Relações Perigosas - Capítulo 18



     
     
     

VALE A PENA LER DE NOVO: RELAÇÕES PERIGOSAS
 
     
 
 
     
  NO CAPÍTULO ANTERIOR DE "RELAÇÕES PERIGOSAS":

Yasmin — Ontem eles transaram e eu pedi para ver uma foto dele... Era o Leandro.

Milena — (Se levanta) Você deve ter se confundido.

Yasmin — Eu não me confundi, Milena! Era ele!

Milena fica um tempo em silêncio.

Milena — Não fala isso pra ninguém tá?

Milena sai do quarto. Yasmin afunda entre os travesseiros da cama.


...

Heloísa
 — (Para Marcelo) O que eu quis dizer é que eu não tenho experiência em design de garrafas. Já criei pra vários outros produtos, mas nunca pra esse tipo.

Marcelo sorri e beija Heloísa.

Marcelo — Meu amor... Quando eu entrei na Barão, também não sabia muita coisa, mas to aprendendo. Você pode até não ter experiência nisso, mas eu confio e sei que você vai fazer de tudo pra criar embalagens lindas pra nossa nova cachaça.

Marcelo volta a beijar Heloísa, que fica sem ação.

Bernardo — Não tenho dúvidas, Marcelo... A Clara faz tudo por você.

...

Milena — Tá, então você vai me ajudar a ter certeza mesmo.

Yasmin — Como?

Milena — Fazendo o Leandro e a vadia da sua amiga se encontrarem.

Yasmin — (Surpresa) Que?! Mas.../

Milena — Você vai chamar ela pra sair hoje.

Yasmin — Você quer armar uma espécie de armadilha pra eles?

Milena — Armadilha, emboscada, cilada. Pode dar o nome que você quiser. (Decidida) Se isso for verdade, o Leandro vai se arrepender.


...
 

Leandro — Não pegou a bebida?

Milena — Não, Leandro. E a dor aumentou. Acho que vou ter que ir embora.

Leandro — Sério? Tá bom, eu te levo.

Milena — Não precisa. Eu pego um táxi.

Leandro — Tem certeza?

Milena — Tenho. Fica aí com o Bernardo.

Leandro vai beijá-la, mas ela coloca os dedos nos lábios dele, o impedindo. Milena acena com a mão e se afasta. Antes de sair da boate, Milena troca olhares com Yasmin.


...
 

Bernardo — Esqueci o isqueiro.

Bernardo vê Juliana sair e ir caminhando em direção a uma esquina, um pouco mais afastada do movimento. Leandro faz o mesmo.

Bernardo — Olha lá o Leandro... (Surpreso) E a Milena?

Bernardo vê Milena ir para a mesma direção que foram Leandro e Juliana.

Bernardo — Ih fudeu! (Pega o celular) O Leandro precisa saber que a Milena tá indo pra lá.

De repente, uma mão toma o celular de Bernardo. Ele se vira e vê Yasmin.

Yasmin — Você não vai fazer nada.

Na surpresa de Bernardo.


...
 

Leandro encosta Juliana em um muro e a beija com muito desejo.

Juliana — Por que você não me disse que ia vir aqui hoje?

Leandro — Foi de última hora. Em vez de ficar falando, porque a gente não aproveita essa coincidência?

Juliana sorri e concorda. Os dois voltam a se beijar.

Música: That I Would Be Good - Alanis Morissette. [Até o encerramento].

Milena vai se aproximando da esquina em que Leandro e Juliana estão se beijando. Sem ser notada, ela observa os dois. Milena abre a boca na tentativa de falar alguma coisa, mas não sai nada. Uma lágrima escorre no rosto de Milena. Tempo nela.

 
     
 
     
     
     

CAPÍTULO 18 (CAPÍTULO ESPECIAL)
 
     
 

CENA 01. BAIRRO DA LAGOA. ESQUINA. Exterior. Noite.

Continuação da última cena do capítulo anterior.

Música: That I Would Be Good - Alanis Morissette.

Milena segura o choro enquanto olha Leandro e Juliana se beijarem.

Insert da cena 08 do capítulo 03:

Milena e Leandro sentado na parte de fora de um elegante restaurante de frente para a Lagoa Rodrigo de Freitas.

Leandro — E aí lindinha? Tá gostando do jantar?

Milena — To amando. (Ri) Tá romântico assim por quê? (Brinca) Você fez alguma coisa, é?

Leandro — Não. Quer dizer, ainda não. Mas vou fazer agora.

Leandro tira do bolso uma caixinha de anel, abre e mostra pra Milena.

Leandro — É seu, meu amor. Mas tem uma condição: casar comigo.

Volta à cena.

Milena segue observando Leandro e Juliana se beijando.

Inserir da cena 10 do capitulo 03:

Milena — (Sorri) Sério, amor?

Leandro — Você acha que eu ia fazer piada com isso? Eu quero eu e você: juntinhos pra sempre. É só você dizer que sim.

Milena — É claro que eu digo sim!

Insert da cena 18 do capítulo 13:

Leandro — Quando a gente começou a se conhecer melhor, eu não imaginava que a nossa história ia ir tão longe. Mas sabe por que ela foi? Porque você é uma mulher maravilhosa e tenho certeza que vai ser a única que vai me fazer feliz. (Pausa) Bom... Essa seria a hora que eu ajoelharia, mas você sabe que eu acho isso extremamente piegas. E isso também não vai diminuir o amor que eu sinto por você. Enfim...

Leandro tira do bolso uma caixinha e a abre, mostrando o anel de noivado.

Volta à cena.

Milena com os olhos encharcados. [Música off].

CENA 02. ibiza club. frente. Exterior. Noite.

Bernardo encara Yasmin, que está de posse de seu celular.

Bernardo — (Surpreso) Vocês! Foram vocês que armaram tudo isso, não foi?... Meu Deus! Como vocês são diabólicas!

Yasmin — (Reage) A gente diabólica?! O seu amigo mete chifre na minha irmã e nós que somos culpadas? Vocês homens são mestres quando o assunto e safadeza e cara de pau.

Bernardo — Yasmin, devolve o meu celular.

Yasmin — (Se afastando) Eu não vou devolver nada!

Bernardo — (Tenta pegar o celular) Yasmin!

Yasmin — Ah quer saber? (Entrega o celular) Toma. Há essa hora ela já deve ter flagrado ele.

Na preocupação de Bernardo.

CENA 03. gafieira. ambiente. Interior. Noite.

Banda toca alguma música de ritmo latino. Casais dançam animados ao som da banda. Seu Coisinha sobe no palco e interrompe a música. Todos param de dançar e começam a olhar para Seu Coisinha.

Seu Coisinha — Boa noite. Primeiro eu queria agradecer a presença de vocês esta noite e pedir a atenção de todos. Não pra mim, mas pro melhor casal de dançarinos que essa casa tem: Daiane, Jamal, a pista é de vocês!

Daiane e Jamal agradecem e vão se posicionando ao centro da pista. Os outros casais vão para as beiradas. Seu Coisinha puxa aplausos e logo em seguida o resto das pessoas também começam a aplaudir. Daiane e Jamal agradecem mais uma vez. Banda começa tocar María – Ricky Martin.

Ao ritmo da canção, Daiane e Jamal vão dançando, fazendo a coreografia da música. Cortes para as pessoas que assistem fascinados a apresentação, entre eles: Seu Coisinha perto do palco e Marcelo e Rudá, junto com as pessoas. Voltamos para Daiane e Jamal, os dois esbanjam sensualidade na dança. A banda toca os últimos acordes da música e Jamal e Daiane encerram a coreografia. Explosão de aplausos de todos os presentes. Os dançarinos fazem reverência, com um sorriso em seus rostos.

CENA 04. casa de ana carolina. jardins. Exterior. Noite.

Carro de Rogério parado perto do portão de entrada. Corte para o interior do carro: Rogério e Luísa conversando.

Música: Dia Especial – Tiago Iorc.

Luísa — Tava muito agradável a noite. Obrigada.

Rogério — Que bom que você gostou. Espero que a gente possa repetir isso mais vezes.

Luísa — (Sorri) Com certeza vamos. Há tempos não me divertia tanto.

Rogério tira o cinto.

Rogério — Vou abrir a porta pra você.

Luísa — Obrigada, mas não precisa. Boa noite.

Luísa sai do carro. Rogério observa ela ao longe entrar na casa e liga o carro. [Música off].

CENA 05. bairro da lagoa. esquina. Exterior. Noite.

Leandro segue beijando Juliana. Milena observa tudo. Juliana percebe a presença de Milena e para de beijar Leandro.

Juliana — Ai para. Tem uma louca que não para de olhar a gente. Que chato.

Leandro se vira e vê Milena com os olhos marejados.

Leandro — (Susto) Milena?!

Milena — (Voz embargada) Como você pode fazer uma coisa dessas?

Leandro se aproxima de Milena. Juliana fica ali sem entender o que está acontecendo.

Leandro — (Passa a mão na cabeça de Milena) Eu posso explicar.

Milena — (Raiva/Tira a mão dele) Não me toca em mim!

Leandro — Não é o que você tá pensando, Milena/

Milena — Ah! Então é o que? Ela tava se afogando na lagoa e você resolveu fazer respiração boca a boca pra salvar ela?

Leandro — O que você viu foi uma besteira sem importância./

Milena — Sem importância? Você me trai e diz que isso não tem importância? Anos de namoro, um noivado pra você fazer isso?!/

Leandro — Nada e nem ninguém é mais importante que você, Milena. Eu te amo!/

Milena — (Grita) Cala a boca! Não vem me falar de amor! Você é sujo, não tem moral pra falar em amor!

Juliana — O que tá acontecendo? Vocês/

Milena — (Corta/Raiva) Fica quieta ou então vai acabar sobrando pra você também.

Leandro — Milena, olha pra mim. Não deixa que um deslize acabe com o nosso relacionamento. A gente tem um futuro lindo pela frente.

Milena — Eu não quero futuro com você. Eu quero distância.

Leandro — Você tá falando isso porque tá com raiva. É coisa de momento e quando tudo passar, você vai ver que é bobagem.

Milena — Minha raiva de você não vai passar Leandro. Ela só vai aumentar cada vez mais. Eu tenho nojo de você.

Milena e Leandro em breve silêncio.

Milena — Eu deveria dar um tapa na sua cara, mas eu não quero tocar em você.

Leandro — Milena.../

Leandro vai tocar o rosto de Milena, mas ela se afasta.

Milena — Se eu pudesse voltar no tempo, eu ia preferir nunca ter te conhecido.

Milena tira o anel de noivado do dedo e joga em cima de Leandro.

Milena — Toma. Dá ele pra essas vadias que você pega na rua.

Milena vai embora chorando. Leandro fica ali, perplexo. Juliana se aproxima dele.

Juliana — Você tava noivo daquela garota? Você mentiu pra mim!

Closes alternados.

CENA 06. gafieira. ambiente. Interior. Noite.

Banda toca alguma música de ritmo latino. Casais dançam na pista. Marcelo conversa com Seu Coisinha.

Marcelo — Parabéns pela apresentação, Seu Coisinha. Tava espetacular!

Seu Coisinha — Obrigado, Marcelo. Mas é marido da Daiane e do Jamal.

Marcelo — Vou procurar eles depois.

Corte para Rudá, que vai até Daiane.

Rudá — Agora eu vou ser o seu par. O que você acha?

Daiane — Acho que não vai rolar, gato. Hoje meu contrato é de exclusividade com aquele negão. Fica pra próxima.

Daiane vai até Jamal e deixa Rudá contrariado.

Jamal — Você provoca o coitado, né?

Daiane — Tá com peninha? Adota ele? Ele fica com essa cara de revolta, mas no fundo adora isso. É esse joguinho que deixa a nossa relação ainda mais interessante.

Jamal — Ah! Agora vocês tem uma relação?

Daiane — A gente sempre teve... Só não é séria.

Takes das pessoas dançando ao ritmo da banda. Música da banda off.

CENA 07. BAIRRO DA LAGOA. ESQUINA. Exterior. Noite.

Continuação imediata da cena 05. Leandro encara Juliana.

Leandro — Agora você tá se fazendo de vítima, né? Mas na hora boa você tava adorando.

Leandro empurra Juliana conta a parede e segura o seu pescoço.

Leandro — (Raiva) Viu o que você fez, sua vadia?

Juliana — (Sem entender) Eu?

Leandro ri, debochado.

Leandro — Você achou o quê? Que eu tava apaixonadinho por você? Ah que inocência!

Leandro começa a passar a mão nas pernas de Juliana. Ela imóvel.

Leandro — Eu só queria te levar pra cama, igual eu fiz com várias outras. Você tava achando que era especial? Você é só mais uma. (Tom) É claro que você é bem gostosinha e foi uma pena ter acontecido tudo isso agora, porque eu ia conhecer outras partes do seu corpo.

Leandro passa a mão na bunda de Juliana.

Juliana — Me solta se não eu vou gritar.

Leandro — Isso. Grita. Se der, geme também, que nem uma cadelinha no cio.

Juliana esbofeteia Leandro que sorri.

Leandro — Pode bater à vontade. Duvido que você encontre um homem que consiga te satisfazer melhor do que eu.

Leandro dá um leve beijo nos lábios de Juliana. Ela tenta impedir, mas não consegue. Leandro olha para Juliana dos pés à cabeça.

Leandro — Foi um prazer ter te conhecido. Se algum dia quiser uma transa sem compromisso, estamos aí.

Leandro vai embora. Juliana fica ali encostada na parede, humilhada.

CENA 08. casa de giancarlo. jardins. Exterior. Noite.

Milena caminha chorando. Yasmin atrás dela.

Milena — Ele tava mesmo me enganando, Yasmin! Como pode isso? Tudo o que a gente viveu foi uma mentira?

Yasmin — Não fica assim. Ele não merece essas lágrimas.

Milena — Eu sei que ele não merece nada meu. Mas a dor no meu peito é tão forte que eu não consigo parar.

Milena chora ainda mais forte. Yasmin abraça a irmã. Tempo nas duas abraçadas. O carro de Rogério entra da rua e ele desce do carro.

Rogério — Por que você tá chorando, Milena? Aconteceu alguma coisa.

Milena se desfaz do abraço com Yasmin, enxuga as lágrimas entra para dentro de casa sem falar com Rogério.

Rogério — (Para Yasmin) O que deu nela?

Yasmin — A Milena descobriu que o amor não passa de uma ilusão.

Yasmin também entra para dentro de casa.

Rogério — (Cantarola) Nada além, nada além de uma ilusão...

CENA 09. rio de janeiro. ambiente. Exterior. Dia.

Música: I'm Happy Just to Dance With You - The Beatles

Stock-shot dos bairros da Gávea, São Conrado e Laranjeiras ao amanhecer. Último take da frente da casa de Gregório. [Música off].

CENA 10. casa de gregório. sala. Interior. Dia.

Tarsila estapeia Leandro.

Tarsila — Burro! Burro! Burro! Como você faz uma coisa dessas?!

Leandro — Você acha que eu queria que a Milena tivesse me flagrado?

Tarsila — Se pelo menos você tivesse conseguido segurar as calças, mas não! Pôs tudo a perder! Burro!

Leandro — Para de me bater! Não adianta ficar choramingando! Eu fui burro sim! Não existe nada que eu possa fazer.

Tarsila — Tem sim. Implora o perdão da Milena. Se ajoelha se for preciso.

Leandro — Ela tá com muita raiva de mim. Não vai adiantar.

Tarsila — Não vai adiantar se você ficar aqui parado, esperando que ela te perdoe como num passe de mágica! Anda! Você tem que reverter a besteira que você fez.

Leandro — Você tá certa, mãe. Eu vou atrás da Milena.

Tarsila — (Tom) Seu pai já sabe o que aconteceu?

Leandro — Já. Encontrei ele aqui na sala ontem à noite.

Tarsila — Vai logo, então.

Leandro sai para a rua. Em Tarsila.

CENA 10. CASA DE GIANCARLO. SALA. Interior. Dia.

Yasmin já abriu a porta para Leandro, que vai entrando.

Yasmin — Eu não acredito que depois de tudo o que aconteceu, você teve a cara de pau de vir aqui!

Leandro — Yasmin, chama a Milena. Por favor.

Yasmin — Eu não vou chamar ninguém. Sai daqui.

Bianca entra da sala de jantar.

Bianca — Leandro? O que ta acontecendo aqui?

Yasmin — Nada. O Leandro já ta saindo.

Leandro — Eu não vou sair daqui até falar com a Milena.

Rogério e Giancarlo também entram da sala de jantar.

Bianca — (Insiste) Vocês brigaram, é isso? (Tom) Será que alguém pode me explicar o que tá acontecendo?

Milena surge do alto das escadas.

Milena — Tá acontecendo que essa pessoa aí não vale nada.

Milena desce as escadas e fica diante de Leandro.

Milena — O que você tá fazendo aqui? Eu disse que não queria olhar pra sua cara? Sai.

Leandro — Eu vim implorar o seu perdão.

Milena — Não adianta implorar, não adianta suplicar. O que você fez não tem perdão, Leandro. Você jogou no lixo tudo que a gente construiu por causa de uma vadiazinha qualquer.

Leandro — As coisas não são bem assim, meu amor.

Milena — (Nojo) Não me chama de meu amor.

Bianca — Deixa ele se explicar, filha. Eu sei que nada justifi/

Milena — (Corta) Não se mete, mãe. Eu peguei ele se agarrando com outra num beco qualquer.

Leandro — Se você soubesse o quanto eu me arrependo de tudo.

Milena — Arrependimentos não vai fazer você mudar o que aconteceu. Não vai mudar o nó na garganta que eu senti quando vi aquela cena. Não vai mudar os anos que eu perdi ao lado de um cretino.

Leandro — Não fala isso. Eu te amo!

Milena — (Revoltada) Ama? É dessa foram que você demonstra amor? Traindo? (Tom) Você tem muito o que aprender sobre o amor, Leandro.

Leandro — Me ensina, então! Eu não quero jogar fora tudo o que a gente viveu.

Milena — Agora é tarde. Você jogou no momento em que tava se agarrando com aquela garota. E sabe-se lá com quantas você já fez o mesmo, não é?

Leandro se ajoelha diante de Milena.

Milena — Ah deixa de ser patético, Leandro! Se levanta!

Leandro — Eu to aqui aos seus pés implorando por uma segunda chance.

Milena — Se levanta. Não é fazendo essa cena deprimente que você vai fazer eu esquecer de tudo. Levanta!

Leandro se levanta.

Leandro — Não tem nada que eu possa fazer pra você me perdoar?

Milena — Não. (Pausa/Firme) Eu vou apagar o seu contato, vou apagar as nossas fotos e vou fazer de tudo pra apagar você das minhas lembranças. Sai da minha casa, sai da minha vida... Pra sempre.

Milena dá as costas para Leandro e sobe as escadas. Tempo no silêncio. Leandro desolado. Giancarlo vai até a porta da rua e a abre.

Giancarlo — Você escutou, Leandro.

Leandro olha para todos e vai caminhando em direção à saída. Leandro olha para Giancarlo, que o encara com desaprovação.

Leandro — Dr. Giancarlo. Por favor, fala com/

Giancarlo — (Corta) Eu não vou falar com ninguém. Isso é assunto de vocês. (Pausa) Mas fique sabendo que eu fiquei muito decepcionado com você. Eu já lhe considerava como parte da família. Uma pena que você tenha colocado tudo a perder.

Leandro suspira e sai para a rua. Giancarlo fecha a porta.

Bianca — Será que acabou mesmo?

Giancarlo — Não é todo mundo que perdoa uma traição. Você sabe disso.

Giancarlo vai para a sala de jantar.

Yasmin — Quem é que me dá uma carona pro colégio?

Rogério — Eu te levo. Vamos.

Rogério e Yasmin saem para a rua. Em Bianca pensativa.

CENA 11. barão do alambique. frente. Exterior. Dia.

Música: More Than I Can Say - Leo Sayer.

Tomada geral da fachada da Barão do Alambique.

CENA 12. barão do alambique. corredor. Interior. Dia.

Música continua. Executivos circulam pelo corredor da empresa.

CENA 13. barão do alambique. sala de marcelo. Interior. Dia.

[Música fade out]. Jardel diante de Marcelo, que lê alguns papéis. Tempo na ansiedade de Jardel.

Jardel — E aí? O que você achou?

Marcelo larga os papéis sobre a mesa e olha para Jardel.

Marcelo — Tão ótimos, parabéns.

Jardel — (Sorri) Que bom que você gostou do primeiro capítulo da biografia que eu to escrevendo sobre a sua vida.

Marcelo — O que você escreveu me fez viajar um pouco. Relembrar dos tempos que eu vivi no interior.

Jardel — Então eu atingi o meu objetivo.

Marcelo — Com certeza. (Tom) Você já pensou num título pro livro?

Jardel — Ainda to pensando nisso. Tava querendo algo do tipo: O Herdeiro De Um Império... Ou então: O Garoto Desaparecido... Sei lá, não gosto muito desses. To pensando.

Marcelo — É eu também não gostei muito desses. Continua pensando.

CENA 14. colégio são sebastião. frente. Exterior. Dia.

Tomada da fachada do colégio.

CENA 15. colégio são sebastião. corredor. Interior. Dia.

Alunos conversam e circulam pelo local. Juliana avista Yasmin e corre até ela.

Juliana — Yasmin, você sumiu ontem. Cê não sabe o que aconteceu./

Yasmin — (Corta) Sei sim.

Juliana — (Não entende) Sabe? Como assim?

Yasmin — O Leandro era noivo da minha irmã.

Juliana fica sem ação. Yasmin segue caminhado, se distanciando de Juliana. Tempo e Juliana corre até Yasmin.

Juliana — Espera.

Juliana segura o braço de Yasmin, que para de caminhar.

Juliana — Então a sua irmã é aquela que/

Yasmin — (Corta) Ela mesma.

Juliana — Você sabia que o cara que eu tava saindo era o noivo da sua irmã?

Yasmin — É claro que não. Descobri isso no dia que você me mostrou aquela foto dele. Antes disso eu nem imaginava.

Juliana — (Incrédula) Que loucura, gente!

Yasmin — Independente de quando eu tenha me dado conta. A real é que você e o Leandro deixaram a minha irmã na maior deprê.

Juliana — Eu não! Aquele filho da puta do Leandro que sim! Eu sou tão vítima quanto ela nessa história, Yasmin! Você não tem ideia do que ele me falou ontem! Ele me humilhou! Me tratou como lixo! Eu realmente sinto muito pelo que aconteceu com a sua irmã. (Tom) Você acha que eu teria tido alguma coisa com o Leandro se eu soubesse que ele tava noivo e ainda mais da sua irmã?

Yasmin — Eu não sei de nada, Juliana. Tá uma confusão lá em casa. Me deixa, vai.

Yasmin segue o seu caminho, deixando Juliana sozinha.

CENA 16. barão do alambique. sala de gregório. Interior. Dia.

Leandro e Gregório. Conversa já iniciada.

Leandro — Não adiantou nada eu ter ido lá pai. Só serviu pra ela pisar ainda mais em cima de mim.

Gregório — Calma, Leandro. Dá tempo ao tempo. É frase clichê, mas essa é a melhor coisa que você pode fazer agora. Falo isso por experiência própria.

Leandro — Por quê? A mãe já perdoou uma traição sua.

Gregório — Não. O que eu quis dizer é que.../ Você foi muito amador, Leandro.

Leandro — Posso saber por quê?

Gregório — Ah deixa de ser idiota! Nada contra você querer se divertir com outras, mas precisava fazer isso de forma escancarada? No meio da rua e com risco de ser flagrado por alguém?

Leandro — Eu queria saber como a Milena descobriu. Porque aquela história de dor no siso e que precisava ir embora da festa era só uma desculpa pra me deixar sozinho.

Gregório — E você caiu feito um trouxa.

Leandro — (Continua) Se ela fez isso, é porque já sabia o que tava acontecendo entre eu e a Juliana. Ela armou tudo pra me pegar no flagra, pra tirar comprovar o que alguém tinha contado... Mas quem pode ter contado pra ela? Será que a Juliana e a Milena tinham alguma amiga em comum?

Gregório — Isso pouco importa agora. A cagada já foi feita. Agora é esperar pra ver no que vai dar tudo isso.

Leandro concorda.

CENA 17. rio de janeiro. ambiente. Exterior. Dia.

Música: Coração de Papelão - Jairzinho e Simony.

Stock-shot da cidade. Intercalando dia com noite, indicando passagem de tempo.

Legenda: Alguns dias depois...

CENA 18. casa de ana carolina. piscina. Exterior. Dia.

[Música fade out].

Karina, Samuel e mais duas meninas da idade deles, sentados à uma mesa perto da piscina com livros e cadernos abertos.

Samuel — Não é melhor a gente fazer esse trabalho lá dentro?

Karina — Óbvio que não! Por que a gente ia ficar lá dentro se aqui é muito melhor.

Samuel — É que daqui a pouco vem a dona Clara e aposto que ela vai começar a incomodar.

Karina — Esqueceu que eu sou da família? Tenho livre acesso aqui.

Samuel — Se você diz...

Mais afastada, Luísa observa eles. Rudá se aproxima de Luísa.

Rudá — O que o Samuca tá fazendo lá? Eu vou mandar ele entrar.

Luísa — (Impede) Não, Rudá. Deixa eles. Não tão atrapalhando ninguém.

Rudá — A senhora tem certeza? Se quiser eu posso mandar eles fazerem esse trabalho lá dentro.

Luísa — Tenho sim. Me lembrei dos meus filhos quando tinham a idade deles... Quando eu não tinha tantos problemas com eles.

Rudá — Com licença.

Rudá se afasta e vai para perto de algumas plantas mexer nelas. Heloísa entra vindo de dentro da casa e vai até Luísa.

Heloísa — (Revira os olhos) Eu não acredito que a pivetada se abancou na piscina. (Decidida) Vou enxotar todo mundo e é agora!

Luísa — (Segura) Não vai nada. (Solta/Tom) Deixa de ser chata! Eles só tão fazendo um trabalho pra escola! O que tem de mais?

Heloísa — Tem que é muita audácia do irmão do criado fazer esse tipo de coisa na área de circulação dos patrões.

Luísa — Não vou nem argumentar com você.

Heloísa — Garanto que isso foi ideia daquela prima do Marcelo. Só porque é parente dele, ela se acha no direito de usar o cômodo que quiser da casa.

Luísa — Na prática ela tem mais direitos que você.

Heloísa — (Ri) Tá certo. (T) Eu sou casada com o Marcelo.

Luísa — Quem é casada com o Marcelo é a Clara. O seu casamento com ele não tem valor nenhum.

Heloísa fecha a cara.

Heloísa — Essas pestes aí e você com essa conversa me tiraram toda a vontade de ficar aqui.

Heloísa entra na casa.

CENA 19. casa de giancarlo. quarto de milena. Interior. Dia.

Milena sentada na cama, encostada e abraçada em um travesseiro. Yasmin entra no quarto.

Yasmin — Vai continuar nessa fossa, Milena?

Milena — Me deixa quieta.

Yasmin — Já deixei, mas agora tá na hora de você reagir. Esquece o Leandro, apaga ele de uma vez.

Milena — (Concorda) Cê tem razão. (Se levanta) Chega de ficar me lamentando por causa daquele cretino.

Milena ajeita o cabelo.

Yasmin — Onde você vai?

Milena — Dar um jeito no meu futuro.

Milena sai.

CENA 20. barão do alambique. estacionamento. Exterior. Dia.

Marcelo estaciona o seu carro em uma vaga. Tempo e ele desce do carro.

Milena — (Off) Marcelo?

Marcelo se vira e vê Milena.

Milena — (Se aproxima) A gente pode conversar?

Em Marcelo.

CENA 21. casa de ana carolina. quarto de marcelo. Interior. Dia.

Heloísa caminha pelo quarto. Porta entreaberta.

Heloísa — (Irritada) Não aguento mais esse monte de gente circulando por essa casa. Eu preciso tirar todos daqui. Principalmente o Bernardo e a mãe.

Luísa passa pelo corredor, vê Heloísa falando sozinha, de costas para a porta.

Heloísa — Preciso despachar a mãe daqui antes que ela descubra que eu não sei nada sobre a morte desse tal Coimbra.

Do corredor, vemos a reação de surpresa de Luísa, que vai abrindo a porta e entrando.

Luísa — (Perplexa) Então tudo isso não passou de mais uma mentira sua?

Heloísa se vira para Luísa.

Heloísa — (Surpresa) Mãe?

Luísa — Eu vou dar um basta nas suas mentiras, Heloísa. Vou agora mesmo na Barão contar pro Marcelo quer você realmente é.

No pavor de Heloísa.

CENA 22. barão do alambique. estacionamento. Exterior. Dia.

Continuação da cena 20. Marcelo e Milena um diante do outro.

Marcelo — Conversar? Sobre o quê?

Milena — Sobre nós dois.

Marcelo — Mas/

Milena — (Interrompe) Você tá sabendo que eu terminei o meu noivado com o Leandro, né?

Marcelo — Sim, mas isso não tem há ver com o nosso/

Milena — (Corta) Não. Ele foi um canalha comigo. Mas isso não interessa agora. O importante de tudo isso é que essa história toda serviu pra me abrir os olhos e fazer eu me dar conta de que o que eu sentia por ele não era amor. (Pausa) Eu fiquei muito mexida com aquele nosso beijo, tanto que pedi pra gente se afastar, mas depois de tanto tempo desperdiçado ao lado de alguém que não valia a pena, eu acho que não tá certo eu privar a minha vida do que eu to sentindo por você. Desse amor que eu to deixando nascer aqui dentro do meu peito. (Pausa) Fala que eu não to louca e que você também tá sentindo isso.

Tempo no silêncio de Marcelo, até que ele responde:

Marcelo — Você sabe que eu também to.

Música: Pede a Ela – Tim Maia.

Marcelo puxa Milena para perto de si e a beija com intensidade. Tempo nos dois curtindo o beijo.

E corta para outro ponto do estacionamento: Gregório caminhando distraído, até que ele vê ao longe, Marcelo e Milena se beijando. [Música off].

Gregório  — (Surpreso) Eu não acredito no que eu to vendo.

Música: Instrumental de tensão. [Até o Encerramento].

Gregório tira o celular do bolso e começa a gravar o beijo dos dois.

Gregório — O Leandro vai cair pra trás quando ver isso.

Em Gregório filmando o beijo de Marcelo e Milena. Fade Out.

 
     

 

     



REALIZAÇÃO


Copyright
© 2015 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução
.aaa.
.aaa.

Compartilhar:

Postar um comentário

 
Copyright © WebTV | Design by OddThemes