Misturama - 8x05: Gabo visita Débora Costa em São Paulo - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Misturama - 8x05: Gabo visita Débora Costa em São Paulo

Apresentação: Gabo Olsen
Compartilhe:

 



NO PROGRAMA DE HOJE:

DÉBORA: Pelo menos pra mim tudo foi complexo kkkk eu demorei anos para escrever essa releitura, e mesmo sendo uma novela antiga, fiquei com medo de que alguém que viu fizesse comparação.
...

DÉBORA: Acho que os momentos engraçados foram na escola, quando eu imitava personagens de novela.

...

DÉBORA:
Bateu nervosismo e timidez! Eu refiz a cena várias vezes, porque não sou cantora e nem atriz, então eu fiz de tudo para sair razoável no vídeo kkkk
...

GABO: Debby, eu tive acesso a uma crítica que fizeram sobre uma novela sua. Posso compartilhar contigo?



So far away (So far away) / Tão longe (tão longe)
Been far away for far too long / Estive tão longe por muito tempo
So far away (So far away) / Tão longe (tão longe)
Been far away for far too long / Estive tão longe por muito tempo

música: Far Away | Intérprete: Nickelback


GABO: Fala galera, Misturama na área. Far Away do Nickelback aqui no Misturama... ♫♫♫ Essa música marcou uma geração e faz sucesso até hoje. E música boa tem espaço garantido aqui no programa.

No dia 30 de novembro, a WebTV estreou a 2ª Temporada da Antologia "A Magia do Natal". De Segunda a Sexta, meia-noite, foram exibidos 2 contos por noite. A exibição foi um grande sucesso, os episódios bombaram nos acessos, além disso, os comentários deram o que falar. A partir desta segunda, dia 14, começa a exibição da 3ª Temporada. 


Clique aqui e leia os episódios

GABO: O Natal chegou mais cedo aqui na WebTV. Deixe a magia do Natal invadir a sua imaginação. Agora vou lá pra São Paulo visitar Débora Costa e descobrir curiosidades sobre ela. Bora acompanhar...



GABO:
Falaaaa galera. Hoje eu to aqui em São Paulo pra conversar com uma autora que faz sucesso na internet com dublagens no Tik Tok, já entrevistou famoso e uma curiosidade dela é que grandes ideias surgem nas folhas brancas de um caderno. Hoje eu visitar Débora Costa e vamos descobrir curiosidades sobre o Mundo Virtual e o público vai conhecer o outro lado da Débora, a vida pessoal. Começa agora o Gabo visita...


RITINHA: Boos, posso tocar a campanhia?


GABO: Claro, Ritinha, olha só quem veio nos receber, o Leon.



RITINHA: Que gracinha.


Leon vai pra cima de Ritinha e ela sai correndo.


GABO: Calma, Ritinha, volta aqui. kkkkk 


Débora aparece no portão.


GABO: Ih, Débora, deu ruim, a Ritinha correu. Espero que volta kkkkk E aí, Débora como você está?



DÉBORA: Oi! Calma Ritinha, o Leon, só faz barulho, não morde kkkk. Sejam bem vindos! Estou bem e você?


GABO: Comigo tá tudo bem. Obrigado, pela recepção. Achei o Leon muito manso, a Ritinha é assim mesmo, toda afobada kkkk. Daqui a pouco ela volta.


GABO: Que jardim lindo, Débora. To vendo um banco ali, vamos nos sentar ali?


DÉBORA: Claro, vamos sim.


GABO: Observando essa paisagem linda, antes de falarmos do Tik Tok, escrita, inspirações, vamos voltar um pouco no passado e conhecer o outro lado da Débora Costa. Eu acompanhei a sua entrevista no Web Show com o Marcos Vinicius, que foi  sensacional e descobri que o seu apelido é Debby, então vou te chamar assim, agora tudo bem? Então Debby, conta pra gente, qual a sua maior lembrança da infância?


DÉBORA: Pode me chamar de Débby sim. 


Nossa que pergunta difícil, passei por tantas coisas... Mas acho que os momentos na casa da minha vó, ela sempre fazia salgados gostosos de madrugada e me acordava para comer kkkk.


GABO:
Os avós são tudo de bom. 😍 Eles são incríveis e são nossos segundos pais.

DÉBORA: Tenho alguns, não vou falar os mais pessoais, vou falar um que tenho até hoje: Pavor do boneco assassino! O Chucky, eu realmente tenho pavor, é um trauma da infância.


GABO: Debby, agora vamos falar sobre um trauma de infância. Acredito que toda criança tenha vivido algo que a marcou e o que você considera como um trauma na infância?

DÉBORA: Eu nunca fui popular, mesmo porque sou tímida, mas eu me dava bem com todos, e as amigas eram poucas, mas sempre as melhores, até hoje tenho contato com uma amiga dessa época. E confesso que não era muito estudiosa, porque eu sou péssima com números, exatas realmente não é para mim kkkk porém mesmo não tendo as melhores notas, passava de ano, no fim Deus dava aquele empurrão e eu ia bem nas provas.

GABO: Realmente cálculo é complicado, o pior é quando você faz a conta e o resultado não bate com as alternativas para assinalar. Pensa no desespero hahaha 🙈🙈🙈. Partindo deste princípio, a pergunta que não quer calar: A Debby já colou no colégio?

DÉBORA: Já! E em prova de matemática kkkkkk

GABO: kkkkkk Você teve medo de ser pega em flagrante? Passou nervoso ou foi tudo tranquilo?


DÉBORA: A professora me viu colando kkkk

Mas ela não tirou a prova

Só mandou olhar para a frente.

GABO: Ufa, apesar do susto, no fim, ela te deu uma segunda chance hehehe. Partindo agora para a adolescência. Os adolescentes se apaixonam, alguns são correspondidos, outros não. Sua primeira paixão foi correspondida?


DÉBORA: Então... Não, porque a paixão da minha adolescência era o Harrison Ford kkkkk Me apaixonei por ele no filme: Sabrina.


GABO: Exclusivo: primeiro crush de Débora foooi Harrison Ford 🤭🤭🤭🤭 Outra curiosidade sobre a adolescência, é que sempre passamos por alguma situação engraçada. Qual foi a sua Debby?


DÉBORA: Acho que os momentos engraçados foram na escola, quando eu imitava personagens de novela, quando as pessoas vinham até mim para comentar sobre o Sai de Baixo, e todos sabiam que eu era fã da Aracy Balabanian, e a Edileuza chamava a Cassandra de Dona Casseta, e me chamavam assim também kkkkk.


GABO: kkkkk Sai de Baixo é um clássico da tv. Que saudade de assistir aos domingos à noite. Falando sobre a Aracy Balabanian, como surgiu a sua paixão pela atriz?


DÉBORA: Foi aos 10 anos, ela fazia Filomena Ferreto, na novela, A Próxima Vítima, porém foi no fim da novela que algo chamou a minha atenção, foi num momento que o Vídeo Show gravou, ela ainda vestida de Filomena Ferreto, abraça ao Silvio de Abreu, super emocionada! E eu fiquei encantada com aquilo, pensei: É a mulher da novela, e ela tá chorando... Por anos essa cena ficou na minha cabeça, muitos não acreditavam quando eu falava porque nunca mais repetiu, porém no último vídeo show passou esse momento! Eu vou te mostrar.




DÉBORA: Isso só eu tinha na cabeça, agora posso provar kkkk. Esse foi o momento.


GABO: Sim hehehe. Grandes momentos que nos marcam. Você chegou a publicar um vídeo nas redes sociais onde você representa uma cena da novela com a personagem Filomena. Como foi o preparo da caracterização, gravação e a recepção do público?


DÉBORA: Eu adoraria, mas não me caracterizei kkkkk eu vi alguns vídeos de pessoas falando com personagens e achei interessante, resolvi fazer também, procurei cenas em que Filomena, estava ao telefone e criei um roteiro para que minhas falas se encaixasse nas dela, e deu certo kkk



GABO: Eu lembro que eu vi um vídeo que você estava caracterizada, não foi outro da Filomena?


DÉBORA: Não, nunca me vesti como ela embora quisesse muito, mas tirei foto com uma roupa no estilo Dona Armênia kkkkk.


GABO: Ah, verdade. Confundi legal kkkkkkkkkk. O vídeo da Dona Florinda eu lembro, teve até foto que você divulgou, onde o cabelo estava idêntico ao dela. O que você pode falar sobre os bastidores do vídeo e foto?


DÉBORA: Então, como quem me conhece sabe, sou muito fã de CH, desde criança, e sou muito fã da Florinda Meza, e sempre tive vontade de fazer uma homenagem pra ela, e de me vestir como um dos personagens, e eu vi a fantasia da Dona Florinda, no mercado livre, amei e comprei (Vi na vitrine da loja, entrei, experimentei, serviu, comprei. By Hebe Camargo kkkkkk), e como o canal, Vila do Chaves, iria fazer uma live chamada, Festival da Boa Vizinhança, e era para enviar vídeo, eu resolvi me vestir e cantar, Los Cursis.



Homenagem de Débora Costa a Dona Florinda do seriado Chaves


GABO: Experimentei, serviu, comprei kkkkkkkkk. Eu vi esse vídeo no Instagram, foi um grande sucesso. A homenagem e caracterização que a Letícia Gomes fez sobre a Hebe Camargo foi surreal, incrível. A Ritinha tá correndo do Leon ainda, mas coloca aí pra gente o vídeo da Hebe.



GABO: Gente, o vídeo ficou muito. Grande Homenagem a rainha da tv brasileira. O que achou da caracterização, Debby?


DÉBORA: Nossa!!! Ela ficou muito parecida. Top! Adorei. 


GABO: Voltando a falar do Chaves, você apareceu na live fazendo uma homenagem a Dona Florinda. É um momento surreal para o fã poder representar o artista através da arte. Bateu o nervosismo ou foi tudo tranquilo durante a gravação?


DÉBORA: Bateu nervosismo e timidez! Eu refiz a cena várias vezes, porque não sou cantora e nem atriz, então eu fiz de tudo para sair razoável no vídeo kkkk


GABO: Hehehe o famoso frio na barriga. Chaves marcou uma geração no mundo todo. Recentemente uma notícia pegou o mundo de surpresa. A retirada do seriado de todas as plataformas e emissoras do mundo suspendeu a sua exibição. Pra você como fã da série, o que você diria sobre tudo o que rolou ocasionando no fim da transmissão?


DÉBORA: Roberto Gomez Fernandes, filho do Chespirito, que tem o direto dos roteiros, de um lado, Televisa, que tem o direito de imagem, do outro, a briga pra ver quem ganha mais, e nós fãs no meio, fomos quem saímos perdendo, espero que isso se resolva e CH volte a passar nas TVs do mundo todo.


GABO: Todos nós esperamos. Chaves possui um humor que ano após ano, segue cativando o público. O que Chaves representa na sua vida?


DÉBORA: CH representa bons tempos, eu cresci vendo esses programas, é normal parar para ver Chapolin/Chaves, faz parte do dia a dia pra mim.


GABO: Debby, um momento especial para o fã é quando ele tem a chance de conhecer seu ídolo. Você teve a oportunidade ao conhecer a atriz Aracy Balabanian. Como você conseguiu realizar um dos seus grandes sonhos?


DÉBORA: Foi através de um concurso do canal Viva, e o prêmio era para ver uma das gravações do Sai de Baixo, que voltou em 2013, e eu venci! E esse dia foi muito especial, inesquecível mesmo, poder abraçar a Aracy, depois de 18 anos sonhando em conhecer ela, foi demais.


GABO: Imagino o quão especial foi o momento 😊. Se você tivesse a oportunidade de reencontrá-la, o que você falaria pra ela?


DÉBORA: Acho que tudo que não falei da vez que a vi e adoraria conversar bastante tempo com ela, seria incrível.


GABO: Shooow, com certeza seria outro momento marcante. Nas redes sociais, durante a quarentena geral aderiu o famoso Tik Tok, um aplicativo que permite criar e compartilhar vídeos curtos. Um dos diferenciais são as dublagens. Qual foi o vídeo que você mais se divertiu gravando? E se fosse para escolher alguém do MV para fazer um feat no Tik Tok, com quem seria?


DÉBORA: Eu adorei fazer um que alguém fala: Nossa como você engordou e a resposta é: Deixa só te falar uma coisa, por acaso eu tô comendo NA sua casa? Então, xi! Kkkkkkkk e seria top fazer com a Cristina Ravela kkkk


GABO: Resumindo o vídeo: É o clássico quem pergunta o quer, ouve o que não quer kkkkkkkk.


GABO: Olhaaaa aí Zih, será que você encara o desafioooo? Também acredito que ficaria tooooop hehehe


DÉBORA: kkkkk seria épico


GABO: E qual local da casa, que você gosta de gravar os vídeos?


DÉBORA: No quarto, por causa da privacidade.


GABO: Sem plateia, se errar grava de novo hahaha.


DÉBORA: Exatamente kkkk


GABO: Agora quando falamos em amor, quem conquistou o seu coração, foram os animais. O Leon é prova desse amor, inclusive ele já participou do Misturama no quadro "Meu Amigo Pet". Conta um pouco pra gente sobre a sua paixão pelos animais. Como surgiu e o que você aprendeu com eles?


DÉBORA: Eu não sei quando começou porque sempre amei cachorro, eles são amorosos, trazem alegria e fazem parte da família. O que aprendo com eles é o amor sem pedir nada em troca.


GABO: É um amor inexplicável e puro. Tem algum animal que você não teve que se surgisse a oportunidade você adotaria?


DÉBORA: Eu queria um Dálmata, acho lindo, e depois que eu vi a animação, Rio, adoraria ter uma Arara Azul, mas eu sei que o lugar dela é na natureza.


GABO: Debby, no MV você já publicou vários trabalhos. Foram quantas novelas ao todo? Entre as tramas publicadas qual a sua preferida?


DÉBORA: Se não me engano foram 6 Novelas, 1 filme, 1 programa. É difícil escolher uma porque gosto de todas. Mas Insensatez, Excelsior e E Vamos à Luta!, São ótimas.


GABO: Quando surgem as ideias, um dos locais em que você anota é no caderno, inclusive você já divulgou prints das suas anotações. Dentre os plots que você anotou no caderno, qual é o que você considera o melhor? Que depois da conclusão, você ficou: nossa, o que foi isso? kkkkkk


DÉBORA: De uma forma positiva? Se for é difícil escolher apenas uma, porque eu penso isso em todos os enredos, e nas cenas também, com exceção de: E Vamos À Luta!, que é baseada na novela, A Fábrica, do autor, Geraldo Vietri, que eu pesquisei muito sobre o enredo, e mesmo assim, encontrava praticamente a mesma coisa, já que a novela era de 1971/1972, eu mantive boa parte do enredo original, e mudei a maioria dos nomes, e mesmo assim pensei: Nossa, o que foi isso? Kkkkkk


GABO: kkkkkk. Qual a parte mais complexa ao usar uma trama como referência? Você tem algum receio em comparação com a trama original ou é tranquilo?


DÉBORA: Pelo menos pra mim tudo foi complexo kkkk eu demorei anos para escrever essa releitura, e mesmo sendo uma novela antiga, fiquei com medo de que alguém que viu fizesse comparação, mas não tinha como porque, eu não vi essa novela, apenas algumas cenas no YouTube. Que é o que existe dela. Uma pena.


GABO: É uma pena que grandes produções antigas não possuem capítulos na íntegra na internet. Debby, se fosse para escolher uma obra do MV para ser adaptada, qual trama seria o alvo?


DÉBORA: Essa pergunta é difícil, porque desde quando acabou a novela, estou por fora do que acontece no MV, mas escolheria, Senhora do Sertão, da Lyvia Peroba.


GABO: Quem sabe futuramente não venha uma adaptação emmm? kkkk Debby, suas anotações chegaram a ser compartilhadas no MV. É no papel que surgem as primeiras ideias. Quais critérios você usa para montar a escaleta?


DÉBORA: Eu gosto de escrever no caderno todas as ideias que tenho, porque assim memorizo melhor e não perco, por mais moderno que seja um computador, ele pode quebrar e todo o trabalho já era. Eu começo a escrever a escaleta quando já estou familiarizada com as personagens, com a trilha sonora, que é super importante, e com o enredo, daí sim começo a escaleta.




GABO: E quando surge o bloqueio criativo, você tem alguma dica quando o autor passa por esse momento?


DÉBORA: Eu odeio esse bloqueio! É horrível, porém, eu descobri que quando isso acontece, o melhor é não forçar para escrever, o melhor é esperar, mas sempre pensando na história, porque quando o bloqueio passa, as ideias voltam com tudo!


GABO: Teve algum personagem que você teve dificuldade no desenvolvimento dele na história? 


DÉBORA: Acho que o Franco Bittencourt, de Hierarquia, Karen Bueno, de Coisas da Vida, e da nova novela que estou escrevendo, mas ainda não posso falar. Esses dois eram complexos, e criar cenas para eles as vezes não era fácil.


GABO: Agora uma curiosidade que queremos saber, você já homenageou por meio de um personagem algum amigo ou parente?


DÉBORA: Já sim, o nome, Marta, era de uma prima muito querida que faleceu. Usei o nome em duas personagens, uma em Insensatez e a outra em E Vamos À Luta!


GABO: Muito bonito, homenagear uma pessoa especial em nossa vida. Debby, você já pensou ou tem planos de escrever uma série?


DÉBORA: Já pensei sim, não tenho nada definido, mas tenho vontade de escrever uma série.


GABO: Quando o assunto é crítica, como você lida com ela?


DÉBORA: Quando a crítica é construtiva, mesmo que não fale 100% bem do meu trabalho, eu aceito. Mas sabe aquelas críticas que vem de pessoas tóxicas, que só sabem falar mal, essas eu ignoro, antigamente eu ia lá e discutia, mas percebi que é exatamente isso que querem, atenção, mas fico indiferente.


GABO: Debby, eu tive acesso a uma crítica que fizeram sobre uma novela sua. Posso compartilhar contigo?


DÉBORA: Pode sim.



MIGUEL RODRIGUES: O que eu tenho pra falar pra Débora? Hummm. Eu tenho muita admiração por ela, é uma moça muito talentosa, muito inteligente. A Janete Clair do MV. Além de ser uma pessoa amiga que sempre tá pronta pra conversar mesmo que altas horas da noite, se ela estiver acordada claro. Eu quero que ela saiba que eu desejo muita sorte pra ela e que todos os seus sonhos, todos os seus objetivos se realizem, pois ela é uma merecedora e que quando eu crescer eu quero ser que nem ela kkkkkk Eu tenho tanta admiração pela Débora que até me faltam palavras.


DÉBORA: Nossa! Quem ficou sem palavras fui eu! Obrigada Miguel! Poxa me chamar de Janete Clair, é um baita elogio, obrigada mesmo, adorei.


GABO: Belas palavras do Miguel Rodrigues. É uma crítica do bem hehehe. Como ele mencionou foram várias produções publicadas. De onde vem as inspirações?


DÉBORA: Inspiração é algo que surge de uma música, de um livro, de uma frase, ou simplesmente do nada! As vezes estou de boa e pah! Vem uma ideia, e eu corro para anotar.


GABO: Corre para anotar no caderno kkkkk. 


Debby, outro amigo do MV enviou um recado pra você. Vamos acompanhar, depoimento na tela:



MARCELO DELPKIN: Se eu estou aqui no MV hoje, é graças a essa amiga do coração. Foi ao ver uma chamada da novela Hierarquia, na Cyber, que comecei a ler e logo decidi escrever e publicar minha própria novela, também na Cyber. De lá pra cá, li outras novelas da Débora, de quem me tornei fã e admirador. A aproximação veio com o tempo, enquanto a gente interagia sobre as histórias e se unia no programa Cyber Show, a convite dela. O programa acabou, mas a amizade continua até hoje. Descobri muitas afinidades com ela, como a paixão por novelas, pelo Chaves e por cães - um beijo pra você, Leon! Continue sendo a autora que você é: incrível, carismática e cheia de histórias pra contar, criar e recriar. Te adoro! Um abração!


DÉBORA: Obrigada, Marcelo! Fico feliz em saber essas coisas, obrigada.


GABO: Diferente da dramaturgia, no entretenimento você participou do Cyber Show. Como surgiu o conceito do programa? Quais foram os pontos positivos ao trabalhar em equipe?


DÉBORA: Era um programa maravilhoso, a ideia era fazer algo no estilo Video Show, que falasse sobre os bastidores das obras da Cyber Tv, era uma delícia poder trabalhar ao lado de tanta gente boa.


GABO: Mais um depoimento. Olhoooo na tela:



MELQUI RODRIGUES: Oi, Débora! Quero dizer que sou um grande admirador do teu trabalho. Pode não parecer, mas sou uma pessoa que está sempre torcendo por você, pois sei que és uma das poucas pessoas que eu conheço do MV que realmente tem vontade de levar isso adiante. Muito sucesso na tua trajetória e estaremos todos torcendo por você.


DÉBORA: Poxa obrigada, Melqui! Também torço muito por você.


GABO: A Zih também mandou um recado:



CRISTINA RAVELA: O que dizer da Débora, né, pessoas? Débora é o tipo de pessoa que chega e já vai falando se gostou de algo ou não, porque se algo incomoda, acho válido a pessoa falar logo pra gente se entender, né? Não gosto de rodeios, assim como ela. Afinal, não somos obrigadas a nada kkkkkkkk. Ela tem personalidade e é espontânea, e em um mundo (MV) onde as pessoas fingem harmonia para não desgastar determinada imagem, é raro encontrar alguém assim.


DÉBORA: Adooooorooo kkkkk Obrigada Zih! Disse tudo, como sempre.


GABO: Debby, você acha que tem muitas pessoas no MV que fingem harmonia?


DÉBORA: Não acho, tenho certeza


GABO: kkkkkkkkkkkk sinceridade é tudo na vida hehehehe.


DÉBORA: Kkkk


GABO: Como surgiu a oportunidade do trabalho de assessoria de imprensa da Natiare Azevedo e Letícia Mariana?


DÉBORA: A Letícia, é noiva de um amigo meu, foi através dele que nos conhecemos, e nos tornamos amigas, e a gente começou a falar sobre o trabalho de assessoria, e eu me ofereci para ser assessora dela. Já a Natiare, me chamou para ser produtora do programa dela, e comecei a fazer assessoria também. É uma coisa que gosto muito de fazer.


GABO: A Letícia Mariana também enviou um depoimento pra você. Bora conferir:



LETÍCIA MARIANA: Minh'alma clama por amizades! Debby, você lembra como nós nos conhecemos? Pois é! Você é amiga do meu noivo, Eduardo Gouvea, e eu tinha ciúmes. Afinal, você é uma mulher linda e muito admirável! Confesso que só te adicionei para te espionar! (risos).


Conversa vai, conversa vem, e veja! Temos muito em comum, Débora Costa! Debby, não consigo crer que nossa união cresceu desta maneira, de forma tão poética e divertida!


Você é doce, gentil, solícita e se tornou uma Assessora incrível, pronta para me mostrar novos horizontes, públicos modernos e antenados, diferentes do habitual. Soube me lançar ao original, e eu ainda espero o seu livro, viu? Insisto! Sabe o porquê? O porquê está em você. Novelista, escritora, belíssima, alegre! Preciso dizer mais?


Claro que sim! Então, por toda consideração que tenho e, claro, pela nossa amizade, mostrarei um acróstico. Especial para você, claro!


D ivina mulher de carne e osso,

E ntristeço ao vê-la chorar,

B rincadeiras virtuais ao vê-la sorrir,

O rar é seu caminho, menina angelical,

R ir é o remédio, beleza surreal,

A mar é seu mistério, força sem igual!


C aminha sobre o límpido, amizade de saber,

O rei para seu destino, carinho de irmãs,

S ua companheira leal, 

T e amo hoje, fatal é admirar-te,

A mizade iluminarei, disse Deus ao te rever.


E tudo que você pede em oração, querida, com certeza é concedido, sendo da vontade dEle, e mesmo se não for, é para o seu bem. E Deus me deu uma amiga como você, tão amada, tão única! Eu esperava uma rival, e tive algo sublime, ou melhor, alguém como Débora Costa! Jamais duvide do meu carinho, e conte comigo! Sempre.


Com amor,


Letícia Mariana.


DÉBORA: Meu Deus! Que coisa linda! E bem a cara da Letícia! Sempre uma fofa, amorosa e gentil. Obrigada pelas palavras e por esse acróstico maravilhoso! Eu amei! Também sinto um carinho e admiração enorme por você. Obrigada!


GABO: A Letícia Mariana mencionou algo que o público tem curiosidade em saber, futuramente tem possibilidades da Debby ir para o literário e lançar um livro?


DÉBORA: Não sei, porque eu não sou boa com narrativa, estou acostumada com roteiro. Mas seria um desafio e tanto, quem sabe um dia.


GABO: Isso aí, desafios sempre são bem-vindos.


DÉBORA: Sim!


GABO: Debby, qual música que quando você escuta lembra o MV?


RITINHA: Ah, música? Já tá acabando, boss?


GABO: Já Ritinha. Você sumiu.


RITINHA: Poxa.


DÉBORA: Eita essa é difícil, mas acho que: Cheguei - Ludmilla.





GABO: E ao som da Ludmilla, chegamos ao fim do Gabo visita. Antes de encerrarmos, Debby, o que o MV representa pra você?


DÉBORA: MV representa oportunidade de mostrar o meu trabalho, tornar minhas novelas conhecidas, ganhar público, isso é muito importante.


GABO: Para fecharmos a entrevista, preparei um bate-bola.


DÉBORA: Ok, vamos lá.


BATE-BOLA:


INFÂNCIA: Nostalgia
ADOLESCÊNCIA: Transformação
PRIMEIRO AMOR: Complicado
ARACY BALABANIAN: Inspiração
NATIARE AZEVEDO: Companheira
LETÍCIA MARIANA: Amiga
ESCREVER: Terapia
CHAVES: Especial
E VAMOS À LUTA: Desafio
FALSO AMOR: Carinho
EXCELSIOR: Sucesso
LEON: Amor
DEBBY POR DEDDY: Complexa


GABO: Debby, quero agradecer por ter nos recebido aqui na sua casa e ter compartilhado curiosidades sobre a sua trajetória.


DÉBORA: Eu que agradeço a visita, adorei, espero que voltem mais vezes.


GABO: Opa, pode deixar.


RITINHA: Debby, querida, tem um bolinho e café?


GABO: Ritinhaaaa?


RITINHA: Que foi, boss?


GABO: Gostei da pergunta kkkkkkkkk. E aí, Debby, tem um rango pra gente? kkkkk


DÉBORA: Claro! Vamos lá tomar café kkkk


GABO: Vamos lá hehehe


RITINHA: Eba.


GABO: O Gabo visita fica por aqui. Valeu galera.


Bora comer e tomar café agora 😊



Gabo, Ritinha e Débora entram na cozinha.



GABO: Obrigado, Débora Costa pela recepção e entrevista na sua casa. 


No  Mundo Virtual é assim, falou tá falado, não tem como voltar atrás. Vem aí Pronto Falei, com a Ritinha...

 


RITINHA: Oie, meninas e meninos. Turo bom? Cheguuuuuuei. Epaaaaaaaaaaaaa que o momento é meu.







Vamo começar, Pronto Falei.

4° LUGAR: NATAL NA WEBTV


RITINHA: Neide, a Antologia A Magia do Natal se tornou um grande sucesso da emissora. No ar de segunda a sexta, teve autor acordando no sabadão achando que teria episódio. Espia só:

"Acordei muito cedo e fui direto ao site... Cadê os contos da Magia de Natal de hoje!!! Acho que fiquei o mal acostumado".😂😂.


RITINHA: Arrasou. O comentário acima foi feito no grupo do zap zap da Antologia. Os autores tão bem animados, também pudera menina, é cada conto lindo. Eu to amando essa antologia, inclusive to ansiosa pra terceira temporada. Somando a 2ª e 3ª Temporada serão 37 contos exibidos.




3° LUGAR: PROCESSO CRIATIVO

RITINHA: Durante o Boletim Virtual (edição 96), o autor Davi Pezolito arrasou ao falar sobre o processo criativo. Espia, só Nádia:


DAVI PEZOLITO: Sabe quando você está caminhando na rua, ou preparando o jantar, e de repente, surge aquela ideia incrível? Uau! Podemos transformar isso em uma bela história. É daí que eu começo a preparar tudo. Coloco as minhas ideias no meu precioso livrinho, e em seguida, preparo os personagens.

RITINHA: Para ler a entrevista completinha é só clicar aqui.






2° LUGAR: PRONUNCIAMENTO

RITINHA: Organizado por Felipa Lima, foi ao ar hoje no grupo do Facebook "Portal Felipa" o evento "Prêmios Gêneros 2020".

Pra quem não se lembra, recentemente a Felipa anunciou uma fake news sobre a WebTV e ao descobrir a falha ela apagou a informação e agiu como se nada tivesse acontecido... até hoje, quando ela resolveu se pronunciar durante o evento. Espia só:

FELIPA: Voltamos com a premiação! Vocês acreditam que tô fazendo um ano de MV? Menina, pois é!
Infelizmente, eu ainda tô sujeita a erros, só um aninho, o que esperar? (P) Bom, tem muita gente que espera que você seja uma fodona com anos de carreira. (RISOS) Mas até as "fodonas" erram, mas aqui, se você erra com um ano de carreira de crucificam, fica parecendo que você é o beijo de Judas. Bom, é só relaxar!
Estou relaxada, prometo melhorar no próximo ano. Aproveito pra me desculpar em relação a Fake News em relação ao título "Coisas da Vida". Pronto, agora podem parar de usar esse argumento.





RITINHA: Calma, Felipa. Todo mundo erra, ninguém está livre de não cometer erros, mas temos que ter humildade pra reconhecer, isso faz muita diferença, sabia? Se acontecer novamente, é só se pronunciar, como eu falei, todo mundo erra.

1° LUGAR: LOIRA DO BLOG CONFESSA: 

RITINHA: Reagindo ao comentário da  Felipa, a loira do blog confessou que com 1 mês no ar ela recebeu críticas e falaram que o blog não duraria 2 anos.

CRISTINA RAVELA: Felipinha Lima Fica assim, não migah. Eu com 1 mês de BDZ fui crucificada e disseram q eu não duraria nem 2 anos (RISOS). Sabe o q fiz? Nenhum post pra explicar isso, pq aí seria vitimização né? Relaxe, migah. tmj!







RITINHA: Olha como são as coisas, o BDZ já tá no ar há mais de uma década. Preciso falar mais alguma coisa?

RITINHA: Menina, por hoje é só. E não se esqueçam, vocês comentam e eu fico de olho. A qualquer momento você pode aparecer aqui. Pronto falei.








GABO: Obrigado, Ritinha pelo quadro "Pronto Falei". O  programa de hoje fica por aqui. Até a próxima. Uma ótima semana à todos. Boa noite, Mundo Virtual.


https://1.bp.blogspot.com/-9RRN36J3v-k/Wtn59Sp17MI/AAAAAAAACW4/Y2YTzwynqBgLkQh7fFY3-e9Mvv1hlANdwCLcBGAs/s1600/credito_misturama.jpg

 
apresentação
 
Gabo
 

 convidados

Débora Costa
 

repórter
Ritinha


entretenimento
 
contatoredewtv@gmail.com


 
 REALIZAÇÃO

 

 
Copyright 
© 2020 - WebTV
 www.redewtv.com
 
Todos os direitos reservados
 Proibida a cópia ou a reprodução



Compartilhe:

Edições do Misturama

Entretenimento

Misturama

No Ar

Programa

Comentários:

0 comentários: