Testemunha de um Crime - Capítulo 23 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Testemunha de um Crime - Capítulo 23

Novela de Luiz Gustavo
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui
 


  CAPÍTULO 23
 
 




 

David Assunção descerra o atormentado par de olhos castanhos, que contempla os indivíduos que permanecem em meio do estabelecimento, procurando desesperados uma saída para aquela adversidade. A frente do restaurante de beira de estrada se encontra em chamas, à única alternativa de sobrevivência é pelos fundos. A maioria das pessoas continua abalados com o ocorrido. David quase desmaia devido à falta de ar e da inalação de gases, a fumaça impregna o lugar, trazendo o desespero digno de um inferno. 

Corações fragmentados, vidas transformadas em cinzas.

No lado externo ao enxergar a exatidão das florestas, Amanda Lopez sente a falta do melhor amigo. Por um instante pensa em aguardar os bombeiros, mas observa o contexto, continua no meio do nada, cercada de pessoas estranhas, os que perduraram com certeza tem algum motivo para continuar a viver, familiares ou amigos, ela tinha apenas David.

Os proprietários do "Sabores Mineiro" choravam incansavelmente, certamente deve ser a única forma do casal de balzaquianos em ganhar dinheiro. Mas eles nunca vão saber que foram vítimas de uma organização criminosa. A criança de quase cinco anos idade, cabelos escuros e pele clara fica ao lado dos pais, que se entrelaçavam um ao outro.

Amanda retorna ao restaurante, sua visão transforma em emanação, mas consegue enxergar David no pavimento com alguns ferimentos no rosto, por um instante imagina que o adolescente estivesse morto, mas seus braços ainda se mexiam, apesar da fraqueza. A mulher consegue erguer o garoto, os dois seguem andando com dificuldade, conseguindo se retirar daquela fatalidade, enfrentando os obstáculos.

Por um momento de sanidade, a dona das madeixas ruivas brilhantes imagina em ligar para a polícia e finalizar aquela história, mas não pode acabar com a luta, David tem o direito de encontrar a namorada e retaliar-se com o passado.

Quando as esferas de David se abriram novamente, a primeira imagem qual divisa é a da parede distante onde existe um pequeno armário, ao deslocarem-se suas esferas para o lado esquerdo, as pernas longas e bem cilíndricas, perto da porta entrou em seu campo visionar. O sorriso brota no rosto masculino, embora os analgésicos ainda estivessem fazendo efeito pelo corpo, ao menos estava a salvo.

Aquele era um posto de saúde público, um dos poucos na região, estava completamente lotado, tinha paciente no chão, no meio dos corredores, crianças doentes, grávidas dando à luz e faltava leitos.

"Mais um lugar abandonado pelo sistema."

- Tudo bem? – Pergunta Amanda. 
- Mais ou menos, minha cabeça está meio bamba.
- E o seu corpo? Braço, perna... 
- Está tudo legal Amanda, dormi por muito tempo né? 
- Sim. Por causa do medicamento, acho que eles passaram o remédio errado. 
- Vamos ir?

David se levanta.

- O Doutor disse para você ficar aqui por mais um tempo. 
- Nunca! Já estou ótimo, agora vamos embora.

David e Amanda saem daquela construção malfeita, sem avisar aos profissionais responsáveis. Ao irem para a ala externa do pequeno prédio, esbarram de frente com um homem alto e forte, utilizando um casaco marrom feito de poliéster de gola alta.

- David, prazer meu nome é Adam Smith. Sou agente da ABIN.

Ergue a mão não obtendo o esperado, para o adolescente era como um presságio.

- Cadê o seu distintivo?

Adam retira do bolso da calça jeans e mostra a David.

- Parece ser verdade. – Disse Amanda que começa a sentir uma certa confiança por aquele belo homem. – Se ele quisesse nós matar, já teria atirado, estamos no meio do nada.
- Você além de atraente é inteligente, qual o seu nome?
- Amanda.

Os dois se cumprimentam com um aperto de mão.

- Adam, não é nada contra você, mas da última vez que me contaram sobre essa da ABIN, quase me assassinaram.
- David, eu sei de tudo a seu respeito.
- Sabe? O quê?
- Sobre sua vida, o seu passado e até a respeito daquela noite na praia. Foi um amigo meu que te salvou. Infelizmente o mesmo se encontra morto.

O peito de David subia e descia rapidamente, sua respiração continua acelerada e finalmente consegue regressar aquela fatídica madrugada do luau, as lembranças agora são fortes o suficiente para conseguir divisar o rosto de Bruno Lima, o seu salvador. 

- A facção que o matou?
- Sim, agora estamos tão perto do que imaginávamos. 
- E eu não vou parar agora. – Ele exclama.
- É um direito seu, mas este é um caminho sem trilha, assim como foi o de Bruno que se entregou de corpo e alma para um filho da puta que o destruiu por completo. Não vejo a hora de ficar frente a frente com Frank Salvatore. 
- E eu com o Junior Brandão.

Amanda amarra o cabelo em um coque, suas botas continuam sujas de lamas e o rosto pouco esbranquiçado e nitidamente inchado, por falta de tempo para descansar.

- Quer falar alguma coisa, Amada? – Interpela Adam. 
- Quer desistir? – Indaga David.
- Nunca, fui eu que descobri o lugar, você acha mesmo que irei voltar para minha casa sem viver um pouco de adrenalina? Lógico que não. É que são muitas histórias se juntando agora, essa gente fez uma desgraça com várias pessoas.

Eles escutam um barulho vindo do porta-malas do Siena branco.

- Este carro é meu! – Avisa o agente da ABIN.
- O que será que tem aí dentro?

Os dois retiram a arma da cintura e andam vagarosamente para a parte lateral do automóvel. Existe uma regra: primeiro ver e depois atirar, se não seguir a determinação, o dano seria crítico. Ao abrir o bagageiro acabam se espantando com o garoto de apenas dez anos de idade, quase sem ar devido ao calor.

- Não atira em mim, por favor! – Disse Nick assustado. 
- Você me deve explicações, filho!

 





INSPIRADO EM UMA HISTÓRIA REAL

autor:
LUIZ GUSTAVO

elenco
DAVID ASSUNÇÃO

AMANDA LOPEZ
ANDRESSA YAMASHITA

HERBERT VIANA

NICK SMITH
ADAM SMITH

FRANK SALVATORE
BRUNO LIMA

PROFESSORA MARIA
ROBERTO ASSUNÇÃO

MATHEUS
JEFERSON

DONA HILDA
SÁVIO MESSIAS
JUNIOR BRANDÃO

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL:

MARCELO MIRANDA
MÔNICA VELARDO

TRILHA SONORA:
SAVE ME - REMY ZERO (abertura)

COLABORAÇÃO:
MÁRCIO GABRIEL
JULIANA CORDEIRO


PRODUÇÃO:
BRUNO OLSEN
CRISTINA RAVELA


Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO


Copyright © 2019 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução


Compartilhe:

14 anos

Capítulos de Testemunha de um Crime

No Ar

Novela

Testemunha de um Crime

Comentários:

0 comentários: