Testemunha de um Crime - Capítulo 03 - WebTV - Compartilhar leitura está em nosso DNA

O que Procura?

HOT 3!

Testemunha de um Crime - Capítulo 03

Novela de Luiz Gustavo
Compartilhe:
Troque a Fonte Aqui
 


  CAPÍTULO 03
 
 



música do capítulo: SexyBack – Justin Timberlake ft Timbaland

O homem negro atravessa a cidade de São Paulo dentro do Honda Civic, chegando a uma mansão localizada no Jardim Paulista, um dos bairros mais ricos da capital, tendo predomínio de moradores da classe alta. O estacionamento da casa tem por volta de 25 carros, entre luxuosos e mais humildes. Herbert Viana coloca o sapato de couro preto com biqueira arredondada no assoalho de porcelanato, caminhando em direção do elevador e aperta o botão prata duas vezes. A morada é cercada de seguranças que ganham a equivalente de 15 mil reais mensais, para proteger a vida do patrão.

As portas se abrem rapidamente e ele entra pensando na longevidade dos negócios, movimentam 70% do tráfico de drogas e do contrabando de armas em nível nacional e 37% em escala mundial. Os subordinados preservavam os rostos, quem trabalhavam em filiais pelo Brasil ou no mundo, dialogavam apenas com representantes de cada região. Ele sai do elevador e adentra pela cozinha de onde pega uma garrafinha de Heineken na geladeira de inox, avançando para a sala. Seus olhos castanhos estavam inchados, quase fechando. Herbert desamarra a gravata e acomoda-se no sofá de couro legítimo, na mesinha de centro o notebook é ligado, digita a senha várias vezes e descerra o programa.

Herbert acessa a caixa de entrada do e-mail e clica em um dos não lidos: "A embarcação chegou até o Peru chefe, semana que vem mandaremos um caminhão de pirulitos para o eixo Nordestino." Uma tática velha que ainda consegue enganar federais, o artifício de transportar as drogas ilícitas dentro de sacos de balas de marcas famosas.

- O passado escreve o futuro. – Disse Herbert.

Para muitos do bairro Herbert é um homem de negócios, frequentava as festas beneficentes e ajudava os pobres, como desconfiar de todo esse disfarce? Ao lado de Junior Brandão, construiu um império do crime, assaltos em bancos no Brasil e no mundo, enquanto Herbert administrava, o outro viajava pelo planeta, dando seus deslizes. Sabia que aquilo era culpa do sócio. Nicolas Ximenes, o rapaz assassinado na frente do Banco do Brasil trabalhava na facção, uma mente pretensiosa, no entanto era ambicioso demais e furtou cerca de 20 milhões de reais, ladrão que rouba ladrão, não tem perdão.

Herbert desliga o aparelho e sobe as longas escadarias de mármore indo para a suíte, tira os trajes escuros e joga perto da cama. A água da banheira está quente e agradável, o leve aroma de jasmim assume o controle dos cômodos. Os olhos cedem ao cansaço, à vida se passa num sonho: herdeiro de americanos conheceu Junior no Brooklyn, um dos 62 condados do estado de Nova Iorque e juntos começaram não apenas uma amizade e sim uma sociedade.

O homem acorda assustado ao avistar uma constituição física masculina adiante, trata-se de Ricardo Medeiros um dos seus melhores funcionários, sem se incomodar com a presença, Herbert se levanta e pega uma toalha, secando o corpo todo e posteriormente se cobrindo num roupão.

- Me desculpe Dr. Herbert, mas me disseram para subir, que o senhor estava esperando. 
- Não precisa se explicar. Somos homens.
- Claro.
- O Junior foi preso como te disse naquele telefonema, por culpa de um filho da puta de uma testemunha.
- O que vamos fazer?
- O que a gente faz de melhor, matar esse garoto, mas tudo com cautela. – Herbert olha para o funcionário de cima abaixo, antes de dar as ordens. – Desejo que descubra tudo sobre esse maldito: família, amigos, namorada. Não deixe nada de lado, chame os nossos melhores capangas.

Herbert pede um tempo para Ricardo e coloca uma roupa casual, bermuda de moletom preta da Nike e uma camisa branca. O cheiro do camarão á provençal o guia para a sala de jantar, acomodando-se na cabeceira da mesa de vidro perto de Ricardo, a empregada serve um vinho tinto italiano. Apesar do horário, existem subordinados trabalhando todo o dia.

- Dormi um pouco na banheira. O sono passou de leve, mas parece que carrego uma cruz diante das costas. O Junior não tinha que ter agido assim, como uma pessoa mesquinha e vingativa. – Hebert ingere a bebida da taça de cristal com detalhes de ouro na borda. – Coloque uma pessoa para seguir o menino, quando a polícia pensar que abandonamos o caso, aí a história começa.
- Sabe o assalto no Banco Central de 2003.
- Como esquecer? Depois disso, subimos ao topo e roubamos JP Morgan Chase nos Estados Unidos, mas porque esse assunto agora?
- Eu fiz algumas pesquisas sobre o David, ele é filho da Maitê Fernandes.
- Irônico. Primeiro a mãe e dez anos depois o filho.

Depois de finalizar o prato, Herbert se despede de Ricardo. Sobe novamente, dessa vez caindo na cama e apagando que nem uma máquina. Desperta no outro dia quase de tarde com os leves assobios de pássaros. Os olhos depois de uma excelente noite de sono estão normais, após escovar os dentes e assistir um desenho na TV como de costume, o homem caminha em torno do jardim com uma taça de champanhe em mãos, pensa em comprar um apartamento de luxo em Dubai, onde planeja tirar férias. A campainha toca diversas vezes, Herbert abre o portão, uma criança loira de olhos azuis adentra, usando um uniforme do Palmeiras.

- Tudo bem garotinho? – Questiona Herbert.
- Sim. Eu estava jogando bola com o meu irmão e acabei chutando forte demais, acho que caiu na sua piscina, você pode pegar, por favor?
- Qual o seu nome?
- Nick. 
- Nick, pode ir até a minha piscina fica lá nos fundos.

Herbert mesmo sendo homicida, administrador do narcotráfico e do contrabando mundial tinha o seu lado humano, adorava crianças, mas nunca conheceu uma dama que lhe atraísse o bastante para chamar de esposa.

- Sua casa é demais! – Fala Nick com a bola de futebol nas mãos e um sorriso verdadeiro no rosto.
- Nunca te vi por aqui Nick. Mudou-se recentemente? 
- Ontem na verdade, fica mais perto do trabalho do meu pai, ele é advogado.
- E sua mãe? 
- Morreu assim que eu nasci. – Nick encara Herbert e continua. –Sinto-me culpado ás vezes, sabe?

Nick permanece alguns segundos sem falar e pergunta o nome do homem a sua frente.

- Meu nome é Herbert. – Ele ergue a mão e cumprimenta o menino. – Tenho certeza que seremos grandes amigos, se quiser, pode aparecer qualquer dia com o seu irmão para tomar banho de piscina, fique à vontade.

Ele tranca o portão e retorna a morada, jogando-se no sofá, comendo um pacote de queijo nacho e bebendo uma latinha de Pepsi. Precisa se apaixonar, não por uma vagabunda e sim por uma mulher de verdade que o conhece por completo, sua outra metade e construir uma família, tudo necessita de um princípio.





INSPIRADO EM UMA HISTÓRIA REAL

autor:
LUIZ GUSTAVO

elenco
DAVID ASSUNÇÃO

AMANDA LOPEZ
ANDRESSA YAMASHITA

HERBERT VIANA

NICK SMITH
ADAM SMITH

FRANK SALVATORE
BRUNO LIMA

PROFESSORA MARIA
ROBERTO ASSUNÇÃO

MATHEUS
JEFERSON

DONA HILDA
SÁVIO MESSIAS
JUNIOR BRANDÃO

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL:

MARCELO MIRANDA
MÔNICA VELARDO

COLABORAÇÃO:
MÁRCIO GABRIEL
JULIANA CORDEIRO

TRILHA SONORA:
SAVE ME - REMY ZERO (abertura)

SEXYBACK – JUSTIN TIMBERLAKE FT TIMBALAND

PRODUÇÃO:
BRUNO OLSEN
CRISTINA RAVELA


Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO


Copyright © 2019 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução



Compartilhe:

14 anos

Capítulos de Testemunha de um Crime

No Ar

Novela

Testemunha de um Crime

Comentários:

0 comentários: