O Dom - Vidas do Árido: 1x07 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

O Dom - Vidas do Árido: 1x07

Série de Vitor Zucolotti
Compartilhe:

 





O DOM - VIDAS DO ÁRIDO



NO SEXTO EPISÓDIO


DOMÊNICO

Deixe-me tentar. Tente se desligar! Não pense em nada. Só pense no seu filho. Ele vai chegar...

 

ALICE SUSPIRA, VIRA-SE PARA DOMÊNICO. ACENA A CABEÇA POSITIVAMENTE. DOMÊNICO SE APROXIMA. BEIJA A TESTA DE ALICE. EM SEGUIDA AS PALPEBRAS DOS OLHOS. A BOCA.

 

ALICE (olhando ao redor)

Aqui? Alguém pode aparecer.

 

DOMÊNICO PEGA ALICE PELA MÃO. NO PLANO SEQUÊNCIA, SOMOS LEVADOS A UM OUTRO CÔMODO, UMA ESPÉCIE DE SALA. ELE ABRE UMA PORTA E ENTRA JUNTO COM ALICE. FECHA A PORTA. ALICE OBSERVA O ESPAÇO, DE COSTAS PARA DOMÊNICO. O CURANDEIRO TIRA AS ROUPAS. FICANDO NU. ALICE O OBSERVA.

 

DOMÊNICO

Lembre-se: eu posso lhe dar um filho...

***

FIGUEIRA

Você é mesmo uma seca! Diabo! Maldita hora que eu me casei com você! E ainda por cima fiz filhos. Eu deveria era te abandonar, deixar essa casa aqui e procurar alguém melhor, sabe?

 

MARINALVA

E quem iria lhe querer, hein?

 

FIGUEIRA

Qualquer moça mais jovem, mais viçosa... Que queira um homem de fibra, um homem estabelecido na vida. Sabe a Dorinha?

 

MARINALVA

O que tem Dorinha nessa história? O que ela tem com isso?

 

FIGUEIRA

Seria uma ótima esposa. Quieta e sonsa. Com carinha de santa, acompanhando a missa... Mas deve ter um fogo daqueles. E se bobear deve liberar até atrás!

 

MARINALVA (avançando pra cima de Figueira)

Não fale assim...

 

MARINALVA ANTES DE PENSAR E DAR UM TAPA NA CARA DO MARIDO, LEVA UM. DEPOIS O MARIDO A EMPURRA DERRUBANDO A BEATA NO CHÃO.

 

FIGUEIRA (olhando a esposa no chão)

Inferno! Vá preparar meu prato que eu vou tomar banho! E nunca mais tente levantar essa sua mão pra mim, entendeu?

***

RITINHA

Eu to grávida, meu Dom! Nós vamos ter um bebê!

 

RITINHA SORRI, TONHO A ABRAÇA. DOMÊNICO SE LEVANTA E ABRAÇA A MOÇA. OS TRÊS SE ABRAÇAM.

 

DOMÊNICO

Fico muito feliz por vocês dois! Um filho de vocês dois. Uma família.

 

O SORRISO NO ROSTO DE RITINHA SOME. TONHO TAMBÉM MUDA O SEMBLANTE.

 

DOMÊNICO

O que houve? Por que estão com essas caras?

 

RITINHA

Eu, eu não sei de quem é o filho. A criança pode ser do Tonho, como pode ser teu também!

 

TONHO

É um filho nosso, meu Dom. É uma cria de nós três!

 

DOMÊNICO

Não. Esse filho é de vocês. Eu não tenho família e nem vou ter. Eu amo vocês, amo muito. Mas o casamento é de vocês.

***

EMERENCIANO

Que mentira é essa? Que história é essa que você está falando?

 

RAIMUNDA

Domênico é meu filho! Eu tive um caso com teu pai e engravidei! O teu pai é pai também do homem que você diz que é um pecador. O homem que você tenta esconder que deseja, que quer ele, que quer experimentar da carne dele... Esse homem é teu irmão! Domênico é teu irmão!



1x07


CENA 1 / IGREJA – PRÓXIMO AO CONFESSIONÁRIO / DIA


CONTINUAÇÃO IMEDIATADA DA CENA ANTERIOR. EMERENCIANO LARGA OS BRAÇOS DE RAIMUNDA E SE AFASTA.

 

EMERENCIANO (INCRÉDULO)

Você enlouqueceu...

 

RAIMUNDA (FIRME)

Você sabe que não...

 

RAIMUNDA SE APROXIMA DO PADRE, ELE VAI SE AFASTANDO.

 

EMERENCIANO (QUASE SUSSURA, COMO SE QUISESSE NÃO ESPALHAR A NOTÍCIA PELA IGREJA VAZIA)

Você mente! Sua herege!!!

 

RAIMUNDA

Você está se sentindo sujo, né? Um padre, desejar o próprio irmão... Já seria errado uma mulher! Um homem, então? Imagina!

 

EMERENCIANO ACABA SE DESEQUILIBRANDO E CAI NO CHÃO.

 

RAIMUNDA (OBSERVANDO O PADRE DE CIMA)

Sua perseguição à Domênico é gratuita! É inveja, é tudo junto... Um misto de sentimentos tão vis! Você se tornou um ser humano imprestável! Horrível!

 

EMERENCIANO (EXPLODE, AINDA CAÍDO NO CHÃO)

Saí daqui! Some daqui! Sua mentirosa! Sua louca! Saí daqui! Saí Daqui!

 

RAIMUNDA OBSERVA EMERENCIANO. BALANÇA A CABEÇA NEGATIVAMENTE E SAI.

CORTA PARA

 

CENA 2 / IGREJA – PARTE CENTRAL / NOITE – PLANO SEQUÊNCIA

PADRE EMERENCIANO ESTÁ COM A BATINA COMPLETA. CELEBRA A MISSA. NOS BANCOS ESTÃO MARINALVA, FIGUEIRA, DORINHA, NESSA ORDEM. DO OUTRO LADO, TAMBÉM NOS BANCOS, ESTÃO ALICE, DANIEL E INOCÊNCIA. ATRÁS DELES, DORIANO. UM VENTO FORTE COMEÇA A SER OUVIDO DE DENTRO DA IGREJA. A PORTA CENTRAL SE ABRE TOTALMENTE, FAZENDO UM ESTRONDO IMENSO. TODOS OLHAM PARA ELA. A LUZ FORTE DA LUA, FORMA UMA SILHUETA QUE SE APROXIMA DA IGREJA. DOMÊNICO ESTÁ NO CENTRO, ALMEIDA E TONHO AO LADO. ELES CAMINHAM PARA DENTRO DA IGREJA. COM O ESPAÇO VEMOS QUE RAIMUNDA E RITINHA TAMBÉM ESTÃO ATRÁS DELES. TODOS VESTEM UMA TÚNICA PRETA, UMA ESPÉCIE DE CAPA. O QUE CHAMA ATENÇÃO É O ROSTO DE DOMÊNICO. UMA MAQUIAGEM CARREGADA, LÁBIOS PINTADOS DE ROXO, OLHOS DOURADOS NUMA SOMBRA TRANSFORMISTA. EMERENCIANO O OLHA INCRÉDULO. DOMÊNICO TIRA A CAPA. ESTÁ VESTINDO APENAS UMA SUNGA PEQUENA, DE LANTEJOULAS E TEM NA CINTURA UMA ESPÉCIE DE CINTO COM FRANJAS DOURADAS, EMULANDO UMA SAIA. O CORPO ESTÁ COM PURPURINA VERMELHA. NAS ORELHAS, DOIS BRINCOS IMENSOS. ESTÁ DE SALTO ALTO E UMA MEIA QUE VAI ATÉ METADE DA COXA.

MÚSICA ON: DANÇAR PARA NÃO DANÇAR – RITA LEE

DOMÊNICO COMEÇA A DANÇAR. E SE APROXIMAR DO ALTAR. ALMEIDA E TONHO RETIRAM SUAS CAPAS. ESTÃO, CADA, COM UMA PEÇA QUE COBRE SEUS SEXOS, MAS DEIXAM A BUNDA A MOSTRA. SAPATOS DE SALTO PLATAFORMA, PRETOS. E SEGUEM O RITMO DE DOMÊNICO. AVANÇANDO PARA CHEGAR AO ALTAR. RITINHA JÁ ESTÁ SEM A CAPA, DE CINTA-LIGA E ESPARTILHO, MAQUIAGEM PESADA. PASSA POR ENTRE OS QUE ESTÃO SENTADOS. SENTA-SE NO COLO DE DORIANO E LHE BEIJA A ORELHA. NA SEQUÊNCIA, LAMBE O ROSTO DE INOCÊNCIA. SENTA-SE EM CIMA DE DANIEL, LE BEIJA A BOCA E DEPOIS, RASGA SUA CAMISA DE BOTÃO. QUANDO CHEGA PERTO DE ALICE, A LEVANTA, E COMEÇA A PASSAR A MÃO EM SEU CORPO.

NESSE MOMENTO, RAIMUNDA, NUM VESTIDO CURTO VERMELHO, MEIA CALÇA ARRASTÃO AVANÇA ATÉ O ALTAR, CHEGA PERTO DE EMERENCIANO QUE ESTÁ PARALISADO. ABRAÇA O PADRE POR TRÁS, DANDO-LHE BEIJOS NO PESCOÇO, NAS ORELHAS.

RITINHA ACABA DE TIRAR A CALÇA DE DANIEL, LHE DEIXANDO DE CUECAS. ENQUANTO OS OUTROS ESTÃO SE DESPINDO. ELA SEGUE PARA OS BANCOS ONDE ESTÃO MARINALVA, FIGUEIRA E DORINHA. A BEATA JÁ ESTÁ DE PÉ, COM O ROSTO IMPASSÍVEL. RITINHA PEGA A MÃO DE MARINALVA E COLOCA EM SEU PEITO. MARINALVA MUDA A FEIÇÃO. ESTÁ GOSTANDO. POR CONTA PRÓPRIA, ALISA O RESTO DO CORPO DE RITINHA, QUE ESTÁ LHE TIRANDO A ROUPA TAMBÉM. FIGUEIRA E DORINHA SE OLHAM, COMEÇAM A SE ABRAÇAR E A RETIRAR AS ROUPAS TAMBÉM.

RAIMUNDA PUXA EMERENCIANO PARA A FRENTE DO ALTAR. O COLOCA NO CHÃO, PERTO DOS BANCOS. A ESSA ALTURA, TONHO E ALMEIDA, ESTÃO COLANDO OS BANCOS DE FORMA QUE ABRA ESPAÇO NA IGREJA. DANIEL, DE CUECA; FIGUEIRA, COM A CAMISA ABERTA E DORIANO, SEM CAMISA; AJUDAM. MARINALVA E DORINHA ESTÃO SÓ DE LINGERIE. INOCÊNCIA E ALICE DE CALÇINHAS, PEITO NU, AO LADO DE RITINHA. DANÇAM ENVOLTA DE DOMÊNICO.

AS MULHERES AVANÇAM EM EMERENCIANO, LHE RETIRANDO TODA A BATINA. POR BAIXO O QUE SE VÊ É UMA VESTIMENTA PARECIDA COM A DE DOMÊNICO: UMA SUNGA MICRO DE LANTEJOULAS. O MESMO CINTO DE FRANJA, QUE EMULA UMA SAIA, SÓ QUE EM TONS VERMELHOS. RAIMUNDA, TIRA UM SALTO DE TRÁS DO ALTAR E VESTE O PADRE. AS MENINAS COMEÇAM A MAQUIAR EMERENCIANO.

DOMÊNICO COMEÇA A ABRAÇAR EMERENCIANO E OS DOIS DANÇAM. OS DEMAIS DANÇAM AO REDOR, SE ABRAÇANDO, SE BEIJANDO. DOMÊNICO BEIJA EMERENCIANO E VAI SE DISTANCIANDO. ELE TENTA IR JUNTO, MAS TONHO, ALMEIDA E DANIEL SE APROXIMAM. ELES COMEÇAM A ABRAÇAR EMERENCIANO. SEGURAM SUAS MÃOS, A PUXANDO, PARA QUE TOQUE OS CORPOS DOS RAPAZES. DOMÊNICO OBSERVA, AGORA DA PORTA DA IGREJA.

MÚSICA OFF: DANÇAR PARA NÃO DANÇAR – RITA LEE

DOMÊNICO ESTÁ NA ENTRADA DA IGREJA, ROUPAS NORMAIS. EMERENCIANO LEVA UM SUSTO. OLHA AO REDOR E NÃO VÊ NADA. AO SE OLHAR, PERCEBE QUE CONTINUA DE BATINA.

 

DOMÊNICO (da porta da igreja. Fala sem emitir som. Leitura labial)

Viado!

CORTA PARA

 

CENA 3 / IGREJA – QUARTO DE EMERENCIANO / INT. NOITE

EMERENCIANO ACORDA ASSUSTADO. ESTÁ SUADO. ARRANCA O LENÇOL QUE LHE COBRE.

EMERENCIANO

Maldito!

CORTA PARA

 

CENA 4 / IGREJA – SACRISTIA / INT. DIA

LETREIRO: UMA SEMANA DEPOIS

EMERENCIANO ESTÁ NA SACRISTIA COM AS BEATAS, ENTRE ELAS DORINHA E MARINALVA.

 

MARINALVA

Padre, o senhor pode nos explicar o porquê dessa reunião, tão urgente?

 

DORINHA

O senhor tem alguma novidade para nos contar?

 

EMERENCIANO (ANDANDO DE UM LADO PARA O OUTRO E IGNORANDO AS PERGUNTAS)

Estão todas aqui? (Observa como se contasse as fiéis) Sim! Todas aqui! A situação é a seguinte: hoje, logo mais à tardinha vamos receber uma visita em nosso vilarejo.

 

AS BEATAS SE ENTREOLHAM.

 

MARINALVA

Mas o senhor não nos disse nada! Temos que preparar algo para recepcionar... Quem é a pessoa?

 

EMERENCIANO

O Padre Jacinto.

 

DORINHA

E o que ele vem fazer aqui?

 

EMERENCIANO

Ele vem nos ajudar a acabar, de uma vez por todas, com a farsa que é o Domênico.

 

MARINALVA

Mas isso é maravilhoso!

 

EMERECIANO

Eu já dei um jeito dele ser bem acomodado aqui na igreja. Ofereci meus aposentos a ele, vou ficar num outro canto... Qualquer sacrifício é válido para tirarmos esse homem daqui! Para desmascarar a heresia em pessoa!

 

AS BEATAS BATEM PALMAS ESFUZIANTES.

 

MARINALVA

Pode contar conosco para o que precisar, Padre! Nós somos fiéis, tementes a Deus e vamos ajudar o senhor a combater esse emissário do coisa ruim, aqui em nossa Riqueza!

 

EMERENCIANO

Eu vou precisar muito de vocês. Se o Padre Jacinto não resolver esse problema... Vamos precisar nos unir. Vamos precisar extirpar esse mal da nossa terra.

CORTA PARA

 

CENA 5 / CASA DE DOMÊNICO – SALA DOS MILAGRES / INT. DIA

ALICE ENTRA NA SALA DOS MILAGRES. DOMÊNICO SE PREPARA PARA ATENDER. AINDA ESTÁ NOS PREPARATIVOS.

ALICE

Olá!

 

DOMÊNICO OLHA PARA TONHO E ALMEIDA, ELES DEIXAM A SALA.

 

DOMÊNICO

Oi. Parece bem...

 

ALICE

Eu estou. Estou bem. E você?

 

DOMÊNICO SENTA-SE.

 

DOMÊNICO

Sente-se. Você não veio falar sobre a minha pessoa.

 

ALICE (SE ACOMODA EM UMA CADEIRA)

Não... Não vim falar diretamente sobre você, mas envolve você de certa forma.

 

DOMÊNICO

Deu certo, né?

 

ALICE

Deu sim. Eu estou grávida...

 

DOMÊNICO

Que notícia boa. É uma boa notícia né? Não estou vendo o brilho no olhar característico de quem teve um sonho realizado, ou está pra se realizar.

 

ALICE

Esse filho é seu.

 

DOMÊNICO

Não, não é meu. Na realidade eu não sei se você está me perguntando ou afirmando. O que é?

 

ALICE

Eu não sei! Eu acho que é seu. Eu sinto que... A gente transou...

 

DOMÊNICO

E assim que você chegou em casa também se deitou com o seu marido, como eu lhe pedi. Certo?

 

ALICE

Certo.

 

DOMÊNICO

Então o filho é de vocês! Eu não sou pai da sua criança, Alice. Eu só lhe concedi algo... Não posso dizer se te curei ou, se através de você, foi o doutor que curou... Mas sei que essa criança no teu ventre é inteiramente sua.

 

DOMÊNICO SE LEVANTA, VAI ATÉ ALICE, AGAICHA EM SUA FRENTE, SE APOIA NOS JOELHOS DA MULHER.

 

DOMÊNICO

Não se aflige! Você não traiu ninguém. Você só pediu a cura e o seu milagre aconteceu. Vá em paz, Alice. Confia.

 

MÚSICA ON: LUA NOVA – EDU LOBO  

DOMÊNICO DÁ UM BEIJO NA TESTA DA MULHER. ELA RECEBE O AFAGA DE OLHOS FECHADOS. ANTES DE ELE TERMINE O BEIJO, ALICE PEGA A MÃO DE DOMÊNICO E A LEVA ATÉ SEU SEIO. ELE A OBSERVA. ALICE ESTÁ DE OLHOS FECHADOS. A BOCA SEMI ABERTA, EM DESEJO. ELE DEIXA QUE A MULHER GUIA A SUA MÃO PELO SEIO, EM SEGUIDA, ELA LEVA A MÃO DO CURANDEIRO ENTRE AS SUAS PERNAS. DOMÊNICO RETIRA A MÃO E DÁ UM BEIJO NA BOCA DE ALICE. OS DOIS COMEÇAM A SE BEIJAR. DOMÊNICO BEIJA O COLO DE ALICE, UM DOS SEIOS, O QUE ESTÁ PARA O LADO DE FORA DO VESTIDO. ELE CAMINHA ATÉ CHEGAR NA VAGINA DA MULHER E COMEÇA A LHE FAZER SEXO ORAL. ALICE COMEÇA A GEMER, DE INÍCIO BAIXINHO, EM SEGUIDA ALTERNANDO ENTRE MÉDIO E BAIXO. ELA PUXA A CABEÇA DO CURANDEIRO, O RETIRANDO DO MEIO DE SUAS PERNAS. OLHA FIXO EM SEUS OLHOS. SE VIRA DE COSTAS. LEVANTA O VESTIDO.

 

ALICE

Mete em mim! Come a minha bunda.

 

DOMÊNICO ARRANCA A ROUPA.

 

DOMÊNICO

Tem certeza?

 

ALICE

Mete!

 

DOMÊNICO, TOTALMENTE NU, COSPE NA MÃO, E LEVA AO TRASEIRO DE ALICE. EM SEGUIDA ELE ENTRA. ALICE GRITA.

MÚSICA OFF: LUA NOVA – EDU LOBO  

CORTA PARA

 

CENA 6 / BAR DE DORIANO / INT. DIA

DORIANO ESTÁ NO BAR. ELE ATENDE FIGUEIRA DE UM LADO E ALMEIDA NA OUTRA PONTA DO BALCÃO. VEMOS DORINHA PASSANDO NA RUA. ELA PERCEBE A PRESENÇA DE FIGUEIRA NO BAR E IGNORA. PERCEBE TAMBÉM ALMEIDA E ACENA COM A CABEÇA.

 

ALMEIDA (DANDO UMA ÚNICA GOLADA NO COPO DE CACHAÇA)

Doriano, pendura aí, que eu volto amanhã.

 

ALMEIDA SAI. FIGUEIRA OBSERVA.

 

FIGUEIRA

Até parece que ninguém sabe para onde tá indo o capataz do capeta

 

DORIANO

Não se mete na vida dos outros, Seu Figueira...

 

FIGUEIRA

Ele vai dar um trato na beatinha. Aquela Dorinha é uma gostosa. Né Doriano?

 

DORIANO

É sim! É uma menina linda! Bonita de se vê, de se admirar... Mas não é para o nosso bico!

 

FIGUEIRA

Você que pensa, Doriano. Você que pensa!

 

FIGUEIRA VIRA O COPO DE UMA VEZ. JOGA UMA NOTA NO BALCÃO.

 

FIGUEIRA

Cobra a minha é a do capataz do capeta.

 

FIGUEIRA SAÍ. DORIANO OBSERVA. O CLIENTE ESTÁ INDO NA MESMA DIREÇÃO QUE ALMEIDA.

 

DORIANO

Esse homem tá procurando sarna para se coçar.

CORTA PARA

 

CENA 7 / RUAS DE RIQUEZA / EXT. DIA

FIGUEIRA SEGUE DORIANO. O CAPATAZ DE DOMÊNICO ESTÁ INDO ATRÁS DE DORINHA. OS TRÊS PASSAM PELAS CASAS DO VILAREJO, ATÉ CHEGAREM, CADA QUAL A SUA DISTÂNCIA, PERTO DE UMA ÁREA DE MATA E UM PEQUENO E TÍMIDO RIACHO. FIGUEIRA CONSEGUE SE ESCONDER, ESGUEIRA-SE ATRÁS DE UM ARBUSTO SECO.

CORTA PARA

 

CENA 8 / RIACHO / EXT. DIA.

ALMEIDA ABRAÇA DORINHA E TENTA LHE BEIJAR. ELA DESVENCILHA.

MÚSICA ON: BORBOLETA – ALCEU VALENÇA

 

ALMEIDA

Ué... Por que você me chamou? Pensei que queria alguma coisa.

 

DORINHA

E quero. Mas não é isso, não.

 

ALMEIDA (PREOCUPADO)

E o que é? Aconteceu alguma coisa?

 

DORINHA

Eu acho melhor a gente parar com isso...

 

ALMEIDA

Então a gente para. Cê quer juntar comigo?

 

DORINHA

Não.

 

ALMEIDA

Eu não to entendendo. Então o que você quer?

 

DORINHA (EXPLODE)

Eu não quero mais fazer essas coisas contigo! Eu não quero mais que você me chupe, eu não quero mais chupar você! Eu quero parar com essa sem vergonhice! Eu não aguento mais viver nesse pecado...

 

DORINHA COMEÇA A CHORAR.

 

ALMEIDA

Eu pensava que você gostava do que a gente fazia. Se te incomoda tanto...

 

DORINHA

A gente não pode mais se ver. Eu não quero mais nada.

 

DORINHA SAÍ CORRENDO. ALMEIDA FICA PARADO, VENDO A JOVEM INDO EMBORA. ELE SE DESPE. NU ENTRA NO RIACHO. ALI SE BANHA.

MÚSICA OFF: BORBOLETA – ALCEU VALENÇA

CORTA PARA

 

CENA 9 / RUA PERTO DA IGREJA / EXT. TARDE

VÁRIAS PESSOAS ESTÃO PRÓXIMAS A IGREJA. EMERENCIANO E AS BEATAS TAMBÉM.

 

EMERENCIANO

Quem foi a abençoada que falou da chegada do Padre?

 

MARINALVA

Não faço ideia, Padre. Mas o senhor sabe como é nosso vilarejo... Nada se esconde...

 

DORINHA

Alguém deve de ter dado com a língua nos dentes.

 

MARINALVA

Se o senhor quiser, eu descubro e dou um corretivo.

 

EMERENCIANO

Fiquem quietas! Ele está chegando.

 

O CARRO CHEGA E PADRE JACINTO. EMERENCIANO O AJUDA COM UMA MALA. E O CUMPRIMENTA.

 

EMERENCIANO

Muito feliz e grato que o senhor tenha vindo até nós!

 

JACINTO

Obrigado, Emerenciano! Pelo visto, muita gente ficou sabendo da minha vinda, né?

 

EMERENCIANO

Sabe como as coisas são em vilarejos, né?

 

JACINTO

Isso aqui é uma mini cidade... Mas eu sei como funciona. Vamos lá para dentro da igreja. Só eu e você. Quero entender direitinho o que esse curandeiro faz.

CORTA PARA

 

CENA 10 / IGREJA – SACRISTIA / INT. TARDE

DENTRO DA SACRISTIA, JACINTO ESCUTA ATENTAMENTE EMERENCIANO.

 

EMERENCIANO

É isso que aquele curandeiro faz. Engana as pessoas! Se faz de Deus e aproveita de tudo o que esses inocentes lhe dão... Inocentes, não. Burros!

 

JACINTO

Burros, não! São pessoas desesperadas. Mas a gente vai dar um jeito nesse desespero. Vamos hoje lá. Hoje, não! Vamos agora. Prepare os seus. Eu quero saber quem é esse homem, esse tal Domênico!

CORTA PARA

 

CENA 11 / CASA DE DOMÊNICO – LADO DE FORA / EXT. TARDE

PADRE JACINTO E EMERENCIANO ESTÃO EM FRENTE A CASA ONDE DOMÊNICO ATENDE. VÁRIAS BEATAS E ALGUNS MORADORES TAMBÉM ESTÃO COM ELES. UMA PEQUENA MULTIDÃO.

MÚSICA ON: CIRANDEIRO – EDU LOBO E MARIA BETHÂNIA

 

EMERENCIANO

É aqui que o que se diz curar atende.

 

JACINTO OBSERVA. ALÉM DELES, HÁ OUTRAS PESSOAS QUE AGUARDAM NA ENTRADA PARA ENTRAR. RAIMUNDA SAI.

 

RAIMUNDA (PARA EMERENCIANO)

O que é isso?

 

EMERENCIANO (SE APROXIMA DA ENTRADA)

Eu vim mostrar ao nosso amigo, Padre Jacinto, o covil da mentira!

 

AS PESSOAS QUE ESPERAM DOMÊNICO SE ENTREOLHAM. INCOMODADAS E DESCONFIADAS.

 

RAIMUNDA

Vá embora! Não incomode as pessoas...

 

DOMÊNICO SE APROXIMA DA PORTA. SAI. OLHA PARA OS QUE LHE ESPERAM. OLHA PARA EMERENCIANO. DESVIA A CABEÇA E OLHA PARA PADRE JACINTO.

 

DOMÊNICO

Padre Jacinto. Que honra recebe-lo! O senhor, só o senhor, gostaria de entrar?

 

PADRE JACINTO SE APROXIMA. CHEGA PERTO DE EMERENCIANO.

 

JACINTO (PARA EMERENCIANO)

Pode deixar, eu sei lidar com isso.

 

PADRE JACINTO SE APROXIMA DE DOMÊNICO.

 

DOMÊNICO

O senhor demorou a chegar, mas chegou! (quase sussurrando para o Padre) Posso lhe ajudar naquele seu problema!

 

PADRE JACINTO ARREGA OS OLHOS.

MÚSICA OFF: CIRANDEIRO – EDU LOBO MARIA BETHÂNIA




autor
VITOR ZUCOLOTTI

elenco
DOMÊNICO (LÁZARO RAMOS)
RAIMUNDA (ZEZÉ MOTTA)
TONHO (TOMÁS AQUINO)
MARINALVA (CLAUDIA MISSURA)
DORINHA (BÁRBARA REIS)
PADRE EMERENCIANO (JOÃO MIGUEL)
DANIEL (EMILIANO D´AVILLA)
ALICE (ALICE BORGES)
INOCÊNCIA (LUCY RAMOS)
RITINHA (JENNIFGER NASCIMENTO)
FIGUEIRA (EDUARDO GALVÃO) 
PADRE JACINTO (LIMA DUARTE) 
DORIANO (CLAUDIO JABORANDY) 


trilha sonora
DANÇAR PARA NÃO DANÇAR – RITA LEE
LUA NOVA – EDU LOBO
BORBOLETA – ALCEU VALENÇA
CIRANDEIRO – EDU LOBO E MARIA BETHÂNIA


produção
BRUNO OLSEN
CRISTINA RAVELA


 

Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO




Copyright © 2021 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução


Compartilhe:

18 anos

Episódios de O Dom - Vidas do Árido

No Ar

O Dom - Vidas do Árido

Série

Comentários:

0 comentários: