Gostei do que falaste, muitas vezes esperamos rios de comentários em nossas obras, mas às vezes o que vale é aquele comentário, muitas vezes curto e singelo, daquela pessoa que realmente acompanha sua história, suas ideias...quanto aos fights, realmente existem, como em tudo nesta vida, não é mesmo?

MARCOS VINICIUS: Muito bem meu velho rabugento (HAHAHAHA)...por favor produção, pode nos trazer um copo d'água? Vamos ao nosso primeiro quadro do programa...

 
...à partir de agora, nosso amigo Hugo participará do…

...Desafio Literário. Gosta de desafios, Hugo?
 
     

 

     
     

HUGO MARTINS FALA SOBRE: O DIA DA FAXINA, O LEÃO E VALE DICERE

     
 
HUGO MARTINS: Eles são necessários, né?! Manda que eu enfrento.

MARCOS VINICIUS: Ok, ok. Sabe que temos os 1001 filmes para assistir antes de morrer, 1001 séries para ver antes de morrer, 1001 vinhos para beber antes de morrer, os 1001 livros para ler antes de morrer...não precisa fazer essa cara de apavorado não, não vai precisar me falar tudo isso, não...

HUGO MARTINS: Jesus, já tava entrando em pânico.

MARCOS VINICIUS: Já pensou? Íamos ficar aqui um bom tempo (HAHAHAHA)

HUGO MARTINS: Sim, sim.

MARCOS VINICIUS: Eu adaptei e quero que você diga ao nosso público 5 livros que você acha que precisamos ler antes de morrer e 5 obras publicadas no Mundo Virtual que precisamos ler antes de morrer...não é tão difícil, não é mesmo?

HUGO MARTINS: Não! Vamos lá.

MARCOS VINICIUS: Então, vamos iniciar com os 5 livros que você precisa ler antes de morrer...e o porquê...

HUGO MARTINS: 1 - A bíblia. Acho que mesmo que você não tenha nenhuma fé ou religião que use esse livro. Acho que é uma obra cheia de sabedoria. Nossa cultura é permeada por ideias vindas da bíblia, então creio que você deve ler esse livro.

MARCOS VINICIUS: (Palmas). Começou muito bem.

HUGO MARTINS: O segundo livro é O Poder do Agora, de Eckhart Tolle. Esse livro mexe com a gente pois nos fala sobre consciência, sobre estar no presente, sobre observar que nós não somos nossos pensamentos, mas somos a voz por trás do pensamento. Esse é um livro incrível que recomendo pra todo mundo.

MARCOS VINICIUS: Não conheço. Mas já vou anotar aqui.

HUGO MARTINS: O terceiro livro é: Sobre a Escrita, de Steven King. Um relato tão verdadeiro do mestre do horror. Esse cara é muito sensível, é como disse Nietzsche: ele é "humano, demasiado humano".

MARCOS VINICIUS: Ele é simplesmente demais.

HUGO MARTINS: Deixa eu pensar direitinho. O quarto livro é O ego é seu inimigo, de Ryan Holiday. Me ajudou muito a entender como fazer o seu trabalho sem esperar reconhecimento. Fazer o seu melhor sem esperar por motivações de terceiros, mas buscar ser automotivado. Muitos ensinamentos, também aconselho essa leitura.

MARCOS VINICIUS: Parece ser uma excelente leitura.

HUGO MARTINS: É sim, é muito bom. E o último, deixa eu ver, o último é O vendedor de Sonhos, de Augusto Cury. Outro retrato excelente que o Dr. Cury nos traz falando de fé, esperança e propósito. Um dos poucos livros que me fizeram chorar.

MARCOS VINICIUS: Finalizou com chave de ouro. Augusto Cury é magnífico mesmo.

MARCOS VINICIUS: Muito bom...

...agora, nos diga as 5 obras publicadas no Mundo Virtual que você precisa ler antes de morrer e o seu respectivo motivo...

HUGO MARTINS: 1- O Dia da Faxina, de Geraldo Medeiros. Uma série exibida em 2018 na Cyber que simplesmente me deixou boquiaberto com a criatividade, os personagens, a trama, com tudo. Simplesmente algo fantástico.

MARCOS VINÍCIUS: Li esta. Geraldo magnífico. Aliás, ele que me apresentou ao MV.

HUGO MARTINS: A segunda obra é a novela do Marcelo Delpkin, O Leão. Acompanhei grande parte dessa história e marcou minha interação com as novelas. Marcelo escreve com uma maestria sem igual. Merece todo o reconhecimento.

MARCOS VINICIUS: Marcelo, falta palavras pra descrever sua maestria!

HUGO MARTINS: Vou puxar uma sardinha pra minha série também. Leiam Incognoscível, tem muita coisa pra refletir, muito simbolismo e drama. Foi minha primeira obra no MV, então tenho um carinho especial por essa história. Então, confiram lá na tela da Cyber.

MARCOS VINICIUS: Opa, é claro. Segunda temporada tá top demais!!!

HUGO MARTINS: Na quarta posição, fica Vale Dicere, de Melqui Rodrigues. Uma história que conta com o carisma do autor e uma vontade enorme de alcançar o coração do leitor. Pelo conjunto da obra e o autor no meio, eu digo: leiam Vale Dicere, a primeira e segunda temporada.

MARCOS VINICIUS: Melqui é sinônimo de qualidade.

HUGO MARTINS: E pra fechar com chave de ouro, uma história que me impressionou bastante pela fluidez, verdade e o carisma dos personagens: En las cercanias de Alcatraz, de Marcos Vinicius. Conheçam a icônica detetive Carmen e o maníaco João Acácio. Vai ficar na história!

MARCOS VINICIUS: Ohhh, uma honra ter minha obra recomendada por você. Muito, muito obrigado.

MARCOS VINICIUS: Excelente, meu amigo Hugo Martins. Anotaram aí pessoal? Dicas de primeira do nosso convidado de hoje. Obras instigantes de autores brilhantes, que assim como Hugo, estão sempre buscando trazer um novo mundo à nossas mentes e nos afastar da loucura do nosso dia a dia. Mas antes de seguirmos, ainda relacionado com tua resposta anterior, quero que você dê uma nota de 0 a 10 para cada uma das obras publicadas no MV, que você citou por último.

HUGO MARTINS: Difícil hein!

MARCOS VINICIUS: Aqui as coisas não são fáceis (HAHAHAHA)

HUGO MARTINS: Por que todas essas eu tenho em muito alta estima.

MARCOS VINICIUS: Certo certo. Vou deixar passar. Se sugeriu é porque tens carinho enorme por todas.

HUGO MARTINS: Com certeza, ainda bem que escapei!

MARCOS VINICIUS: Hugo, temos um outro quadro aqui no programa, onde outras pessoas fazem perguntas para você. Eles estarão lhe perguntando tudo aquilo que eles querem saber de Hugo Martins e nunca souberam.
 
     

 

     
   
     

HUGO MARTINS RECEBE PERGUNTA DE MARCELO DELPKIN, MELQUI RODRIGUES E DÉBORA COSTA

     
 
HUGO MARTINS: Ó céus. E eu pensando que seria mamão com açúcar. Marcos não me compromete HAHAHA

MARCOS VINICIUS: HAHAHAHA

MARCOS VINICIUS: Olho na tela e vamos ver quem será o primeiro a fazer sua pergunta:
Olha só...grata surpresa. Seja bem-vindo Melqui. Curioso sobre nosso convidado? Então pergunte tudo o que quer saber que ele não vai titubear (HAHAHAHA).

HUGO MARTINS: Senhor!!!

 

 

MELQUI RODRIGUES: Além de Incognoscível 2, você tem algum outro projeto pra este ano de 2020?


HUGO MARTINS: Vamos lá amigo Melqui. Tenho duas obras pra concluir. São duas séries, uma já falei nos grupos, que é As Melhores Escolhas, uma história de três amigos sobrevivendo pra amadurecer nesse mundão cão. Eles lutam com a família, a comunidade, os amigos, as autoridades e por aí vai, e no meio do caminho eles se veem fazendo escolhas que podem ser boas ou não.

HUGO MARTINS: E a segunda série, está sendo reformulada. Essa tem o teor mais político, uma crítica social focada nas crianças e adolescentes e o sistema penal. É só isso que posso dizer.

MARCOS VINICIUS: Parece ser uma grande história esta primeira. E a segunda já me mostraste uma parte. Digo, será sucesso.

MARCOS VINICIUS: Obrigado Melqui. Um grande abraço meu amigo.

Vamos à segunda pergunta, quem será que também está curioso sobre Hugo, ein?

HUGO MARTINS: Não sei quem?

MARCOS VINICIUS: Grande Marcelo, este é o cara da Cyber. Sempre muito direto e perfeito nas suas colocações. Diga lá Marcelo, o que queres saber do Hugo?
 


MARCELO DELPKIN: Quais são as principais influências literárias ou cotidianas na criação de Incognoscível? Como surgiu a ideia da história?

HUGO MARTINS: Incognoscível surgiu depois que assisti o filme "Mãe" do Darren Aronofsky. O principal argumento da série era como podemos resolver nossos conflitos e traumas através do diálogo. O primeiro episódio se chama "silêncio" pra expressar essa urgência em se comunicar. E meu protagonista é esse homem marcado pelo trauma que não consegue falar. Foi assim que surgiu Incognoscível.

MARCOS VINICIUS: Excelente argumento. (PALMAS)

MARCOS VINICIUS: Marcelo, pessoa maravilhosa. Sempre prestativo. Excelente pergunta. Muito obrigado.

E para finalizar este quadro, vamos à última pergunta...e quem vai fazer é?

HUGO MARTINS: Não faço a menor ideia.

MARCOS VINICIUS: Débora Costa, mais uma grata surpresa por aqui. Excelente roteirista, diga lá, o que quer saber sobre o Hugo?




DÉBORA COSTA: Qual foi o seu maior desafio no MV?

HUGO MARTINS: Melqui, Marcelo e Débora são talentosíssimos. Quando crescer quero ser igual a eles.

HUGO MARTINS: Respondendo a pergunta: Meu maior desafio até agora, olha escrever pra mim é um grande desafio. Eu amo escrever, tenho muitas histórias, mas sou muito crítico comigo. Por isso acho que escrever sempre é um desafio. Escrever com teor jornalístico também é bem árduo, mas acho que já melhorei bastante. É, acho que é isso.

MARCOS VINICIUS: Só fera sim meu amigo...só gente de alto padrão.

MARCOS VINICIUS: Débora, excelente autora roteirista. Obrigado pela pergunta e parabéns pelas excelentes histórias que nos cativam e nos intrigam.

MARCOS VINICIUS: Muito bem, meu amigo. Sabe, confesso que estou adorando tudo isso. E não podia ter escolhido pessoa melhor para iniciarmos a temporada. Bolei um Bate-Bola para fazer com você. Jogo rápido. Vou perguntar e você diz a primeira coisa que vier na mente. Combinado? Não pode pensar muito...

HUGO MARTINS: Manda!
 
     

 

     
   
     

HUGO MARTINS PARTICIPA DO BATE-BOLA:

     
 
HUGO MARTINS:

1) O maior obstáculo: Não ficar ansioso

2) o maior erro: Deveria ter curtido mais a vida

3) um sonho: Publicar um livro

4) você em três palavras: Sincero, simples e resiliente

5) uma lembrança de infância: Tomar sopa conversando com minhas tias

6) o que te faz feliz: Estar em paz comigo e com quem eu amo

7) pessoas importantes: Minha família

8) a maior satisfação: Ser útil

9) uma decepção: Não investir mais na música

10) um dia inesquecível: Dia do casamento

11) uma música: Amor de índio

12) um livro: Até que nada mais importe

13) um filme: Menina de Ouro

14) uma série: Breaking Bad

15) escrever pra você é:  voar, ser livre

16) o que seus leitores significam: amigos que compartilham minhas ideias

17) uma frase: Viva e seja responsável pela sua vida!

MARCOS VINICIUS: Muito bem...anotei tudo aqui. Dados importantes que poderão ser usados contra você até o fim deste programa (HAHAHAHA). Brincadeira à parte. Ótimas colocações.

MARCOS VINICIUS: Adorei Hugo Martins. Este jogo rápido é capaz de nos dizer muito sobre nosso convidado. E é algo que nos remete à lembranças, à um sentimento realmente verdadeiro. Obrigado, obrigado e obrigado. Você trouxe luz e sabedoria ao nosso programa.

MARCOS VINICIUS: Agora quero que você escolha uma obra sua, a que mais gostar, a que mais atraiu o público, enfim, fique livre para escolher. Olhe para a câmera e venda esta sua obra. Convença quem ainda não leu, a correr e ler. Claro, assim que o Web Show terminar (HAHAHAHA).

HUGO MARTINS: Em maio de 2018 estreava na tela da Cyber TV aquela que seria considerada pelo voto popular, a melhor minissérie daquele ano. Incognoscível nasceu rodeada em mistérios, seu nome já pressupõe isso, mas o desconhecido não era o único ingrediente pra fazer essa receita dar certo. A proposta do autor era um mergulho na psicologia dos personagens. Seus traumas, anseios e motivações foram explorados de uma maneira intensa e inesquecível. A obra não é isenta de erros, assim como o seu criador, mas se uma coisa é certa e de que a mensagem proposta foi transmitida. Como argumento principal, a história debate a necessidade do diálogo para expulsar demônios internos e cicatrizar as feridas da alma. Por todo o conjunto, fica o conselho: prepare-se para surpreender-se com Incognoscível. Você encontra a primeira temporada na Cyber TV, e já fica convidado pra conferir a segunda temporada que está em exibição na Cyber TV.

MARCOS VINICIUS: Excelente estratégia de marketing, minha gente. Vamos lá prestigiar esta obra, que este ano está surpreendendo na sua segunda temporada!

HUGO MARTINS: Que os céus te ouçam, sábio Marcos.

MARCOS VINICIUS: Sabe Hugo...temos um quadro de extrema importância aqui no nosso programa. Inclusive, você deve conhecê-lo e ele é bastante instigante...

MARCOS VINICIUS: Hugo, se você fosse o presidente da CyberTV, o que você faria de diferente? 
 
     

 

     
   
     

HUGO MARTINS VIRA PRESIDENTE DA CYBER TV POR UM DIA

     
 
HUGO MARTINS: Sendo bem sincero, eu não faria absolutamente nada de diferente. Acho que tudo funciona perfeitamente na emissora. Acho que a administração está fazendo um excelente trabalho. Na verdade, só mudaria algo: a apresentação do Cyber Awards ao vivo, com direito a grupo em rede social, interação do público e dos autores, estilo o que o DNA fez com o DNA Awards. Só isso que eu mudaria, o resto deixa do jeitinho que está. Pra que mexer em time que está ganhando?

MARCOS VINICIUS: Hummm, entendi. Realmente, boas ideias não faltam ao nosso convidado. E sim claro, acho que em time que está ganhando não se deve mexer. E a CyberTV está mesmo em boas mãos, sendo referência dentro do MV.

MARCOS VINICIUS: Antes de continuarmos, por favor, uma água para nosso convidado...e umas pedrinhas de gelo também, né Hugo? Um limãozinho talvez?

HUGO MARTINS: Sim, limão e laranja pra ajudar a diminuir minha glicose.

MARCOS VINÍCIUS: Opa, é pra já. Aqui temos tudo que nosso convidado pedir...

E agora, vamos ao quadro:

“O TROFÉU É MEU E EU DOU PARA QUEM EU QUISER!

Lhe dou três opções em cada questão e você me diz pra quem vai o troféu!
 
     

 

     
 

 
     

QUEM VAI GANHAR O TROFÉU DO HUGO MARTINS?

     
 
MARCOS VINICIUS: Quero distância: (o que você não suporta no MV);

Intrigas e tretas
Pessoas falsas
Puxa-saco

HUGO MARTINS: Com certeza, as pessoas falsas.

MARCOS VINICIUS: Amizade: (integrantes do MV que considera bons amigos);

Melqui Rodrigues
Débora Costa
Henzo Viturino

HUGO MARTINS: Melqui Rodrigues.

MARCOS VINICIUS: Não chega perto de mim:

Dr. Adam (Vale Dicere)
João Acácio (En las cercanías de Alcatraz)
Moni Vasco (Anti-Herói)

HUGO MARTINS: João Acácio, sem dúvidas.

MARCOS VINICIUS: Gostaria de conhecer pessoalmente:

Detetive Carmen Sanchez (En las cercanías de Alcatraz)
Jony Stela (O assassino dos meus sonhos)
Lucas (A difícil arte de ser eu, Lucas)

HUGO MARTINS: Detetive Carmen, por favor, me apresente.

MARCOS VINICIUS: Tenho Medo:

Ter uma ideia roubada
Sofrer com bloqueio de autor
Acordar e nunca mais poder escrever

HUGO MARTINS: Acordar e nunca mais poder escrever, isso significa que estarei morto, aleijado ou amputado.

MARCOS VINICIUS: Quem sabe eu escreva para a:

Rede Globo
SBT
Netflix 

HUGO MARTINS:  Netflix.

MARCOS VINICIUS: Ótimo, meu amigo. O troféu é seu e você faz o que quiser (HAHAHAHA). Vi que tem uma parte que me toca ali, sim, te apresentarei à detetive Carmen Sanchez, vou providenciar o encontro.

HUGO MARTINS: Fazendo o favor. Conhecer um personagem tão intrigante e instigante, já quero.

MARCOS VINICIUS: Sim, isso seria ótimo. Muito agradecido pelo carinho que tens com ela.

MARCOS VINICIUS: Hugo, Hugo...agora vamos ao nosso último quadro do nosso programa de hoje...quero que você pense bem antes de responder...

MARCOS VINICIUS: Se você tivesse muita grana e tivesse o poder de produzir, de lançar, de patrocinar uma obra, que não fosse tua, qual você escolheria?

MARCOS VINICIUS: Pode pensar bem. Produção disse que estamos com um  tempinho disponível...vou tomar um copo de água, comer uma daquelas bolachinhas que nos deixaram no camarim...fique bem à vontade...

HUGO MARTINS: Olha, tenho a resposta pronta já! Quer saber?

MARCOS VINÍCIUS: Tá, só um pouquinho que vou correr pegar as bolachinhas...quer umas?

HUGO MARTINS: Não, minha glicose já diminuiu, não quero extrapolar não.

HUGO MARTINS: Muito obrigado.

MARCOS VINICIUS: Ok. Tô de volta. Produção caprichou. Bolachinha tá boaa...vamos lá, me diga sua resposta!

HUGO MARTINS: Então, é uma série da Cyber.

HUGO MARTINS: Conheci a história antes de estrear na emissora, e fui o responsável por convidar o autor a enviar sua história pra emissora.

MARCOS VINICIUS: Aiaiai, tantas obras de sucesso...qual será???

HUGO MARTINS: Sem mais rodeios, eu escolho Donos da Mentira, de Patrick Paim. Um roteiro excelente, com personagens marcantes. E, se pudesse escolher mais uma, seria: En las cercanias de Alcatraz, tem maior cara de série da Netflix.

MARCOS VINÍCIUS: Opa, temos aqui um grande produtor. Com duas obras para produzir...muito obrigado pela parte que me toca. Sei do teu carinho por En las cercanías de Alcatraz, e gostaria de dizer que fico muito feliz!

HUGO MARTINS: Aguardando os próximos capítulos.

MARCOS VINICIUS: Segunda temporada está a mil, assim como Incognoscível.

MARCOS VINICIUS: Muito obrigado Hugo. Tenho certeza que nos proporcionou grandes momentos hoje aqui.

MARCOS VINICIUS: Agradeço de coração em nome de toda nossa equipe, à todos vocês que acompanharam o início da nossa terceira temporada. E não tenho medo de dizer, que vamos viver dias memoráveis neste ano. Muita luz e muita paz , meus amigos. E encerramos aqui o nosso primeiro encontro. Um abraço deste que vos fala e até a próxima!

HUGO MARTINS: Muito contente por participar dessa estreia. Desejo muito sucesso nessa nova temporada e sei que o programa está em boas mãos. Gratidão à todos que nos acompanharam e até a próxima.

MARCOS VINICIUS: Mais uma vez muito obrigado. E que 2020 seja um ano de muita inspiração para nós!
 
     

 

     


apresentação
Marcos Vinicius

convidado
Hugo Martins

direção
Gabo Olsen


produção
Gabo Olsen
Cristina Ravela


REALIZAÇÃO




Copyright
© 2020 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução
.aaa.
.aaa.
Compartilhe:

Entretenimento

Episódios do Web Show

Livre

No Ar

Programa

Web Show

Comentários:

0 comentários: