Você e Eu: Capítulo 04 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Você e Eu: Capítulo 04

Novela de Fran Vicentini
Compartilhe:








VOCÊ E EU - CAPÍTULO 04
 



CENAS DO CAPÍTULO ANTERIOR:


Graziela: Pois eu não vou aceitar, não vou.
Miguel: Pelo jeito está acostumada a ter tudo que deseja. Mas eu trabalhei o dia inteiro sobre o sol. E você dormiu a tarde inteira.
Graziela: Você não é nem um pouco cavalheiro!
Miguel: Da minha cama eu não abro mão.
Ela se levanta com raiva.
Graziela: Não se importe. Fique com ela que eu durmo no chão. Mas não fique estressado, vai ser o último dia que vou te incomodar.
Miguel ri, mas Graziela leva a sério e acaba dormindo deitada no chão. Miguel fica com pena e percebendo que ela dormiu pega Graziela no colo e a coloca na cama.
Miguel (pensando): Marisol... Ah Marisol! Você é diferente das outras mulheres. Você é orgulhosa, metida, mas o brilho dos seus olhos...




Cena 1 – Transição de Tempo 
Fade in: La despedida – Daddy Yankee
Nasce um novo dia. O sol brilhando forte naquela cidadezinha do interior. Cenas externas da fazenda Reys. Estradinha de terra. Corta para.
Cena 2 – Casa Miguel / Manhã / Int.
Fade out: La despedida – Daddy Yankee
Graziela acorda e se depara sozinha na cama. Ela se levanta, mas se sente tonta.
Graziela: O que será que houve? Ah meu Deus, eu estou com tanta fome.
Cena 3 – Casa Miguel / Ext.
Graziela abre a porta e sai. Do lado de fora, ela vê um garoto sentado de baixo de uma árvore. Um jovem se surpreende ao vê-la.
Rodrigo: O que você está fazendo aqui na casa do meu tio?
Ela se senta ao lado dele.
Graziela: Então aquele... É... O Miguel, é seu tio?
Rodrigo: É sim senhora.
Graziela: Senhorita, por favor...
Os dois riem.
Rodrigo: Me desculpe.
Graziela: Não se importe, eu estava brincando. Você pode me levar até onde seu tio trabalha? É que eu preciso arrumar um emprego.
Rodrigo: Pois está com sorte senhorita. O patrãozinho está precisando de uma babá pra filha dele.
Graziela: Ai mais que bom. Me leve até lá.
Graziela se levanta e se sente tonta.
Rodrigo: Se sente bem?
Graziela: Não se preocupe, é que eu estou sem comer a muito tempo.
Rodrigo: Pode deixar então, vai se deliciar com a comida da vovó.
Graziela sorri e Rodrigo suspira.
Rodrigo: Eu nunca vi uma moça tão bonita como você.
Graziela: Moleque exagerado!
Cena 4 – Fazenda Reys / Casa / Sala de Jantar / Int.
Manoel, Susana e Gabriela tomam café. Silas chega a casa.
Manoel: Onde você estava até essa hora seu irresponsável?
Silas: Por favor, pai! Sem sermões... Eu já sou um homem, não lhe devo satisfações do que faço ou deixo de fazer.
Manoel: Se já é um homem como diz, por que não sai a procura de um serviço?
Susana (rindo): Isso aí pai, tem que colocar o Silas no seu lugar.
Silas: Cala a boca sua patricinha.
Susana: Olha aí pai... Olha o que o idiota do Silas está fazendo!
Manoel: Para de fazer gracinhas com sua irmã. Se quiser tomar café da manhã com a gente tudo bem, se não quiser, melhor ainda.
Silas sobe as escadas em direção ao seu quarto, nervoso. Gabriela deixa o copo de suco cair sobre a irmã.
Susana (histérica): Sua cega idiota!
Gabriela assustada começa a chorar.
Gabriela: Me perdoa, me desculpa Susy, me desculpa...
Manoel: Não fala assim com a sua irmã!
Susana: Me perdoe pai, é que o Silas e essa menina me tiram do sério.
Susana retira-se da mesa.
Gabriela: Eu faço tudo errado papai. Eu devia ter morrido!
A menina sai correndo com dificuldade.
Manoel: Por mais que eu tente... Está cada vez mais difícil de conviver nesta casa. Aqui falta alguém... Uma pessoa muito especial, que me ajude principalmente a cuidar da Gabriela. O que será que eu fiz de errado pra ter filhos tão revoltados? Será que os mimei demais?
Cena 5 – Hospital San Martin / Sala de Espera / Int.
Toda a família Drumon reunida no local. Natália chega.  Mariana corre e a abraça.
Mariana: Mamãe, ele está morrendo...!
Natália: Por favor, Mariana. Sem dramas. Você sabe que seu pai é forte. Ele vai resistir, minha querida.
Raúl: Ele teve um derrame, senhora. Se conseguir se salvar pode ficar com algum problema físico.
Paola: Eu não quero ter um pai aleijado.
Raúl cada vez mais se decepciona com aquela família. Paola sorri ao ver Luís Felipe entrar no local.
Luís Felipe: Fiquei sabendo senhora... Como o senhor Otávio está?
Natália: Mal, rapaz. Não sei se poderá resistir.
Paola (chora/fingida): Luís... Eu estou sofrendo muito...!
Luís Felipe (comovido): Vai ficar tudo bem, Paola.
Ele a abraça.
Cena 6 – Casa Flora / Sala / Int.
O ambiente é bem simples. Rodrigo chega à casa da avó, com Graziela.
Flora: Quem é você?
Rodrigo: Ela não é bonita vovó? Estava na casa do tio Miguel.
Graziela: Me chamo, Marisol. Vim aqui porque estou procurando um emprego.
Flora (lembrando): Ah, já sei! Você é a moça de gênio difícil que meu sobrinho salvou do...
Graziela: Sou eu mesma... Por favor, senhora. Não quero que ninguém saiba sobre...
Graziela olha pra Rodrigo e Flora percebe que ela não quer falar na frente dele.
Flora: Vai logo menino! Rodrigo vai trabalhar!
Rodrigo: Vou achar uma flor bem linda pra trazer pra senhorita.
Cena 7 – Hospital San Martin / Sala de Espera / Int.
O médico surge na sala, todos se aproximam, apreensivos.
Médico: É mesmo um milagre. O senhor Drumon não corre mais nenhum tipo de risco de vida. O máximo que vai acontecer são ligeiras mudanças no corpo, como os movimentos das mãos, ou a dificuldade na fala. Mas, devagar ele vai se recuperando.
Mariana: Graças a Deus...
Paola: Eu sabia que o papai ia viver, afinal, ele não pode faltar no nosso casamento não é Luís?
Natália (pensando): Por que Otávio não morreu de uma vez? Ah que vida!
Médico: Não é conveniente que muitas pessoas o visitem. Um de cada vez. Mas não agora, mais tarde, por favor. É bom que ele descanse agora.
Natália: É melhor mesmo, doutor. E eu, eu vou embora. Hospitais sempre me fazem mal.
Natália sai dali, disfarçadamente entra num corredor que não é o da saída.
Cena 8 – Fazenda Reys / Casa / Cozinha / Int.
Graziela e Flora, sentadas em cadeiras, tomando café.
Graziela (mentindo): Eu pretendo ficar por aqui até me lembrar de quem eu sou, quem é minha família...
Flora: Mas isso é uma loucura.
Graziela: Pois é.
Flora (lembrando): Ah minha Virgem! Eu esqueci de preparar o almoço especial que o patrão pediu. É que a menina Susana voltou do estrangeiro. Voltou cheia de gostos estranhos. Está exigindo que eu faça comidas estranhas, que eu nem sei como se faz. Olha só a receita.
Graziela (rindo): Isso não é uma comida estranha.  É uma comida francesa, muito apreciada.
Graziela percebe que Flora olha pra ela desconfiada.
Flora: Tem mãos delicadas, até parece ser uma madame...
Graziela: Eu? Madame? Jamais... Nossa estou com tanta fome.
Flora: O Miguel me disse que você não quis comer a janta que mandei.
Graziela: Me desculpe, senhora. É seu sobrinho... Mas o Miguel é muito estúpido! Grosso! E não sabe tratar uma mulher.
Flora: E depois não quer que eu desconfie que você é uma madame?!
As duas riem.
Graziela: Uma mulher não precisa ser madame pra ser bem tratada.
Flora: Dizem que quem muito briga é porque gosta.
Flora oferece um pedaço de bolo pra Graziela. Ela aceita prontamente.
Graziela: Umm... Está divino!
Flora: Bem se vê que está com muita fome.
Graziela: Demais. Eu não sei quantos dias fiquei sem comer. Perdi a noção do tempo.
Flora: Escute minha filha, se você pretende ficar aqui, te ofereço minha casa, porque não fica bem pra uma moça morar na casa de um homem.
Graziela se levanta contente.
Graziela: É sério? Ai senhora! Muito obrigada. Eu prometo ajudar em tudo que puder e...
Graziela pula de felicidade e abraça Flora. Manoel entra nervoso na cozinha.
Manoel: Esqueceu de fazer o almoço, Flora?
Graziela que estava de costas vira-se e se desequilibra. Manoel a segura. Ela olha assustada para o homem. Ele, surpreso, a solta e a olha fixamente.
Manoel: Não pode ser! Eu não acredito!
Graziela (pensando): Não pode ser o que, meu Deus? Será que ele me conhece?
Manoel: Quem é você?
Flora: Eu posso explicar patrão. Ela...
Manoel: Não estou te perguntando nada Flora. Venha jovem. Venha comigo porque preciso falar com você.
Graziela olha assustada para Flora.
Cena 9 – Hospital San Martin / Corredor / Int.
Natália anda por um corredor do local, desconfiada. Ela entra no quarto. Otávio está sedado, na cama. Ela observa friamente o marido cheio de tubos e aparelhos.
Natália: Ah Otávio... Você me faria um grande favor se morresse e deixasse toda a sua fortuna pra mim. Nunca gostei de você seu velho babaca. Amei sim, e muito, o seu irmão Manoel. (rindo) Você bem que acreditou que ele me estuprou... Tenho pena de você Otávio. Muita pena.
Uma ideia vem aos pensamentos de Natália, ela se vê sozinha no quarto silencioso. Olha os aparelhos, maquiavélica.
Natália (pensando): Um simples aparelhinho que, se eu desligar... Adeus, Otávio!
Ela vai em direção ao aparelho.
Cena 10 – Fazenda Reys / Sala de Estar / Int.
De pé, Graziela observa aquele homem estranho.
Manoel (emocionado): Sente-se, por favor.  Como se chama? Quem é você?
Graziela (rapidamente): Me chamo Marisol... Eu... Bem... Eu vim do norte, fiquei órfã... Eu sou prima do Miguel... Vim morar com a minha tia.
Manoel: Que tia?
Graziela: A minha tia... A tia... Ah senhor me perdoe, eu estou nervosa.
Manoel ri do desespero da jovem.
Manoel: Por que você está tão nervosa assim?
Graziela: Me perdoe é que o senhor me pegou de surpresa.
Manoel (sorrindo): Marisol... Que nome lindo!
Graziela: Obrigada.
Manoel: O mesmo sorriso... Os mesmos olhos...
Graziela fica assustada com a maneira dele falar.
Graziela: O senhor poderia me oferecer um emprego? Meu sobrinho Rodrigo me disse que o senhor estava precisando de uma...
Manoel: Babá? Sim. Estou precisando. Todas babás que vêm trabalhar aqui acabam sendo despedidas por se envolverem com o meu filho Silas. Ele é um conquistador incorrigível.
Graziela: Com isso o senhor não se preocupe.
Ele se aproxima e senta do lado dela.
Manoel: Me permite?
Graziela: O quê?
Manoel toca os cabelos de Graziela para seu espanto. Ela está estática.
Manoel: Tem a mesma maciez dos dela. 
Miguel entra na sala e os vê. Na mesma hora sente um ciúme tremendo.



REALIZAÇÃO



Copyright 
© 2005 - WebTV
www.redewtv.com

Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

Compartilhe:

10 anos

Capítulos de Você e Eu

Drama

No Ar

Romance

Vale a Pena Ler de Novo

Você e Eu

Comentários:

0 comentários: