Você e Eu: Capítulo 11 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Você e Eu: Capítulo 11

Novela de Fran Vicentini
Compartilhe:








VOCÊ E EU - CAPÍTULO 11
 



CENAS DO CAPÍTULO ANTERIOR:


O padre joga água benta no caixão que começa a descer para a cova. Mariana se aproxima jogando uma rosa vermelha para o pai. Paola faz o mesmo. Natália encena um sofrimento na frente das pessoas que começam a cumprimentar a família e saírem dali.
Fade out: Ni un segundo - Malú
Enquanto uma mulher abraça Natália. Ela pensa.
Natália: Agora é só esperar a leitura do testamento. Com toda a herança desse velho eu estarei livre pra fugir com o Jorge. 

Ela quase deixa se formar um sorriso.
 




Cena 1 – Fazenda Reys / Casa / Sala / Dia / Int.  
Graziela, Miguel e Rodrigo estão em pé. Sentados no sofá Manuel, Susana e Gabriela. 
Graziela: Bom dia, senhor.
Ele levanta-se.
Manuel: Bom dia Marisol. Miguel... Sentem-se. Vamos tomar café.
Susana: Sempre chegam visitas inoportunas no café da manhã.
Manuel (constrangido): Filha... Não liguem pra essa menina.
Miguel: A gente agradece, mas não vamos aceitar. Viemos só pra pedir que o senhor permita que a menina Gabriela vá passear conosco em Vila Verde.
Manoel: Claro que sim.
Graziela abre um sorriso.
Gabriela: Obrigada por se lembrarem de mim.
Susana (debochada): O que vocês vão fazer em Vila Verde? Vão à missa ou vão ficar sentados nos banquinhos da praça?! Então um ótimo passeio pra vocês.
Graziela (irônica): Como você adivinhou querida?! Também vamos ao circo.
Susana: Ah então é por isso que está vestida como um palhaço?
Graziela ri, mas se sente ofendida.
Graziela: É. É sim... Quando não se tem uma roupa melhor vai com a que se tem, não é?!
Manuel: Que modos são esses, Susana? Perdoe-a Marisol. Acho que essa temporada em outro país mexeu com o senso de educação dela.
Graziela: Imagine, senhor Manuel.
Ela encara Susana, que devolve o olhar.
Graziela: O que vem de baixo não me atinge. Melhor sair por aí pra fazer coisas simples do que ficar sozinha, pois quando se é tão insuportável com certeza nunca terá amigos pra desfrutar bem o tempo.
Susana engole em seco.
Cena 2 – Rua / Ext.
Silas e Lupita estão parados em frente a porta de uma casa mal cuidada. Ela está visivelmente com medo. Ele a olha friamente.
Lupita: Silas, eu estou com medo.
Silas: Não seja covarde Lupi. Entra lá. Eu vou te esperar aqui fora. A parteira garantiu que vai ficar tudo bem com você depois.
Lupita: Mas não é certo o que estamos fazendo. Você inventar que é o Miguel pra me tirar do colégio... Eu... Eu matar meu bebê... É pecado!
Silas: Você quer que eu te deixe sozinha? Pois então eu lavo minhas mãos. Vou embora pra capital e você fica aí mal falada e criando esse bastardo.
Lupita: Você está sendo muito cruel, Silas.
Silas: Anda Lupita. A senhora ali não tem o dia inteiro pra ficar esperando sua decisão.
Lupita respira fundo e entra na casa. Silas a segue.
Cena 3 – Igreja / Ext.
Miguel, Graziela, Gabriela e Rodrigo saem da igreja junto com algumas pessoas. Graziela observa que alguns rapazes e moças olham pra ela e cochicham.
Graziela (pensando): Será que me reconhecem? Ah meu Deus me ajude! (falando) Vamos embora daqui, Miguel.
Miguel: Aquelas pessoas estão falando de você. Vou perguntar o que querem!
Graziela: Não! Vamos embora, vamos.
Graziela puxa Miguel, correndo. Rodrigo conduz Gabriela. Eles riem. Próximo ao circo, Miguel se senta no banco, cansado. Logo Graziela chega, ofegante. Há uma leve movimentação de pessoas no ambiente.
Miguel: Você parece criança.
Graziela (rindo): O que tem demais eu brincar com eles? Você deve estar me achando ridícula por que... É preciso que eu brinque como as cigarras irão cantar quando chegar a primavera.
Miguel segura as mãos dela.
Miguel: Ontem você estava tão desesperada. Hoje está contente, que nem uma criança. Eu não te entendo.
Graziela: Nem eu me entendo. Ontem me senti muito mal, como se algo de ruim estivesse acontecendo e que chamavam por mim. Chamavam, mas eu não sei quem.
Uma cigana se aproxima.
Cigana: Cordão do amor... Comprem o seu cordão do amor! (oferecendo) Cordão do amor, moça?
Graziela: O que é isso?
Miguel: Marisol, não dê atenção a ela, vamos embora.
Cigana: Não seja rabugento, rapaz... Olhe moça, você me dá a sua mão e o rapaz também. Tenho o poder de prever se vocês são almas gêmeas!
Miguel ri.
Miguel: Pois já errou, cigana. Nós somos primos, não somos namorados.
Cigana: Não errei não, meu filho. Vocês dois não são primos, se amam.
Graziela (sorrindo): Continue...
Cigana: Assim que sentir a energia na mão de vocês vou pegar um pingente e colocá-lo num cordão. Se neste pingente que lhe der tiver as letras iniciais do nome dos dois, é porque são almas gêmeas, e mesmo que se separem seguirão se amando.
Graziela: Ah eu quero... Miguel compra um pra mim, por favor.
Miguel: Não Graziela, deixa de besteiras.
Graziela (emburrada): Não estou te pedindo pra me dar de presente. Te pago depois quando o seu Manuel pagar o meu salário.
Miguel: Ai meu Deus do céu... Eu compro então, você não me dá sossego.
Graziela ri.
Cigana: Deem-se as mãos... Assim.
Logo após de dizer poucas palavras a cigana pega um pingente no bolso de sua saia e coloca num cordão.
Cigana: Aqui está.
Miguel paga pelo cordão e a cigana diz, saindo.
Cigana: Serão felizes... Não agora, mas um dia serão felizes.
Graziela olha o pingente e se surpreende ao ver as letras M e G.
Cena 4 – Casa / Quarto / Int.
Silas entrega um dinheiro a enfermeira, que recebe e se retira. Lupita, deitada na cama, abre os olhos.
Silas: Poxa vida! O último dinheiro que eu tinha. Não vai dar pra gente fugir junto.
Lupita: Mas pra onde eu vou agora? E você?
Silas: Bem. Você volta pro seu colégio, eu volto pra casa, peço perdão ao meu pai.
Lupita: Mas o que eu vou dizer quando as freiras perguntarem sobre o bebê?
Silas: Sei lá, mente. Diz que perdeu. Lupi, minha linda, você tem que aprender muita coisa na vida ainda. Me escuta, eu juro pra você que vou trabalhar, conseguir o máximo de dinheiro que puder e vamos partir pra capital. Eu juro.
Lupita fica confiante.
Cena 5 – Vila Verde / Praça / Ext.
Miguel e Graziela seguem sentados no banco.
Graziela (pensando): Miguel é minha alma gêmea!
Miguel: Poxa! Pago esse absurdo nesta porcaria e ainda não sou sua alma gêmea... Quem será o “G”da sua vida?
Graziela (pensando): G de Graziela e M de Miguel... Eu queria tanto poder contar tudo, mas tenho medo. (falando) Você queria que fôssemos almas gêmeas?
Miguel ri e a puxa pelo braço.
Miguel: Vamos... O espetáculo já vai começar!
Cena 6 – Colégio Rivera / Ext.
Há poucos metros dali, Silas estaciona o carro.
Silas: Um beijinho, linda.
Lupita desanimada o beija e sai do carro logo em seguida. Silas dá partida. Lupita caminha até a entrada do colégio. Uma freira se assusta com a chegada dela.
Freira: O que faz aqui Guadalupe?
Lupita: Eu... Estou me sentindo muito mal. Eu perdi o bebê... Posso voltar pra cá?
Freira: Mas, como? Seu irmão não/ (pausa)
Lupita: Minha tia não quis me aceitar assim como eu estava. Ela não é ruim, mas o patrão dela não gosta de mim. Ele poderia despedi-la. Então resolvi voltar... Me aceite... Eu imploro.
Lupita se ajoelha. Algumas internas assistem a tudo, espantadas.
Freira: Seu mau exemplo pode acabar com a reputação do nosso colégio, menina.
Lupita: Eu juro pela Virgem que jamais voltarei a fazer algo de errado. Podem me vigiar, me castigar... Mas, por favor, me aceitem de volta.
Freira: Tudo bem, Lupi. Vou levá-la até a madre superiora pra ver o que ela decide.
Cena 7 – Circo / Ext.
Movimentação intensa na saída do circo. As pessoas comentam o espetáculo. Entre elas estão Miguel, Graziela, Rodrigo e Gabriela. Graziela está com seu cordão do amor, um enorme urso e uma maçã do amor. Miguel olha sorrindo.
Graziela (oferecendo a maçã): Quer uma mordida?
Miguel se delicia com a maçã e fica com a boca toda lambuzada.
Graziela: Depois me chama de criança. Olha só... Você está pior que um bebezinho, se lambuzou todo.
Miguel: Deixe-me limpar.
Graziela: Não, deixa que eu limpo.
Ela se aproxima dele com um lenço e lhe rouba um beijo, para seu espanto. Rodrigo olha desconsolado para os dois. Miguel empurra Graziela.
Graziela: Perdão! Eu não sei onde estava com a cabeça, eu...
Miguel: Pois saiba que eu sou diferente dos seus outros homens. Você não precisa me pagar com beijos os presentes que eu te dei.
Graziela fica furiosa, joga o urso na cara dele.
Graziela: Eu te odeio!

Ela sai correndo.



novela de
Francyslaine Vicentini

elenco
Thalia como Graziela Drumon / Marisol Gomes
Juan Pablo Gamboa como Miguel Gomes
Ludwika Paleta como Susana
Gabriel Soto como Silas
Enrique Lizalde como Manoel
Daniela Romo como Natália
Eduardo Santamarina como Luís Felipe
Arleth Terán como Paola
Miguel de León como Raúl
Karyme Lozano como Mariana
Isaura Espinoza como Flora

Lisette Morelos como Lupita
Arath de la Torre como Marcelo
Luis Roberto Gusmán como Jorge
Natasha Dupeyrón como Gabriela
Ramiro Torres como Rodrigo

participações especiais
Joaquín Cordero como Otávio
Sebastian Rulli como Marcio

segunda fase
Jan como Mariano Del Río
Anahí como Gabriela Reys
Eduardo Verastegui como Rodrigo Gomes
Natalia Juárez como Joana Reys Gomes
Daniela Aedo como Adriana/Adriano

Martín Ricca como Enrique
Raquel Olmedo como Mercedes
César Évora como Ângelo


trilha sonora
Tú y yo - Thalia (abertura)

produção
Bruno Olsen
Diogo de Castro
Israel Lima



Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.




REALIZAÇÃO



Copyright 
© 2005 - WebTV
www.redewtv.com

Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

Compartilhe:

10 anos

Capítulos de Você e Eu

Drama

No Ar

Romance

Vale a Pena Ler de Novo

Você e Eu

Comentários:

0 comentários: