A Prometida: Capítulo 23 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

A Prometida: Capítulo 23

Compartilhe:







A PROMETIDA - CAPÍTULO 23
 

CENAS DO CAPÍTULO ANTERIOR:


Pérola: Eu acho que eu vou morrer. Eu quero a tia Niurka, pelo amor de Deus!

Julio: Calma, eu vou cuidar de você. Eu não posso te tirar daqui agora, com essa tempestade, meu Deus, você está prestes a dar a luz.

Pérola: Eu não quero que você me ajude em nada, eu te odeio.

Julio: Agora não é hora de odiar ninguém, deixa eu te ajudar, fica calma.

Pérola: Julio... Está doendo muito.

Julio: Eu sei, meu amor, mas você tem que ser forte. Não tenha medo, eu estou aqui... Pra te ajudar.

Pérola urra de dor no desespero.


       

CENA 01 – PENSÃO / QUARTO NIURKA / INT. / NOITE. 

Continuação do capítulo anterior. Pérola dá a luz. Julio pega a criança emocionado: é uma menina. 

Julio: Uma menina! Uma menininha! (pensa) Uma menina.

Em seus pensamentos ele ouve as palavras do pai:

“O primeiro dos meus filhos que tiver uma filha, isto, uma menina, nas condições que eu pedi, ficará responsável por toda minha herança.”

Ele volta de seu pensamento e olha para Pérola, tão frágil deitada no chão quase desmaiada.

Julio: Como eu posso pensar nisso agora, meu Deus, eu sou um idiota! Eu tenho que esquecer desse dinheiro, esse dinheiro que desgraçou o meu amor com a Pérola. Aqui está nosso anjinho Pérola, olha como ela é linda e forte!

Pérola pega a menina chorando emocionada.

Pérola: Meu bebê, minha... Minha! Só minha filha. Ela é só minha.

Julio (desanimado): Está bem, você tem todo o direito de dizer isso. Valeu a pena tanta dor, não é? Agora você é mãe, mãe de uma linda menininha.

Pérola: Sim, valeu a pena. É um milagre de Deus, um ser tão perfeito, tão pequenininho.

Julio acaricia o rosto de Pérola e segura a mãozinha da menina.

Julio: É como um presente na vida de um casal. De um casal que se ama.

Ele encara Pérola fixamente e a beija. Niurka chega toda ensopada pela chuva e sem querer os interrompe.

Niurka (impressionada): Nasceu tua filha! Nasceu a tua menina, Pérola!

Corta para.

CENA 02 – HOSPITAL REGIONAL / QUARTO PÉROLA / INT. / MADRUGADA.

Pérola na cama sob os cuidados de Julio e Niurka.

Julio: Eu tinha que trazer a Pérola até aqui. Ela perdeu muito sangue, o parto foi muito difícil.

Pérola: Cadê minha filha? Não vá roubar minha filha!

Niurka: Não ligue pra ela, doutor. Essa menina quando nervosa é, mas feroz que uma leoa.

Julio: Vou ver como está a nossa, digo, a sua filha.

Ele se retira.

Niurka: Menina, por que não conversa com ele?

Pérola: Não. Julio me fez muito mal e você está cansada de saber. Vai querer tirar a menina de mim, pra receber o dinheiro do pai!

Niurka: Mas é claro que não, antes disso acontecer nós fugiremos daqui, não se preocupe, eu estou de olho nele.

Pérola: Se ele tirar a minha menina, eu morro tia. Eu juro que morro.

CENA 03 – HOSPITAL REGIONAL / BERÇÁRIO / INT.

Julio observa a menininha com carinho. Niurka vira no corredor e decide ficar ali ouvindo.

Julio: Minha filha, que gracinha da minha filha, será mesmo minha? Ou será do Sérgio? Lucinha, minha querida... Acho que você vai se chamar assim, sabe, Maria Lucia. Sua mãe sempre me disse que se tivesse uma filha que ela se chamaria Maria Lucia, e eu pensava, Maria Lucia será a minha mina de ouro, o caminho pra minha riqueza, minha filha. Imagine que cara o Sérgio faria se eu te levasse até a Fazenda e dissesse, essa aqui é minha filha e entregue-me toda a herança. O idiota ia ficar de boca aberta. Se eu pudesse te levar até lá!

Niurka corre desesperada.

CENA 04 – HOSPITAL REGIONAL / QUARTO PÉROLA / INT. / MADRUGADA.

Niurka entra.

Niurka: Você tem razão, menina. Julio já está fazendo planos pra levar sua filha pra fazenda.

Pérola (nervosa): Eu não disse! A senhora tem que me ajudar a sair daqui.

CENA 05 – TRANSIÇÃO DE TEMPO

FADE IN: Tranquila - Thalia

A noite vai passando na cidade do México. Corta para a fachada da casa de Vitória. Nasce um novo dia no mesmo take.

FADE OUT: Tranquila - Thalia

CENA 06 – CASA VITÓRIA / SALA / INT. / DIA.

Vitória abre a porta e olha assustada, em sua mente vem as lembranças de vinte anos atrás.

FLASHBACK,

FADE IN: La barca – Luis Miguel

Vitória: Você perdeu todo o nosso dinheiro de novo Alberto? O que nossos filhos irão comer este mês?

Um homem, moreno, cabelo curto, conversa com Vitória.

Alberto (nervoso/lamenta): Eu não apostei dinheiro dessa vez, estou cheio de dividas e não tinha mais o que apostar, então eu apostei você! Eu tinha certeza que ia ganhar!

Vitória: Tinha certeza que ia ganhar e perdeu, não é?!

Alberto: O maldito do Leon vai vir te buscar. Ele ganhou o jogo e a aposta. Você vai ter que dormir com ele hoje.

Vitória (chora): Desgraçado! Maldito! Você acha que eu sou um objeto pra ser apostado numa mesa de jogo?!

FIM DO FLASHBACK, 

Alberto interrompe as lembranças de Vitória.

FADE OUT: La barca – Luis Miguel

Alberto: O que foi? Vai dizer que não está me reconhecendo?

Vitória: Era pra você estar na prisão.

Alberto: Pois já sai, querida. Voltei pra cobrar de você todos os vinte anos que passei naquele maldito lugar. Foi por sua culpa que fui parar lá e eu vou acabar com a sua raça!

Alicia entra na sala.

Alicia: Mãe! Quem foi que chegou aqui tão cedo?

Ela se assusta com a presença do homem.

Alicia: Mamãe esse homem é um ladrão! Tentou me atacar e roubar minha bolsa!

Vitória: Saia já da minha casa.

Alberto: Nós temos muito que falar.

Ela o empurra para fora da casa trancando a porta.

Vitória (grita/chora): Some daqui! E não volte mais ouviu?!

Alicia: Mãe, quem é esse homem, afinal?

Vitória: Não quero falar sobre isso. Se arrume, vamos viajar hoje mesmo.

Alicia: Mas era amanhã!

Vitória (brava): Arrume-se logo filha, não discuta!

Alicia: Hoje eu não vou. Fiquei de sair com o Tito, é a primeira vez que ele pode me levar em algum lugar com o dinheiro do trabalho dele! 

CENA 07 – CENTRO DO MÉXICO / EXT. / DIA. 

Niurka e Pérola caminham aflitas. 

Niurka: Enganamos direitinho a enfermeira.

Pérola: Temos que ir pra outro lugar, agora o Julio já sabe onde eu moro.

Niurka: Foi por uma burrice minha. Eu achei que ele estava arrependido de verdade. Anda devagar, Pérola, você acabou de parir!

Pérola: É, mas temos que nos afastar logo desse hospital. Eu não estou me sentindo muito bem. Deve ser o calor.

As duas caminham pelas ruas. Pérola com a menina recém-nascida nos braços.

Niurka (lembra-se): Meu Deus, o dinheiro!

Pérola: Que dinheiro?

Niurka: O que eu tinha levado pra pagar sua estada no hospital. Acabamos saindo de lá sem pagar e... Acho que o perdi na rua.

Niurka sai a procura do dinheiro, enquanto Pérola espera debaixo de uma árvore. Niurka se distrai e quase é atropelada.

Pérola: Tia Niurka! Cuidado!

Pérola se desespera e vai socorrer a tia. O motorista sai do carro, é Afonso.

Afonso: Meu Deus, tia Niurka?!

FADE IN: Poesía de amor – Café Quijano

Niurka caída se levanta com dificuldade e olha chorando emocionada.

Niurka: Cristian?

Pérola (pensa/espantada): Cristian?

Afonso abraça Niurka com força.

Afonso: Tia! Que saudades!

Niurka: Eu pensei que você estava morto, Cristian!

Afonso: Quase me mataram. O pai de Cristine quase tirou minha vida e eu perdi a memória, lembrava sempre vagamente de algumas coisas, mas nada que me pudesse fazer lembrar minha verdadeira origem. Mas há pouco sofri um acidente que me trouxe todas as lembranças, de Cristine, da senhora...

Niurka: Como está bonito e bem vestido! Pérola minha filha olha quem está aqui. Olha querida, quem está aqui!

Pérola: Senhor Afonso?

Niurka: Não, querida, o nome dele é Cristian. Ele é seu pai Pérola, seu pai! Cristian, essa aqui é a sua filha com Cristine.

Afonso olha emocionado. Pérola chora. Niurka pega o bebê.

Niurka: Abrace seu pai minha filha, abrace-o.

Afonso: Eu sabia! Eu sentia isso.

Eles se abraçam.

Afonso: Você é minha filha. Eu mesmo sem saber de nada, te procurei feito um louco todo esse tempo. Agora encontro você, minha filha e de Cristine. O fruto do meu amor com Cristine!

FADE OUT: Poesía de amor – Café Quijano

CENA 08 – HOSPITAL REGIONAL / CONSULTÓRIO JULIO / INT. / DIA.

A enfermeira tenta se explicar para Julio.

Julio: Mas como assim elas fugiram?

Enfermeira: Eu não sei doutor, me perdoe. Elas me enganaram!

Vitória entra na sala de Julio.

Vitória: Desculpe incomodar filho.

Julio: Não mãe, fique a vontade.

Vitória: Quero falar urgentemente com você, a sós.

Julio: Não ouviu enfermeira? A sós!

A enfermeira sai.

Vitória: Filho, você tem que me ajudar. Não podemos viajar hoje mesmo pra fazenda?

Julio se surpreende com a proposta.

CENA 09 – FAZENDA ESPERANÇA / MANSÃO / SALA DE ESTAR / INT. / DIA.

Sérgio e Camila voltam de viagem. Alma os recebe com surpresa.

Alma: Sérgio? Camila? O que fazem aqui?

Sérgio (sorrindo): Surpreso em nos ver novamente, tia Alma? Viemos aqui mostrar a nossa filha, não é Camila?

Camila (abatida): Sim, nossa filha.

Alma: Como?

Sérgio: Mostre a ela Camila.

Camila descobre o bebê em seus braços e mostra a Alma.

Sérgio: Camila estava grávida e não lhe contou nada. Aqui estão os exames de sangue provando que somos os pais dela. Viemos reclamar nossa herança... Minha herança!

novela de
Francyslaine Vicentini

elenco
 Thalia como Pérola
 Jorge Salinas como Julio
 Victoria Ruffo como Cristine
 Alberto Estrella como Zamack
 Sabine Moussier como Esmeralda
 Margarita Rosa de Francisco como Turquesa
 Rosa Maria Bianchi como Niurka
 Jaime Camil como Sergei
 Belinda como Dalila
 Fabián Robles como Escobar
 Eduardo Verástegui como Tito
 Danna Paola como Luana
 Alejandro Ávila como Sérgio
 Yadhira Carrillo como Camila
 Carlos Ponce como Luis Carlos
 César Evora como Afonso
 Eugenia Cauduro como Roberta
 Christopher Uckermann como Paulo
 Jesús Zavala como Felipe
 Jacqueline Andere como Vitória
 Jacqueline García como Alicia
 Manuel Ojeda como Alberto
 Kika Edgar como Milena
 Magda Guzmán como Tia Alma
 
 primeira fase
 Aracely Arámbula como Cristine
 Enrique Rocha como Franco
 Valentino Lanús como Christian
 Chantal Andere como Vitória
 Julio Bracho como Alberto
 David Ostrosky como Jourdan
 
 trilha sonora
 Regresa a mi – Thalia (abertura)
Tranquila - Thalía
La barca – Luis Miguel
Poesía de amor – Café Quijano

produção
 Bruno Olsen
 Diogo de Castro
 Renata Lopes


Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.



REALIZAÇÃO



Copyright 
© 2007 - WebTV
www.redewtv.com

Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

Compartilhe:

10 anos

A Prometida

Capítulos de A Prometida

Drama

No Ar

Romance

Comentários:

0 comentários: