NEW STAGES - 2x06



2x06
 
 
 

VOZ DE JOSH – Anteriormente em New Stages...

-------- 
 
JOSH – Você disse que, mesmo com o término do namoro, nós poderíamos continuar sendo amigos, Ryan...
 
RYAN – Isso foi antes daquela noite, Josh... Infelizmente, eu acabei bebendo mais do que devia e dizendo coisas que eu não deveria ter dito.
 
JOSH – Aquela noite foi realmente embaraçosa, Ryan... Mas vamos fazer de conta que não aconteceu. Tudo bem?
 
RYAN – É nesse ponto que somos diferentes, Josh. Enquanto você insiste em dizer que a sua transa com o Austin não significou nada, eu não tenho vergonha de assumir os meus erros. Você deveria fazer o mesmo.

--------  
 
CHAD – (olha no fundo dos olhos de Chelsea) E quem disse que eu estou procurando apenas curtição com você?
 
CHELSEA – Então quer dizer que você... (sorri) Você está interessado por mim, Chad?
 
CHAD – Desde que você bateu na minha porta pedindo que eu ficasse ao lado da sua amiga nas eleições para supervisor do andar.
 
CHELSEA – Eu não consigo parar de pensar em você desde esse dia. Eu sei que não deveria ficar pensando em um garoto que eu mal conheço, mas é mais forte que eu... Talvez eu também esteja interessada em você.
 
-------- 
 
JOSH – (aproxima-se de Austin e entrelaça seus braços ao corpo do garoto) Talvez a gente deva deixar o tempo pra lá e começar a tentar desde já...
 
AUSTIN – (sorri) Josh, você não sabe como eu me sinto feliz em ouvir isso...
 
JOSH – Acho que não era pra ser com o Ryan... Então, chegou a hora de dar valor pra alguém que me ama e que quer me ver feliz... (sorri) Se você quiser, você pode me fazer feliz.
 
AUSTIN – (olha no fundo dos olhos de Josh) É claro que eu quero. E eu vou te fazer o garoto mais feliz desse mundo...
 
-------- 
 
CHAD – (sussurra) Talvez isso não estivesse nos seus planos para hoje... Então se você quiser parar...
 
CHELSEA – (abre os olhos) Eu sei que é meio embaraçoso para uma garota dizer isso, mas... Esta vai ser a minha primeira vez.
 
CHAD – (sussurra em sua orelha) Eu prometo que vou ser o mais carinhoso possível.

--------  
 
CHELSEA – Você é a companheira de quarto do Chad?
 
GAROTA – Não, eu sou a namorada dele. Meu nome é Hilary.
 
CHELSEA – (surpresa) Namorada?!
 
HILARY – Sim. E você, quem é?
 
Chelsea, lentamente, se afasta da garota.
 
HILARY – Você está bem?

--------

CENA 01. UNIVERSIDADE DA CALIFÓRNIA. CAMPUS. ALOJAMENTO. DORMITÓRIO DE CHELSEA E KEITH. INT. DIA.

A imagem abre no dormitório de Chelsea e Keith. A câmera se aproxima da cama da primeira garota, que está com os olhos abertos. Uma lágrima rola sobre o rosto. Chelsea leva sua mão até o rosto a fim de limpá-lo. Em seguida, a câmera segue até a cama de Keith, que desperta involuntariamente. A garota se senta na cama e percebe que Chelsea já está acordada.

KEITH – Ué, Chelsea, agora resolveu madrugar todos os dias?

CHELSEA – (sem olhar para a amiga) Eu não consegui pregar os olhos durante a noite inteira...

KEITH – (ri) E acho que nem preciso perguntar o motivo. Na última vez que eu te vi, você estava se arrumando para ter um encontro com o Chad. (abraça o travesseiro) E então, me conta como foi a noite.

CHELSEA – (também se senta na cama) Péssima, Keith. Por que eu ainda insisto em acreditar nos garotos? Todos que eu conheço acabam me decepcionando de alguma forma.

KEITH – Quer dizer que o seu encontro com o Chad não saiu como você esperava?

CHELSEA – O encontro nem rolou. Indo para o dormitório dele, eu descobri que ele tem namorada. (irritada) Quer dizer que se eu não trombasse com ela no corredor da universidade, ele nunca iria me contar que é compromissado?

Keith se levanta, surpresa com o que Chelsea acabara de dizer, e caminha até a cama da garota, sentando-se ao lado dela.

KEITH – Nossa, amiga, eu sinto muito por tudo. Eu pensei que o Chad fosse um garoto diferente.

CHELSEA – Eu também pensei tanta coisa sobre ele, e olha o resultado... Era tudo mentira. Talvez eu tenha nascido pra ser feita de boba.

KEITH – (olha feio para Chelsea) Não repita mais isso, Chelsea. Você é uma garota muito especial e ainda vai encontrar alguém que te mereça e te faça feliz. (pausa) Eu já desconfiava desse Chad desde o momento em que ele quis competir comigo as eleições para supervisor... Pensa o que? Esses garotos bonitinhos, saradinhos, popularzinhos... Tudo farinha do mesmo saco!

CHELSEA – (começa a se bater com o travesseiro) Mas quer saber? Isso é bem feito pra mim. É pra eu aprender que não devo ficar arrastando asinha pra qualquer garoto que aparece na minha frente. Antes de me apaixonar pelo Chad, eu deveria tê-lo conhecido melhor.

KEITH – Não, Chelsea! Esse garoto te enganou... Você poderia passar anos tentando conhecê-lo e ele poderia mentir pra você do mesmo jeito. Lembra quando ele abandonou a vaga nas eleições? Aposto que foi pra te impressionar. Tanto que conseguiu...

CHELSEA – E o pior de tudo é que eu transei com um completo estranho... Alguém que mentiu pra mim a troco de me levar pra cama. E me dói admitir isso, mas o Matt havia me alertado... O Matt estava certo!

KEITH – Não é hora pra ficar lamentando o passado. Você cometeu um erro sim em ter transado com o Chad, mas quem não tem histórias horríveis sobre a sua primeira vez? Olha... Eu tenho algo que pode animar você.

CHELSEA – Uma máquina do tempo?

KEITH – Não. Amanhã é sábado e a turma inteira da universidade tá planejando passar o dia em um hotel badalado da cidade, com direito a piscinas, muitos gatinhos e uma vista privilegiada do mar. É claro que nós vamos, né?

CHELSEA – Não sei, Keith. Eu acho que não estou com cabeça pra vestir um biquíni e fingir que nada aconteceu...

KEITH – E vamos ficar presas nesta universidade?

CHELSEA – Não, eu vou pra casa. Passo um tempo com meus pais e volto na próxima semana.

KEITH – Ficou maluca? Você passou dezoito anos da sua vida morando com os seus pais. Agora que você é livre pra fazer o que quiser, curtir, pintar e bordar, vai deixar uma oportunidade dessas escapar só pra passar um fim de semana com os seus pais?

CHELSEA – Keith, não sei...

KEITH – Vamos! Vai ser um ótimo lugar para você ficar longe da presença do Chad.

CHELSEA – Como se o garotão não estivesse planejando ir pra lá também.

KEITH – A gente o ignora. (com voz manhosa) Vamos, Chelsea... Por favor, por favor, por favor...

CHELSEA – Ok, você fica me devendo uma.

KEITH – Coloca na conta, gata.

As amigas riem.

CENA 02. UNIVERSIDADE DA CALIFÓRNIA. CAMPUS. ALOJAMENTO. DORMITÓRIO DE CHAD. INT. DIA.

Chad está deitado em sua cama sem camisa. Ele olha admirado para o celular. A câmera revela o que o garoto está vendo no aparelho: uma foto de Chelsea, que ele tirou enquanto os dois estudavam. Hilary entra no quarto. O garoto, mais que depressa, coloca o seu celular sobre o criado-mudo.

HILARY – Meu Deus! Ainda bem que eu decidi não ir para a universidade. Acho que eu não conseguiria viver quatro anos da minha vida dividindo o mesmo banheiro com todas as garotas que estudam aqui.

CHAD – Vão ter situações na vida que você vai ter que dividir o seu espaço com outras pessoas, Hilary. A faculdade está nos preparando pra isso.

HILARY – Sem esse papo careta pra cima de mim, Chad. Todo mundo sabe que você só está aqui, porque seu pai praticamente te algemou nesse lugar.

CHAD – (olha para o celular) Até que estou gostando da ideia de ser um universitário... (olha para Hilary) Você deveria fazer o mesmo.

HILARY – A faculdade só te dá um diploma, Chad. A vida é muito mais complexa do que isso. Não vou ficar presa aos estudos durante quatro anos, sem ao menos saber o que será da minha vida quando eu deixar a universidade.

CHAD – Mais tarde você pode se arrepender do que está dizendo...

Hilary sorri e se aproxima de Chad, deitando-se ao seu lado na cama.

HILARY – (beijando o seu rosto) É aí que você se engana. Eu vou dançar conforme a vida me conduzir.

CHAD – E então, quando você está pensando em ir embora?

HILARY – (olha feio para o namorado) Chad! Eu mal cheguei aqui e você já quer que eu dê o fora?

CHAD – Não é isso. Mas você tem a sua vida em Fountain Valley.

HILARY – Na verdade, é nesse ponto mesmo que eu queria chegar. Eu vim até aqui porque eu tenho uma boa notícia para te dar.

CHAD – Pois então diga.

HILARY – Lembra quando você me ligou e disse que namorar morando em cidades diferentes estava sendo complicado?

CHAD – Sim. Pra mim é difícil namorar e não ver o rosto da pessoa todos os dias...

HILARY – Pois bem, eu solucionei o problema. Reduzi as distâncias e aqui estou.

CHAD – (olha para Hilary) O que você está dizendo?

HILARY – Eu vou trazer as minhas coisas pra San Francisco e vir morar aqui. Ainda mais agora que você é um universitário e convive diariamente com essas mimadas loucas por sexo. Eu não posso descuidar...

CHAD – Hilary, talvez seja melhor você continuar morando com seus pais, até...

HILARY – (interrompe) Ué, até um tempo atrás você estava louco para que eu me mudasse pra cá. Por acaso, alguma vadia já conseguiu fazer você mudar de ideia?

CHAD – Não é isso, Hilary...

HILARY – Ótimo. Então eu fico. (sorri) E já fiquei sabendo pelos corredores que a galera está planejando ir para um hotel aí amanhã. E eu vou com você. Vai ser ótimo a gente passar um dia juntos.

CHAD – É, vai...

HILARY – (levantando-se da cama) Aliás, eu já estava me esquecendo... Ontem, quando eu cheguei aqui, uma garota estava vindo em direção ao seu quarto. Quando eu disse que era sua namorada, ela simplesmente saiu correndo. Pode? (ri) Será que é mais uma das que estão de olho em você?

Chad entende que a garota em questão trata-se de Chelsea. Close no garoto desconfortável com o surgimento repentino da namorada.

CENA 03. UNIVERSIDADE DA CALIFÓRNIA. CAMPUS. ALOJAMENTO. DORMITÓRIO DE JOSH E MATT. INT. DIA.

Josh está digitando um trabalho em seu notebook. Matt entra no quarto.

MATT – (olha para Josh) O que está fazendo?

JOSH – Tô terminando de digitar alguns trabalhos antes de ir passar o dia no hotel...

MATT – O que? (ri) Quer dizer que o garoto careta resolveu sair da sua toca e descobrir que existe um mundo lá fora?

JOSH – É, o Austin insistiu tanto que eu acabei resolvendo ir...

MATT – Quem é Austin?

JOSH – Um amigo.

MATT – O Ryan vai?

JOSH – Quando o Ryan veio terminar comigo, ele pediu que eu ficasse longe da vida dele. É o que eu estou fazendo. Não sei se ele vai e não tenho o menor interesse em saber.

MATT – Parece que tem alguém que está esquecendo o grande amor da sua vida...

JOSH – (coloca o notebook de lado) Já que você está tão interessado em conversar sobre relacionamentos, que tal me contar como andam as coisas com a Chelsea?

MATT – (senta-se na cama) Desde quando eu te dei permissão pra falar sobre a minha vida?

JOSH – Desde o momento que você entrou nesse quarto e começou a fazer perguntas sobre a minha.

MATT – Tudo bem, acho que eu estou precisando mesmo desabafar... A Chelsea ainda tá encanada com tudo que eu aprontei na San Francisco High School. Não quer me perdoar, não quer me dar uma chance, já está até saindo com um babaca que surgiu na universidade.

JOSH – Se ela não quer te dar uma chance, é porque você não está fazendo por merecer.

MATT – (olha inconformado para Josh) Ah, não?! Eu já fiz tudo o que eu poderia fazer, Josh. Eu pedi desculpas para você e o Ryan, tentei me tornar um cara mais legal, vim para a universidade, estou me dedicando aos estudos... Acho que já posso ser colocado em um altar.

JOSH – Matt, não adianta você fazer tudo isso se ao mesmo tempo está afastado da Chelsea. Você não se aproxima dela, não pergunta se ela está bem, não demonstra nenhum interesse em conhecê-la melhor...

MATT – Toda vez que eu tento me aproximar daquela garota, ela dá um jeito de me maltratar ou atirar mil pedras em mim...

JOSH – Então a impressione. A Chelsea pode ainda não ter esquecido as coisas estúpidas que você fez durante o segundo grau, mas você pode fazê-la esquecer. Basta querer. Aproxime-se mais, deixe que ela faça parte da sua vida, e acima de tudo, seja um grande amigo. Em questão de tempo, ela também vai deixar que você faça parte da vida dela.

MATT – (olha impressionado para Josh) Cara... Obrigado pelos conselhos.

JOSH – (volta a pegar o notebook) Tudo bem. É pra isso que servem os caretas... (ri)

Close em Matt, que ri também.

 
 
     
 

2x06 - UM DIA NO HOTEL
 
     

CENA 04.

(música: Walking On Sunshine - Aly & AJ) 

Tomada da cidade de San Francisco. Anoitece. Em seguida, volta a amanhecer. Imagens dos principais pontos turísticos da cidade são exibidas até chegarmos à fachada de um luxuoso hotel com vista para o mar.

CENA 05. HOTEL. CLUBE DE PISCINAS. EXT. DIA.

(A música tocada na cena anterior continua a ser executada nesta.)

A câmera explora o belíssimo local, repleto de piscinas com diferentes formatos e tobogãs. Alguns jovens, recém-chegados da Universidade da Califórnia, pulam na piscina, enquanto outros seguem em direção a outros locais do hotel. Close em Chelsea e Keith que se dirigem a uma loja de acessórios e roupas para praia.

CENA 06. HOTEL. LOJA LOCAL. INT. DIA.

(Música cessa.)

Chelsea e Keith entram na loja com suas bolsas em mãos. Keith tira os óculos escuros, maravilhada com as roupas e acessórios da loja. Ela se aproxima, eufórica, de um varal de biquínis.

KEITH – (pegando um dos biquínis e colocando em frente ao seu corpo) Amiga, esse não é a minha cara?

CHELSEA – Keith, pra que você vai gastar seu tempo comprando biquíni se você já trouxe dois modelos diferentes?

KEITH – Amiga, você sabe como essas meninas da universidade vivem reparando no que a gente veste. Repetir biquíni e ficar sendo encarada por elas não dá. Então é melhor eu me prevenir.

CHELSEA – Eu não sei se você entendeu direito, então não custa repetir... (diz lentamente) Nós só vamos ficar aqui um dia! Não estamos em uma colônia de férias, Keith...

KEITH – Amiga, que mau humor é esse? Por acaso é falta de compras? Pois bem, olha quanta coisa temos pra comprar aqui... Nós só temos um dia para curtir esse paraíso, então pare de ser careta e se concentre em tornar o seu fim de semana divertido.

CHELSEA – Ok, vamos às compras.

KEITH – (balançando o biquíni em frente ao seu corpo) E então... O que acha desse?

CHELSEA – Ótimo!

KEITH – (levanta o biquíni para que o atendente da loja possa vê-lo) Keith Hurly vai levar esse!!! (começa a andar pela loja) Vamos ver o que mais aqui pode ser meu... Você trouxe protetor solar, amiga?

CHELSEA – Sim, eu trouxe.

KEITH – Ok, acho que podemos comprar mais um. Talvez o nosso tenha se perdido durante o caminho pra cá.

CHELSEA – Não, Keith, ele não se perdeu.

KEITH – Que parte do “deixe de ser careta” você não entendeu? Se há alguma chance de termos perdido o protetor solar no meio do caminho, então vamos levá-la a sério. Afinal, olha o sol que faz lá fora. Você não quer torrar a sua belíssima pele, né? (continua a andar) Cadê a prateleira dos protetores solar?

Keith continua caminhando pela loja até perceber que um garoto, sentado num banquinho em frente ao balcão de atendimento, olha fixamente em direção a ela. Keith entende que o garoto está a paquerando e decide interromper os passos.

KEITH – (virando-se para Chelsea) Ok, não olhe agora, porque não quero que ele perceba que estamos falando dele. Mas aquele garoto, sentando em frente o balcão... Ele está me flertando, não está?

Chelsea ameaça olhar para o garoto, mas Keith a interrompe.

KEITH – (irritada) Eu disse para você não olhar! Por acaso você quer que o garoto pense que estou dando mole para ele?

CHELSEA – Keith, não tem jeito de descobrir qual é a do garoto se eu não olhar para ele.

KEITH – Ok, então olhe. Mas discretamente. Eu tenho que me comportar como uma garota difícil, que não aceita os olhares de qualquer um...

Chelsea olha sutilmente para o garoto e volta a sua atenção para a Keith.

CHELSEA – É, parece que ele está te paquerando...

KEITH – Ou ele pode estar paquerando você. Chega! Cansei de você chamando toda a atenção por onde passo. Sai daqui, Chelsea, eu preciso saber se os olhares dele são pra mim.

CHELSEA – Você não acabou de dizer que não aceita que qualquer um te flerte?

KEITH – Eu disse que preciso me comportar como uma garota difícil. Isso não quer dizer que eu sou uma. Estou há muito tempo sem beijar alguém. Talvez esse fim de semana seja libertador pra mim. (empurrando Chelsea) Agora sai, sai!

Chelsea se afasta. Keith começa a olhar diretamente para o garoto, sorrindo sensualmente e balançando o corpo para que ele não desvie o foco dele. O garoto sorri ainda mais. Keith então decide se aproximar do balcão.

KEITH – E aí, gatinho... (passa a mão pelo corpo) Gostou do produto?

GAROTO – (surpreso) Não, claro que não... (embaraçado) Quer dizer, você é uma garota muito bonita, mas eu não estava olhando pra você...

KEITH – Ah, você estava olhando para a minha amiga... Tudo bem, Chelsea sempre rouba o meu brilho mesmo.

GAROTO – Não, eu não estava olhando nem pra você, nem pra sua amiga. (sussurra para Keith) Não olhe agora, porque eu não quero que ele perceba que estamos falando dele... Mas sabe aquele garoto que está ali na entrada?

KEITH – (olha para a entrada) Ah, claro... Era de se imaginar.

GAROTO – Eu pedi pra que você não olhasse.

Keith sai irritada. Ela volta a se aproximar de Chelsea, que está rindo da situação.

KEITH – Eu posso saber o que está acontecendo com esse planeta? De repente todo mundo resolveu virar gay?

CHELSEA – (ainda rindo) Dessa vez você não pode me culpar. Eu não roubei o seu foco.

KEITH – Isso, continua rindo... Não se esqueça que você já passou pela mesma situação. Também foi trocada por um garoto.

CHELSEA – Pois é, amiga... Agora estamos quites! (sai rindo)

Keith sai atrás de Chelsea, ainda furiosa pelo o que acabara de acontecer.

CENA 07. PRAIA. EXT. DIA.

(música: I'm Yours - Jason Mraz)

Josh e Austin estão sentados, lado a lado, na areia observando o mar. Austin olha encantado para Josh e entrelaça um dos seus braços nas costas do garoto. Josh olha para Austin e sorri. A câmera revela Ryan, que está sentado em uma pedra, assistindo aos dois garotos.

JOSH – Você consegue imaginar onde ele termina?

AUSTIN – Ele quem?

JOSH – (olha para Austin) O mar. Você consegue imaginar onde ele termina?

AUSTIN – Ninguém sabe dizer se o mar tem fim.

JOSH – Seria perfeito se algumas coisas jamais terminassem...

AUSTIN – Como o quê?

JOSH – Sei lá... (sorri) Este momento. Eu poderia passar o resto da minha vida aqui... neste lugar... ao seu lado.

AUSTIN – Pois saiba que eu espero que o nosso amor seja imenso e eterno como o mar.

Josh sorri e aproxima seus lábios aos de Austin, beijando-o apaixonadamente.

AUSTIN – (interrompe o beijo) Eu estou tendo uma ideia aqui...

JOSH – O que?

AUSTIN – Vou até o hotel buscar uma garrafa e volto para pegarmos um pouco da água do mar. Ela vai simbolizar a nossa união nesse lugar maravilhoso.

JOSH – Certo.

AUSTIN – Eu já volto. Não sai daí, ok?

JOSH – Pode ficar tranquilo. (ri) Não vou fugir.

Austin sorri e sai correndo. Ryan, ao perceber que o garoto está seguindo em direção ao hotel, se levanta da pedra e caminha até Josh.

(Música cessa.)

RYAN – Quem diria, Josh... Parece que as coisas estão dando muito bem entre vocês.

JOSH – (reconhece a voz de Ryan e olha para trás) Ryan, o que você está fazendo aqui?

RYAN – Eu não poderia deixar de prestigiar a união do novo casal de San Francisco. (provoca) Para quem estava arrependido de ter transado com o Austin, até que você se perdoou rápido, não?

JOSH – (levanta-se) Ryan, eu não vou ser obrigado a escutar as suas provocações. Foi você que me procurou para terminar, foi você que deu um ponto final no nosso relacionamento sem ao menos me deixar explicar...

RYAN – (interrompe) Explicar o que?! Que se arrependeu por ter ido pra cama com o Austin? Você não está arrependido coisíssima nenhuma, Josh, porque mal esperou eu terminar com você e já foi correndo para os braços dele.

JOSH – Você pediu para que eu seguisse em frente com a minha vida. É o que eu estou fazendo, Ryan. Ou você queria o que? Que eu passasse o resto da minha vida chorando por algo que não deu certo?

RYAN – Eu só não esperava que você fosse superar tão rápido...

(música: Heartbreak Warfare - John Mayer)

JOSH
– Desde que o Austin surgiu na minha vida, ele tem se mostrado um ótimo amigo e companheiro. A princípio, eu me arrependi sim de ter dormido com ele, porque eu pensava que algo ainda existia entre eu e você. Mas foi tudo ilusão da minha cabeça, porque eu não deveria esperar mais nada do nosso relacionamento depois que você me deixou sozinho em San Francisco e fugiu para outra cidade.

RYAN – Eu fui visitar o meu pai. É bem diferente...

JOSH – Eu te procurei em Los Angeles, Ryan. Você fechou a porta na minha cara, tá lembrado? Eu te liguei diversas vezes durante as férias de verão e você não retornou nenhuma das minhas ligações. Quer dizer, durante todo esse tempo, você não estava nem um pouco interessado no futuro do nosso namoro.

RYAN – Eu ainda estava digerindo tudo o que havia acontecido... Eu te flagrei beijando o Austin.

JOSH – (balança a cabeça inconformado) Eu não acredito que estamos remoendo essa história de novo... Ryan, por que você veio até aqui? Nós já terminamos, certo? Então pra que continuar insistindo no erro?

RYAN – Eu só...

JOSH – (interrompe) Eu e o Austin estamos nos dando muito bem. Ele é o amigo que eu precisava nesse momento e tem sido muito paciente comigo em relação a você. Eu resolvi dar uma chance pra ele, porque eu estou realmente afim de te esquecer e seguir em frente... E talvez o Austin seja o melhor para o meu futuro.

RYAN – Que bom. Saiba que eu torço muito pela felicidade de vocês.

JOSH – Não aja com hipocrisia, Ryan... Agora saia daqui, porque o Austin já deve estar voltando e eu não quero que ele te veja.

RYAN – Ué, enquanto a gente namorava, eu te vi tantas vezes com ele e tive que suportar calado...

JOSH – Em todas as vezes, ele esteve como meu amigo. Em todas as vezes, o Austin respeitou o nosso relacionamento. Se ele me beijou no dia da formatura, é porque ele agiu por impulso. Eu não retribuí. Se você é tão tolo a ponto de não perceber isso, o azar é todo seu, porque você está afastando da sua vida duas pessoas que jamais, Ryan... Jamais... Tiveram a intenção de te machucar.

Close em Ryan, sensibilizado com o que Josh acabara de dizer. O garoto sai andando pela praia, desolado, em direção ao hotel. Close em Josh, que deixa uma lágrima rolar sobre o seu rosto. Ele volta a se sentar sobre a areia e observar o mar. Uma onda vem até o garoto e molha os seus pés. Josh sorri.

CENA 08. HOTEL. CLUBE DE PISCINAS. EXT. DIA.

(Música cessa.)

Chelsea e Keith andam de biquíni pelo local.

KEITH – (tirando o óculos de sol) Veja só, as vadias já ocuparam todas as cadeiras.

CHELSEA – Se você não tivesse perdido o seu tempo com compras, talvez a gente tivesse cadeira para tomar sol agora.

KEITH – Chelsea, eu não estou com um pingo de paciência para ouvir os seus sermões. Tenho que expulsar alguma garota de uma dessas cadeiras.

CHELSEA – Até parece que você vai fazer isso.

KEITH – Eu sou a supervisora do segundo andar da Universidade da Califórnia. Os alunos não podem permitir que eu fique de pé, não é mesmo?

Repentinamente, Chad percebe a presença de Chelsea no local e começa a correr entre as pessoas em direção a ela.

CHAD – (aproximando-se de Chelsea) Até que enfim eu te encontrei...

CHELSEA – (reconhecendo a voz de Chad) Keith, você sabe me informar se tem algum canalha querendo falar comigo?

KEITH – (olha para Chad) Olha, querido, eu não te engulo desde o dia que você resolveu competir as eleições de supervisor comigo. Depois do que você fez com a minha amiga, eu não te engulo muito menos. Então se eu fosse você, saía rapidamente daqui, antes de ver Keith Hurly perdendo a cabeça.

CHAD – Desculpa, ok? É para isso que eu vim aqui. (olha para Chelsea) Para te pedir desculpas. Você não merecia ter passado por isso. Eu fui um grande idiota em não ter te contado sobre a Hilary. Mas eu quero que você saiba, Chelsea, que tudo que aconteceu entre a gente até agora, representou muito pra mim...

CHELSEA – (olha para Chad) Sabe, Chad, eu poderia te dizer muitas coisas nesse momento. Mas como eu estou em um lugar público, rodeada de pessoas, eu estou prometendo a mim mesma que vou me comportar. (balança a cabeça negativamente) Eu só não consigo entender porque você fez isso comigo... Você sabia que eu repugnava pessoas que se aproveitavam das outras e mesmo assim insistiu.

CHAD – Chelsea, se eu fiz tudo isso, é porque eu estava apaixonado por você...

CHELSEA – (surpresa) Apaixonado?! Como você tem a cara de pau de dizer que estava apaixonado? Você tinha uma garota esperando por você em Fountain Valle, Chad, e ainda teve a ousadia de levar outra pra cama.

CHAD – Como você sabe que a Hilary é de Fountain Valle?

CHELSEA – Depois do que aconteceu, eu joguei o nome da vadia no Facebook e acabei descobrindo tudo sobre ela. Mas enfim, isso não vem ao caso agora... (pausa) Eu estava me interessando por você. Eu fui contra todos os meus princípios ao decidir transar contigo, acreditando que você poderia ser o cara ideal pra mim...

CHAD – Mas eu ainda posso ser, Chelsea. Eu jamais transaria com você só por brincadeira. Desde o dia que você bateu na minha porta, eu fiquei encantado pela sua beleza, pelo seu jeito meigo de ser, de agir... Você é uma garota inteligente, centrada... A Hilary não está preocupada com a vida, com o futuro... Eu não quero um relacionamento que eu não sei até onde vai chegar...

CHELSEA – Tudo bem, eu te dou o direito de estar infeliz com o seu namoro. O que você não podia ter feito era trair a Hilary e me envolver em toda essa confusão. Porque, por um momento, eu achei que nós poderíamos dar certo.

CHAD – Escuta, Chelsea, tudo o que aconteceu até agora... Nada foi em vão... Pelo menos pra mim. Eu errei sim em não ter te contado sobre a Hilary e não ter terminado com ela antes de me envolver com você. Mas saiba que eu estou disposto a consertar esse erro. Eu estou disposto a terminar com a Hilary e iniciar um relacionamento sério e sincero com você.

CHELSEA – Não, Chad, não é assim que as coisas funcionam... Para um relacionamento dar certo, ele tem que ter um bom começo. E o nosso começo foi totalmente turbulento. Sério, eu já me enganei, me iludi muito por causa de garotos... Eu não quero mais isso pra mim.

CHAD – Chelsea...

E, inesperadamente, Hilary se aproxima de Chad, Chelsea e Keith e interrompe a conversa entre eles.

HILARY – Chelsea? Então é esse o nome da bonitinha que estava querendo bater na sua porta outro dia, Chad?

KEITH – Primeiramente, bonitinha é a mãe. Em segundo lugar, a conversa é entre os dois aqui ainda. Não abrimos espaço para o galinheiro.

CHELSEA – Keith, é melhor você não se envolver nisso também...

HILARY – Então, Chelsea... Parece que eu vim para San Francisco na hora certa. Tem muitas meninas querendo dar o bote no meu namorado...

CHELSEA – Se você está insinuando que eu quero alguma coisa com o seu namoradinho, pode ficar relaxada, porque a única coisa que eu quero realmente dele é DISTÂNCIA. (olha para Chad) Distância.

CHAD – Chelsea, você não pode falar assim depois de tudo o que aconteceu...

HILARY – De tudo o que aconteceu? (olha alternadamente para Chad e Chelsea) Tem alguma coisa nessa história que eu não estou sabendo?

CHAD – Tem sim, Hilary. Eu e a Chelsea dormimos juntos e eu estou interessado nela.

CHELSEA – Chad, o que você está falando? Garoto, você só está complicando ainda mais a situação...

CHAD – Isso é pra você ver que eu não estou brincando com os seus sentimentos, Chelsea. Eu jamais tive o objetivo de ferir você.

HILARY – Quer dizer então que, enquanto eu estava fora, você deixou as piranhas se aproveitarem de você, Chad?

CHELSEA – (grita) Piranha não, olha o respeito comigo...

KEITH – Isso aí, Chelsea, não deixa a vadia falar de qualquer jeito com você não.

HILARY – Pois agora eu vou te mostrar que com homem meu não se mexe...

CHELSEA – (tirando o óculos escuros e entregando-o para Keith) Já que você faz tanta questão...

E, sem pensar duas vezes, Chelsea empurra Hilary para dentro da piscina e, em seguida, pula nela. Os outros estudantes que também estão no clube começam a se aproximar para acompanhar a briga. Keith, mais do que depressa, organiza uma torcida em prol de Chelsea. Junto com as outras pessoas, ela começa a gritar o nome da garota. A câmera vai até Chelsea e Hilary que começam a trocar tapas dentro da piscina. Bastante irritada, Chelsea tenta afogar a outra garota. Chad, percebendo a situação, mergulha na piscina em direção a Chelsea. Ele segura a garota bruscamente, impedindo que ela bata na namorada. Com muito esforço, Chad tira Chelsea da piscina.

CHELSEA – (totalmente ensopada) Eu jurei que ia me comportar de forma civilizada, mas por que, Chad? Por que você fez isso comigo? Eu só queria me aproximar de um garoto em que eu pudesse confiar...

CHAD – Chelsea, tenta entender o meu lado... Eu estava apaixonado por você.

CHELSEA – É incrível a capacidade que os garotos têm de se apaixonarem por mim e ao mesmo tempo me machucarem. Foi a mesma história com o Josh, a mesma história com o Matt e está sendo a mesma história com você. Quer saber... some da minha vida!

E Chelsea também empurra Chad para dentro da piscina. A garota sai, enfurecida, atropelando todas as pessoas que estão em seu caminho e acompanhavam a briga.

HILARY – (gritando ainda dentro da piscina) Isso vai ter volta, sua ladra de namorados.

Close em Keith, sensibilizada pela amiga.

CENA 09.

(música: Begin Again - Colbie Caillat) 

Tomada da cidade de San Francisco com imagens dos principais pontos turísticos locais até chegar à fachada da Universidade da Califórnia. Anoitece.

CENA 10. UNIVERSIDADE DA CALIFÓRNIA. CAMPUS. ALOJAMENTO. CORREDOR DE DORMITÓRIOS. INT. NOITE.

(A música tocada na cena anterior continua a ser executada nesta.)

Matt, segurando um buquê de flores atrás das costas, bate na porta do dormitório de Chelsea e Keith. Enquanto não é atendido, o garoto ajeita a camiseta, para parecer bem apresentável para a amada.

CHELSEA – (abre a porta enrolada em uma toalha) Ah, claro, era tudo que eu precisava pra encerrar meu péssimo dia com chave de ouro...

MATT – Oi, Chelsea... Eu trouxe isso para você. (mostra o buquê de flores)

CHELSEA – (olha surpresa para o garoto) Matt... Isso é... (sorri e pega o buquê) Obrigada. São lindas!

MATT – Eu espero que você goste. Foram as últimas que eu encontrei.

CHELSEA – Sim, são lindas.

MATT – Você disse que o seu dia foi péssimo... Está tudo bem com você?

CHELSEA – Não muito. Mas essas flores me reanimaram.

MATT – (sorri) Tenho certeza de que amanhã será um dia bem melhor pra você. (olha para o relógio de pulso) Bom, eu preciso ir, vou sair para jantar com os meus pais.

CHELSEA – Ok. Tenha um bom jantar. E obrigada por tudo, Matt... Você ter vindo aqui, ter trazido as flores, tudo foi muito gentil...

Matt sorri e sai. Close em Chelsea, que olha para as flores, encantada.

CHELSEA – (para si mesma) E quem poderia esperar essa atitude de Matt Brooks?

E, rapidamente, a câmera vai até Matt.

MATT – (para si mesmo) E quem poderia esperar que um dia, Josh Parker iria me ajudar a conquistar uma garota? (sorri)

A imagem corta para:

CENA 11. UNIVERSIDADE DA CALIFÓRNIA. CAMPUS. ALOJAMENTO. DORMITÓRIO DE JOSH E MATT. INT. NOITE.

A porta do dormitório se abre. Josh e Austin entram se beijando, sem ter a visão do que está a sua frente. A câmera então revela, Marta, que está sentada na cama a espera do filho.

Close na mulher, que se levanta assustada ao ver o filho beijando outro garoto.

MARTA – Josh?!

Reconhecendo a voz da mãe, Josh interrompe bruscamente o beijo com Austin e olha surpreso para Marta.

JOSH – Mãe?

Closes alternados entre mãe e filho, espantados.

A imagem escurece.

 
 

AUTOR
André Esteves
 

ELENCO

Graham Phillips como Josh Parker
Sterling Knight como Ryan Jordan
Jean-Luc Bilodeau como Austin Davis
Victoria Justice como Chelsea Harris
Ariana Grande como Keith Hurly
Gregg Sulkin como Matt Brooks
Rose McGowan como Marta Benton
 
ATOR CONVIDADO
Tyler Posey como Chad Fletcher
 
PARTICIPAÇÃO ESPECIAL
Willa Holland como Hilary Bailey

TRILHA SONORA

So Small - Carrie Underwood (Tema de Abertura)
Walking On Sunshine - Aly & AJ
I'm Yours - Jason Mraz
Heartbreak Warfare - John Mayer
Begin Again - Colbie Caillat
 

PRODUÇÃO

Bruno Olsen

Diogo de Castro


Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

REALIZAÇÃO


Copyright
© 2016 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

.aaa.
.aaa.

Compartilhar:

 
Copyright © WebTV | Design by OddThemes