A Prometida: Capítulo 07 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

A Prometida: Capítulo 07

Novela de Fran Vicentini
Compartilhe:







A PROMETIDA - CAPÍTULO 07
 

CENAS DO CAPÍTULO ANTERIOR:


Pérola se levanta e vai até o espelho. Penteia os cabelos e olha, orgulhosa, o colar de pérolas no seu pescoço. Acaricia.

Pérola (enigmática): Vou usá-lo no dia do casamento.

Fecha os olhos e sorri. Ao abrir novamente os olhos, pelo espelho, Pérola vê o reflexo de Cristine, vestida de preto a encarando friamente. Pérola se vira assustada com aquilo tudo.

Cristine (ódio): O que você está fazendo aqui sozinha? O que é isso no seu pescoço? Você roubou o colar da minha mãe?


       

CENA 01 – FAZENDA ESPERANÇA / CASA GRANDE / QUARTO ALMA / INT. / DIA 

Continuação do capítulo anterior. 

Pérola (assustada): Eu não roubei nada de ninguém. Esse colar é meu.

Cristine: Como conseguiu entrar aqui e pegá-lo?

Pérola: Ele é meu!

Cristine se aproxima de Pérola e puxa seu colar. Pérola o segura, acabam rebentando o colar de pérolas.

Pérola (chorando): Olha o que a senhora fez? Eu tinha esse colar desde criança! Minha tia me deu!

Cristine: Pois você não me engana se fazendo de santinha! Quem é você? Quem é? Vou chamar a polícia agora. Você invadiu a nossa casa e roubou uma joia de família.

CENA 02 – CIDADE DO MÉXICO / HOSPITAL REGIONAL / RECEPÇÃO / INT. / DIA

Movimentação calma nas dependências do hospital. Alicia e Julio se trombam no corredor.

Alicia (surpresa/feliz): Julio?! O que o doutor está fazendo aqui? Não está de férias?

Julio: Mas estava morrendo de saudades de você e por isso vim.

Alicia: Por favor, senhor Julio, não brinque comigo.

Julio: Que recepção é essa, gatinha? Até parece que não gosta mais de mim?

Alicia: Eu me arrependi muito de ter aceitado sair aquele dia com o senhor.

Julio: Foi um jantar maravilhoso e o beijo então, nem comento.

Alicia: Eu sei que o senhor tem muitas mulheres e por isso quero me afastar, quero esquecer o que sinto.

Julio (espantado): Você está apaixonada por mim?

FADE IN: Solo una vez – Axel

Alicia: Sim, doutor. Estou perdidamente apaixonada por você.

Julio (sorri sem graça): É, eu já estou indo embora, a gente se vê por aí.

Julio se retira. Alicia chora ao vê-lo sair.

Alicia: Eu já devia saber. Ele nunca vai me amar.

Ela sai dali desolada.

FADE OUT: Solo una vez – Axel

CENA 03 – FAZENDA ESPERANÇA / CASA GRANDE / SALA DE ESTAR / INT. / DIA

Pérola (chorando): Eu juro que não roubei nada, esse colar era meu.

Policial: Isso você vai ter que dizer quando chegarmos à delegacia.

Cristine: Leve essa ladra o mais rápido possível daqui. Eu não quero nem sequer vê-la mais.

Pérola (nervosa): Senhora, eu não sou uma ladra! Sou a namorada do Julio.

Cristine: Deixe de ser mentirosa, menina. O Julio ter uma namorada? Não me faça rir!

Pérola: Então chama a tia Alma e pergunta. Eu prefiro passar fome, morrer de fome, mas nunca roubaria nada de ninguém! Nunca o fiz e nunca o farei!

Policial: Chega de conversa, garota.

O policial puxa Pérola pelo braço e a leva para a delegacia. Alma chega e olha assustada o carro da policia se afastando.

Alma: O que houve aqui?

Cristine: Mandei que prendessem uma ladra.

Alma: Uma o que?

Cristine: Uma ladra! Ela roubou o colar de pérolas da minha mãe!

Alma: Pérola! Você mandou prender a Pérola?

Sérgio chega com Camila e ouve.

Sérgio: O que fizeram com a Pérola?

Cristine: Do que vocês estão falando?

Alma: Como foi capaz, Cristine?! Pobrezinha, Pérola é a namorada de Julio. Ela não roubou nada. Desde que chegou aqui já estava com aquele colar, e você sabe muito bem que seu pai tinha dado o colar a sua aman/

Cristine olha reprovando Alma. Sérgio fica curioso.

Sérgio: O meu pai deu o colar a quem?

Alma: Não é hora de ficarmos discutindo pra quem o senhor Franco deu o colar, temos que ajudar a menina!

Cristine: Meu pai não deu aquele colar de pérolas pra ninguém. Ele estava na minha caixinha de joias.

Alma: Você está ficando louca, Cristine? Como pôde deixar de ser aquela menina doce de antes pra se tornar essa mulher amargurada e que quer descontar seu ódio nos outros? Em pessoas inocentes que não tem culpa de sua desgraça!

Cristine: Eu não gosto de ter pessoas estranhas na minha casa.

Alma: Mas isso não te dá o direito de acusar injustamente a pobre da menina.

Sérgio: Se quiser, Cristine, posso ir com você retirar a queixa.

Cristine: Eu não vou a lugar nenhum.

Cristine sobe as escadas, revoltada, e Alma corre atrás dela.

Sérgio: Mas, eu vou lá à delegacia buscá-la!

Camila: Você conhece essa moça?

Sérgio: Claro que sim. É uma mulher lindíssima. Eu teria um imenso prazer em tê-la entre meus braços, e tenho certeza que ela é uma mulher completa, não como você, que não pode me dar um filho, ou melhor, uma filha!

Sérgio se retira deixando Camila arrasada.

CENA 04 – DELEGACIA / SALA DELEGADO / INT. / DIA.

Delegado: Você sabe que é muito sério o que você fez?

Pérola (grita): Eu não fiz nada!

Delegado: A família que você roubou esse colar é uma das mais tradicionais e ricas da região.

Pérola: Eu não roubei nada, porque aquele colar era meu! Será que ninguém vai acreditar em mim?

Delegado: E onde estão seus pais?

Pérola: Meu pai morreu e minha mãe eu não conheço.

Delegado: E você morava com quem?

Pérola: Eu? Eu... Bem, eu...

Delegado: Para de ficar enrolando e fala de uma vez!

Pérola: Eu moro sozinha, quer dizer, eu morava porque agora depois que eu conheci o Julio... Ele é meu namorado e/

Delegado: Que Julio? Julio Rivera? O irmão da senhora Cristine?

Pérola: É sim.

Delegado: Você é namorada dele?

Pérola: Sou sim, e vamos nos casar.

O delegado começa a rir.

Pérola: Do que o senhor está rindo?

Delegado: Você, uma menina ignorante, que se veste mal, pensa que pode ser a namorada deste senhor de uma família tão distinta! Por favor, garota, não minta pra mim!

Pérola: E o senhor para de rir! Eu sou pobre e ignorante sim! Mas, quando a gente ama alguém não importa o que ela tem e sim como ela é.

Delegado: Leve ela para a cela, Tomás!

O sargento se aproxima e Pérola se levanta.

Pérola: Eu não vou pra cela nenhuma! Eu não roubei nada e por isso não vou para essa porcaria!

Sargento (pega ela pelo braço): Você tem que ir!

Nervosa, Pérola acerta um tapa no policial.

Pérola: Isso é pra você aprender a tratar uma mulher. Olha o que fez no meu braço, seu...Seu bruto... Seu careca!

O delegado começa a rir daquela situação.

Delegado: Você vai ter que ir pra cela, menina. Você vai ter que esperar que a senhorita Cristine venha retirar a queixa.

Pérola acompanha o delegado forçada.

CENA 05 – CIDADE DO MÉXICO / BAR NO CENTRO / INT. / DIA

Julio chega a um bar bem frequentado e avista um homem que acena para ele.

Julio: Luis Carlos! E aí amigão? Como vai?

Ele se levanta. Se abraçam.

Luis Carlos: Quanto tempo, cara! Vou bem. E você? Como foi o esquema do testamento?

Julio: Você não imagina, senta aí.

Os dois sentam-se animados.

Julio: Meu pai estava doido quando fez aquilo, só pode.

Luis Carlos: Ele não deixou nada pra você?

Julio: Ele deixou uma parte pra Cristine é claro e a outra parte/

Luis Carlos: Pro Sérgio?

Julio: Não. Pra quem tiver a primeira neta dele, pra quem tiver uma filha. Foi tão exigente que até escolheu o sexo!

Luis Carlos: Nossa! Que coisa mais ridícula. E aí, o que você vai fazer?

Julio: O problema que tem uma condição. Essa filha tem que ser fruto de um casamento.

Luis Carlos: Então, sem chances, você perdeu tudo amigo. Seu irmão é casado e a qualquer momento pode/

Julio: Não perdi não. Eu vou me casar.

Luis Carlos quase cai da cadeira.

Luis Carlos: Você? Casar?

Julio: Sim, me casar com a minha queridinha e inocente.

Luis Carlos: Vamos ver, a mais inocente da suas deve ser... A Alicia?

Julio: Não, a Alicia é muito bonita, mas, eu não sei, pela Alicia eu sinto uma coisa diferente, um carinho especial, diferente do que eu sinto pelas outras mulheres.

Luis Carlos: Então não conheço, porque todas as suas mulheres não têm nadinha de inocência.

Julio: É uma coisinha linda que eu conheci aos arredores da fazenda.

Luis Carlos: Uma caipira?

Julio (ri): Mais que isso, uma cigana.

Luis Carlos: Cara, você enlouqueceu!

Julio: Não. Você precisa ver que coisa mais linda. É perfeita! Desde o corpo, o rosto, os olhos... É tão pura e tão inocente que dá vontade de/

O celular de Julio toca. Ele atende prontamente.

Julio: Tia Alma? O que houve?

Alma (off): Prenderam a sua namorada Julio, me perdoe, mas eu não pude fazer nada!

Julio sai nervoso e nem dá explicações ao amigo.

CENA 06 – TAKES EXTERNOS

FADE IN: Tranquila – Thalia ft. Fat Joe

Imagens externas da movimentação diária da cidade do México. Mostra os monumentos históricos. Corta para. Interior. Takes da Fazenda Esperança a noite. Corta para. 

FADE OUT: Tranquila – Thalia ft. Fat Joe

CENA 07 – DELEGACIA / SALA DO DELEGADO / INT. / NOITE.

Sérgio: Eu vim retirar a queixa. Perdoe minha irmã, senhor delegado, mas às vezes ela tem umas crises de nervo e perde o controle.

Delegado (estranha): Você está dizendo que sua irmã está louca? Eu vi a joia nas mãos da moça.

Sérgio: Sim, o colar era da moça. Nunca, Cristine nunca teve um colar de pérolas.

Delegado: O senhor tem voltar amanhã, com a sua irmã pra retirar a queixa, ou então não podemos fazer nada.

Sérgio mete a mão no bolso.

Sérgio: Nem se/

Delegado: Por favor, senhor Sérgio, nem cogite a possibilidade. Ou eu teria que tomar medidas cabíveis contra sua atitude.

Sérgio: Tudo bem. Tudo bem. Mas, eu poderia pelo menos vê-la?

No delegado.

CENA 08 – DELEGACIA / CELAS / INT. / NOITE.

Pérola chora. Está aflita sentada num canto.

Pérola: O que foi que eu fiz pra merecer uma coisa assim? Eu não roubei nada. Eu estava tão feliz.

Sérgio se aproxima da cela.

Sérgio: Pérola.

Ela se agarra nas grades.

Pérola: Você veio me tirar daqui?

Sérgio: Sim, mas/

Pérola: Mas, o que?

Sérgio: Só poderá sair daqui amanhã.

Pérola começa a chorar.

Sérgio: Ah, por favor. Não chore assim, me corta o coração ver uma menina assim tão linda com os olhos marejados de lágrimas.

Pérola: Eu não quero ficar aqui.

Sérgio: Não tenha medo, princesa. Eu vou fazer de tudo pra te tirar daqui hoje mesmo.

Julio chega e ouve tudo.

Julio: Princesa? Será que você esqueceu que é casado meu irmão?

Pérola (grita/chorando): Julio, você voltou?

Julio: Sim, Pérola. Não chore, eu vou tirar daqui. Já disse ao delegado que você é minha noiva e já paguei a sua fiança. E além de tudo a tia Alma veio depor a seu favor.

O policial abre a cela. Pérola corre e abraça Julio.

novela de
Francyslaine Vicentini

elenco
 Thalia como Pérola
 Jorge Salinas como Julio
 Victoria Ruffo como Cristine
 Alberto Estrella como Zamack
 Sabine Moussier como Esmeralda
 Margarita Rosa de Francisco como Turquesa
 Rosa Maria Bianchi como Niurka
 Jaime Camil como Sergei
 Belinda como Dalila
 Fabián Robles como Escobar
 Eduardo Verástegui como Tito
 Danna Paola como Luana
 Alejandro Ávila como Sérgio
 Yadhira Carrillo como Camila
 Carlos Ponce como Luis Carlos
 César Evora como Afonso
 Eugenia Cauduro como Roberta
 Christopher Uckermann como Paulo
 Jesús Zavala como Felipe
 Jacqueline Andere como Vitória
 Jacqueline García como Alicia
 Manuel Ojeda como Alberto
 Kika Edgar como Milena
 Magda Guzmán como Tia Alma
 
 primeira fase
 Aracely Arámbula como Cristine
 Enrique Rocha como Franco
 Valentino Lanús como Christian
 Chantal Andere como Vitória
 Julio Bracho como Alberto
 David Ostrosky como Jourdan
 
 trilha sonora
 Regresa a mi – Thalia (abertura)
Solo una vez – Axel
Tranquila – Thalia ft. Fat Joe

produção
 Bruno Olsen
 Diogo de Castro
 Renata Lopes


Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.



REALIZAÇÃO



Copyright 
© 2007 - WebTV
www.redewtv.com

Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

Compartilhe:

10 anos

A Prometida

Capítulos de A Prometida

Drama

No Ar

Romance

Comentários:

0 comentários: