Testemunha de um Crime - Capítulo 14 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Testemunha de um Crime - Capítulo 14

Novela de Luiz Gustavo
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui
 


  CAPÍTULO 14
 
 



Os médicos finalmente têm um laudo concreto a respeito de Roberto Assunção, à cirurgia foi um verdadeiro sucesso, mas o paciente ainda continua em coma profundo. David se locomove até o leito hospitalar, os olhos permanecem cansados, quase não conseguia dormir nos últimos dias perante as tantas preocupações. David leva uma das mãos ao peito e em seguida, acaricia o rosto do patriarca, levando ondas de energias positivas, para que o mesmo acordasse daquele sono inquebrável. O homem moreno, agora está com as peles esbranquiçadas, como se nunca tivesse visto a luz do dia.

Isso está me matando lentamente, tento lutar, mas minhas forças e nada não fazem diferença. Parece que existe uma distância entre nós dois de mais de um milhão de milhas, no entanto, estamos perto demais. A ferida está mais aberta do que nunca, não tem como remendar nossa alma na escuridão. A vida é uma completa impossibilidade, por mais que unimos forças por uma razão, ela parece não existir quando tudo desmorona com o vento.

Quando David saiu do cômodo depois de ver o patriarca, logo sentiu os punhos grandes de alguém apertando seu ombro, a primeira reação foi se afastar bruscamente. Ele divisa o homem de ombros largos e careca, usando o distintivo da polícia militar, trata-se de Marcelo.

- Precisamos conversar em particular. – Disse Marcelo.

Eles caminharam lado a lado pelos corredores do hospital, no oitavo andar. Uma porta se abriu e David foi levado para uma saleta, onde Marcelo pediu para que se sentasse, no entanto, o garoto continuou de pé, com uma feição meio brava.

- David, a polícia lamenta a sua dor.
- Vocês só sabem falar isso? Em lamentar? Desde que pisei aqui ninguém me ajudou em merda alguma. Pode acontecer algo com qualquer pessoa que se aproxima de mim, já não basta o meu pai? Tenho que carregar outra cruz?
- Este lugar é seguro.
- Eu sinto que não, da mesma forma que me seguiram antes, estão fazendo agora. Os bandidos sempre são mais inteligentes do que os mocinhos, mas a diferença é que eu não sou herói. Não tem como derrotá-los com poderes sobrenaturais. – Fica calado por alguns instantes e continua: Sabe o que é um buraco negro? Ele engole tudo que está ao seu redor, como se a fome nunca fosse acabar é mais ou menos assim que são esses caras.

Marcelo permanece sentado e solta um leve suspiro, toda sua equipe atualmente trabalha duro para proteger o garoto de 17 anos. Mas devem levar em conta que as pessoas ao redor de David, correm risco e precisa precaver cada um deles.

- Isso também não é preocupação de vocês, não é mesmo?

David balança a cabeça.

- Por que me chamou até aqui?
- David... – Marcelo fala erguendo o rosto.
- O que aconteceu?
- O Junior Brandão, infelizmente está à solta, eles conseguiram escapar da penitenciária.

David faz uma cara de insatisfação.

- Como isso aconteceu?
- Eles renderam oito civis responsáveis pela manutenção da prisão e quatro de carceragem, roubaram roupas, identificação e cartões de créditos e saíram.
- Simples assim? – David debocha.
- Os melhores planos são os mais fáceis.
- Vocês são uma piada.

David retira-se do cômodo e bate à porta, andando em passos leves como se tivesse indo à cadeira elétrica, ao seu próprio exorcismo. Ao chegar à sala, Andressa permanece sentada em uma das poltronas observando o pavimento, ela levanta-se rapidamente para abraçar o namorado, o salto a deixa da mesma altura do adolescente, fazendo ambos os lábios se encontrarem. 

- Estou com medo, Andy. 
- Calma, querido.

Andressa arruma os cabelos de David.

- O Junior Brandão, está livre novamente.
- Eu li agora em um portal de notícias.
- Eu vou destruir este homem, custe o que custar.
- Não fale assim, amor.

Esperei minha vida toda por você, seu rosto perfeito, o primeiro amor, primeiro desejo. Nos sonhos mais estranhos, tu eras para quem corria quando sentia dor, nas tardes alaranjadas perto da praia estávamos sempre juntos, olhando o sol se pondo que nem uma obra de arte. Não consigo viver sem sua respiração, seu sorriso, seus olhos, seu toque e o nosso condicionamento. Isso é como uma constelação, um sentimento tão longe da terra que ninguém consegue desfazer. Eu só queria que você soubesse que vou ser o primeiro e único, estaremos sempre juntos, quando todos desistirem de amar.

Durante grande parte da tarde, David e Andressa, permaneceram com as mãos juntinhas, acomodados num estofados, nada poderiam os separar, apenas uma ligação dos pais de Andressa, era à hora de ir embora. Um aperto fincou no peito de David ao darem o último beijo, o levando aos seus ares mais mórbidos.

- Vou até o fim. Nunca vou lhe abandonar.

Sussurrou no ouvido dela.

Andressa desce até o lado externo do hospital, caminha a uma esquina e chama um táxi, que para junto ao meio-fio, o motorista olha para fora.

- Praça de Sé. – Ordena Andressa Yamashita.

O motorista assente com a cabeça e ela adentra. Ao fazer isso, a porta de trás se descerra e um homem salta para dentro, no mesmo minuto, outro homem corpulento empurra Andressa por trás e desliza ao seu lado, as portas se fecham e o táxi sai rapidamente.

Andressa nem sequer teve tempo de olhar para os sequestradores. Eles a imprensam, deixando-a com as mãos apertadas contra o corpo e o revólver ainda no bolso. Uma faca desliza sua garganta, seus olhos lacrimejam e o telefone foi rapidamente retirado da bolsa. O táxi saiu da cidade e foi para Campinas. Estaciona a frente de uma casa, numa zona baldia, do veículo saíram os três homens e a vítima que adentram rapidamente na residência completamente suja. Eles trancam Andressa em um quarto qualquer, não tinha como gritar com as mordaças na boca ou correr amarrada a uma cadeira, tudo estava acontecendo da forma que Herbert havia planejado.





INSPIRADO EM UMA HISTÓRIA REAL

autor:
LUIZ GUSTAVO

elenco
DAVID ASSUNÇÃO

AMANDA LOPEZ
ANDRESSA YAMASHITA

HERBERT VIANA

NICK SMITH
ADAM SMITH

FRANK SALVATORE
BRUNO LIMA

PROFESSORA MARIA
ROBERTO ASSUNÇÃO

MATHEUS
JEFERSON

DONA HILDA
SÁVIO MESSIAS
JUNIOR BRANDÃO

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL:

MARCELO MIRANDA
MÔNICA VELARDO

TRILHA SONORA:
SAVE ME - REMY ZERO (abertura)

COLABORAÇÃO:
MÁRCIO GABRIEL
JULIANA CORDEIRO


PRODUÇÃO:
BRUNO OLSEN
CRISTINA RAVELA


Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO


Copyright © 2019 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução


Compartilhe:

14 anos

Capítulos de Testemunha de um Crime

No Ar

Novela

Policial

Testemunha de um Crime

Comentários:

0 comentários: