Boletim Virtual - Edição 82 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Boletim Virtual - Edição 82

Boletim Virtual - Edição 82
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui

https://4.bp.blogspot.com/-zIZgDvTS9xI/Wta7vznNVKI/AAAAAAAACWU/JQr1nt8bxesg3-AigpY1JNSkwcOF-BDnwCLcBGAs/s1600/Boletim%2BVirtual%2B2018.jpg

NA EDIÇÃO DE HOJE DO BOLETIM VIRTUAL:

     
 

Seja bem-vindo a 8ª Temporada do Boletim Virtual. Confira os destaques de hoje:

-
Eu confesso que eu adorei, porque eu vejo muitos autores que sonham em seguir carreira na vida real e profissionalmente, diz Weslley Fuchs no Diário do Autor
- Sangue & Esplendor: Ambientada na Grécia Antiga, você vai conhecer os bastidores da novela com João Paulo Ritter no Reportagem da Semana
- Quem assume o comando da WEBTVPLAY? A substituta de Relações Perigosas, a nova gestão da OnTV. Essas notícias e muito mais no Giro Virtual com Ritinha.

 
     

 

     
     
     

BOLETIM VIRTUAL - EDIÇÃO 82
(DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2019)

 
 
     

REPORTAGEM DA SEMANA: AMBIENTADA NA GRÉCIA ANTIGA, FIQUE POR DENTRO DOS BASTIDORES DA DA NOVELA "SANGUE & ESPLENDOR" - por JOÃO PAULO RITTER

     
     
 

JOÃO PAULO RITTER: Eu sempre tive um fascínio muito grande pela mitologia, cultura e história da Grécia Clássica. Acho que isso acontece porque até hoje essa sociedade influência o nosso ocidente, claro que algumas outras que existiram lado a lado, mas muitas coisas surgiram na Grécia Clássica e até hoje nos usamos. Filosofia que naquela época era a ciência em si, a existência dos átomos e da matéria. É muito  interessante, intrigante pra mim.
 


A ideia de escrever "Sangue & Esplendor" brotou na minha mente, pela primeira vez, quando eu li a história do imperador Nero de Roma. O mesmo que colocou fogo, ele teve uma história bem folhetinesca, subiu ao poder só porque a mãe fez tramoias, mas no fim ele queria mais era mesmo saber da cultura herdada dos gregos do que governar Roma. Ele era meio desequilibrado, meio não... Completamente. Ele matou a esposa em um acesso de raiva, ele se casou com o escravo que lembrava ela fisicamente, mandou castrar esse escravo e se casou com ele em frente a toda Roma. Essa foi minha primeira base para começar a pensar na webnovela.
 

Mais tarde eu li mais detalhes sobre a peça grega, a tragédia do Édipo Rei que acabei usando para criar um núcleo paralelo ao núcleo dos reis. Claro que eu mudei muita coisa, começando que na webnovela Édipo não virou rei, nem vai virar, não foi filho de um rei, mas sim de um comerciante.
 


 

Teve muita coisa que eu tive que criar, como a história da loja e da família de comerciantes acho que isso seria muito mais comum na renascença, nas pesquisas que fiz não encontrei nada sobre isso.
 

Claro que eu não fiquei preso apenas a peça e a história de Nero para compor a trama. Eu fiz pesquisas com as coisas que eu tinha em mão. Uma colega minha que cursa história me deu uma ajuda, na época eu tava estudando licenciatura em letras e uma das matérias que eu peguei falou um pouco sobre a literatura na época da Grécia Clássica, então, aí eu fiquei sabendo sobre os concursos de tragédias e comédias. Eu usei isso nessa primeira temporada da trama.
 

Li alguns textos acadêmicos, na verdade li só por cima para saber o que eu precisava saber mesmo. Como se tratava de uma obra de ficção com uma visão livremente aberta, eu não quis me apegar muito aos fatos para não comprometer as histórias que queria contar. Como as mulheres só saírem de casa acompanhadas de um homem, em algumas cenas eu coloquei escravos acompanhando as personagens femininas ou acompanhadas por outras personagens femininas... Isso não aconteceria naquela época. Apenas pelo filho, pelo marido ou pelo pai.
 


 

Assisti documentários sobre como funcionava os ginásios onde os homens iam aprender, foi aí que fiquei sabendo que existia um movimento para levar educação para as mulheres gregas também. Assisti documentário que falava sobre sexualidade na Grécia daquele tempo. A personagem Frida, dona do prostíbulo é uma das pessoas mais ricas da Tebas foi baseada em uma mulher que foi falada nesse documentário.
 

Então a minha pesquisa para "Sangue e Esplendor" foi uma viagem muito boa, também difícil. Acho que eu poder aprender mais, com os meios que eu posso usar sobre uma sociedade antiga e com essas informações criar uma história com a máxima fidelidade que eu quero colocar é um sonho. Muitos capítulos da novela eu me sentia inserido naquela sociedade, naquele tempo. Ainda mais que foi no início desse ano que comecei a aprender mais sobre paganismo e decidi me converter. Me fez apenas me sentir mais confiante com essa minha escolha.
 

Foi primeira experiência com uma webnovela, escrevendo uma de verdade. Também foi uma oportunidade de saber mais sobre aquilo que eu estava interessado em seguir na minha vida que é uma religião neo-pagã, né. Volto a dizer que foi difícil porque eu queria trazer um retrato bem fiel da época, mas sem perder o tom contemporâneo de algumas situações, mas como é um assunto que me interessa muito, também foi muito prazeroso poder fazer essa pesquisa e transpor tudo no word transformando em personagens, falas e situações.

 
     

 

     
     

GIRO VIRTUAL: A SUBSTITUTA DE RELAÇÕES PERIGOSAS, CONHEÇA A DIREÇÃO DA WEBTVPLAY, JOÃO PAULO RITTER NO COMANDO DA ONTV E MUITO MAIS - por RITINHA

     
 

RITINHA: Olá, meninas e meninos. Turo pom? Hoje eu vim causar. Vou contar todos os babados dos últimos tempos do MV. Menina, puxa a cadeira e desce a rolagem. 
 

UMA DÉCADA E MEIA DE HISTÓRIA
 

No dia 26 de outubro, a WebTV vai completar 15 anos. A comemoração já começou com o anúncio das edições do Troféu Imprensa e Troféu Mundo Virtual 2019. As inscrições estão abertas e todas as atrações exibidas em 2018 no MV poderão participar. O regulamento está disponível neste link. Participe, menina, as inscrições estão disponíveis neste link. Depois é só cruzar as pernas, tomar um chá e aguardar abrir a votação e em seguida vamos conhecer os melhores de 2018 na votação popular e dos jurados.
 


 

ANTOLOGIA
 

As inscrições da Antologia Policial "Contos Contemporâneos da Violência Urbana" chegaram ao fim. Menina, teve conto que misturou os gêneros e por esse motivo teve que ficar de fora. Os critérios de avaliação tinha como referência analisar contos que abordavam a violência urbana, sendo o gênero policial, e sub-gênero drama, ação, hot e suspense. O limite de caracteres do conto literário era de 15 a 20 mil. Os autores selecionados foram: Anderson Santos, Bruno Olsen, César Luís Theis, Cristina Ravela, Douglas Barres, Fabi Prieto, L.F D'Oliveira, Luíz Henrique Dourado e May Margret. A estreia foi marcada e a partir do dia 25 de outubro, às 21h. Anota na agenda e não esquece viu?





 

VALE A PENA LER DE NOVO MAIS UM GRANDE SUCESSO
 

Em ritmo de festa, a direção da WebTV definiu que Passos da Paixão, do divo Édy Dutra vai substituir a novela Relações Perigosas, de Felipe Porto em outubro. A novela fez parte do momento de reestruturação da dramaturgia da emissora e marcou época em 2013. As tramas vão dividir o horário até novembro, mês em que Relações Perigosas vai encerrar a sua exibição.
 


 

WEBTVPLAY SERÁ LANÇADA EM OUTUBRO

Menina, eu to passada. A Zih é a presidente da nova plataforma de streaming do MV. Ela recebeu o sinal verde para tomar todas as decisões, desde escolha do logotipo da emissora até o que vai ao ar. O Gabo será seu braço direito e assume a vice-presidência. Fiquei sabendo que todo o acervo da WebTV está a disposição da plataforma. Além disso, foi fechado o acordo com atrações independentes e já exibidas em outras emissoras.
 

 
 

VAI TER CHUVA DE ESTREIAS
 

No lançamento da plataforma, será possível rever grandes sucessos do MV, como a 1ª temporada do Boletim Virtual, Misturama. A série Maniac, sucesso de 2019 da WebTV vem com temporada inédita em dezembro e todos os episódios serão lançados no mesmo dia, seguindo o padrão Netflix. Vai ter sitcom, novela e mais séries. Eu to ansiosa, roendo as unhas para esse lançamento, e vocês?

 


 

TROCA DE GESTÃO
 

O Jaiminho Lucas teve que deixar a direção da OnTV. A correria na faculdade impediu que ele seguisse os passos no comando da emissora. Algo parecido aconteceu em 2010 no MV, quando o Gabo deixou a gestão da emissora sob o comando de Zih. Em outro momento, Lucas Posey anunciou o encerramento da UP (Unbroken Productions) também por motivos da faculdade. Essa galera é estudiosa, minha gente. Isso aí, foco nos estudos, depois vocês voltam pro MV. João Paulo Ritter, autor da série Caminho Único, atualmente na terceira temporada e a novela Sangue & Esplendor, é o novo presidente da OnTV. O autor concedeu uma entrevista ao Gabo falando sobre sua trajetória e o novo desafio no comando da emissora. A entrevista vai ao ar na próxima edição do Boletim Virtual. Já quero ler.
 


 

MEGAPRO LANÇA ANTOLOGIA SOBRE SIGNO

Aproveitando o sucesso das antologias, o Megapro resolveu apostar na astrologia para atrair os loucos por signos. Com 12 episódios, a antologia astral estreou em agosto e até o momento já foram exibidos 6 episódios.
 




 

KAX NÃO FAZ MAIS PARTE DA WEBMUNDI
 

Menina, em junho teve um barraco na WebMundi. O Kax apresentou diversas inovações na emissora, inclusive na WebMundi GO, a plataforma de streaming da emissora. William King mandou o recado: "Você não tem o direito de ir fazendo o que quiser em um site cujo dono sou eu, devia pelo menos ter me consultado antes, né? Francamente, disparou William King". Ele ainda continuou: "[...] preciso estar a par das decisões que tomam dentro do meu site para mudar qualquer coisa dentro dele, não é feira que qualquer um vai chegando e montando banca não, hein". Chateado com as declarações do presidente, Kax optou por deixar a emissora, agradeceu a oportunidade e em entrevista concedida ao Blog da Zih afirmou: "Sempre colocava o WebMundi lá em cima, buscava sempre inovar, criar, reinventar coisas para que a emissora perdesse o estereótipo de 'RedeTV', 'emissora pequena' ou ' sem qualidade', revelou Kax.
 




 

RITINHA: Por hoje é só, meus amores. Aproveito para mandar um beijo pro Gabo e Édy que fazem aniversário hoje e pra Zih que comemora no dia 8 de outubro. Beijão pessoal, amo vocês.

 
     

 

 
     

EU CONFESSO QUE EU ADOREI, PORQUE EU VEJO MUITOS AUTORES QUE SONHAM EM SEGUIR CARREIRA NA VIDA REAL E PROFISSIONALMENTE, diz WESLLEY FUSCH

     
 
Ele mora em Sinop no Mato Grosso. Começou a escrever com 10 anos de idade. Suas primeiras histórias ganharam vida no caderno. Entre os 11 e 12 anos, Weslley Fuchs passou a escrever no computador. A paixão por livros clássicos dos escritores José de Alencar, Machado de Assis, Clarice Lispector foram responsáveis por despertar o interesse pela escrita. Outra paixão de Fuchs é o teatro, onde além de atuar passou a escrever espetáculos. O Mundo Virtual foi descoberto em 2015, através do Recanto das Letras onde publicou a novela "Escolhas da Vida", trama que fala sobre relações familiares. No ano seguinte integrou o time do DNA (Dramaturgia Novos Autores) com a estreia da novela "Até o fim". Já em 2018 a novela "Do Lado de Cá" foi aprovada. Com poucos capítulos exibidos, a trama foi cancelada após, mas uma fatalidade fez com que a trama fosse cancelada durante a exibição, após a perda de vários capítulos escritos. Atualmente, Weslley escreve "Maneiras de Ser", uma trama teen que aborda as relações familiares. Weslley, seja bem-vindo ao Diário do Autor.

 
WESLLEY FUCHS: Muito obrigado, estou muito feliz com o convite.

GABO:
Weslley, conta pra gente como foi a descoberta pela paixão por livros clássicos. Foi incentivo dos professores ou você leu um livro e conheceu outras histórias?
 
WESLLEY: Na verdade, eu ganhei esses livros clássicos do meu primo. Eu sempre gostei muito de ler, a minha família sempre incentivou a leitura, tanto que quando eu aprendi a ler, os meus pais compravam aqueles livros clássicos infantis e eu amava, aí o meu primo resolveu me presentear com os livros dele, ele que é formado em letras, me entregou esses livros e eu me apaixonei, os livros clássicos brasileiros são o meu xodó, sou apaixonado, os meus livros favoritos com certeza são: Dom Casmurro, O cortiço e Senhora. Amo demais.
 
GABO: Da paixão da escrita veio a prática, onde você começou escrever, primeiro no caderno e depois no computador. Quais eram as suas inspirações? Você apresentou as histórias para alguém? Se sim, qual foi o feedback?
 
WESLLEY: A inspiração sempre foi a vida, porque se você for parar pra pensar, a nossa vida é um livro que começa no nosso Nascimento e termina com a nossa morte, cada um é protagonista da sua própria história e minha inspiração sempre foi pessoas reais, porque a história do ser-humano é algo incrível, eu gosto muito de observar as pessoas, olhar a maneira como elas agem, como elas pensam, é tão bom ver pessoas diferentes das outras, porque se todo mundo fosse igual o mundo ia ser sem graça. A primeira história que eu escrevi no caderno se chamava “Passa-tempo” era uma novela que contava a história de Clara, no final dos anos 80, o seu nascimento é a primeira cena da novela e a última cena é a sua morte com 80 anos, ela sofreu muito na infância porque perdeu o pai muito cedo e se casou aos 20 anos de idade sem amor, teve dois filhos, um morreu em um acidente de carro e tem tantas histórias nessa novela que se eu parar pra contar eu vou passar horas falando, mas a morte dela me comoveu muito, ao escrever essa história eu senti que a vida passa muito rápido e por isso devemos viver como se não houvesse amanhã e sim, eu já apresentei meus cadernos para minha mãe, meu pai, eles amavam demais.
 
GABO: "Nossa vida é um livro", palmas kkkkk. Filosofia pura. Achei interessante a proposta da novela. Já imaginou transformá-la em um livro?
 
WESLLEY: Eu tenho muita vontade de escrever um livro, mas acho que não é o momento certo, preciso estar mais preparado. Mas eu tenho muita vontade de escrever “Passa-tempo” novamente, mas desta vez para o MV, a qualquer momento eu posso estar voltando com ela (risos).
 
GABO: Que venha "Passa-tempo" no MV kkkk. O teatro é outra paixão em sua vida. Como foi a experiência da primeira peça? Os ensaios, a primeira vez no palco diante da plateia... Conta pra gente.
 
WESLLEY: A minha primeira peça na vida já foi de cara um protagonista, se chamava “Bernardo, o amigo imaginário” e eu interpretava o Bernardo, ele era amigo imaginário da Antonia uma garota que sofria bullying por esse motivo: ter um amigo imaginário. Mas aí ele apareceu para a garota que zombava dela e eles tiveram uma conversa franca e o final foi feliz, foi um desafio imenso estrear logo de cara como protagonista e eu só estreei nos palcos depois de 3 anos treinando improvisação no teatro, eu queria estrear pronto, aí quando eu me senti pronto, procurei a diretora Rute Varea e falei: “chegou a hora” e ela “então você já vai estrear como protagonista e é uma responsabilidade imensa, mas eu confio em você” e eu já fiquei nervoso, achei que não ia dar conta, estudei pra caramba, estudei aquele texto, fiz laboratório e só terminei de estudar no dia da estreia, eu lembro que eu estava nervoso pra caramba, mas deu tudo certo, fui elogiado pelo público e pela crítica, foi sensacional, depois eu fui convidado para outra companhia e participei das duas já fiz dezenas de peças. Eu tenho uma paixão imensa pela interpretação, atuação. Entre escrever e atuar, eu escolho atuar.
 
GABO: Além da atuação, você escreveu alguns espetáculos. Como surgiu essa oportunidade? Qual foi o seu gênero favorito?
 
WESLLEY: Sim, escrevi espetáculos para treinamento nas aulas, mas tem um que irá ao ar esse ano ou ano que vem que se trata da adaptação de Orgulho e Preconceito. Mas pras aulas eu escrevi duas teen e uma adulta, a adulta se passa em duas épocas diferentes ao mesmo tempo contando a vida de duas mulheres de séculos diferentes. Já as teens eram sobre drogas, nudes e bullying, essas foram curtinhas. A minha peça adulta das mulheres de séculos diferentes tem o título descrito como: Altos e Baixos.
 
GABO: Você conheceu o Mundo Virtual no Recanto das Letras. Como você chegou até ele?
 
WESLLEY: Eu vi um comunicado do Cleiton Cardoso sobre o grupo Leitura Certa, esse grupo inclusive nem existe mais, acabou em 2016 se eu não me engano. Aí era necessário enviar uma sinopse e eu enviei a de “Escolhas da Vida” foi aprovada, mas tinha limite de capítulos, aí ela teve 40 capítulos e era sobre relações familiares.
 
GABO: Do Recanto das Letras ao universo das emissoras virtuais. Como você reagiu quando descobriu que existem emissoras voltadas a leitura e usam como referência os canais de televisão?
 
WESLLEY: Eu confesso que eu adorei, porque eu vejo muitos autores que sonham em seguir carreira na vida real e profissionalmente, a Débora Costa e o Miguel Rodrigues são dois exemplos e os dois tem talento de sobra pra isso e o MV os aproxima ainda mais desse sonho. A Débora usa as características reais de uma novela e o Miguel é poético, o texto dele é uma obra prima, tanto que em breve escreveremos uma novela juntas que se chamará “Toda Fashion”. O Miguel tem uma característica que eu admiro muito que é: os erros e acertos de um personagem, eu faço de tudo para os meus personagens serem os mais reais possíveis. Em Maneiras de Ser todos os personagens são humanos pra caramba porque ambos erram e acertam, principalmente as minhas protagonistas, são problemas reais, são problemas da vida, a vida é interessantíssima e eu uso isso para as minhas histórias, eu sempre penso nos personagens das novelas que eu já terminei, em Até o fim mesmo, eu fico pensando no que a Eliza estaria fazendo agora, porque no último capítulo ela teve um final feliz, mas isso não significa que ela será feliz pra sempre e se ela tiver perdido um filho há 10 anos depois daquele fim e se o pai descobriu uma doença, ou se ela mesma não está sofrendo de alguma coisa? Eu acho que eu fugi um pouco da pergunta, mas me deu um impulso falar isso, desculpa (risos)
 
GABO: Foi um impulso positivo kkkkkk. Falando sobre a novela “Do lado de cá”, ela tinha a previsão de 150 capítulos, sendo que 100 estavam escritos e 35 foram exibidos, mas a fatalidade com o problema no computador ocasionou no cancelamento. Você acredita que cancelar a trama foi a decisão certa? Hoje você se arrepende da decisão?
 
WESLLEY: Eu me frustei quando eu perdi porque as palavras que eu havia escrito naquelas cenas e naqueles capítulos já não seriam mais as mesmas, o sentimento não seria mais o mesmo e eu escrevo com sentimentos, eu escrevo sobre histórias que me interessam e não me interessava mais reescrever não só por esse motivo mas também por outro: Do lado de cá não pertencia ao meu estilo, nem ela e nem Até o fim, tanto que eu fui muito infeliz escrevendo essas tramas porque eram ficção, eu estava interessado nos gostos dos outros, não no meu e isso foi um erro, o meu estilo é crônicas, relações familiares, pessoais e amigáveis, não histórias prontas que jamais acontecia na vida real em hipótese alguma. Em Maneiras de Ser eu volto ao estilo que eu jamais deveria ter abandonado, a história não tem vilão nenhum, apesar que muitos consideraram a Eva, ou Roberta melhor assim dizer que será sua identidade falsa como vilã, só pelo fato dela ser uma golpista e gostar de dinheiro, isso não fará dela uma vilã, até porque ela terá erros e acertos, ela tem uma história muito forte no passado, igual todo mundo tem, o que a gente faz hoje de alguma forma é uma influência do nosso passado, os erros e o acertos estão presentes o tempo todo na vida, ainda bem, porque senão a vida seria chata, sem graça, as histórias de vida dão 1000 histórias vai por mim, é só se jogar e se aprofundar.
 
GABO: Atualmente você escreve histórias no formato roteiro. Tem planos de arriscar no literário?
 
WESLLEY: Não tenho planos pra arriscar esse formato, porque eu gosto das minhas novelas no formato roteiro, acho bonitinho (Risos), deixa o formato literário pros livros mesmo (Risos) aliás, tenho planos para escrever um mas me falta coragem, porque eu sou detalhista, amo um diálogo gigante e em Maneiras de Ser terão bifes enormes, galera que gosta de ler já pode se preparar e o tempo é o meu grande aliado, adoro relembrar os meus pensamentos de 2012 e compará-los com os de agora, com certeza mudou, estamos em constante mudança sempre e eu vou falar disso na trama teen também.
 
GABO: Usando o passado como referência, como você avalia a publicação do primeiro texto e do seu trabalho mais recente?
 
WESLLEY: Eu com certeza mudaria tudo, principalmente a gramática e a ortografia que naquela época era o caos e eu com certeza focaria mais nos meus gostos do que nos gostos dos outros, aprendi a respeitar somente a minha opinião. O tempo é impressionante, ele em parceria com a vida vai nos ensinando a como trilhar esses caminhos que chamamos de Momentos, cada momento, cada segundo, cada pessoa, tudo acontece porque tem que acontecer, nada acontece por acaso e eu me sinto feliz por cada minuto de tristeza e alegria, porque eles me ensinaram e continuaram me ensinando. O passado, o presente e o futuro se unem para nos mostrar que tudo está escrito, se algo acontece agora é porque esse acontecimento será importante para... Sei lá, 29 anos depois, vai saber, a vida nos interrompe toda hora, ela é nossa amiga e inimiga o tempo todo.
 
GABO: Quem é Weslley Fuchs fora do Mundo Virtual?
 
WESLLEY: Eu sou uma pessoa que curte bastante a vida, eu faço de tudo pra viver como se não houvesse amanhã, eu tenho bastante amigos, adoro me relacionar com as pessoas, eu sou aquela pessoa que ama estudar, ama acumular conhecimento, gosto muito de ficar com pessoas que de fato me interessam, eu já fiz tanta coisa nessa vida, já namorei uma vez, já participei de uma orgia (risos) porque eu vivo a vida e não sei quando eu morrerei, por isso é importante viver, por isso é importante se importar somente com a sua opinião, muitos me chamarão de louco, mas eu não acredito no amor, exceto o amor próprio e o amor familiar, de resto... Não acredito. Sou uma pessoa diferente e está tudo bem, me orgulho de quem eu sou e tenho muito o que aprender e o que ensinar também, a vida é agora, não tem segundo tempo, o tempo vai passando e as coisas vão mudando, se permitir mudar é contribuir com aprendizados que só acrescentaram bons frutos, isso é bom.

GABO: Chegou a hora do bate-bola. Nosso jogo rápido. Vamos?
 
WESLLEY: Vamos!!
 
BATE-BOLA:
 
ESCREVER: Expressar meu olhar sobre a vida
LEITURA: Conhecimento misturado com amor
TEATRO: Minha paixão eterna, é prazeroso viver outras vidas
NOVELA PASSA-TEMPO: Uma reflexão de vida
RECANTO DAS LETRAS: Nostalgia, aprendizados
DNA: Minha terceira casa, minha zona de conforto
MUNDO VIRTUAL: Bom, mas tóxico, depende da situação
FRASE: Não existem papéis pequenos, existem atores pequenos
WESLLEY POR WESLLEY: Você tem muito o que viver e tantos sonhos para realizar, vive sem medo, garoto.

GABO: Weslley, quero agradecer a participação no Diário do Autor. Fica o espaço para suas considerações finais.
 
WESLLEY: Eu que agradeço a oportunidade de falar um pouco sobre as minhas experiências e um pouquinho de mim também, eu confesso que eu nunca pensei que fosse participar do seu programa, porque eu não sou muito conhecido no MV e eu confesso que levei um susto quando o convite chegou, mas eu fiquei muito honrado, muito feliz mesmo. Obrigado mais uma vez, foi um prazer, acompanhem Maneiras de Ser, espero que gostem porque vai ser uma história bem moderna e com fatos reais. Um abraço a todos.
 
GABO: Weslley, acredite sempre no seu potencial. A vida é uma roleta russa, quando mais andamos, mais aprendemos. É assim na vida, é assim no MV. Hoje você tem o reconhecimento do público, e saiba que essa energia serve para você seguir trilhando nas oportunidades que surgem no MV. No teatro falamos que MERDA é sucesso, então eu desejo muita MERDA.
WESLLEY: Muito obrigado, foi um prazer!

GABO: No próximo programa o João Paulo Ritter, presidente da OnTV vai falar sobre os desafios da emissora e a sua trajetória aqui no MV. Veja o que vem por aí...

 
     

JOÃO PAULO RITTER VAI PARTICIPAR DA PRÓXIMA EDIÇÃO DO DIÁRIO DO AUTOR:

     
 

RITTER: Acho que eles não sabiam que de fato eu criava pequenas novelas com meus bonecos porque eu sempre fui uma criança muito no meu canto.

RITTER: Primeiro eu pensei "o que tá acontecendo aqui? Por que as pessoas estão agindo como se estivessem na televisão?"

RITTER: Eu nem sei como explicar, mas foram coisas pequenas que geraram descontentamentos.

RITTER: Eu não quero que a OnTV se resuma somente a mim, a Caminho Único e a próxima webnovela que eu vou fazer, mas felizmente alguns amigos do MV se prontificaram pra ajudar...

 
     

 

     
 

GABO: O Boletim Virtual fica por aqui. Uma ótima semana pra você e até a próxima edição... Tchau.

 
     

 

     

editor-chefe
Gabo

jornalismo
contatoredewtv@gmail.com


REALIZAÇÃO


Copyright
© 2019 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução
.aaa.
.aaa.
Compartilhe:

Boletim Virtual

Edições do Boletim Virtual

Jornalismo

Livre

No Ar

Comentários:

0 comentários: