Troféu Imprensa 2017 | Parte 2 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Troféu Imprensa 2017 | Parte 2

Troféu Imprensa 2017 | Parte 2
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui

 
 

 

     
 





 
     
LANA DEL REY - BLUE JEANS
     
 
 
 
 
     
 

GABO: Blue Jeans de Laaaaana Del Reeeey, aqui no Troféu Imprensa 2017. Seguindo com a premiação vamos conhecer os melhores na categoria minissérie de 2016. 

 
     
MELHOR MINISSÉRIE
     
 


 

GABO: A primeiro concorrente é a minissérie Gato Preto, de Cristina Ravela, que retrata a disputa por uma herança em um cenário que foi palco de um crime. A segunda concorrente é Órfãos do Paraíso, trama de Rynaldo Nascimento escrita com Weslley Vitoritti e colaboração de João Carvalho. A obra conta a história de Pedro, um jovem que entra para Fraternidade Oriental, um grupo terrorista que assombrará o Brasil no ano 2045. Jurados, qual foi a melhor minissérie de 2016?

 
     
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para GATO PRETO, pois além de uma aula de roteiro, a trama é muito qualificada e prende o leitor de uma maneira inigualável.

Sua obra concorrente também possui elementos criativos muito interessantes e merece parabéns.


DIOGO DE CASTRO: 
Apesar da originalidade apresentada em Órfãos do Paraíso, Gato Preto é encantadora pela agilidade no roteiro e diálogos muito bem pensados.


JAIME LUCAS: "Órfãos do Paraíso” tem uma ótima história, tocando em assuntos bons de ser discutidos e trazendo uma boa representatividade na história. “Gato Preto” tem uma história muito boa também e muito bem escrita. Meu voto vai para “Gato Preto".


MARCELO DELPKIN: 
Voto em Órfãos do Paraíso. Tanto esta como Gato Preto tiveram tramas ousadas e de muita personalidade, são excelentes obras, mas a minissérie da WebTV tem matizes a mais.


MELQUI RODRIGUES: Sem dúvidas meu voto vai para Gato Preto, essa minissérie é simplesmente maravilhosa!

 
     
 
     
 


 

GABO: Gato Preto foi a melhor minissérie de 2016. Na categoria melhor protagonista feminino, um importante papel no desenvolvimento da obra, Maria Alice de Gato Preto e Laís de Órfãos do Paraíso. Jurados, podem votar:

 
     
Minissérie: MELHOR PROTAGONISTA FEMININO
     
 

 
     
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

JAIME LUCAS: Laís é uma protagonista forte, mas com Maria Alice podemos ver melhor sua personalidade, podemos nos conectar mais com ela. Meu voto vai para Maria Alice.

MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para LAÍS, de Órfãos do Paraíso, pois é uma personagem de uma força imbatível e com grande transformação.


MELQUI RODRIGUES: 
Maria Alice merece o título de melhor protagonista, depois de tudo o que ela sofreu em Gato Preto e conseguiu ser uma personagem forte e decidida, ela merece.


MARCELO DELPKIN:
 Duas ótimas protagonistas! Laís à beira do desespero ao ver os homens de sua família se envolverem na luta islâmica no Oriente Médio. Maria Alice lutando contra sua própria família para receber a herança que lhe é cabida. Por pouca diferença, voto na Maria Alice de Gato Preto.


DIOGO DE CASTRO: 
Voto em Alice por fugir do convencional, isso faz toda a diferença.

 
     
 
     
 


 

GABO: Maria Alice foi a melhor protagonista feminino e a minissérie Gato Preto leva o segundo prêmio da noite. Na categoria melhor protagonista masculino disputam Noel de Gato Preto e Pedro de Órfãos do Paraíso. Quem será que foi o melhor? Bora descobrir?

 
     
Minissérie: MELHOR PROTAGONISTA MASCULINO
     
 

 
     
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

MELQUI RODRIGUES: Com certeza o Noel, nosso eterno Gato Preto.


MARCELO DELPKIN: 
Também dois grandes protagonistas complexos e muito bem desenvolvidos pelos autores. Meu voto vai para o 
Pedro de Órfãos do Paraíso.


DIOGO DE CASTRO: 
Aqui meu voto também é em Gato Preto, o mesmo que se aplica em Alice, se aplica em Noel.


JAIME LUCAS: Noel é um grande protagonista, e assim como a Maria Alice podemos ver bastante sua personalidade, mas meu voto vai para o Pedro, por toda a construção da personagem e do contexto em que está inserido, que fazem com que vejamos seus conflitos e ações de forma emocionante.


MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para NOEL, de Gato Preto, uma vez que sua transformação no decorrer da trama, possui uma força tremenda.

 
     
 
     
 


 

GABO: O melhor protagonista masculino foi o Noel de Gato Preto. Agora vamos falar de antagonista. Quem não gosta deles, não é mesmo? Eles movimentam a trama e por muitas vezes faz o leitor querer odiá-lo de tanta raiva que ele causa, mas no fim essa é uma prova de que o autor conseguiu criar um vilão que provocou sentimentos nos leitores. Avelino de Gato Preto e Majid de Órfãos do Paraíso. Quem foi o vilão mais tenebroso, jurados?

 
 

 

 
Minissérie: MELHOR ANTAGONISTA
     
 

 
 

 

 
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

MARCELO DELPKIN: Majid de Órfãos do Paraíso é um vilão e tanto: mulherengo, assediador e líder de grupo terrorista. Avelino de Gato Preto comanda uma família de pessoas tão pouco escrupulosas quanto Majid. O carisma com Avelino fez sua trajetória na minissérie de Cristina Ravela é o diferencial. Voto nele.


JAIME LUCAS: 
Ambos vilões são fortes, mas vejo maiores requintes de crueldade em Majid. A construção da personagem dentro de um contexto forte deu o tom certo para ele. Meu voto vai para Majid, de “Órfãos do Paraíso.


DIOGO DE CASTRO: Acredito que o maior desafio dentre os autores é fazer um vilão emblemático, dado o estereótipo existente para este tipo de personagem. Tanto Avelino, quando Majid tem seu diferencial. Particularmente, prefiro o Avelino, de Gato Preto.


MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para AVELINO, de Gato Preto. Realmente um vilão à altura para uma história tão magnífica.
 

MELQUI RODRIGUES: Com certeza o Sr. Avelino, esse homem me fez ter muita raiva dele.

 
     
 
     
 


GABO:
O arrogante e egocêntrico do Avelino foi considerado o melhor antagonista de minisséries em 2016. A categoria de melhor atriz coadjuvante disputa Amani de Órfãos do Paraíso e Maria José de Gato Preto. Quem foi a melhor atriz secundária?

 
     
Minissérie: MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
     
 

 
     
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

DIOGO DE CASTRO: Amani se destaca sendo quem é numa cultura que minimiza a mulher. Maria José tem seu charme, mas não compete com Amani de Órfãos do Paraíso.
 

MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para MARIA JOSÉ, de Gato Preto, tamanha é sua competência ao longo da história.

MARCELO DELPKIN: Amani é uma mulher muito forte e moderna, que todos os dias supera os preceitos muçulmanos machistas dentro de sua casa e de seus negócios. Voto nela. Minissérie Órfãos do Paraíso.
 

JAIME LUCAS: Maria José é o tipo de personagem cativante, que nos envolve com suas relações. Meu voto é nela.


MELQUI RODRIGUES: Maria José me deu nos nervos, mas acho que Juliana Lohmann merece meu voto, ela atuou muito bem.

 
     
 
     
 


GABO: Gato Preto conquista o 5º prêmio da noite. Maria José foi a melhor atriz coadjuvante de minissérie. Agora vamos conhecer o melhor ator coadjuvante. Em ordem alfabética Mazinho de Gato Preto e Siraj de Órfãos do Paraíso. Jurados, quem foi o melhor?

 
     
Minissérie: MELHOR ATOR COADJUVANTE
     
 

 
     
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

JAIME LUCAS: Meu voto vai em Mazinho. Seu jeito malandro, conquistador e perigoso, tendo um caso com a cunhada conquista a pessoa que lê. É uma personagem que a gente gosta e não gosta ao mesmo tempo.
 

MELQUI RODRIGUES: Osvaldo Mil me fez odiá-lo com todas as forças no papel do Mazinho, ele é tão pior quanto o Avelino.


MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para SIRAJ, de Órfãos do Paraíso, personagem de uma empatia sem igual. Impossível não lhe dar este voto.


DIOGO DE CASTRO: Mazinho é sem dúvida um dos principais destaques de Gato.
 

MARCELO DELPKIN: Voto no Mazinho, o malandro de Gato Preto que conquistava os leitores e roubava as cenas só de aparecer.

 
     
 
     
 


GABO:
Mazinho da minissérie Gato Preto foi o melhor ator coadjuvante. Chegamos na reta final das minisséries. Na categoria melhor banner, a obra Gato Preto e Órfãos do Paraíso disputam mais uma categoria. Qual foi a melhor arte produzida? A melhor fonte, a melhor imagem, a capa que chamou a atenção do público? Bora conhecer? Jurados, é com vocês...

 
     
Minissérie: MELHOR BANNER
     
 

 
     
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para ÓRFÃOS DO PARAÍSO, pois simplesmente amei as cores usadas.


MARCELO DELPKIN: Eu daria o voto para Gato Preto, se esta concorresse com os lindos banners da exibição de 2018. Mas como o ano da votação é 2016, o de Órfãos do Paraíso me agradou um pouco mais, portanto voto nele.


JAIME LUCAS: 
Os dois banners são muitos bons, mas o melhor, para mim, é o de Gato Preto.


DIOGO DE CASTRO: 
Banners com fotos do elenco sempre saem em desvantagem em relação aos que não tem, visto que é muito trabalhoso a edição. No caso de Gato Preto, a cor da fonte escolhida não favoreceu o nome da minissérie. Meu voto é de Órfãos do Paraíso que está muito bem representada.
  

MELQUI RODRIGUES: O banner de Órfãos do Paraíso ficou muito profissional, meu voto vai pra ele.

 
     
 
     
 


GABO:
Órfãos do Paraíso apresentou a melhor arte, fonte, imagem. Foi considerado o melhor banner de 2016. Na penúltima categoria do segundo bloco, Gato Preto e Órfãos do Paraíso disputam mais uma categoria... Confira:

 
     
Minissérie: MELHOR ABERTURA
     
GATO PRETO
     
 

 

 
     
ÓRFÃOS DO PARAÍSO
     
 

 

 
     
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

MELQUI RODRIGUES: A abertura de Gato Preto é bem dinâmica, colocar vários gatos na abertura fez totalmente juz à série, por isso meu voto vai pra Gato Preto.


MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para GATO PRETO, pois além de ser um apaixonado pelos bichanos, achei a trilha sonora de abertura fascinante com imagens lindas.

Mas destaco aqui a abertura de Órfãos do Paraíso, que também é brilhante.


DIOGO DE CASTRO: 
A abertura de Órfãos do Paraíso é mais linear, a de Gato Preto tem takes diversos e vários corte na trilha o que quebra o ritmo. Por isso, meu voto é de Órfãos do Paraíso.


MARCELO DELPKIN: 
Na abertura de Gato Preto, é impossível não se afeiçoar às mil e uma travessuras dos bichanos. Mas a de Órfãos do Paraíso é emoção pura, desde as imagens fortes até a menina cantando Imagine do John Lennon. Órfãos do Paraíso ganha meu voto.


JAIME LUCAS: 
A abertura de Órfãos do Paraíso é boa e condiz com a trama, mas pra área do trabalho final, percebe-se que são cenas retiradas de alguma produção de estúdio, enquanto a abertura de Gato Preto se esconde trazendo vídeos mais “anônimos”, e não deixa de condizer com o contexto da série, além de sincronizar os movimentos e os slow motions com a música em quase todo o tempo, o que traz um ar mais interessante para a abertura. Meu voto vai para Gato Preto.

 
     
 
     
 


GABO: Cristina Ravela leva mais um prêmio pra casa. Gato Preto apresentou a melhor abertura de 2016. A imagem usada, a trilha, tudo contou na avaliação dos jurados. Para encerramos a categoria minissérie, bora conhecer o melhor autor. Jurados, podem votar: 

 
     
Minissérie: MELHOR AUTOR
     
 

 
     
 
     
 

| VOTO DOS JURADOS:
 

MARCELO DELPKIN: Cristina Ravela fez um trabalho ótimo em Gato Preto, mas o meu voto vai no trio Rynaldo Nascimento, Weslley Vitoritti e João Carvalho por Órfãos do Paraíso, uma série cuja temática é rara e única. Os três estruturaram muito bem a história, dando um toque de realidade sem fazer um maçante merchandising social tão comum na TV.
 

MELQUI RODRIGUES: Meu voto é pra nossa querida e amada Zih, a Cristina Ravela.

 

JAIME LUCAS: São ambos autores muito bons, com textos muito bons, tramas muito bem construídas e roteiros ótimos, mas meu voto vai para Cristina Ravela, por mostrar mais seu profissionalismo tanto com seu texto como roteiro.


MARCOS VINICIUS: Meu voto vai para CRISTINA RAVELA, por ter nos proporcionado uma obra "zero defeitos", como é Gato Preto.


DIOGO DE CASTRO: Rynaldo, Weslley e João fizeram um trabalho primoroso, mas a Cristina é como o vinho, só melhora com o tempo. Cristina Raveala, autora do ano.

 
     
 
     
 


GABO: A melhor autora de minissérie de 2016 fooooi Cristinaaaa Raaavelaaa. Parabéns. Foram 8 prêmios na categoria minissérie. O Troféu Imprensa volta daqui a pouco com as novelas e tem ainda o entretenimento, jornalismo e a revelação do ano. Bora aumentar o sooom com Joooota Queeest.

 
     
JOTA QUEST - DIAS MELHORES
     
     
 
     
 







 
.aaa.
.aaa.
 
Compartilhe:

Entretenimento

Episódios do Troféu Imprensa

No Ar

Comentários:

0 comentários: