A Prometida: Capítulo 04 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

A Prometida: Capítulo 04

Novela de Fran Vicentini
Compartilhe:







A PROMETIDA - CAPÍTULO 04
 

CENAS DO CAPÍTULO ANTERIOR:

Julio massageia o pé de Pérola e lentamente vai subindo sua mão pela perna dela, Pérola o empurra.

Pérola (brava): Não permito que você se aproveite de mim!

Julio olha espantado, de boba aquela menina não tinha nada.

Julio: Não, me desculpe. Por favor, me perdoe.

Pérola: Peço que o senhor não faça mais isso.

Julio: Não, imagina, não farei nunca mais. É que você é muito bonita, mexe muito comigo.

Silêncio. Julio observa a cigana, atento, lembra-se:

FLASHBACK,

“...e todo o restante do meu dinheiro deixo ao filho que primeiro me der uma neta, um fruto de um casamento... O primeiro dos meus filhos que tiver uma filha, isto, uma menina, nas condições que eu pedi, ficará responsável por toda minha herança...”.

Julio: Pérola, você por acaso gostaria de se casar assim com alguém como eu?

Pérola (assustada): Eu? Me casar com você?


       

CENA 01 – FAZENDA ESPERANÇA / CASA NO CAMPO / INT. / DIA. 

Continuação do capítulo anterior.

Julio (rindo): Não, eu não disse assim, se casar comigo... Mas se casar com alguém que não tivesse os mesmos costumes que você, que te levasse pra uma vida completamente diferente do que você viveu todos esses anos.

Pérola: Se eu tivesse apaixonada, quem sabe.

Julio: Sim, é o que eu esperava ouvir. Você é uma menina muito bonita e meiga, qualquer homem se sentiria honrado de ser seu marido. Olha, eu quero muito te ajudar, vou até lá em casa ver como está o humor dos meus estressados parentes, se tudo tiver ok eu venho te buscar, vou ver se a tia Alma te arranja um emprego de empregada, você quer?

Pérola (sorri): Sim! É tudo o que eu quero. Que Deus lhe abençoe. Obrigada!

Julio a abraça.

Julio: Não precisa me agradecer, você já é muito especial pra mim.(pensando) Você é o caminho da minha herança, minha Pérola!

CENA 02 – PERIFERIA DO MÉXICO / CASA VITÓRIA / INT. / DIA.

Vitória abre o jogo para a filha.

Vitória: Ele parou de ir me visitar, a essa altura o seu pai, que tinha matado um homem, foi preso.

Alicia: Meu Deus mamãe, isso tudo é horrível.

Vitória: Pois bem, eu descobri que estava esperando um filho do Franco e fui procurá-lo na fazenda, mais ou menos quando eu estava de quase sete meses.

FLASHBACK,

Franco (surpreso): Vitória? O que faz aqui? E assim?

Vitória: Ajuda-me por Deus! Não aguento mais essa dor!

Franco: Você está grávida?

Vitória: Acho que vai nascer o nosso filho.

Franco: Está maluca? Filho? Que filho você está falando?

O barulho do trovão assusta os meninos e Vitória grita de dor.

Franco: Como pode garantir que este filho é meu? Tem o imundo do seu marido no meio dessa história.

Vitória: Desde que você entrou na minha vida nunca mais fiquei com ele. Sabe muito bem que ele está preso!

Franco: Você está querendo me enganar. O velho golpe da barriga! Mas a única filha que eu tenho se chama Cristine.

Vitória: Como você pode ser tão cruel?! Tão cruel que foi capaz de matar o cigano!

Franco acerta um tapa em Vitória que cai no chão e começa a sentir as contrações do parto. Julio, ainda bem pequeno se sente muito mal com a cena que vê. Sérgio, com sete anos, observa calado.

Sérgio (pensa): Todos os homens têm que bater nas suas mulheres, assim como meu pai e o Franco fazem com a minha mãe.

Vitória começa a sentir as dores do parto e rapidamente é levada por Franco para fora dali.

FIM DO FLASHBACK,

Vitória: Nasceu então a sua irmã, tão fraquinha, que por pouco não morreu.

Alicia: Uma irmã? E onde eles estão agora mamãe? Onde estão meus irmãos?

CENA 03 – TAKES EXTERNOS

FADE IN: Humanos a Marte - Chayanne

Imagens do circo e sua movimentação. Acampamento cigano. Corta para. Imagem panorâmica da Fazenda Esperança. O dia passa e a lua aparece no céu. Corta para.

CENA 04 – FAZENDA ESPERANÇA / CASA NO CAMPO / INT. / NOITE.

FADE OUT: Humanos a Marte - Chayanne

Pérola anda impaciente de um lado para o outro. A porta se abre, é Julio.

Pérola: Você demorou!

Julio: Desculpa. Eu conversei com a tia Alma e perguntei pra ela se podia levar uma moça que tinha conhecido pra trabalhar lá na fazenda e ela disse que queria te conhecer.

Pérola: Que bom! Eu não sei fazer quase nada porque lá no acampamento a gente vivia livre e/

Julio: Tudo nessa vida se aprende. Eu queria muito ficar aqui com você, mas preciso ir dormir lá na fazenda. Amanhã bem cedo venho aqui te buscar. Dorme com os anjos.

Pérola: Obrigada por tudo, por tudo mesmo.

Eles trocam olhares.

CENA 05 – FAZENDA ESPERANÇA / CASA GRANDE / INT. / NOITE.

Milena (20 anos, morena) maneja bem a cadeira de rodas. Ela vai até onde Cristine está sentada, olhando fixamente, como se estivesse fora dali com seus pensamentos.

Milena: Mamãe, eu queria conversar com a senhora, eu me sinto tão sozinha. Mamãe, a senhora está bem? Mamãe?

Cristine (furiosa): O que você quer menina? Me deixe em paz!

Ela se levanta e sobe as escadas em direção ao quarto. Milena chora.

CENA 06 – PERIFERIA DO MÉXICO / CASA VITÓRIA / INT. / NOITE.

Vitória e Alicia colocam a mesa para o jantar.

Vitória: Onde eles estão... Isso eu não sei, Alicia. Só me sobrou você. Só você.

Alicia abraça a mãe.

FADE IN: La barca – Luis Miguel

Alicia: Me perdoa por gritar com a senhora daquela maneira mamãe, de dizer que a odiava, eu a amo muito, e sinto raiva só de pensar o quanto à senhora sofreu.

Vitória: Tudo bem, querida. Tudo bem.

Alicia: Mas me conte, mamãe. Como este homem roubou meus irmãos?

Vitória e Alicia sentam-se nas cadeiras da mesa.

Vitória: Depois que a sua irmãzinha nasceu eu tive uma conversa séria com o Franco.

FLASHBACK,

Vitória: E agora o que hei de fazer com quatro crianças? Como vou sustentá-las?

Franco: Não se preocupe. Ficarás em minha casa, mas como criada. Até que Cristine compreenda a nossa situação. Com certeza você irá conquistar a amizade dela e me ajudará.

Vitória: Ajudar em que?

Franco (nervoso): Cristine espera um filho. E você vai me ajudar quando ele nascer.

FIM DO FLASHBACK,

Vitória: E assim se passaram uns dois meses e a filha de Franco deu a luz. Era uma forte menina. O parto foi muito difícil e Cristine não teve forças pra se manter acordada. (séria) Foi aí que eu descobri o quanto Franco era cruel e frio.

FLASHBACK,

Vitória (encantada): É um anjinho!

Franco: Chegou o momento de você provar o amor que tem por mim.

Vitória: Te provar? Mas como? Sabe que eu te amo mais que tudo em minha vida.

Franco: Desapareça com a filha de Cristine! Suma com ela! Melhor que seja pra outra cidade.

Vitória: Enlouqueceu? Sua neta é um anjinho de Deus! E como vai sofrer sua filha! Não pensa nela? Não pensa?

Franco: Cristine esquecerá!

Vitória: Uma mãe nunca se esquece um filho!

Franco: Faça o que te mando ou não te ajudarei em mais nada.

Vitória: Você não pode fazer isso!

Franco: Vá depressa antes que essa desmiolada acorde.

Vitória: E depois?

Franco: Depois que abandonar a menina, volte. Prometo que me casarei com você e cuidaremos dos seus filhos.

Vitória: Jura que vai se casar comigo? Jura?

Franco: Prometo. Te amo muito! Vá logo meu amor, por favor. Leve Alicia contigo, essa menina fica insuportável quando você não está perto.

Vitória: A minha princesinha não fica longe da mamãe. Cuida bem dos meus meninos e da Milena também.

Franco: É claro, meu amor. É claro que sim.

FIM DO FLASHBACK,

Vitória: E eu saí com você e o bebezinho. Fui pra outra cidade, Alicia. Bem perto de onde eu estava tinha um circo repleto de ciganos. E você minha filha estava com muita febre. Eu estava desesperada, me aproximei do circo a fim de pedir ajuda.

FADE OUT: La barca – Luis Miguel

FLASHBACK,

Vitória: Preciso de um pouco de água, senhora. Minha filha tem febre.

Niurka, extremamente mais jovem e bem vestida com extravagância, olha surpresa para o bebê que está na cestinha.

Niurka: Minha menina... Minha menina querida!

FIM DO FLASHBACK,

Vitória: Eu me assustei ao ver a cigana dizer aquilo para o bebê, era como se ela a conhecesse. Esta mulher saiu para buscar água. Eu pensei bem, queria voltar o mais rápido possível e vendo o quanto a cigana gostara da filha de Cristine resolvi deixá-la ali mesmo. Saí rapidamente junto a você Alicia, com o coração cortado em deixar aquela pequenina sozinha no meio daquele povo. E voltei para a fazenda do Franco, quando cheguei lá ele já não estava mais. Ele fugiu! O maldito fugiu com Cristine e meus filhos, fugiu para fora do país. E eu nunca mais os vi! Nunca mais os vi!

Alicia: A senhora não os procurou mais mamãe?

Vitória: Não, vim pra capital, me lembrei do colar de pérolas que o Franco tinha me dado. Se eu o vendesse, certamente teria dinheiro para algum tempo, mas percebi que ele tinha sumido, acho que o perdi, e como não consegui emprego tive que me prostituir. Foi horrível filha, mas eu não pude fazer mais nada. 

Alicia: Eu juro mamãe, eu juro que vou fazer de tudo pra encontrar meus irmãos. 

CENA 07 – FAZENDA ESPERANÇA / CASA GRANDE / QUARTO CRISTINE / INT. / NOITE.

Cristine anda de um lado para outro.

Cristine (raiva): Milena não é minha filha! Aquela aleijada não é minha filha!

Cristine começa a chorar e se recorda de quando acordou depois do parto.

FLASHBACK,

Franco: Aqui está Cristine, aqui está sua filhinha.

Cristine não sente emoção alguma. Sente-se mal como se aquele bebê não fosse seu. Um ódio vai crescendo em seu coração. Um ódio por Cristian, um ódio por seu pai, um ódio pela indefesa menininha.

Cristine (gritando/ desesperada): Tire essa menina daqui! Não a quero perto de mim! Não a quero!

As lembranças, as palavras duras do pai, a previsão da cigana giram na cabeça de Cristine. Ela tem uma crise nervosa. Levanta-se e começa a bater no pai com uma louca.

Cristine: Essa menina! Não é minha filha! Não é!

Franco, com ajuda dos empregados, amarram Cristine que grita desesperada.

FIM DO FLASHBACK,

CENA 08 – FAZENDA ESPERANÇA / CASA NO CAMPO / INT. / DIA SEGUINTE.

Julio: Me desculpa a demora pra vir te buscar Pérola, tive que resolver umas coisas. E aí linda? Dormiu direitinho?

Pérola: Mais ou menos, eu fiquei com um pouco de medo por que estava sozinha.

Pérola sorri e Julio lhe entrega um vestido.

Julio: Toma, foi tudo o que eu consegui. Imagina você chegar lá na casa vestida de noiva, a tia Alma vai ter um troço! E deixa eu te pedir uma coisa, jamais diga nem pra tia Alma e nem pra ninguém daquela casa que você é uma cigana, minha irmã Cristine te expulsaria de lá sem piedade! Ela tem nojo dos ciganos.

Pérola: Eu prometo.

Julio: Se troque então!

Pérola: O senhor poderia sair...

Julio (ri): Claro. Eu queria ficar, mas... Mentira, estou brincando!

Ela ri. Julio sai. Pérola fecha a cortina.

CENA 09 – FAZENDA ESPERANÇA / CASA NO CAMPO / EXT. / DIA.

Julio tenta olhar pela janela.

Julio: A menina é esperta, e parece que já me conhece, fechou as cortinas pra que eu não visse nada. (impaciente) Mas que demora, ela está se trocando ou fazendo o vestido?

Pérola abre a porta e ainda está vestida de noiva.

Julio: Você ainda não se trocou?

Pérola: Eu tenho muita vergonha de admitir, mas... Eu não consigo desabotoar meu vestido de noiva. Eu tentei, mas não consigo.

Julio (sorri/entra): Ah é isso? Vem aqui, eu desabotoo pra você com o maior prazer.

Pérola: É que eu/

FADE IN: La apuesta - Erik Rubin feat. Thalia

Julio lentamente começa a desabotoar o vestido de Pérola sem que ela tenha chance de falar algo. Ela se sente muito constrangida, mas gosta. Ele a observa com desejo, admirando cada curva da cigana. Pérola esboça um riso tímido.

Julio (pensando): Que coisa mais linda meu Deus! (fala) Quem fez esse vestido pensou em deixar o noivo louco, quantos botõezinhos!

Perola (ri): Eu acho que agora já está bom. Eu posso tirá-lo assim mesmo.

Julio toca as costas de Pérola, de imediato ela se vira e acerta um tapa nele.

FADE OUT: La apuesta - Erik Rubin feat. Thalía

Julio: Ficou louca menina?

Pérola (chora): Eu pedi que o senhor não tentasse mais abusar de mim. O senhor está pensando que porque me ofereceu ajuda está no direito de fazer o que quer comigo? Eu não quero mais aceitar sua ajuda! Eu vou embora pois/

Julio segura Pérola com força.

Julio: Você não vai sair daqui! Pode ser que você não acredite, mas eu sou sincero. Você não pode ir porque eu estou/

Uma mulher se aproxima inesperadamente.

Mulher: Quem é essa menina Julio?

Eles se viram assustados.

novela de
Francyslaine Vicentini

elenco
 Thalia como Pérola
 Jorge Salinas como Julio
 Victoria Ruffo como Cristine
 Alberto Estrella como Zamack
 Sabine Moussier como Esmeralda
 Margarita Rosa de Francisco como Turquesa
 Rosa Maria Bianchi como Niurka
 Jaime Camil como Sergei
 Belinda como Dalila
 Fabián Robles como Escobar
 Eduardo Verástegui como Tito
 Danna Paola como Luana
 Alejandro Ávila como Sérgio
 Yadhira Carrillo como Camila
 Carlos Ponce como Luis Carlos
 César Evora como Afonso
 Eugenia Cauduro como Roberta
 Christopher Uckermann como Paulo
 Jesús Zavala como Felipe
 Jacqueline Andere como Vitória
 Jacqueline García como Alicia
 Manuel Ojeda como Alberto
 Kika Edgar como Milena
 Magda Guzmán como Tia Alma
 
 primeira fase
 Aracely Arámbula como Cristine
 Enrique Rocha como Franco
 Valentino Lanús como Christian
 Chantal Andere como Vitória
 Julio Bracho como Alberto
 David Ostrosky como Jourdan
 
 trilha sonora
 Regresa a mi – Thalia (abertura)
Humanos a Marte - Chayanne
La barca – Luis Miguel
La apuesta - Erik Rubin feat. Thalia

produção
 Bruno Olsen
 Diogo de Castro
 Renata Lopes


Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.



REALIZAÇÃO



Copyright 
© 2007 - WebTV
www.redewtv.com

Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

Compartilhe:

10 anos

A Prometida

Capítulos de A Prometida

Drama

No Ar

Romance

Comentários:

0 comentários: