Sedutora Melodia - Capítulo 23



 

     
 

No capítulo anterior de Sedutora Melodia:

Marco: Sim minha querida. Eu estou aqui pra te pedir perdão por tudo que te fiz, por minha desconfiança, meus ciúmes, eu sei o quanto te fiz sofrer. Só estou chateado por uma coisa... Por que você parou de ir me visitar.

Alexandra: Não me deixaram ir Marco. Eu não acredito que isso está acontecendo, parece um sonho, do qual eu jamais quero acordar.

Marco: Vamos Alexandra, venha comigo porque precisamos conversar sobre muitas coisas.

Alexandra: Irmos pra onde?

Marco: Para um lugar todo especial que eu preparei para nós dois.

...

Alexandra se surpreende com a casa toda enfeitada com pétalas de rosas. Ela sorri e Marco a abraça.

Marco: Fiz tudo isso pra você, para a nossa reconciliação.

Alexandra: Está lindo, meu amor!

Os dois se sentam na cama um frente ao outro. Marco a beija, apaixonado.

...

Victor: Lembra-se de mim menina?

Amelinha: Você é mau!

Amelinha tenta sair correndo, está com muito medo. Victor a pega a força e a faz dormir com um sonífero.

...

Alexandra: O que houve?

Glória: Alexandra, a Amelinha sumiu!

Alexandra (desesperada): Onde ela está! Onde?

O telefone toca. Alexandra atende depressa. Cena alternada.

Michelle: Queridinha? Como está a cantora de quinta?

Alexandra: Michelle é você?

Michelle (irônica): Adivinhou!

Alexandra: Você está com a minha filha?

Michelle: Digamos que sim... Quer escutá-la? Victor traga a menina aqui!

Alexandra (abismada): Victor?

 
     

 

     
     
     

CAPÍTULO 23 (ÚLTIMO CAPÍTULO)
 
     
 
 
 

Cena 1 – Estacionamento deserto / Dia / Int.

Michelle anda nervosamente de um lado para o outro. Alexandra chega ao local, angustiada. Ela vê Victor com uma arma na mão e sua filha.

Alexandra: Por Deus Michelle, deixe minha filha ir! Eu estou aqui. Faça comigo o que você quiser, mas não faça nenhum mal a ela!

Michelle: Cala a boca cantora de quinta!

Amelinha: Por favor, Michelle. Me deixe ir embora com a minha mamãe. Faz pouco tempo que a gente voltou a ficar junto. Não nos separe de novo, por favor!

Alexandra: Michelle! Você é mulher e se um dia for mãe poderá compreender o que eu estou sentindo agora. Um filho é um presente de Deus. Eu não conseguiria ficar longe da minha filha de novo, nunca! Preferia morrer!

Michelle: Diz Alexandra! Quem você prefere? O Marco ou a sua filha?

Alexandra: Apesar de amar o Marco com todas as forças do meu coração. Não há ninguém mais especial pra mim que minha Amelinha.

Michelle (grita): Mentira!

Victor puxa Amelinha e aponta a arma em sua cabeça, a menina chora.

Amelinha (aflita): Por favor, por favor, Michelle... Nos deixe ir! Mamãe, eu estou com medo.

Alexandra (chorando): Fica calma meu amor, vai dar tudo certo.

Amelinha: Michelle... Você não é má! Não faça isso com a gente.

Alexandra percebe a perturbação de Michelle.

Alexandra: Você pode voltar pro Marco. Ter filhos com ele, não vá nos matar pra ficar o resto da vida numa prisão!

Amelinha: É mesmo, você pode ter muitos filhos.

Alexandra: E é claro que não gostaria de ver alguém maltratando eles.

Michelle: Eu matei meu filho! Eu o matei...!

Lágrimas descem pelo rosto de Michelle que está cada vez mais nervosa. Alexandra e Amelinha estão horrorizadas.

Michelle: O matei e nunca mais poderei ser mãe! Nunca mais! Nunca... Nunca mais...

Victor (nervoso): Vamos deixar essas palhaçadas de lado e acabar com isso de uma vez.

Michelle: Quero que você solte a menina.

Victor: Vai fraquejar agora, Michelle?

Michelle: Quero que mate Alexandra! Eu quero que deixe a menina livre, por que é inocente e não tem culpa de ter uma mãe como esta.

Alexandra: Obrigada, Michelle.

Michelle puxa a menina dos braços de Victor e a empurra. Amelinha corre para os braços da mãe.

Amelinha: Mamãe!

Victor se aproxima e segura Alexandra.

Victor: Você não Alexandra, só a menina!

Alexandra: Corre minha filha, saia daqui!

Amelinha: Não!

Michelle: Vá antes que eu me arrependa!

Amelinha (pensa): Eu preciso pedir ajuda pra minha mãe.

Ela foge dali.

Cena 2 – Estacionamento deserto / Ext.

Amelinha corre desesperada e se depara com Marco do lado de fora do estacionamento. Ela treme de medo.

Amelinha: Ajuda minha mãe. Por favor!

Marco: Corre e pede ajuda. Eu não vou deixar que nada de ruim aconteça. Confie em mim.

Amelinha diz que sim com a cabeça. Marco entra no local.

Cena 3 – Estacionamento deserto / Int.

Victor segura Alexandra e uma arma. Michelle está tensa.

Victor: Eu tenho muito que conversar com você. Estou com saudades. Quero sentir de novo seu corpo!

Alexandra: Mesmo que seja a força?

Victor ri e joga Alexandra violentamente no chão. Ela se afasta aos poucos.

Victor: Mas é claro!

Alexandra: Eu te odeio seu monstro. Tenho nojo de você!

Marco: Não toque nela seu imbecil!

Michelle: Você nos enganou sua maldita! Saia daqui Marco!

Marco: Por que você está fazendo isso Michelle?

Michelle: Eu odeio todos vocês... Mate ela Victor! Mate-a agora na frente dele!

Victor aponta a arma para ela, está prestes a acertá-la. Marco parte pra cima dele. Na luta pra tentar desarmá-lo. Um tiro ecoa no estacionamento. Marco cai baleado no chão.

Alexandra (grito ecoante/desesperada): Marco!

Michelle toma a arma da mão de Victor, histérica.

Michelle: O que você fez imbecil?! Era pra matar ela! Ela! Não o Marco!

Victor: Não foi culpa minha, ele...

Alexandra vai até Marco e chora desesperada, abraçando seu corpo.

Alexandra: Meu amor... Por que fizeram isso com você!

Michelle: Sai de perto dele, sua maldita! A culpa é toda sua! Eu vou te matar! Vou te matar!

Alexandra: Me mate então. Mas, eu não vou sair de perto dele! Você não tem coração Michelle! Não vê que Marco está morrendo?!

Pablo entra correndo no estacionamento.

Pablo: Pare já com isso, Michelle! Vamos embora daqui. Me dê isso.

Pablo tenta tirar a arma da mão de Michelle.

Michelle: Você está ficando louco?

Pablo (pegando a arma): A polícia Michelle! Chamaram a polícia! Estava lá em casa quando os malditos pais pobres do Marco foram avisar que você havia sequestrado a menina e meu pai chamou a polícia! Estão te procurando. Não vá estragar sua vida por causa dessa maldita!

Michelle: Não saio daqui antes de matá-la!

Pablo: Deixa de ser imbecil. Sempre soube que você era uma idiota mesmo. Deixe essa daí com o Marco, pegamos nossas coisas e fugimos juntos.

Michelle: Nunca vou deixá-la com o Marco, por que ele é meu!

Ela vai até onde Marco está caído, acaricia seu rosto.

Michelle: Ele é meu, só meu...

Pablo: Michelle, você perdeu! Não adianta mais. Marco nunca te amou. Ele ama Alexandra! E você também não o ama. Deixe esse orgulho besta de lado. Aceite que você perdeu!

Michelle: Quem te disse que eu não o amo? Quem te disse essa loucura?

Pablo: Você... Você sempre foi minha amante, acreditei que me amava...

Michelle: Pois o idiota aqui é você. Eu só te usei pra me divertir. Você não é homem capaz de fazer uma mulher feliz e o Marco sim. O Marco sabe amar. Ele é o homem da minha vida, não é capricho!

Pablo: Você vai se arrepender de tudo que está dizendo maldita!

Michelle: O que você vai fazer comigo? Vai me matar é isso?

Pablo aponta a arma em direção a Michelle.

Michelle: Não tenho medo de você. É um covarde e não tem coragem! Precisa sempre dos outros pra fazer as coisas pra você. Lembra quando queria matar sua avó e me pediu pra por veneno no chá dela? Lembra que não foi homem o suficiente pra me apoiar quando eu tirei o nosso filho? Você sempre depende dos outros, Pablo! Sempre!

Alexandra olha espantada.

Michelle: E também sempre teve inveja do Marco, porque Gina sempre o preferiu! Mas é lógico. Marco é o melhor em tudo!

Pablo atira em Michelle, sem piedade. Não pensa em nada. O ódio que sente pela amante o cega. Ela cai lentamente.

Pablo: Desgraçada!

Policiais invadem o local, seguidos por João Carlos e Benito. Victor se dá conta que perdeu tempo e tenta correr.

Policial: Parado aí!

Ele para e põe as mãos na cabeça.

Policial: Os senhores estão presos!

Alexandra está desesperada abraçada ao corpo ensanguentado de Marco. João Carlos olha surpreso. Michelle está morta.

Cena 4 – Hospital / Capela / Int.

Glória está ajoelhada rezando. Alexandra se junta a ela.

Alexandra: Confie em Deus e na Virgem senhora. Tenho certeza que vai dar tudo certo.

Glória: Eu confio Alexandra.

Amelinha: Que bom que não aconteceu nada com você mamãe.

Alexandra: Sim minha filha, mas minha felicidade só será completa quando Marco estiver aqui entre nós, sorrindo e fazendo brincadeiras como sempre.

Amelinha sorri. Gina aparece na salinha.

Gina: Posso conversar com você Alexandra?

Alexandra estranha, mas diz que sim com a cabeça. Mas antes, Gina se aproxima de Glória.

Gina: Confie em João Carlos. Ele está operando nosso filho agora, e tenho certeza que não vai falhar.

Elas se abraçam.

Glória: Obrigada por aceitar dividi-lo comigo. Devo muito à senhora. Marco só é esse bom moço porque a senhora soube lhe dar o amor que eu não pude.

Gina se aproxima de Alexandra.

Gina: Alexandra. Quero pedir que me perdoe, a maneira como eu te tratei. Me esqueci de minhas origens. Deixei me levar pela amargura e ambição. Um dia também fui uma moça pobre e que só buscava ser feliz, e me apaixonei por um jovem rico. Um jovem que se casou comigo e fomos muito felizes.

Alexandra sorri.

Gina: Desejo que você e o Marco sejam muito felizes. Me perdoa?

Alexandra: Claro que sim, senhora! Sempre soube que a senhora tinha bons sentimentos, tenho certeza que seremos muito amigas.

João Carlos ouve as duas, emocionado.

João Carlos: Tenho mais uma boa notícia a vocês. Marco já foi operado e está muito bem.

Todos comemoram.

Cena 5 – Mais Tarde / Hospital / Quarto de Marco / Int.

Alexandra e Marco se olham.

Alexandra: Marco... Meu amor...

Ele segura as mãos dela e sorri.

Marco: Pela segunda vez aqui nesse hospital, firme e forte. Você não se livra de mim agora tão fácil. Devia ter fugido quando daquela outra vez eu estava em coma, agora está presa a mim, pra sempre.

Ela o beija.

Alexandra: Não vou te deixar nunca... E como diz a música (cantando) “... Amor eterno é inevitável, cedo ou tarde eu estarei contigo para seguirmos amando...”

Cena 6 – Transição de Tempo

Fade in: Isla para dos – Thalia

Cenas externas da capital mexicana. Os monumentos e prédios históricos. As tradicionais vilas-cortiços da periferia. O cotidiano das pessoas. O trânsito. Close no céu azul. Os dias passam rapidamente.

Legenda: Dias depois.

Fade out: Isla para dos – Thalia

Cena 7 – Quadra esportiva / Dia /Ext.

João Carlos observa o filho que está saindo do seu treino de basquete.

Luciano: E o senhor, o que faz aqui?

João Carlos: Pelo que eu saiba a rua é pública.

Luciano: Veio ver o filho aleijado, que você não quis operar?

João Carlos: Ah, por favor, Luciano! Não venha com ironias.

Luciano: Ironias... (ele ri nervoso) Que saudades do pai que eu tinha antes, que pra mim era mais do que um amigo, era um herói. Um herói que destruiu minha vida.

Luciano sai dali, manejando a cadeira de rodas. Ele vai atravessar a rua quando João Carlos avista um carro vindo em alta velocidade. Ele corre e empurra o filho, por pouco o carro não os atropela.

João Carlos: Você está bem?

Luciano: Por que você fez isso? Não queria que eu morresse?

João Carlos: Não, meu filho. Porque eu te amo muito. Me perdoe, por favor.

Cena 8 – Fazenda Besañes / Campo / Ext.

Marcela e Armando passeiam pala fazenda de mãos dadas.

Armando: Que pena que não podemos nos casar agora.

Marcela: Mas logo poderemos. É que legalmente ainda sou casada com o Victor. É impressionante como ele conseguiu se esconder de todos, fingir que estava morto...

Começa a chuviscar.

 Marcela: É melhor irmos embora, antes que caia uma chuva forte.

Armando: Ei, espera!

Marcela: O que?

Fade in: Yo quisiera – Reik

Armando: Eu te amo!

Os dois se beijam e começa a chover cada vez mais forte. Marcela e Armando saem correndo e brincando, de repente ela cai.

Marcela: Eu sou uma desastrada!

Armando a ajuda a levantar.

Armando: Eu gosto de você assim. A menina desastrada por quem eu me apaixonei. A minha Marcela.

Os dois rindo se abraçam e se beijam ardentemente.

Fade out: Yo quisiera – Reik

Cena 9 – Mansão Besañes / Sala de Estar / Noite / Int.

Gina estava em sua casa, sozinha. Batem na porta. Ela atende e se espanta ao ver João Carlos ensopado pela chuva.

Gina: Meu Deus o que você está fazendo aqui?

João Carlos (rindo): Faz tempo que eu não tomava uma chuva dessas. Mas eu precisava te ver Georgina.

João Carlos tira de dentro uma sacola que trazia, um champanhe.

João Carlos: Espero que você não tenha se esquecido de como se faz uma boa comida porque hoje vim jantar com você. Vamos comemorar!

Gina: Comemorar o que?     

Fade in: No se tu – Luis Miguel     

João Carlos: Coisas maravilhosas. Fiz as pazes com nosso filho Luciano. Marcela está bem ao lado do amor da vida dela. Marco vai se casar com a cantora... E que bom que vão poder desfrutar da herança de minha mãe. E Alexandra tem um bom coração, sabe que valor tem essa casa pra você e por isso lhe permitiu que ficasse com ela. A única coisa triste é que Pablo está na cadeia, mas ele precisa ficar lá pra aprender que na vida o que importa é sermos bons... E o principal...

Ele sorri e segura às mãos de Gina, que não entende nada.

João Carlos: ... A nossa reconciliação. Me aceita de volta? Me perdoa por eu ter agido como um adolescente. Ter deixado uma grande mulher pra viver uma paixão com uma mocinha.

Gina (emocionada): Não continue, João Carlos. Não me faça lembrar disso. Eu te perdoo, por que te amo.

Os dois se beijam.

Fade out: No se tu – Luis Miguel

Cena 10 – Manhã Seguinte / Igreja / Int.

A igreja está lotada. No alto, Marco e Alexandra.

Padre: E eu vos declaro marido e mulher. Marco, pode beijar a noiva.

As pessoas aplaudem fervorosas. Marco beija Alexandra.

Cena 11 – Mansão Besañes / Salão de Festas / Ext.

A festa em comemoração ao casamento acontece linda. Alexandra canta em homenagem ao marido.

“Sabe, não é só recordar da dor
Sabe, são frases dentro de uma canção...
Que deixam os momentos
Que deixam as lembranças
Que vivemos de amor
Sabe tuas mãos cobrem meu coração
E não quero te esquecer
E não posso te trocar
Será sempre o melhor
Por que levas em seu sangue
Ansiedade por me abraçar
Por regressar
Sonhos que não podem ser
Por que levo em meu sangue
Ansiedade por te abraçar
Nunca te soltar
Até morrer junto a ti, junto a ti...
Sabe, talvez sempre tivesse razão...
Sabe, o mundo não era para esse amor...
Nos toca adiante e até o ultimo instante
De minha vida te amarei...”

Sentados a uma mesa, Armando, Marcela, José Manuel e Marília. Armando está abraçado a Marcela.

Armando: Foi um momento lindo. Minha irmã tem mesmo talento.

José Manuel: Alexandra sempre cantou muito bem.

Marília: Tudo a Alexandra faz muito bem não é meu amor?

Marília sai e José Manuel vai atrás.

José Manuel: Não posso nem fazer um comentário?

Marília: Você ainda a ama?

José Manuel: Claro que não. Você é a minha vida, minha mulher, não quero mais que desconfie de meu amor, ouviu?

Marília (sorrindo): José Manuel, você foi o melhor presente que Deus me deu. Eu te amo muito.

José Manuel: Também te amo. Minha querida ciumenta.

Os dois riem e se beijam.

Alexandra e Marco cumprimentam os convidados. O salão da Fazenda Besañes está todo enfeitado.

Marco: Mamãe, que bom que aceitou o papai de volta.

João Carlos: Ela não resistiu ao meu charme!

Gina: Ai, João, por favor!

Todos riem.

Amanda chega com Luciano. Gina e João Carlos os cumprimentam sem nenhuma mágoa. Amelinha e Carlinhos brincam animados. Benito e Glória conversam animadamente. Um garçom se aproxima com uma bandeja em mãos.

Garçom: Aceita um champagne, senhor?

Benito: Não, obrigado. Prefiro algo sem álcool. Tem um anjinho me vigiando.

Benito sorri para Glória, que está orgulhosa do marido. Amelinha sorri, depois vai até a mãe e a abraça.

Amelinha: Eu estou tão feliz mamãe.

Alexandra: Eu também estou minha vida. Agora somos uma família, eu, você...

Amelinha: E o meu papai Marco!

Marco: Você é a filhinha que eu pedi a Deus.

Marco e Amelinha se abraçam e Alexandra se emociona.

Alexandra sobe ao pequeno palco e pede a palavra.

Alexandra: Fico imensamente feliz por ter todos vocês aqui, compartilhando do dia mais especial da minha vida. Há alguém que está me fazendo muita falta nesse dia, mas tenho certeza que de onde ela estiver, deve estar muito feliz por mim, minha avó Isabela Besañes.

Todos aplaudem emocionados.

Cena 12 – Mansão Besañes / Jardim / Ext.

Alexandra e Marco saem da festa para o jardim. Eles estão de branco, ela com uma rosa em seu cabelo, se abraçam.

Marco: Meu amor. Preciso te dizer uma coisa.

Alexandra: Marco eu também preciso te contar uma coisa.

Marco: Deixa eu falar primeiro. Você é a mulher mais linda desse mundo!

Os dois riem, bobos.

Alexandra: A coisa que eu tenho a dizer é mais interessante e importante. Estou esperando um filho seu.

Marco se surpreende, a abraça e a beija imensamente feliz.

Marco: Meu amor! Minha querida cantora! Você me faz o mais feliz dos homens. Não vejo a hora desse bebezinho nascer.

Os dois riem. Alexandra abraça Marco, fecha os olhos e lembra-se de todos os momentos bons.

FLASHBACK

Fade in: Estoy enamorado – Thalia

Quando viu Marco pela primeira vez. Quando Marco segurou suas mãos lhe dando segurança no dia do teste. Quando cantou no casamento de Pablo e Marco a beijou. Quando passearam, ela, ele e Amelinha. Quando eles dançaram a noite inteira na quermesse. A primeira noite de amor. A serenata que Marco lhe fez. Os momentos recentes do casamento.”

Marco: Me apaixonei por você desde o primeiro instante. Encantei-me com sua beleza, sua meiguice e sua sedutora melodia.

Alexandra: Marco, meu querido, estou tão feliz... Hoje é o dia mais feliz da minha vida. Agora sou tua mulher sob a benção de Deus. Te amo, meu eterno amor.

Os dois se beijam sob a luz do sol, naquele jardim bonito repleto de flores.

 
     

 

 

 

     

autora
Francyslaine Vicentini

elenco
Thalia como Alexandra
Mauricio Islas como Marco Antonio
Nora Salinas como Michelle
Fernando Carrillo como Pablo
Marga Lopéz como Isabela
Helena Rojo como Gina
Andrés García como João Carlos
Susana Gonzáles como Marcela
Gabriel Soto como Armando
Mayrin Villanueva como Marilia
Miguel de León como José Manuel
Kuno Becker como Luciano
Danna Paola como Amelinha
Adamari Lopes como Amanda
María Sorté como Glória
Raúl Padilla "Chóforo" como Benito
Sergio Sendel como Victor
Carmen Salinas como Rosa

produção
Bruno Olsen
Diogo de Castro
Israel Lima

Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO


Copyright
© 2005 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução

.aaa.
.aaa.

Compartilhar:

 
Copyright © WebTV | Design by OddThemes