Crônicas do Despertar - Pesadelo Raro: 1x04 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Crônicas do Despertar - Pesadelo Raro: 1x04

Série de Jonnathan Freitas
Compartilhe:

 

 



CRÔNICAS DO DESPERTAR - PESADELO RARO



 


1x04 - Os Portões de Marfim
 


O grupo de ocultistas juntamente com o deus do sono após atravessarem o portal chegam a um local claro defronte a uma linda praia de um céu alaranjado como um pôr do sol. Olham para cima e veem que estão abaixo de um pórtico de colunas enormes de marfim entalhadas com figuras que lembram divindades antigas.

Olham para trás para a direção após o portal e veem escuridão e uma espécie de cópia cinza do mundo que eles pertencem.

- Pela aparência daquela região deve ser... – Começa Carter a suspeitar.

- É a Penumbra, Nerd. A parte rasa do mundo umbral. É uma cópia desfigurada do nosso mundo e onde alguns espíritos perdidos ficam vagando. Você não iria querer ficar perdido ali sem os “paranauê” necessários. – Explica Jack Harper.

- Se ali é a Penumbra, então onde estamos? – Pergunta Lorenzo.

- Atravessamos os Portões de Marfim, a entrada para o reino do “Sonhar”. A nossa frente deve ser o mar das ideias ou mar do inconsciente coletivo. Para Platão este mar deveria ser o “mundo das ideias” e para nós seguidores do budismo é a origem das tulpas. – Discursa Nogawa.

- Você é o bichão mermo, hein doido? – Ironiza Jack.

De repente, um enorme dragão azul escamado sai da água, sua aparência é majestosa com lindas asas de tonalidades que vão do branco ao azul claro. Sua cabeça é coroada com chifres que parecem joias azuis brilhantes.

O imenso réptil vem voando e se aproxima deles com velocidade, rugindo com imponência para os intrusos na praia. Os magos se preparam para combater a hostilidade da criatura. Mas antes de atacarem, o dragão nota o homem desacordado e diz numa voz estrondosa:

- Mestre??? Mas o que estão fazendo com ele, mortais?? Como ousam machucar Morpheus, o senhor dos sonhos??

- Não fomos nós que causamos isso a ele, honorável dragão. O libertamos de sua captura e agora o trazemos de volta a seu reino. – Tenta pacificar Arslam Nogawa.

- Encontramos esse cara preso numa gaiola de vidro, libertamos e viemos pegar uma recompensa. Tem ouro aí? Todo dragão guarda tesouro nas histórias, né? – Fala Jack olhando para o dragão e para os companheiros.

Carter leva a mão ao rosto em desaprovação. Lorenzo abaixa a cabeça decepcionado e depois fala:

- Não viemos em busca de recompensa. Somos magos e trouxemos Morpheus de volta para recuperarmos o equilíbrio do nosso mundo e deste também. – Diz Lorenzo olhando incisivamente para Jack Harper.

Após escutar e mostrar uma careta de suspeita o dragão diz:

- Podem deixa-lo comigo agora. Já fizeram seu trabalho. Vão embora agora. Magos!? Haha, Merlin é que era um mago e não vocês, grãos de poeira cósmica.

Carter dá um passo à frente e fala:

- Sinto muito, réptil de grandes proporções e possivelmente de grandes capacidades místicas. Ele me fez jurar trazê-lo de volta ao reino do “Sonhar” e deixa-lo com uma pessoa chamada Maya.

-  Sua majestade Maya é a deusa dos sonhos e rainha deste reino. Mais respeito com minha rainha, mortal. – Avisa o dragão com início de um rompante de raiva.

- Não quis ofender, caro dragão. Lhe apresento minhas mais sinceras desculpas. No entanto, não poderei deixar de cumprir meu juramento. – Informa bravamente William Carter olhando nos olhos do grande réptil alado.

- Um tolo honrado. Muito bem. Não posso deixar mortais passarem pelo mar das ideias... a não ser que respondam dois enigmas. – Fala o dragão.

- Enigmas? Hahaha... Queria o Akidaban aqui para rir dele agora. – Fala Jack imaginando a careta do companheiro.

- Pode dizer o primeiro enigma, dragão. – Fala Lorenzo.

O dragão então recita o primeiro enigma:

 

 

“A primeira está em hídrico, mas não em aquoso.
A segunda em maré, mas não em moroso.
A terceira em timão, mas nunca no leme.
A quarta em colete, bem como em sirene.
O que sou eu, então, ante o mar perigoso?”

 

 

Os magos se entreolham. Menos Koto Nogawa que se senta na areia da praia e cruza as pernas em flor de lótus, fechando os olhos em seguida em meditação.

O dragão senta a parte de trás de seu corpo e mantém um ar de desdém enquanto olha para os visitantes.

- Bem que você poderia tirar um computador com internet da sua manga e mandar a resposta, Nerd. – Cobra Jack olhando para Carter.

- Não podemos roubar nesse jogo, Jack. – Responde Carter. E continua: - Está em hídrico, mas não em aquoso? Não faz parte da matéria em si, mas das letras dessas palavras.

- Tem razão, Carter. É um jogo de letras, mas tem várias letras que estão em uma palavra, mas não na outra. – Fala Lorenzo.

- Espera aí que eu tô ligado agora. Calma. – Jack fala se abaixando e escrevendo na areia. Logo depois sorri e se levanta olhando para o dragão dizendo:

- IATE!!!! É a resposta.

- Muito bem, seres frágeis. Vamos para o próximo enigma:

 

“Três irmãos compartilham um esporte familiar: A maratona que nunca para. 
O mais velho é gordo, baixinho e corre lentamente. 
O irmão do meio é alto, magro e mantém um ritmo constante.
O mais jovem corre como o vento, com muita velocidade. 
Os irmãos mais velhos dizem: "Ele é muito jovem....então o deixamos correr. Com certeza ele é o número um, mas de certa forma ele é o segundo". 
Quem são os três irmãos?”

 

- Putz grila, essa pegou, hein? Nem ideia. – Reclama Jack Harper coçando a cabeça.

- Maratona que nunca para? Só pode ser o tempo. – Fala Lorenzo.

- Não faço a mínima ideia do que seja. – Lamenta Carter.

O dragão movimenta sua pata e aparece no ar uma ampulheta prateada com areia negra dentro dela começando a descer os grãos para o compartimento inferior. Então diz:

- O tempo está acabando. Como acertaram metade dos meus enigmas, metade de vocês estará livre para voltar, quando a areia da ampulheta se concentrar. A outra metade de vocês serão meus escravos aqui no mar.

- Agora deu pra falar em rima, pense num dragão zueiro. – Reclama Harper.

Os magistas olham para a ampulheta e começam a ficar nervosos. William Carter se aproxima de Lorenzo e fala quase cochichando:

- Quando a areia descer totalmente se prepare para lutar.

Lorenzo assente com a cabeça e lentamente leva as mãos para os bastões de madeira com inscrições entalhadas que estão em sua cintura.

Momento de tensão. Jack está suando e olha para os amigos e para a ampulheta. Carter deixa Morpheus deitado e já com um aspecto melhor por estar em seu reino, mas ainda está inconsciente. Lorenzo olha seriamente para o conjunto de últimos grãos que estão prestes a cair e já planeja seu ataque, quando escuta...


(continua)

autor
Jonnathan Freitas

elenco
Tom Hardy como Domenico Lorenzo
Rodrigo Santoro como Jack Harper
Lucas Till como William Carter
Hidetoshi Nishijima como Arslam Koto Nogawa
Seu Jorge como Akidaban
Gary Oldman como Morpheus
Aishwarya Rai como Deusa Maya
Thaís Araújo como Calíope
Jeffrey Dean Morgan como Calisto

trilha sonora
The Vikings - Alexander Nakarada

produção
Bruno Olsen
Cristina Ravela


 

Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO




Copyright © 2021 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução


Compartilhe:

Crônicas do Despertar - Pesadelo Raro

Episódios de Crônicas do Despertar - Pesadelo Raro

No Ar

Série

Comentários:

0 comentários: