Relações Perigosas - Capítulo 22 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Relações Perigosas - Capítulo 22

Novela de Felipe Porto
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui


     
     
     

VALE A PENA LER DE NOVO: RELAÇÕES PERIGOSAS
 
     
 
 
     
  NO CAPÍTULO ANTERIOR DE "RELAÇÕES PERIGOSAS":

Leandro estaciona o carro e desce com a barra de ferro em mãos e com um boné tapando parte do rosto. Leandro segue em direção ao carro de Milena estacionado.

Leandro — A minha vontade era de quebrar essa barra de ferro na cara de vocês, mas por enquanto eu fico feliz em fazer isso.

Com a barra de ferro, Leandro quebra o retrovisor do carro.

Leandro — (Raiva) Vocês tão lá se divertindo juntinhos? Eu também tenho a minha diversão.

Leandro quebra um dos vidros laterais do carro e o alarme começa a tocar.

Leandro — Isso! Toca!

Leandro quebra o vidro dianteiro.


...
 

Giovanna — (Cel/Baixo) Você tá doido de ligar uma hora dessas?

Jardel — (Off) Doido por você.

Giovanna — (Cel/Baixo) Para!

Jardel — (Off) Liguei pra te desejar boa noite. Dorme sonhando comigo.

Giovanna — (Cel/Sorri) Não tenha dúvidas que eu vou fazer isso.

Giovanna desliga o celular e Otávio entra do banheiro da suíte.

Otávio — Tava falando com quem?

Giovanna — Com aquela minha amiga que eu vou passar o fim de semana na serra.


...
 

Leandro — Me diz uma coisa Helô. Você se abaixa pra passar pelas portas?

Heloísa — (Sem entender) Como é que é?

Leandro — É que a galhada deve atrapalhar na hora de passar por elas, não?

Heloísa — Para de rodeiros e fala logo!

Leandro — Você sabia que o Marcelo tá te traindo?

Heloísa — (Gargalha) Conta outra! O Marcelo nunca ia fazer isso!

Leandro — Então me diz onde ele tá agora?! Não sabe, né?! Pois eu sei! Ele tá lá se pagando com a minha ex-noiva!

Heloísa — (Não crê) Com a Milena?

Leandro — Isso mesmo. Duvida? Olha aqui.

Leandro entrega o seu celular para Heloísa. Nele, ela vê o vídeo de Marcelo e Milena se beijando no estacionamento da Barão do Alambique.

Leandro — Você passou os últimos tempos enganando todo mundo. Agora é você que tá sendo enganada e justo por aquele que mais foi prejudicado pelas suas mentiras. Que ironia, não?

Em Heloísa chocada.

 
     
 
     
     
     

CAPÍTULO 22
 
     
 

CENA 01. casa de ana carolina. escritório. Interior. Noite.

Continuação da última cena do capítulo anterior.

Música: Instrumental de Suspense.

Heloísa em choque diante de Leandro. Ela olha para o celular que está em sua mão.

Heloísa — Isso só pode ser montagem.

Leandro — Então é melhor contratar a pessoa que fez essa montagem pra trabalhar nos estúdios de Hollywood, porque elas tão muito bem feitas.

Heloísa — (Grita) Não!

Heloísa ameaça atirar o celular longe, mas Leandro agarra sua mão.

Leandro — (Impede) Nada disso. A minha reação foi a mesma, mas você não vai quebrar o meu celular.

Leandro toma o celular da mão de Heloísa.

Heloísa — Como é que você fala isso nessa calma toda?!

Leandro — Digamos que eu já descontei a minha raiva.

Heloísa — Mas a minha tá aqui dentro.

Heloísa derruba alguns objetos que estão sobre a mesa.

Leandro — Isso. Desconta bem a sua raiva agora pra depois pensar com calma no que você vai fazer.

Heloísa — Eu vou acabar com aquela vagabunda.

Leandro — Você não vai encostar em um fio de cabelo da Milena.

Heloísa — Quem vai me impedir? Você?

[Música off].

CENA 02. ap de otávio. quarto do casal. Interior. Noite.

Giovanna e Otávio deitados. Otávio ajeita o travesseiro para dormir. Giovanna mexe no celular. Foco na tela do celular: Giovanna apaga a ligação de Jardel do histórico de chamadas.

Otávio — Você vai continuar mexendo nesse celular ou eu posso apagar a luz?

Giovanna — Já desliguei. Pode apagar.

Otávio apaga a luz do abajur.

CENA 03. gafieira. ambiente. Interior. Noite.

Marcelo e Milena sozinhos no salão, sentados à mesa. Ela sentada no colo dele. Conversa já iniciada.

Milena — Tô muito feliz, sabia?

Marcelo — E eu tenho a ver com isso?

Milena — Um pouco. Aos poucos eu acho que vou conseguir fazer alguma coisa pela exportadora.

Marcelo — O que você tá fazendo.

Milena — Apresentei uns projetos aí, se der tudo certo eu te conto com mais detalhes.

Marcelo — Eu vou desejar que tudo dê certo.

Milena sorri. Os dois se beijam.

Milena — Acho que eu nunca fui tão feliz. Nem com o Leandro.

Marcelo — (Ri) Você diz pra eu não falar da Clara, mas você tá aí falando do Leandro.

Milena — (Ri) Verdade. Desculpa. (Tom) É melhor a gente ir, já tá ficado tarde.

Marcelo — Você tem razão. Só que antes eu preciso falar com o Seu Coisinha.

Milena — Seu quem?

Marcelo — Seu Coisinha. O homem que tava aqui, ele é o dono do salão.

Milena — Ta, mas o nome dele é Coisinha?

Marcelo — Óbvio que não, Milena, mas todo mundo chama ele assim. Me espera aqui?

Milena concorda com a cabeça. Marcelo faz com que Milena se levante do colo dele e ele sai para a rua. Em Milena esperando.

CENA 04. casa de ana carolina. escritório. Interior. Noite.

Continuação da cena 01. Tensão entre Heloísa e Leandro.

Leandro — Não. Eu não vou impedir você, mas acho pouco prudente fazer isso.

Heloísa — Ah é? Por quê?

Leandro — Eu sei que você é mais inteligente do que isso. Fazendo algo contra a Milena, você não vai poder se passar por ela, igual você fez quando matou a Clara.

Heloísa — (Reage) Aquilo foi um acidente, eu já disse!

Leandro — Ah Heloísa! Se o Bernardo é trouxa em acreditar nessa sua historinha, eu não sou! (Ri) Acidente. (Tom) Você acha mesmo que eu acredito nisso?

Heloísa — To cagando pra o que você acha.

Leandro — Tudo bem, não foi pra falar sobre a morte da Clara que eu vim aqui. (Tom) Você sabe do domínio que você tem sobre o Marcelo.

Heloísa — Ele é louco por mim. Pelo menos eu pensava que era.

Leandro — Pode ser que ainda seja. Não dizem que o amor se multiplica e não subtrai?

Heloísa — Ah me poupe desses poemas de boteco!

Leandro — (Continua) E se ele não é mais louco por você, faça com que ele volte a ser. No jogo da sedução, você é a rainha. Você não vai deixar que qualquer uma chegue perto do rei, vai?

Heloísa — (Decidida) Claro que não! O Marcelo é meu!

Leandro — Então mostra pra ele a mulher que ele tem em casa.

Heloísa — (Revoltada) Que droga! Primeiro é o vídeo do iate, agora esse casinho do Marcelo!

Leandro — (Curioso) Que vídeo?

Heloísa — (Corta) Nada, esquece. (Muda de assunto) E você? Vai ficar só olhando? Não vai agir?

Leandro — No momento certo.

Closes alternados. Tensão.

CENA 05. ap de otávio. quarto do casal. Interior. Noite.

Giovanna dorme. Otávio se levanta e vai até a cabeceira do lado de Giovanna. Ele pega o celular dela e começa a mexer. Tempo e Otávio, um pouco decepcionado, coloca o celular de volta na cabeceira. Otávio sai.

CENA 06. ap de otávio. cozinha. Interior. Noite.

Otávio coloca um copo sobre a bancada, abre a geladeira e tira uma jarra de água. Serve água no copo.

Otávio — A Giovanna tá me escondendo alguma coisa e eu vou descobrir o que é.

Otávio bebe a água.

Juliana — Falando sozinho?

Otávio se engasga ao ouvir Juliana, que está na porta da cozinha.

Otávio — (Tosse) Que susto você me deu. Achei que todo mundo tivesse dormindo nessa casa.

Juliana — Eu não! Tá cedo ainda. Não sei por que vocês resolveram dormir com as galinhas hoje.

Otávio — O que você veio fazer aqui?

Juliana — (Pega um copo) Acho que o mesmo que você.

Otávio — Depois guarda a jarra. Boa noite.

Otávio sai. Em Juliana com o copo na mão.

CENA 07. casa de ana carolina. sala. Interior. Dia.

Leandro entra, vindo do escritório. Bernardo vem descendo as escadas.

Bernardo — Leandro? Você aqui?

Leandro — Vim conversar com a sua irmã.

Bernardo — Sobre o que?

Leandro — Coisa nossa.

Bernardo — Já tão de segredinho, é?

Leandro — (Ri) E daí?

Bernardo — Nada. Até porque amanhã eu não vou tá aqui mesmo.

Leandro — Vai viajar?

Bernardo — Não. Vou sair dessa casa. Voltar pro apê da Laranjeiras.

Leandro — Por que isso, cara?

Bernardo — Porque eu não to aguentando mais olhar pra cara de Heloísa. Indo pra lá, pelo menos eu tenho uma folga dela.

CENA 08. casa de seu coisinha. sala. Interior. Noite.

Marcelo e Seu Coisinha.

Seu Coisinha — Senta. Quer tomar alguma coisa? Uma água?

Marcelo — Não. To bem. Não queria me demorar muito. Na verdade eu só queria explicar pra você o que tá acontecendo.

Seu Coisinha — Você se separou? É isso.

Marcelo — Não. Continuo casado, esse é o maior problema.

Seu Coisinha — Então você e essa mulher tão tendo um caso?

Marcelo — Acho essa palavra meio pesada, mas... É. Acho que não tem outro nome mesmo.

Seu Coisinha — Você tá gostando dela mesmo ou é só diversão?

Marcelo — Pior que eu to gostado sim. E muito!

Seu Coisinha — Então seja feliz com ela!

Marcelo — E a Clara? Eu também amo ela. Não sei o que fazer.

Seu Coisinha — Você pode amar as duas, mas qual delas você ama como mais intensidade? Pensa nisso. Quando você tiver a resposta, você vai saber o que fazer.

Marcelo — (Sorri) Obrigado pelo conselho.

Seu Coisinha — Sempre que precisar, pode vir falar comigo.

Marcelo — Agora eu já vou indo. Você vem comigo fechar o salão? A Milena ficou lá me esperando.

Seu Coisinha — Milena é o nome dela? Como você se conheceram?

Marcelo — Ela era noiva do Leandro, meu primo. Outra longa história que outro dia eu te conto. (Tom) Ela é filha da Bianca Giacomelli.

Seu Coisinha tenta disfarçar sua reação de surpresa.

Marcelo — Vamos?

Seu Coisinha — Já to indo.

Marcelo sai. Seu Coisinha pensativo.

Seu Coisinha — (Sério) Então ela é filha do Eduardo Coimbra.

Tempo e Seu Coisinha sai para a rua.

CENA 09. casa de giancarlo. quarto de bianca e rogério. Interior. noite.

Rogério sozinho.

Rogério — (Baixo) Amanhã eu vou ver se consigo ver a Luísa. Preciso saber mais detalhes sobre a prisão dela. Ela não parecia ser uma delinquente.

Bianca entra do banheiro da suíte.

Bianca — Quem é delinquente?

Rogério — Além de você?

Bianca — (Força risada) Que engraçado você. Já basta a Milena e o pai amiguinhos na exportadora.

Rogério — O que aconteceu dessa vez?

Bianca — Não sei direito. Parece que a Milena apresentou um projeto pras rotas do Oriente e o pai ficou babando ovo pra ele.

Rogério — (Ri) Tá com inveja, é?

Bianca — Não, Rogério! O que eu não quero é que o pai comece a ver a Milena com bons olhos naquela empresa. Já pensou se ele inventa de preparar a Milena pra ser a sucessora dele e me tirar da jogada?

Rogério — Acho que você deveria ficar feliz do seu pai nunca ter descoberto que você rouba a empresa.

Bianca — (Reage) Eu não roubo nada! (Tom) Aquilo é meu mesmo.

Rogério — Uma forma peculiar de ver as coisas essa sua. Você sabe que além de publicitário eu sou advogado e não é bem isso que as leis dizem.

Bianca — Não vem com esse papinho de lei. To nem aí pra o que elas querem me dizer.

Rogério — (Irônico) Não me diga? Nunca passou pela minha cabeça que você iria se importar com alguma lei.

Bianca — Acabou o discurso? Vou dormir que hoje meu dia foi cheio e cansativo.

Bianca deita na cama e se tapa até a cabeça.

CENA 10. lagoa rodrigo de freitas. ambiente. Exterior. Noite.

Música: Pede a Ela – Tim Maia.

O carro de Marcelo estaciona no entorno da lagoa. Corta para o interior do carro: Marcelo e Milena se beijam.

Milena — Marcelo, você gosta de mim de verdade?

Marcelo — Que pergunta é essa? É claro que sim!

Milena — Então faz alguma coisa pelo nosso amor. Deixa a Clara.

Marcelo — Milena/

Milena — (Corta/Sutil) Ela te faz feliz?

Marcelo — Faz, mas você também faz!

Milena — E qual felicidade é melhor? A com ela ou a comigo?

Marcelo — Você tá me fazendo ver os sentimentos de uma outra forma, Milena. (Acaricia o rosto dela) Eu te amo.

Marcelo a beija.

Marcelo — O Seu Coisinha me falou uma coisa e eu andei pensando nisso no caminho.

Milena — O que ele falou?

Marcelo — Que no momento certo eu ia saber o que fazer em relação à você e à Clara.

Milena — Eu não quero te pressionar, mas eu já disse que eu não nasci pra ser a outra.

Marcelo — E nem vai ser. Hoje mesmo eu vou ter uma conversa definitiva com a Clara.

Milena — (Sorri) Sério?

Marcelo — (Sorri) Prometo.

Os dois se abraçam. [Música off]. Milena olha para a rua e se apavora. Ela se solta do abraço.

Milena — (Assustada) Meu Deus! O meu carro!

Milena abre a porta e salta do carro. Marcelo faz o mesmo. Corta para a rua: Milena corre até o seu carro que está todo destruído. Marcelo corre atrás.

Milena — (Incrédula) Eu não to acreditando nisso.

Em Milena.

CENA 11. casa de ana carolina. quarto de hóspedes. Interior. Noite.

Quarto que Bernardo está dormindo. Bernardo coloca suas roupas em uma mala que está sobre a cama. Batidas na porta e Aparecida entra.

Aparecida — Licença, seu Bernardo. Aqui tão as roupas que o senhor pediu.

Bernardo — Obrigado.

Bernardo pega as roupas e as coloca em cima da cama. Aparecida olha para a mala.

Aparecida — O senhor vai viajar?

Bernardo — Não. Vou sair dessa casa.

Aparecida — Licença.

Aparecida sai. Bernardo fica ali, arrumando a mala.

CENA 12. casa de gregório. quarto de leandro. Interior. Noite.

Leandro deitado na cama. Pega o celular. Na tela: a gravação do streaptease de Juliana no motel. Leandro sorri, malicioso.

CENA 13. lagoa rodrigo de freitas. ambiente. Exterior. Noite.

Milena, Marcelo e mais alguns populares em volta do carro.

Milena — Mas ninguém viu quem foi o louco que fez isso?

Mulher — Falaram que foi um homem, mas todo mundo que tava aqui na hora já foi embora.

Milena — Eles destruíram o meu carro, Marcelo!

Marcelo — Quer que eu te leve pra casa?

Milena — Melhor não. Vamos evitar falação por enquanto. Eu vou de táxi mesmo, mas antes eu tenho que ligar pra seguradora e ver se eles cobrem vandalismo no seguro. (Tom) Sério, eu esperava perder o meu carro num tiroteio na Avenida Brasil, mas não com um louco quebrando sem motivo algum.

Marcelo — Vai ver tava drogado. Roubou alguma coisa?

Milena — Não. O rádio tá aí, o estepe tá lá atrás. Foi por puro vandalismo mesmo. (Tom) Vou ligar pro seguro.

CENA 14. casa de ana carolina. quarto de hóspedes. Interior. Noite.

Bernardo fecha a mala. Heloísa entra.

Heloísa — Bernardo/

Bernardo — (Corta) Não sabe bater na porta?

Heloísa — Não faz drama. Foi você que pegou o vi/

Heloísa para de falar ao ver a mala sobre a cama.

Heloísa — E essa mala?

Bernardo — Pode festejar. Eu vou embora dessa casa.

Heloísa — (Sorri) Que boa notícia! To vendo que você tomou juízo.

Bernardo — Agora só falta você tomar vergonha na cara.

Heloísa — Liga pro Carlos Alberto pra ver você não consegue um emprego na Praça é Nossa.

Bernardo — (Impaciente) Você veio aqui pra que? Pra me encher o saco?

Heloísa — Eu quero saber se foi você que/

Heloísa mais uma vez interrompe o que ia falar.

Heloísa — Nada. Ver essa mala me deixou tão feliz que é melhor deixar pra lá.

Bernardo e Heloísa se encaram.

CENA 15. casa de giancarlo. sala. Interior. Noite.

Milena entra da rua. Giancarlo sentado no sofá.

Giancarlo — Chegando agora, Milena.

Milena — Ai vô, você nem sabe o que aconteceu. Tive um problemão com o carro.

Giancarlo — Quê que aconteceu? Estragou?

Milena — Pior: foi estragado.

Giancarlo — Como assim?

Milena — Você acredita que eu deixe o carro estacionado perto da lagoa e quando eu voltei o carro tava destruído?

Giancarlo — (Surpreso) Não brinca? Furtaram o carro?

Milena — Não! Foi puro vandalismo. Não levaram nada. Isso me deixa mais de cara. Poxa! Se fosse pra roubar eu até entenderia, não acharia certo, mas entenderia. Mas fazer isso por diversão é muita sacanagem.

Giancarlo — Você precisa de alguma ajuda pra resolver esse problema?

Milena — Não, vô, obrigada. Eu já falei com o seguro. Agora eu vou pro meu quarto. Boa noite.

Giancarlo — Boa noite.

Milena dá um beijo no rosto de Giancarlo e sobe as escadas.

CENA 16. casa de ana carolina. sala. Interior. Noite.

Marcelo entra da rua. Rudá vem da cozinha.

Marcelo — Ué? Ainda não foi liberado?

Rudá — Fui sim, mas aí eu ouvi um barulho e vim ver quem era.

Marcelo — Ah! Então boa noite.

Marcelo caminha em direção às escadas.

Rudá — Tudo bem com você?

Na beira da escada, Marcelo segura no corrimão, pensa um pouco e olha para Rudá.

Marcelo — Acho que sim. E espero que depois também.

Marcelo sobe as escadas. Em Rudá um pouco confuso.

CENA 17. casa de ana carolina. quarto de hóspedes. Interior. Noite.

Heloísa e Bernardo se encarando.

Marcelo — (Off) Clara?! Onde é que você tá?

Heloísa — (Alto) To aqui!

Heloísa sai do quarto.

CENA 18. casa de ana carolina. corredor. Interior. Noite.

Marcelo no corredor. Heloísa sai do quarto de hóspedes e vai até Marcelo.

Heloísa — (Beija-o) Boa noite, amor. A gente nem se viu hoje. Como foi o seu dia?

Marcelo — Foi bom e o seu?

Heloísa — Poderia ter sido melhor. Mas a noite vai ser muito melhor, principalmente agora que a gente vai ficar juntinhos.

Marcelo — (Afasta-a) Calma, Clara. Antes a gente precisa ter uma conversa muito séria.

Em Heloísa apreensiva.

CENA 19. casa de ana carolina. quarto de marcelo. Interior. Noite.

Marcelo fecha a porta do quarto. Heloísa tensa.

Marcelo — Clara, eu não sei por onde começar. (Pausa/Respira fundo) Nos últimos tempos aconteceram algumas coisas e/

Heloísa — (Corta) Eu sei o que tá acontecendo.

Marcelo — (Surpreso) Sabe?

Heloísa — Sei e admito: a culpa é minha.

Marcelo — Não, Clara! A culpa não é sua as coisas aconte/

Heloísa — (Corta) Foi culpa minha sim. Mas a minha vida tá tão tumultuada. Você precisa entender que eu não fiz por mal.

Marcelo — (Confuso) Peraí. Do que você tá falando?

Heloísa — Eu sei desde que a gente se casou, o andei mudando. Mas a minha vida tá passando por um turbilhão de acontecimentos.

Lágrimas começam a escorrer do rosto de Heloísa.

Heloísa — Se eu não sou mais a mesma, se eu ando sendo um pouco rude, me desculpa. Eu nunca quis te fazer infeliz.

Heloísa se aproxima mais de Marcelo.

Heloísa — Eu só quero te fazer feliz.

Marcelo — (Desconcertado) Clara. Aconteceram muitas coisa além das parede desse quarto e/

Heloísa — (Corta) Claro que sim. E foi isso que me deixou mais abalada.

Silêncio. Heloísa enche ainda mais os olhos de lágrimas.

Heloísa — (Emotiva) Primeiro é a Helô que morre na minha frente e eu não podendo fazer nada. Depois minha mãe sendo presa e agora o Bernardo disse que vai embora. (Chora/Abraça Marcelo) Se não fosse por você, eu estaria me sentido muito sozinha.

Marcelo — (Penalizado) Calma, Clara. Você não tá sozinha. Você tem/

Heloísa — (Corta) Eu tenho você! Meu amor!

Heloísa beija Marcelo, com intensidade. Marcelo não corresponde o beijo, mas também não rejeita.

Heloísa — Depois de tudo o que aconteceu, você é a única razão de eu não ter enlouquecido. (Tom) Promete que você nunca vai me deixar sozinha?

Silêncio. Marcelo confuso.

Marcelo — Você sabe que sempre pode contar comigo, Clara.

Heloísa — (Sorri) Eu sabia, meu amor.

Música: Alejate de Mí – Camila.

Heloísa pula em cima de Marcelo, entrelaça suas pernas na cintura dele e o beija com intensidade. Aos poucos ele também vai retribuindo o beijo. Enquanto se beijam, Heloísa vai tirando a camisa de Marcelo.

Marcelo — Clara...

Heloísa — Não fala nada. Vamos fazer de hoje, mais uma noite inesquecível.

Marcelo leva Heloísa até a cama e ambos vão tirando suas roupas. Heloísa vai beijando o corpo de Marcelo. Na expressão de prazer dele. [Música off].

CENA 20. casa de giancarlo. quarto de milena. Interior. Noite.

Milena terminando de colocar a camisola para dormir. Batidas na porta e Yasmin entra.

Yasmin — Milena.

Milena — Entra, gatinha. Se perdeu no caminho pro seu quarto?

Yasmin — Não. Ouvi o vô Carlo falando do seu carro detonado.

Yasmin se deita na cama de Milena.

Milena — Ótima forma de terminar um dia.

Yasmin — Foi ruim ele?

Milena — Que nada! Foi ma-ra-vi-lho-so!

Yasmin — (Senta/Curiosa) O que aconteceu pra te deixar tão feliz, mesmo tendo o carro destruído?

Milena — O carro não foi nada, Yasmin. Principalmente porque o Marcelo disse que vai se separar da Clara.

Yasmin — E você acha que ela vai aceitar de boa?

Milena — To nem aí pra isso. Ela não vai atrapalhar os meus planos. (Tom) Agora sai da minha cama que eu quero dormir.

Yasmin — (Levanta) Se ela causar algum problema, você pode mandar um recadinho pra ela.

Milena — Qual?

Yasmin — (Canta) Desejo a todas inimigas vida longa. Pra que elas vejam cada dia mais nossa vitória. Bateu de frente é só tiro, porrada e bomba. Aqui dois papos não se cria e não faz história.

Milena — (Ri) Vou lembrar disso.

Yasmin — Manda beijinho no ombro pra ela.

Yasmin sai. Em Milena sorrindo.

CENA 21. rio de janeiro. ambiente. Exterior. Dia.

Música: Hoje – Ludmilla.

Stock-shot do Rio de Janeiro ao amanhecer. Explorar as belezas naturais da cidade como as praias e montanhas. Música [fade out].

CENA 22. casa de ana carolina. quarto de marcelo. Interior. Dia.

Heloísa acorda Marcelo com um beijo.

Heloísa — Bom dia.

Marcelo — (Sonolento) Bom dia. Que horas são?

Marcelo olha para o relógio.

Marcelo — (Se levantando) Ih! To atrasado!

Heloísa — Nem ouvi o despertador tocar.

Marcelo — Nem eu. Vou tomar banho.

Marcelo entra no banheiro da suíte. Heloísa abre uma gaveta e tira de dentro um tablet. Ela senta na cama e começa a mexer no tablet. Close na tela: ela está vendo os e-mails.

Heloísa — (Lê) Você vai adorar esse vídeo.

Música: Instrumental Suspense. [Até o Encerramento].

Heloísa clica no vídeo. Detalhe na tela: É o vídeo das câmeras de segurança do iate de Ana Carolina. Na cena do vídeo, aparecem Clara caída no chão ensanguentada e Heloísa batendo nela com a barra de ferro.

Heloísa dá um grito e atira o tablet sobre a cama. Marcelo vem correndo do banheiro.

Marcelo — (Assustado) Que grito foi esse? Aconteceu alguma coisa?

Heloísa olha para o tablet sobre a cama ainda com o vídeo rodando e em seguida olha para Marcelo. No susto de Heloísa.

CENA 23. delegacia. sala de visita. Interior. Dia.

Luísa acaba de entrar e se senta diante de Seu Coisinha.

Luísa — Duarte? Não esperava você aqui tão cedo.

Seu Coisinha — (Direto) Você sabia que o Marcelo tá tendo um caso com a filha da Bianca Giacomelli?

Luísa — Com a Milena? (Pausa) Não. Eu já tinha visto eles juntos, mas nunca desconfiei. Como você ficou sabendo?

Seu Coisinha — O próprio Marcelo me confessou.

Luísa — Bom pra ele. É melhor mesmo o Marcelo se afastar da minha filha.

Seu Coisinha — (Surpreso) Bom?! Luísa, você não percebe o que tá acontecendo? A história tá se repetindo.

Luísa — Eu não conheço a Milena direito, mas ela parece ser diferente.

Seu Coisinha — Será que é?

Luísa — Qual é o seu medo? Me fala.

Seu Coisinha — De que tudo se repita igual aconteceu há vinte anos. E pior: que a gente assista de camarote uma tragédia anunciada e mais uma vez não faça nada pra impedir que ela aconteça.

Fade Out.

 
     

 

     



REALIZAÇÃO


Copyright
© 2016 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução
.aaa.
.aaa.
Compartilhe:

Capítulos de Relações Perigosas

Drama

Novela

Relações Perigosas

Comentários:

0 comentários: